Professor e aluno da Rede de Ensino Municipal
Orientações pretendem instruir os profissionais sobre o desenvolvimento de atividades a serem realizadas pelos alunos em casa

A Prefeitura de Fortaleza divulga, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), em articulação com a entidade representativa dos profissionais da Educação, o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sindiute), orientações para o trabalho domiciliar de profissionais da Rede Municipal de Ensino. O objetivo é que gestão, escola e família, juntos, possam dar continuidade ao processo de ensino e aprendizagem dos 231 mil alunos neste período de suspensão de aulas, com atividades pedagógicas para serem realizadas em regime de domicílio. 

As orientações pretendem instruir os profissionais sobre o desenvolvimento de interações/vivências e atividades domiciliares a serem realizadas pelos alunos em casa nos dias de afastamento social para enfrentamento à pandemia do coronavírus, em conformidade com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB).

Para a Educação Infantil, a SME reforça a importância de atividades que proporcionem interações/vivências com as famílias. Neste sentido, a Secretaria orienta professores e demais profissionais na promoção de ações de fortalecimento dos vínculos, afetos e relações, além da proteção e cuidados das crianças, por meio de atividades propostas às famílias.

Visando cumprir a carga horária mínima anual exigida na legislação vigente, as unidades municipais de Ensino Fundamental devem adotar como estratégia de ensino e aprendizagem, durante esse regime especial, a orientação de estudos com atividades domiciliares. As atividades devem ser planejadas e orientadas pelos professores da Rede e entregues aos estudantes e seus familiares pela unidade escolar.

Neste contexto, a gestão escolar se articula com os professores da unidade, por meio das ferramentas de comunicação remota, para que estes enviem seu "Plano Semanal de Atividades Domiciliares". Nos planos, devem constar roteiro de estudos e coletânea de atividades, por semana, bem como as estratégias de avaliações que serão adotadas para os conteúdos ministrados durante esse período. 

Os Distritos de Educação deverão orientar a gestão escolar na organização do "Plano Semanal de Atividades Domiciliares da Escola", contemplando todos os componentes curriculares e ano/série. O roteiro de estudo e a coletânea de atividades deverão ter como referência o livro didático e os materiais complementares trabalhados durante o ano letivo.

Publicado em Educação
Kits de alimentação
Ao todo serão contemplados cerca de 230 mil estudantes da Rede de Ensino

A Prefeitura de Fortaleza inicou, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), nesta segunda-feira (23/03), a entrega dos kits de alimentação para os alunos das Rede Municipal de Ensino. Ao todo serão contemplados cerca de 230 mil alunos.

A distribuição dos kits tem o objetivo de complementar a alimentação dos alunos, durante o período de suspensão das aulas, em decorrência do enfrentamento ao coronavírus. A distribuição acontecerá nas unidades escolares, que conforme cronograma, entrarão em contato com as famílias para informar quando os kits estarão disponíveis para retirada. A entrega iniciará pelos alunos da Educação Infantil.

Para que o processo de entrega transcorra da melhor forma, sem aglomerações, vale ressaltar que, é importante que o pai ou responsável compareça à unidade escolar onde o aluno está matriculado apenas no dia e horário marcados para retirada do kit. Apenas uma pessoa deve comparecer à unidade de ensino para a receber dos alimentos.

Os kits são compostos por 1kg de açúcar, 2 kg de arroz branco, 1 pacote de macarrão espaguete, 1 pacote de biscoito, 1kg de feijão, 1 garrafa de óleo de soja, 1 kg de sal, 1 kg de farinha de mandioca e 1 pacote de farinha de milho. Os alimentos estarão disponíveis em todas as unidades escolares municipais, entre creches conveniadas, Centros de Educação Infantil e escolas.

A ação de distribuição de kits alimentícios faz parte da campanha “Educação pela vida: coronavírus não”, que tem o objetivo de contribuir com a disseminação de informações e orientações para os alunos da Rede Municipal Ensino e seus familiares, envolvendo a comunidade escolar de uma forma geral.

