Prefeitura trabalha na preservação das lagoas da Maraponga e Mondubim

Os trabalhos de recuperação dos recursos hídricos estão bem avançados

Duas máquinas PC retroescavadeira estão na Lagoa do Mondubiml desde a segunda quinzena de junho (Foto: Queiroz Netto)

A Prefeitura de Fortaleza prossegue com os trabalhos de recuperação das lagoas da Maraponga e Mondubim. Segundo o coordenador Municipal de Proteção e Defesa Civil, Cristiano Ferrer, a área de lazer será devolvida à população completamente ordenada. “Entramos em contato com a Secretaria de Conservação e Serviços Públicos e já garantimos a inserção da limpeza manual do entorno e de toda a área que compõe o parque no cronograma de atividades da Pasta”, informou.

Acompanhado pela equipe de Ações Preventivas do órgão, Ferrer visitou as lagoas nesta sexta-feira. A primeira parada foi na Lagoa da Maraponga, onde uma turma de dez voluntários, residentes na área, estão colaborando com a limpeza do manancial. A equipe da Defesa Civil observou a execução dos serviços de rampeamento, terraplanagem, contenção e nivelamento da margem direita da encosta. “Vamos deixar a vegetação ao fundo da lagoa servindo de berçário para as aves e animais”, disse o coordenador operacional de Ações Preventivas, Márcio Marinho.

Em seguida, a equipe se dirigiu à Lagoa do Mondubim para uma visita técnica operacional e avaliar a progressão dos serviços. Duas máquinas PC retroescavadeira estão no local desde a segunda quinzena de junho, preparando o resgate do manancial. “Os trabalhos estão evoluindo a cada dia e já se percebe uma grande mudança no espaço, mudanças constatadas pelos moradores, que estão diariamente observando e acompanhando a limpeza do recurso hídrico”, assinalou Ferrer.

O aposentado Francisco Wellington, residente na Rua Delta, está satisfeito com a retomada da lagoa. ”O trabalho está bem feito. A gente não avistava a água da lagoa e agora tá uma  beleza. Faço caminhada todo dia no calçadão agora sinto mais segurança. Nós que estamos aqui não podemos mais deixar ninguém colocar lixo e sujar a lagoa. E se alguém fizer isso, temos que anotar placa do carro e denunciar”, defende.

A Defesa Civil faz o monitoramento dos mananciais numa parceria com as Secretarias  Regionais e Secretaria de Conservação e Serviços Públicos, por intermédio da Emlurb.