16 de dezembro de 2021 em Finanças

13º Prêmio Sefin de Finanças Públicas gratifica 13 alunos e 10 professores de escolas públicas

Objetivo do prêmio é incentivar, na sala de aula, a conscientização sobre tributos e serviços prestados ao cidadão


pessoas num palco
Os alunos de escolas públicas e privadas de Fortaleza que se destacaram nos trabalhos inscritos receberam um smartphone (Fotos: Kiko Silva)

A Prefeitura de Fortaleza premiou, nesta quinta-feira (16/12), durante solenidade realizada no Teatro São José, os 36 ganhadores do Prêmio Sefin de Finanças Públicas. Os alunos de escolas públicas e privadas de Fortaleza que se destacaram nos trabalhos inscritos receberam um smartphone. Seus respectivos professores ganharam o valor de R$ 1 mil por cada categoria.

Ao todo, 5.489 alunos de escolas públicas e privadas de Fortaleza se inscreveram no prêmio. Desses, 2.306 são da rede pública, dos quais 13 fazem parte dos 36 ganhadores, instruídos por 10 professores, também agraciados. Os trabalhos foram julgados por 22 profissionais da área fiscal e educadores.

O resultado desta edição está disponível no site do Prêmio Sefin.

De acordo com a secretária de finanças, Flávia Teixeira, o prêmio tem como objetivo conscientizar as crianças e jovens sobre a importância do tributo, uma vez que todo serviço público prestado ao cidadão fortalezense é financiado com esses recursos. “Entendemos que esse processo de educação fiscal extrapola as escolas e chega nas famílias, informando inclusive sobre temas como a solicitação da nota fiscal, a consciência fiscal e o controle social que se busca perante a sociedade”, explicou.

O tema desta edição contemplou “A importância dos tributos no combate à pandemia da covid-19”. Concorreram as categorias desenho, para alunos do 1º ao 4º ano; poema, para estudantes do 5º ao 8º; e redação (texto dissertativo-argumentativo), para alunos do 9º ano do ensino fundamental e do 1º ao 3º ano do ensino médio.

menino segura o certificado do prêmio sefin
Isaac dos Santos, de 13 anos, foi classificado em segundo lugar na categoria poema

A educação fiscal já é uma política instaurada no currículo da Rede Municipal de Ensino, conforme a proposta dos parâmetros e diretrizes curriculares nacionais, estadual e municipal, destaca a secretária de educação Dalila Saldanha. “O prêmio incentiva a gestão escolar, os professores e principalmente os estudantes a discutir essa temática. O grande número de alunos participantes é um indicador importante, pois é resultado da aprendizagem das nossas crianças.

Uma unidade escolar de Fortaleza tem feito história no prêmio Sefin: a Escola Municipal José de Alencar, no bairro Jardim Iracema (Distrito 1). A unidade é hexa campeã no evento. A professora Shirley Lopes participou desta edição de 2021, contou que a escola participa desde 2015 e já teve 17 alunos premiados. “São 17 alunos e 17 histórias de vida diferentes. Digo que o prêmio não é só importante porque conscientiza os alunos sobre a importância dos impostos, mas fomenta a capacidade deles sonharem. E é uma alegria ver nossos alunos vencedores”, celebrou.

Isaac dos Santos, de 13 anos, do 9º ano na Escola de Tempo Integral (ET) Laís Rodrigues De Almeida (Curió), foi classificado em segundo lugar na categoria poema. Foi o primeiro contato dele com o gênero textual. “No meu poema, eu falei sobre a situação que a população estava vivendo, e citei o auxílio emergencial, que ajudou muito durante a pandemia. Eu acho muito legal esse prêmio, nos inspira a escrever e a desenvolver a criatividade", disse.

Já o primeiro lugar na categoria poema do 8º ano ficou com a aluna Cynthia Lisly Ramos, da Escola Municipal Joaquim Nogueira, do bairro Antônio Bezerra, que participou pela primeira vez da premiação. “Estou muito feliz pelo resultado. Lembro que pulei muito e comemorei com meu pai quando soube que tinha ficado em primeiro lugar. Acho o prêmio muito bom para motivar jovens como eu a escrever. Nossa geração só quer ficar no celular... Eu mesma me senti estimulada a participar. Só felicidade”, comemorou.