Publicado em Educação

O prefeito Roberto Cláudio e a secretária da Educação, Dalila Saldanha, inauguram, nesta segunda-feira (09/03), às 18h, a nova Escola Municipal de Tempo Integral (ETI) Professor Expedito Parente, no Siqueira. A unidade atenderá cerca de 420 alunos, do 6º ao 9º ano.

De dezembro até agora, a gestão municipal entregou mais três novas escolas do mesmo modelo à população dos bairros Planalto Ayrton Senna, Curió e Conjunto Ceará. Com as quatro novas escolas recém-inauguradas, a Prefeitura oferta mais de 1.600 novas vagas em tempo integral.

A unidade do Siqueira teve investimento de R$ 9.483.893,24, sendo R$ 5.401.450,81 oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e R$ 3.322.442,43 do Tesouro Municipal. O valor total inclui ainda R$ 670.000 investidos pela Prefeitura para a aquisição de equipamentos.

A nova escola possui área total de 4.794 m² e dispõe de 12 salas de aulas temáticas, três laboratórios, biblioteca, cozinha, refeitório, auditório, diretoria, secretaria, coordenação pedagógica e coordenação de área, sala do professor diretor de turma, sala dos professores, pátio com projeto paisagístico, ginásio (com quadra poliesportiva coberta, arquibancadas e alambrados), vestiários e depósitos.

Com a ETI Professor Expedito Parente, a Rede Municipal de Ensino chega a 27 ETIs - antes de 2013, não contava com nenhum equipamento do tipo. Nas escolas desta modalidade, os estudantes vivenciam rotinas e práticas para uma formação interdisciplinar, com o apoio de equipes pedagógicas de formação especializada. Na rotina, os alunos contam com três refeições diárias e acompanhamento pessoal realizado pelos Professores Diretores de Turma, além de disciplinas que pautam temas como protagonismo e projeto de vida, disciplinas eletivas escolhidas por professores e alunos, e atividades laboratoriais de Informática, Biologia, Química, Física e Matemática.

Política de Tempo Integral

Fortaleza é primeiro lugar em cobertura percentual no Brasil de matrículas de tempo integral, de acordo com dados oficiais divulgados pelo Censo Escolar da Educação Básica 2019. Com o avanço no número de matrículas, Fortaleza possui hoje 41,4% dos seus alunos estudando em tempo integral. Em números absolutos, ocupa ainda o posto de segunda capital no País, com 86.438 matrículas, superando São Paulo (74.045). O primeiro lugar é ocupado pelo Rio de Janeiro, que possui 196.599 matrículas em tempo integral.

Assim, comparando os números de 2018 e 2019, Fortaleza cresceu 28,2% no atendimento em Tempo Integral, enquanto a média de crescimento das capitais do País no ensino público é de 5,4%. No Brasil como um todo, a taxa de crescimento atingiu apenas 1,4%.

O Censo Escolar de 2018 já tinha apontado a capital cearense como destaque, quando ocupava o posto de 3ª capital do Brasil, com 67.417 matrículas, o que correspondia a 31,5% da Rede Municipal com atendimento em Tempo Integral. Em 2017, eram 56.065 alunos matriculados em Tempo Integral.

Os resultados refletem o amplo investimento que a Prefeitura de Fortaleza vem realizando na educação, principalmente na ampliação da política de Tempo Integral para os alunos da Capital, buscando ampliar a jornada de estudo e fortalecer o aprendizado, por meio das Escolas de Tempo Integral, Centros de Educação Infantil e programas de fortalecimento da aprendizagem (Integração, Pró-Técnico e Mais Educação). Esses programas atuam no âmbito da ampliação da jornada escolar, atendendo alunos do 1° ao 9º ano, promovendo a educação integral e integrada, articulando a educação formal com vivências artísticas, esportivas e sociais.

