23 de novembro de 2021 em Saúde

Fortaleza recebe prêmio nacional pela atuação no rastreamento de casos de Covid-19

Desde a criação do sistema, foram monitoradas 67,4 mil pessoas suspeitas ou confirmadas com a doença na Capital


mulher olhando para uma tela de computador
A Prefeitura realiza ligações diárias aos pacientes suspeitos com acompanhamento dos sintomas e orientações sobre protocolos e busca de serviços de saúde (Foto: Thiago Gaspar)

Como resultado de mais uma experiência exitosa no enfrentamento da Covid-19, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), foi premiada como o melhor projeto na categoria Capital da VI Expo Cievs, evento nacional do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde. O trabalho agraciado foi o rastreamento de contatos de casos suspeitos e confirmados de Covid-19.

Fortaleza foi a única capital do Nordeste a ser premiada na mostra, no último dia 12 de novembro, em Brasília. Durante o evento, foram apresentados diversos trabalhos desenvolvidos em detecção, monitoramento, alerta, resposta e comunicação realizados pela rede, especialmente no contexto da pandemia.

O prefeito de Fortaleza, José Sarto, parabenizou todos os profissionais envolvidos no sistema Rastreio Covid Fortaleza. “É um grande orgulho ver o trabalho de nossas equipes ganhando reconhecimento e notoriedade nacional. Fomos a única capital do Nordeste a ser premiada na mostra. Essa é mais uma demonstração do nosso compromisso com a luta contra a Covid-19”, afirmou.

Para a secretária da Saúde de Fortaleza, Ana Estela Leite, o monitoramento e rastreamento, além de consolidar os dados e as informações relativas à incidência de casos de Covid-19 na capital, também contribuiu com as estratégias de prevenção e controle da doença. “Ao longo desses quase dois anos de pandemia, tivemos que nos reinventar em diversos aspectos, principalmente na gestão de saúde. Nesse tocante, o desenvolvimento de estratégias como estas, de rastreamento e monitoramento, nos ajudou como um importante sinal de alerta, indicativo de atuação, para tentar reduzir a cadeia de transmissão do vírus”, reforçou a titular da SMS.

Rastreamento de casos suspeitos e confirmados de Covid-19

O sistema Rastreio Covid Fortaleza foi desenvolvido em 2020 pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova), em conjunto com as Secretarias da Saúde e da Educação. Viabilizado por meio da Parceria por Cidades Saudáveis (Partnership for Healthy Cities), que é apoiada pela Bloomberg Philanthropies, em colaboração com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Vital Strategies, o Rastreio Covid Fortaleza tem como objetivo conter surtos e evitar novas ondas de transmissão da doença, além da coleta de dados para tomada de decisões. Foram monitorados, desde a criação do projeto, 67,4 mil pessoas, uma média mensal de três mil rastreados.

"O sistema de rastreamento de casos de Covid foi desenvolvido por meio de uma parceria com a Bloomberg Philanthropies, e tem se mostrado uma ferramenta fundamental para a identificação e contenção de surtos. O mais importante é que esse sistema pode ser usado no futuro para qualquer doença infectocontagiosa, então é uma ferramenta que fica como legado para a saúde de Fortaleza", afirma o presidente da Citinova, Luiz Alberto Sabóia.

Para o monitoramento adequado, é necessário a identificação de pessoas que podem ter sido expostas e seu seguimento diário por 14 dias a contar do último ponto de exposição. Para isso, a Prefeitura realiza ligações diárias aos pacientes suspeitos com acompanhamento dos sintomas e orientações sobre protocolos e busca de serviços de saúde.

“Quando aplicado de forma sistemática, o rastreamento pode interromper cadeias de transmissão de doenças infecciosas, e foi uma importante ferramenta no controle e vigilância da Covid-19”, afirma Antônio Lima, gerente da Célula de Vigilância Epidemiológica da SMS.

O rastreamento foi iniciado com profissionais da rede municipal, e foi sendo ampliado no retorno progressivo das atividades, abrangendo também pessoas com testagem detectável em aeroportos, sintomáticos e contactantes nas escolas, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), postos de saúde, além de eventos testes como jogos de futebol. Cerca de 24 profissionais atuam no monitoramento.

Parceria por Cidades Saudáveis

A Parceria por Cidades Saudáveis (Partnership for Healthy Cities - www.cities4health.org) é uma rede de 70 cidades ao redor do mundo que atua na prevenção de doenças não transmissíveis e lesões. Com a pandemia, a parceria expandiu o apoio fornecendo ferramentas e informações para medidas de prevenção e mitigação da Covid-19.