13º Prêmio Sefin de Finanças Públicas gratifica 13 alunos e 10 professores de escolas públicas

Objetivo do prêmio é incentivar, na sala de aula, a conscientização sobre tributos e serviços prestados ao cidadão

pessoas num palco
Os alunos de escolas públicas e privadas de Fortaleza que se destacaram nos trabalhos inscritos receberam um smartphone (Fotos: Kiko Silva)

A Prefeitura de Fortaleza premiou, nesta quinta-feira (16/12), durante solenidade realizada no Teatro São José, os 36 ganhadores do Prêmio Sefin de Finanças Públicas. Os alunos de escolas públicas e privadas de Fortaleza que se destacaram nos trabalhos inscritos receberam um smartphone. Seus respectivos professores ganharam o valor de R$ 1 mil por cada categoria.

Ao todo, 5.489 alunos de escolas públicas e privadas de Fortaleza se inscreveram no prêmio. Desses, 2.306 são da rede pública, dos quais 13 fazem parte dos 36 ganhadores, instruídos por 10 professores, também agraciados. Os trabalhos foram julgados por 22 profissionais da área fiscal e educadores.

O resultado desta edição está disponível no site do Prêmio Sefin.

De acordo com a secretária de finanças, Flávia Teixeira, o prêmio tem como objetivo conscientizar as crianças e jovens sobre a importância do tributo, uma vez que todo serviço público prestado ao cidadão fortalezense é financiado com esses recursos. “Entendemos que esse processo de educação fiscal extrapola as escolas e chega nas famílias, informando inclusive sobre temas como a solicitação da nota fiscal, a consciência fiscal e o controle social que se busca perante a sociedade”, explicou.

O tema desta edição contemplou “A importância dos tributos no combate à pandemia da covid-19”. Concorreram as categorias desenho, para alunos do 1º ao 4º ano; poema, para estudantes do 5º ao 8º; e redação (texto dissertativo-argumentativo), para alunos do 9º ano do ensino fundamental e do 1º ao 3º ano do ensino médio.

menino segura o certificado do prêmio sefin
Isaac dos Santos, de 13 anos, foi classificado em segundo lugar na categoria poema

A educação fiscal já é uma política instaurada no currículo da Rede Municipal de Ensino, conforme a proposta dos parâmetros e diretrizes curriculares nacionais, estadual e municipal, destaca a secretária de educação Dalila Saldanha. “O prêmio incentiva a gestão escolar, os professores e principalmente os estudantes a discutir essa temática. O grande número de alunos participantes é um indicador importante, pois é resultado da aprendizagem das nossas crianças.

Uma unidade escolar de Fortaleza tem feito história no prêmio Sefin: a Escola Municipal José de Alencar, no bairro Jardim Iracema (Distrito 1). A unidade é hexa campeã no evento. A professora Shirley Lopes participou desta edição de 2021, contou que a escola participa desde 2015 e já teve 17 alunos premiados. “São 17 alunos e 17 histórias de vida diferentes. Digo que o prêmio não é só importante porque conscientiza os alunos sobre a importância dos impostos, mas fomenta a capacidade deles sonharem. E é uma alegria ver nossos alunos vencedores”, celebrou.

Isaac dos Santos, de 13 anos, do 9º ano na Escola de Tempo Integral (ET) Laís Rodrigues De Almeida (Curió), foi classificado em segundo lugar na categoria poema. Foi o primeiro contato dele com o gênero textual. “No meu poema, eu falei sobre a situação que a população estava vivendo, e citei o auxílio emergencial, que ajudou muito durante a pandemia. Eu acho muito legal esse prêmio, nos inspira a escrever e a desenvolver a criatividade", disse.

Já o primeiro lugar na categoria poema do 8º ano ficou com a aluna Cynthia Lisly Ramos, da Escola Municipal Joaquim Nogueira, do bairro Antônio Bezerra, que participou pela primeira vez da premiação. “Estou muito feliz pelo resultado. Lembro que pulei muito e comemorei com meu pai quando soube que tinha ficado em primeiro lugar. Acho o prêmio muito bom para motivar jovens como eu a escrever. Nossa geração só quer ficar no celular... Eu mesma me senti estimulada a participar. Só felicidade”, comemorou.