Serviço:
Inauguração da Escola Municipal de Tempo Integral Professor Expedito Parente
Data: 09/03 (segunda-feira)
Horário: 18h
Local: Rua Tebas, s/n - Siqueira (próximo ao CEI Francisco Nogueira da Silva)

Publicado em Educação
Fachada de uma unidade da Rede Municipal
A concessão visa atender 198 unidades consumidoras da Secretaria Municipal da Educação (SME)

A Prefeitura de Fortaleza lançou, nesta segunda-feira (02/03), o edital de licitação que tem como objeto a proposta mais vantajosa para fins de contratação de parceria público-privada, na modalidade de concessão administrativa para implantação, gestão, operação e manutenção de geração distribuída, bem como para eficiência energética nos prédios das escolas e creches do Município, num prazo de 25 anos.

Confira o edital

Os interessados na concessão terão o prazo até dia 17 de abril de 2020, às 10h15min, para entregar os envelopes com a documentação de credenciamento e garantia da proposta, documentos de proposta técnica, documentos da proposta de valores e documentos de habilitação, na sede da Central de Licitações de Fortaleza (CLFOR), localizada na Rua do Rosário, 77, Edifício Vital Rolim, no Centro.

A iniciativa do projeto de energia limpa para as unidades escolares e creches foi articulada por intermédio da Secretaria Municipal da Educação (SME) e da Coordenadoria de Fomento à Parceria Público-Privada (PPPFor), tendo em vista a necessidade de reduzir as despesas fixas da Prefeitura, com a promoção de soluções renováveis, através de um conceito inovador e sustentável.

A Secretaria Municipal da Educação – SME possui hoje cerca de 490 (quatrocentas e noventa) unidades consumidoras, na sua grande maioria conectadas em baixa tensão e faturadas na modalidade de consumo B, gerando um consumo médio de 13 (treze) GWh por ano. O suprimento de parte dessa quantidade de energia será por meio da geração distribuída e da eficiência energética, com vantagens econômicas e ambientais.

Cumpre esclarecer que todas as 490 (quatrocentos e noventa) unidades serão atendidas pela geração distribuída, bem como pela eficiência energética para a troca de lâmpadas. No que diz respeito ao monitoramento e automatização da eficiência, que serão verificadas em tempo real, serão beneficiadas 198 (cento e noventa e oito) unidades por possuírem um maior consumo de energia, conforme lista anexa ao Edital.

“Com a Parceria público-privada, a Prefeitura visa otimizar o custeio da troca de lâmpadas e equipamentos, por meio da eficientização energética e também a produção de energia para esses equipamentos por meio da matriz solar. Além de garantir o valor pago pelo Município pela energia consumida, dado que o valor da tarifa vem subindo muito acima da inflação nos últimos 10 anos”, pontua o Coordenador da PPPFor, Rodrigo Nogueira.

Conforme o secretário-executivo da Secretaria da Educação, Joaquim Aristides, a SME está vendo nesse projeto uma oportunidade de requalificar o ambiente das escolas, por meio de uma fonte de energia alternativa eficiente e de baixo impacto ambiental. “Esse projeto traz uma manutenção permanente desses sistemas, o que faz com que a gente não tenha mais equipamentos desativados ou se deteriorando; além dos ganhos financeiros, pois com a redução da conta de energia, sobra dinheiro para aplicarmos diretamente nas escolas”.

Ressalta-se que, em agosto de 2018, a Prefeitura de Fortaleza lançou um Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), Chamamento Público nº 014/2018/CPL/2018, que constatou por meio de estudos a viabilidade do projeto por meio de Parceria Público-Privada. A meta é que os participantes da licitação elaborem projetos que gerem a média mensal de 1.097.809,71 KWh/mês.

Geração Distribuída

A partir de uma fonte alternativa, é possível reduzir o custo do consumo da energia elétrica nas Unidades Consumidoras dos prédios das escolas e creches do Município de Fortaleza, podendo alcançar ganhos de eficiência em termos absolutos das quantidades de energia consumida, pela adequação de parâmetros técnicos, pela compensação do consumo de energia demandado da distribuidora local.

Eficientização energética

Para além da geração e distribuição de energia por fonte solar e eólica, o projeto também contempla a eficientização energética das unidades consumidoras, através de ações como substituição de lâmpadas incandescentes e fluorescentes por LED, monitoramento e automatização da eficiência energética, e plano de manutenção preventiva e corretiva.

