11 de junho de 2013 em Saúde

Festa junina do Caps infantil do Bairro de Fátima reúne pacientes, familiares e profissionais

Primeira Dama Carol Bezerra prestigia evento e articula melhorias para o equipamento


O Caps I Maria Ileuda atende, diariamente, cerca de 70 pacientes (Foto: Kaio Machado)

Profissionais, pacientes com transtornos mentais, usuários de drogas e familiares participaram, nesta terça-feira (11), da festa junina do Centro de Atenção Psicossocial Infantil (Caps I) Maria Ileuda Verçosa, no Bairro de Fátima. O evento contou com as presenças da primeira dama de Fortaleza, Carol Bezerra, do Secretário da Regional IV, Airton Mourão, e da coordenadora da Célula de Atenção à Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Natália Rios. Além das brincadeiras e comidas típicas, a festa foi animada com a apresentação da quadrilha junina do Zé Testinha.

O coordenador do Caps, José Edson Rodrigues, mostrou as instalações do equipamento para Carol Bezerra. “Eu pedi um diagnóstico para o coordenador com o intuito de saber os pontos fracos e fortes do Caps. Eu quero ajudar, principalmente, os Caps infantis, área em que estou atuando mais, para ampliar e melhorar os serviços”, disse a primeira dama.

Segundo a coordenadora da Célula de Atenção à Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Natália Rios, a confraternização integra as famílias, os usuários do Caps e a gestão. Além de “reafirmar o nosso objetivo maior que é a inserção do paciente no seu meio familiar e no seu meio cultural. O nosso trabalho é voltado para a conquista dos direitos desses pacientes, o direito deles estarem com as suas famílias, de receberem um tratamento em espaços comunitários e abertos e não em hospitais psiquiátricos”.

A dona de casa Ana Bezerra, mãe de duas crianças atendidas pelo Caps infantil, disse que gosta de participar com os filhos e o marido das festas organizadas pelo equipamento. Ela elogiou o trabalho feito pelo Caps. “Triste de mim se não fosse o Caps. Ele é muito importante para a minha família. Além dos meus filhos, o meu marido também é atendido pelo Caps adulto. Só depois que o meu filho mais velho entrou aqui que ele aprendeu a ler, já com quase sete anos. Ele não se concentrava. As professoras reclamavam que ele não sentava”. Segundo Ana, seu filho E.L., de oito anos, tem Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH).

O Caps I Maria Ileuda é responsável pelo atendimento do público infanto-juvenil e atende, diariamente, cerca de 70 pacientes. O equipamento funciona de 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.

Serviço
Centro de Atenção Psicossocial Infantil Maria Ileuda Verçosa
Local: Rua Jaime Benévolo, 1644 - Bairro de Fátima
Contato: (85) 3105.1510

Festa junina do Caps infantil do Bairro de Fátima reúne pacientes, familiares e profissionais

Primeira Dama Carol Bezerra prestigia evento e articula melhorias para o equipamento

O Caps I Maria Ileuda atende, diariamente, cerca de 70 pacientes (Foto: Kaio Machado)

Profissionais, pacientes com transtornos mentais, usuários de drogas e familiares participaram, nesta terça-feira (11), da festa junina do Centro de Atenção Psicossocial Infantil (Caps I) Maria Ileuda Verçosa, no Bairro de Fátima. O evento contou com as presenças da primeira dama de Fortaleza, Carol Bezerra, do Secretário da Regional IV, Airton Mourão, e da coordenadora da Célula de Atenção à Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Natália Rios. Além das brincadeiras e comidas típicas, a festa foi animada com a apresentação da quadrilha junina do Zé Testinha.

O coordenador do Caps, José Edson Rodrigues, mostrou as instalações do equipamento para Carol Bezerra. “Eu pedi um diagnóstico para o coordenador com o intuito de saber os pontos fracos e fortes do Caps. Eu quero ajudar, principalmente, os Caps infantis, área em que estou atuando mais, para ampliar e melhorar os serviços”, disse a primeira dama.

Segundo a coordenadora da Célula de Atenção à Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Natália Rios, a confraternização integra as famílias, os usuários do Caps e a gestão. Além de “reafirmar o nosso objetivo maior que é a inserção do paciente no seu meio familiar e no seu meio cultural. O nosso trabalho é voltado para a conquista dos direitos desses pacientes, o direito deles estarem com as suas famílias, de receberem um tratamento em espaços comunitários e abertos e não em hospitais psiquiátricos”.

A dona de casa Ana Bezerra, mãe de duas crianças atendidas pelo Caps infantil, disse que gosta de participar com os filhos e o marido das festas organizadas pelo equipamento. Ela elogiou o trabalho feito pelo Caps. “Triste de mim se não fosse o Caps. Ele é muito importante para a minha família. Além dos meus filhos, o meu marido também é atendido pelo Caps adulto. Só depois que o meu filho mais velho entrou aqui que ele aprendeu a ler, já com quase sete anos. Ele não se concentrava. As professoras reclamavam que ele não sentava”. Segundo Ana, seu filho E.L., de oito anos, tem Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH).

O Caps I Maria Ileuda é responsável pelo atendimento do público infanto-juvenil e atende, diariamente, cerca de 70 pacientes. O equipamento funciona de 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.

Serviço
Centro de Atenção Psicossocial Infantil Maria Ileuda Verçosa
Local: Rua Jaime Benévolo, 1644 - Bairro de Fátima
Contato: (85) 3105.1510