Fortaleza recebe prêmio nacional pela atuação no rastreamento de casos de Covid-19

Desde a criação do sistema, foram monitoradas 67,4 mil pessoas suspeitas ou confirmadas com a doença na Capital

mulher olhando para uma tela de computador
A Prefeitura realiza ligações diárias aos pacientes suspeitos com acompanhamento dos sintomas e orientações sobre protocolos e busca de serviços de saúde (Foto: Thiago Gaspar)

Como resultado de mais uma experiência exitosa no enfrentamento da Covid-19, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), foi premiada como o melhor projeto na categoria Capital da VI Expo Cievs, evento nacional do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde. O trabalho agraciado foi o rastreamento de contatos de casos suspeitos e confirmados de Covid-19.

Fortaleza foi a única capital do Nordeste a ser premiada na mostra, no último dia 12 de novembro, em Brasília. Durante o evento, foram apresentados diversos trabalhos desenvolvidos em detecção, monitoramento, alerta, resposta e comunicação realizados pela rede, especialmente no contexto da pandemia.

O prefeito de Fortaleza, José Sarto, parabenizou todos os profissionais envolvidos no sistema Rastreio Covid Fortaleza. “É um grande orgulho ver o trabalho de nossas equipes ganhando reconhecimento e notoriedade nacional. Fomos a única capital do Nordeste a ser premiada na mostra. Essa é mais uma demonstração do nosso compromisso com a luta contra a Covid-19”, afirmou.

Para a secretária da Saúde de Fortaleza, Ana Estela Leite, o monitoramento e rastreamento, além de consolidar os dados e as informações relativas à incidência de casos de Covid-19 na capital, também contribuiu com as estratégias de prevenção e controle da doença. “Ao longo desses quase dois anos de pandemia, tivemos que nos reinventar em diversos aspectos, principalmente na gestão de saúde. Nesse tocante, o desenvolvimento de estratégias como estas, de rastreamento e monitoramento, nos ajudou como um importante sinal de alerta, indicativo de atuação, para tentar reduzir a cadeia de transmissão do vírus”, reforçou a titular da SMS.

Rastreamento de casos suspeitos e confirmados de Covid-19

O sistema Rastreio Covid Fortaleza foi desenvolvido em 2020 pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova), em conjunto com as Secretarias da Saúde e da Educação. Viabilizado por meio da Parceria por Cidades Saudáveis (Partnership for Healthy Cities), que é apoiada pela Bloomberg Philanthropies, em colaboração com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Vital Strategies, o Rastreio Covid Fortaleza tem como objetivo conter surtos e evitar novas ondas de transmissão da doença, além da coleta de dados para tomada de decisões. Foram monitorados, desde a criação do projeto, 67,4 mil pessoas, uma média mensal de três mil rastreados.

"O sistema de rastreamento de casos de Covid foi desenvolvido por meio de uma parceria com a Bloomberg Philanthropies, e tem se mostrado uma ferramenta fundamental para a identificação e contenção de surtos. O mais importante é que esse sistema pode ser usado no futuro para qualquer doença infectocontagiosa, então é uma ferramenta que fica como legado para a saúde de Fortaleza", afirma o presidente da Citinova, Luiz Alberto Sabóia.

Para o monitoramento adequado, é necessário a identificação de pessoas que podem ter sido expostas e seu seguimento diário por 14 dias a contar do último ponto de exposição. Para isso, a Prefeitura realiza ligações diárias aos pacientes suspeitos com acompanhamento dos sintomas e orientações sobre protocolos e busca de serviços de saúde.

“Quando aplicado de forma sistemática, o rastreamento pode interromper cadeias de transmissão de doenças infecciosas, e foi uma importante ferramenta no controle e vigilância da Covid-19”, afirma Antônio Lima, gerente da Célula de Vigilância Epidemiológica da SMS.

O rastreamento foi iniciado com profissionais da rede municipal, e foi sendo ampliado no retorno progressivo das atividades, abrangendo também pessoas com testagem detectável em aeroportos, sintomáticos e contactantes nas escolas, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), postos de saúde, além de eventos testes como jogos de futebol. Cerca de 24 profissionais atuam no monitoramento.

Parceria por Cidades Saudáveis

A Parceria por Cidades Saudáveis (Partnership for Healthy Cities - www.cities4health.org) é uma rede de 70 cidades ao redor do mundo que atua na prevenção de doenças não transmissíveis e lesões. Com a pandemia, a parceria expandiu o apoio fornecendo ferramentas e informações para medidas de prevenção e mitigação da Covid-19.