Além disso, o edital também envolve um projeto de educação ambiental acerca dos processos de inovação obtidos através da PPP, com a realização de panfletagens, palestras e aulas educativas nas comunidades em que as escolas estão inseridas, tendo como meta a conscientização dos benefícios econômicos e ambientais que a implantação do projeto trará. Além disso, atividades visando a conscientização da importância da conservação de energia e promoção de ações e metas para redução de desperdício energético.

Dentre os resultados e benefícios esperados estão a economia de custo relacionado ao consumo de energia elétrica, a contribuição para a preservação do meio ambiente, a gestão e monitoramento do consumo de energia dos equipamentos vinculados à Secretaria Municipal da Educação, a proteção contra o aumento tarifário, a conscientização acerca da importância em evitar o desperdício energético, o investimento em grandes infraestruturas com financiamento em longo prazo, sem comprometer os recursos públicos.

Publicado em Educação
Crianças da Rede Municipal
A unidade de Educação Infantil dispõe de sete salas de aula, banheiros com acessibilidade, refeitório, entre outros espaços

O prefeito Roberto Cláudio e o governador Camilo Santana inauguram, nesta sexta-feira (14/02), às 9 horas, o novo Centro de Educação Infantil (CEI) Manoel Pinheiro dos Santos, no bairro Jangurussu. A nova unidade faz parte das ações do programa Juntos por Fortaleza. A secretária da Educação de Fortaleza, Dalila Saldanha, também participa da solenidade.

O CEI beneficiará cerca de 200 crianças, de 1 a 5 anos de idade, do bairro Jangurussu. O equipamento é fruto de convênio entre a Prefeitura de Fortaleza e o Governo do Estado do Ceará, no valor total de R$ 2.007.805.06. Deste total, R$ 1.767.791,52 foi investido pelo Governo do Estado para construção do CEI e R$ 240.013,54 foi a contrapartida do município de Fortaleza para aquisição de equipamentos, mobiliários e materiais de consumo, como foco na implantação e funcionamento da unidade.

A unidade de Educação Infantil dispõe de sete salas de aula, banheiros adultos, infantis e com acessibilidade, cozinha, refeitório, despensa, coordenação, sala de professores, entre outros espaços. O projeto contempla, ainda, área de lazer e solarium.

Educação Infantil
O cenário de crescimento e a busca, cada vez maior, pelo acesso aos equipamentos de educação do município comprovam a qualidade dos serviços ofertados pela Prefeitura de Fortaleza. De acordo com o Censo Escolar 2019, a capital cearense lidera o ranking entre as capitais com o maior atendimento do Nordeste nas etapas creche e pré-escola, com mais de 50 mil matrículas, sendo 22.042 na etapa creche e 28.178 na pré-escola. E na etapa creche, o município também é a 1ª capital do Norte e Nordeste. Conforme os dados, em 2012, o município contava com 10.593 vagas na etapa creche, o que demonstra um crescimento superior a 100%, em relação ao ano de 2019, que registrou 21.892 matrículas.

Quanto ao parque escolar, Fortaleza já registrou o acréscimo de 118 unidades de Educação Infantil em apenas seis anos, o que representa um crescimento de 80% no número de equipamentos. Ao longo de 2020, a oferta de vagas em creche será ampliada em 7400 novas matrículas, com a construção de 37 Centros de Educação Infantil.

Serviço
Inauguração do Centro de Educação Infantil Manoel Pinheiro dos Santos
Data: sexta-feira (14/02)
Horário: 9h
Endereço: Rua Major Ladislau Lourenço - s/n (próximo ao Centro de Distribuição do SAS) - Jangurussu

Publicado em Educação
Secretária Dalila Saldanha e autoridades
O Observatório foi lançado na última terça-feira, durante a abertura do ano letivo na Escola Municipal Manoelito Guimarães Domingues

A Prefeitura de Fortaleza está com inscrições abertas para o processo seletivo das pesquisas de Mestrado Acadêmico e Doutorado Acadêmico que vão compor o Observatório do Sistema Municipal da Educação. As inscrições seguem até dia segunda-feira (03/02), por meio do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE), do Centro de Educação e o Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada (PosLA), do Centro de Humanidades da Uece.

