Roberto Cláudio assina a ordem de serviço da segunda UPA da Prefeitura de Fortaleza

A construção das seis UPAs da Prefeitura de Fortaleza totaliza investimento de R$ 24 milhões, com verba federal e municipal

Localizada no limite dos bairros Jangurussu e São Cristovão, a UPA irá atender também a população do Conjunto Palmeiras

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, assinou, na noite de quinta-feira (5/9), a ordem de serviço para a construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jangurussu (Regional VI). Esta é a segunda UPA de um lote de seis que a Prefeitura irá construir. As unidades contarão com investimentos que totalizam R$ 24 milhões, com verbas divididas entre o Tesouro Municipal e o Ministério da Saúde.

Localizada no limite dos bairros Jangurussu e São Cristovão, a UPA irá atender também a população do Conjunto Palmeiras. A previsão de entrega é de 90 dias. “Obra com a gente tem que ser bem feita, barata e entregue dentro do prazo determinado”, afirmou Roberto Cláudio. “Nosso compromisso é trabalhar muito pela saúde de Fortaleza. Eu quero a cada ano ser um prefeito melhor do que fui no ano anterior e poder retribuir a minha gratidão a vocês com muito trabalho”, completou.

O vereador e presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Walter Cavalcante, destacou o momento que a Cidade vive. “Eu fiquei muito feliz de ver todos os compromissos de campanha do Prefeito no Plano Plurianual que nos foi entregue. Isso demonstra que tudo que ele falou em campanha não foi só discurso e será colocado em prática”, afirmou.

A recepção dos convidados ficou por conta da banda marcial da Associação Cultura e Arte Simpatia (ACAS), que animou os presentes tocando temas de filmes e marchinhas. A ACAS existe há 10 anos no bairro Dias Macêdo e tem a proposta de tirar os jovens das ruas, através de projetos sociais como banda marcial, grupo de capoeira, grupo junino e bloco de carnaval.

Estiveram presentes também a secretária de Saúde, Socorro Martins; o titular da Regional VI, Renato Lima; o vereador e líder do governo na Câmara, Evaldo Lima (PCdoB); o secretário de Infraestrutura, Samuel Dias; o secretário de Educação Ivo Gomes; o deputado estadual Fernando Hugo (PSDB); e o presidente da Central Única de Favelas, Preto Zezé.