Podem participar da seleção servidores efetivos pertencentes ao Grupo Ocupacional do Magistério ou ao Grupo Ocupacional Tático do Ambiente Educação, em efetivo exercício em qualquer das instâncias da Secretaria Municipal da Educação de Fortaleza (SME). O vice-reitor da Uece, Hidelbrando Soares, destaca o público alvo do Observatório. “Essa parceria tem grande importância para a Educação, porque estamos vinculando essas vagas aos professores que vivenciam e realmente se preocupam com questões do chão da escola, com os desafios que Rede Pública possui”, observa.

As inscrições devem ser efetuadas na Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da Uece – Prédio da Reitoria – 1º andar / Campus do Itaperi (Av. Doutor Silas Munguba, 1700), das 8h às 11h30min e das 13h às 16h, de segunda a sexta-feira, excluídos os feriados. No a segunda-feira (03/02), a inscrição será de 8 às 17h.

O Observatório do Sistema Municipal da Educação foi lançado, nesta terça-feira (28/01), pelo prefeito Roberto Cláudio e a secretária da Educação, Dalila Saldanha, na Escola Municipal Manoelito Guimarães Domingues, durante a abertura do ano letivo de 2020, e contou com a participação do vice-reitor da Universidade Estadual do Ceará (Uece), Hidelbrando Soares.

A ação, que é fruto de convênio celebrado com a Fundação da Uece, tem em sua composição vários campos de pesquisa na área da Educação. Segundo a secretária da Educação, Dalila Saldanha, o objetivo da iniciativa é capacitar os professores. "Com o programa, a gente vai financiar linhas de pesquisas e a UECE, por meio de seus pesquisadores, doutores, pós-doutores e mestres, vai desenvolver pesquisas nas áreas de políticas públicas, letramento, tecnologias e ensino da Língua Portuguesa. Em contrapartida, estamos oportunizando aos nossos professores 40 vagas em nível de pós-graduação, mestrado e doutorado e o convênio terá vigência até 2023. É um incentivo à valorização dos nossos profissionais na sua formação continuada", explica.

Informações: (85) 3101-9650
Saiba mais

Publicado em Educação
Alunos da Rede
O equipamento conta com 12 salas de aulas temáticas, três laboratórios, biblioteca, entre outros espaços

O prefeito Roberto Cláudio e a secretária da Educação, Dalila Saldanha, inauguram, nesta segunda-feira (20/01), às 17h, a nova Escola Municipal de Tempo Integral (ETI) Professor Prisco Bezerra, no Conjunto Ceará. A unidade atenderá cerca de 420 alunos, do 6º ao 9º ano.

No último mês de dezembro, a gestão municipal entregou duas escolas do mesmo modelo à população dos bairros Planalto Ayrton Senna e Curió. Com as três novas escolas recém-inauguradas, a Prefeitura ofertará mais de 1.200 novas vagas em tempo integral no começo deste semestre letivo.

A unidade do Conjunto Ceará teve investimento de R$ 8.576.920,00 para sua construção, oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) - R$ 5.400.000,00 - e do Tesouro Municipal – R$ 3.176.920,00. Além disso, a Prefeitura investiu R$ 760.000 para a aquisição de equipamentos. Com isso, o valor da obra totaliza em R$ 9.330.920,00.

O novo equipamento possui área total de 4.794,77m² e dispõe de 12 salas de aulas temáticas, três laboratórios, biblioteca, cozinha, refeitório, auditório, diretoria, secretaria, coordenação pedagógica e coordenação de área, sala do professor diretor de turma, sala dos professores, pátio com projeto paisagístico, ginásio (com quadra poliesportiva coberta, arquibancadas e alambrados), vestiários e depósitos.

Com a Escola Municipal de Tempo Integral Professor Prisco Bezerra, a Rede Municipal de Ensino chega a 26 ETIs (antes de 2013, não contava com nenhum equipamento do tipo). Nas escolas desta modalidade, os estudantes vivenciam rotinas e práticas para uma formação interdisciplinar, com o apoio de equipes pedagógicas de formação especializada. Na rotina, os alunos contam com três refeições diárias e acompanhamento pessoal realizado pelos Professores Diretores de Turma, além de disciplinas que pautam temas como protagonismo e projeto de vida, disciplinas eletivas escolhidas por professores e alunos, e atividades laboratoriais de Informática, Biologia, Química, Física e Matemática.

Política de Tempo Integral

Fortaleza é primeiro lugar em cobertura percentual no Brasil de matrículas de tempo integral, de acordo com dados oficiais divulgados pelo Censo Escolar da Educação Básica 2019. Com o avanço no número de matrículas, Fortaleza possui hoje 41,4% dos seus alunos estudando em tempo integral. Em números absolutos, ocupa ainda o posto de segunda capital no País, com 86.438 matrículas, superando São Paulo (74.045). O primeiro lugar é ocupado pelo Rio de Janeiro, que possui 196.599 matrículas em tempo integral.

Assim, comparando os números de 2018 e 2019, Fortaleza cresceu 28,2% no atendimento em tempo integral, enquanto a média de crescimento das capitais no ensino público é de 5,4%. No Brasil como um todo, a taxa de crescimento atingiu apenas 1,4%.

O Censo Escolar de 2018 já tinha apontado a Capital cearense como destaque, quando ocupava o posto de 3ª capital do Brasil, com 67.417 matrículas, o que correspondia a 31,5% da Rede Municipal com atendimento em tempo integral. Em 2017, eram 56.065 alunos matriculados nessa modalidade.

Os resultados refletem o amplo investimento que a Prefeitura de Fortaleza vem realizando na Educação, principalmente na ampliação da política de tempo integral para os alunos da Capital, buscando ampliar a jornada de estudo e fortalecer o aprendizado, por meio das Escolas de Tempo Integral, Centros de Educação Infantil e programas de fortalecimento da aprendizagem (Integração, Pró-Técnico e Mais Educação). Esses programas atuam no âmbito da ampliação da jornada escolar, atendendo alunos do 1° ao 9º ano, promovendo a educação integral e integrada, e articulando a educação formal com vivências artísticas, esportivas e sociais.

Serviço:
Inauguração da Escola Municipal de Tempo Integral Professor Prisco Bezerra
Data: 20/01 (segunda-feira)
Horário: 17h
Local: Avenida F (vizinho à Escola Municipal João Nunes Pinheiro - Avenida F, 550 - Conjunto Ceará)

Publicado em Educação
Alunos Escola Municipal de Tempo Integral
Escola dispõe de salas de aulas temáticas, laboratórios, biblioteca, ginásio, entre outros espaços

O prefeito Roberto Cláudio e a secretária da Educação, Dalila Saldanha, inauguram, nesta sábado (28/12), às 9h, a nova Escola Municipal de Tempo Integral (ETI) Laís Rodrigues de Almeida, no bairro Curió (Regional VI). A unidade, a segunda inaugurada pela gestão municipal neste mês, atenderá cerca de 420 alunos, do 6º ao 9º ano. No último dia 12 de dezembro, a população do bairro Planalto Ayrton Senna recebeu a ETI Leonel de Moura Brizola.

A unidade teve investimento total de R$ 9.166.880,58, oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) - R$ 5.401.450,81 - e do Tesouro Municipal – R$ 3.005.429,77. O valor total inclui, ainda, o investimento da Prefeitura de R$ 760 mil para a aquisição de equipamentos.

O novo equipamento possui área total de 4.794,77 m². A escola dispõe de 12 salas de aulas temáticas, três laboratórios, biblioteca, cozinha, refeitório, auditório, diretoria, secretaria, coordenação pedagógica e coordenação de área, sala do professor diretor de turma, sala dos professores, pátio com projeto paisagístico, ginásio (com quadra poliesportiva coberta, arquibancadas e alambrados), vestiários e depósitos.

Com a Escola Municipal de Tempo Integral Laís Rodrigues de Almeida, a Rede Municipal de Ensino chega a 25 ETIs - antes de 2013, não contava com nenhum equipamento do tipo. Nas escolas desta modalidade, os estudantes vivenciam rotinas e práticas para uma formação interdisciplinar, com o apoio de equipes pedagógicas de formação especializada. Na rotina, os alunos contam com três refeições diárias e acompanhamento pessoal realizado pelos Professores Diretores de Turma, além de disciplinas que pautam temas como protagonismo e projeto de vida, disciplinas eletivas escolhidas por professores e alunos, e atividades laboratoriais de Informática, Biologia, Química, Física e Matemática.

Tempo Integral

Fortaleza é primeiro lugar em cobertura percentual no Brasil de matrículas de tempo integral, de acordo com dados preliminares divulgados pelo Censo Escolar da Educação Básica 2019. Com o avanço no número de matrículas, Fortaleza possui hoje 41,3% dos seus alunos estudando em tempo integral. Em números absolutos, ocupa ainda o posto de segunda capital no País, com 86.121 matrículas, superando São Paulo (73.807). O primeiro lugar é ocupado pelo Rio de Janeiro, que possui 197.357 matrículas em tempo integral. Os municípios de Belo Horizonte (52.599) e Curitiba (48.648) ocupam a quarta e quinta posição, respectivamente, segundo o levantamento.

O Censo Escolar de 2018 já tinha apontado a capital cearense como destaque, ocupando o posto de 3ª capital do Brasil, com 67.417 matrículas, que correspondia a 31,5% da Rede Municipal atendida em tempo integral. A meta é que em 2020 Fortaleza tenha 50% dos seus alunos na modalidade em tempo integral.

Serviço
Inauguração da Escola Municipal de Tempo Integral Laís Rodrigues de Almeida
Data: 28/12 (sábado)
Horário: 9h
Local: Rua Odilon Guimarães, 1773 - Curió

Publicado em Educação
Infográfico com dados

A Prefeitura de Fortaleza comunica, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), que o período de matrículas para alunos novatos da Rede Municipal de Ensino inicia nesta quinta-feira (02/01) e segue até quarta-feira da semana que vem (08/01). Os pais ou responsáveis devem estar atentos às datas do calendário para garantir a vaga dos seus filhos. O calendário foi elaborado para oferecer mais agilidade ao processo e conforto aos pais, evitando filas de espera.

No dia 2, será a vez da matrícula de alunos novatos a partir de 1 ano de idade (creche) até o 1º ano. No dia 3, poderão se matricular os alunos do 2º ao 4º ano; no dia 6, alunos do 5º ao 7º ano; no dia 7, alunos do 8º e 9º ano; e no dia 8, inicia a matrícula dos alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Vale lembrar ainda que essas datas são estipuladas para organização do calendário, no entanto, as matrículas para ingresso de alunos nas escolas municipais estão abertas durante todo o ano.

Durante o mês de dezembro, ocorreu o período de inscrições no Registro Único para as turmas de creches (1 a 3 anos), e de prazo de pré-inscrição para as Escolas de Tempo Integral.

A confirmação de matrícula dos alunos veteranos também ocorre em dezembro. A vaga de veteranos é garantida antecipadamente e os pais apenas confirmam a renovação da matrícula.

Documentação

Para efetivar a matrícula de alunos novatos, os responsáveis devem procurar a escola mais próxima de sua residência e apresentar a seguinte documentação: cópia da certidão de nascimento e CPF; documento de transferência (histórico escolar ou declaração da escola de origem); três fotos 3x4; cartão de identificação social do responsável legal (NIS); comprovante de residência; cópia do laudo ou avaliação pedagógica das crianças com deficiência; cartão de vacinação atualizado para Educação Infantil, Ensino Fundamental e EJA; e CPF ou RG do responsável, quando o aluno for menor de idade.

Os pais ou responsáveis que desejam realizar inscrição do filho no Registro Único devem entregar a seguinte documentação: carteira de trabalho ou declaração que comprove o trabalho; cópia da certidão de nascimento; cópia do comprovante de endereço; cópia do cartão de vacina; cópia do CPF do aluno; cópia do RG e CPF do responsável; cópia do comprovante da renda mensal da família; cópia do laudo ou avaliação pedagógica das crianças com deficiência; cópia do cartão bolsa família e duas (2) fotos 3x4.

É importante ressaltar que a ausência de algum documento não pode ser impedimento para efetivação da matrícula. Caso o aluno não possua algum dos documentos solicitados, os conselhos Tutelares de cada Distrito de Educação devem ser acionados para regulamentação da documentação. O responsável pode efetuar a matrícula e depois entregar a documentação.

Organização do calendário

As matrículas antecipadas da Educação Inclusiva aconteceram em novembro, com o objetivo de identificar as necessidades educacionais específicas dos alunos, mapear as escolas e assegurar, de forma prévia, a organização dos suportes e recursos de acessibilidade física e pedagógica. Os pais que perderam o prazo estabelecido ainda poderão procurar qualquer unidade e efetivar a matrícula do seu filho, de acordo com o cronograma da matrícula 2020.

Em dezembro, além de ter iniciado o período de inscrições no Registro Único para as turmas de creches e ter ocorrido a confirmação de matrícula dos alunos veteranos, a SME disponibilizou prazo de pré-inscrição para as Escolas de Tempo Integral (ETI).

A relação final com os alunos selecionados foi divulgada na ETI de interesse do aluno, considerando o número de vagas e os critérios de prioridade. A confirmação da matrícula deve ser realizada no período de 2 a 10 de janeiro.

Nos casos de alunos de ETI, à documentação acrescenta-se, ainda, o termo de adesão assinado pelo aluno e responsável, confirmando a opção pelo tempo integral; questionário socioeconômico, devidamente preenchido e assinado pelo responsável, e a ficha de Saúde do Estudante, devidamente preenchida e assinada pelo responsável.

Calendário de matrículas da Rede Municipal de Ensino de Fortaleza para 2020
Clique aqui o cronograma de matrículas

Publicado em Educação
logo do prêmio amc

Buscando fortalecer uma cultura de consciência e respeito no trânsito a partir da infância, o prefeito Roberto Cláudio e a primeira-dama Carol Bezerra agraciam alunos da Rede Municipal e Estadual de Ensino vencedores do III Prêmio AMC de Mobilidade Urbana. A solenidade acontece nesta segunda-feira (16/12), às 9 horas, na Escola de Mobilidade Urbana.

Com a temática "No trânsito, o sentido é a vida. Desacelere! Cuide do pedestre!”, o concurso mobilizou 4.854 alunos de 115 escolas. “Esta é uma tentativa de inserir crianças e jovens na temática da mobilidade, incentivando-lhes quanto a uma convivência mais humanizada e segura no trânsito”, reforça Arcelino Lima, superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

Nesta terceira edição, serão premiados os três primeiros lugares de cada ano nas categorias desenho, poema, redação e vídeo, totalizando 35 alunos. Para estimular o conhecimento e as novas tecnologias, os primeiros colocados ganharão um notebook. Os segundos, um tablet e os terceiros, um smartphone. Cada professor orientador dos trabalhos também receberá a mesma premiação.

A iniciativa tende a contribuir com a educação para o trânsito à medida que incentiva o cumprimento às regras de circulação viária. “Ao envolver os estudantes nesta causa, esperamos uma maior conscientização quanto à segurança viária, importante problemática que exige a atenção de todos. Embora Fortaleza tenha registrado em 2018 o menor quantitativo de mortes no trânsito, os desafios ainda existem e a educação é um dos principais meios capaz de salvar e preservar vidas”, finaliza o Superintendente.

Serviço
Solenidade de entrega do III Prêmio AMC de Mobilidade Urbana
Data: 16/12 (segunda-feira)
Hora: 9h
Local: Escola de Mobilidade Urbana (Rua Major Virgílio Borba, s/n, ao lado do Parque Adahil Barreto)

Publicado em Mobilidade