15 de abril de 2013 em Segurança Cidadã

Guarda Municipal de Fortaleza fez 65 salvamentos nas praias

O posto da Praia do Náutico é o local onde se registrou o maior número de casos, com 19 ocorrências


O balanço é referente aos três primeiros meses do ano (Foto: Fábio Lima/ arquivo)

O Pelotão de Salvamento Aquático (PSA) da Guarda Municipal de Fortaleza realizou 65 salvamentos na orla marítima da Capital nos três primeiros meses do ano: 43 em janeiro, 15 em fevereiro e sete em março. O posto da Praia do Náutico é o local onde se registrou o maior número de casos, com 19 ocorrências.

Nesses três meses, os guarda vidas resgataram cinco banhistas na Praia dos Luzeiros; 24 da Barra do Ceará; três da Praia de Carapebas; 23 da Praia do Náutico; três da Praia de Iracema; e nenhuma ocorrência da Praia do Ponta Mar. Um outro posto atendido pela equipe do PSA, a Lagoa da Maraponga, não registrou afogamento. Segundo o comandante do PSA, Inspetor Helder Luna, “os adolescentes da faixa etária de 12 a 17 anos eram os mais afoitos. Os guarda vidas salvaram 22 jovens que estavam se afogando”, disse.

Os banhistas que mais se arriscaram, nesse trimestre, foram os do sexo masculino, com 34 ocorrências, contra 31 do gênero feminino. Os guarda vidas, que têm como missão promover a segurança dos banhistas nas praias e lagoas, também estão voltados para outras ocorrências. Eles resgataram 14 crianças perdidas nas praias, entregando-as a seus responsáveis.

Guarda Municipal de Fortaleza fez 65 salvamentos nas praias

O posto da Praia do Náutico é o local onde se registrou o maior número de casos, com 19 ocorrências

O balanço é referente aos três primeiros meses do ano (Foto: Fábio Lima/ arquivo)

O Pelotão de Salvamento Aquático (PSA) da Guarda Municipal de Fortaleza realizou 65 salvamentos na orla marítima da Capital nos três primeiros meses do ano: 43 em janeiro, 15 em fevereiro e sete em março. O posto da Praia do Náutico é o local onde se registrou o maior número de casos, com 19 ocorrências.

Nesses três meses, os guarda vidas resgataram cinco banhistas na Praia dos Luzeiros; 24 da Barra do Ceará; três da Praia de Carapebas; 23 da Praia do Náutico; três da Praia de Iracema; e nenhuma ocorrência da Praia do Ponta Mar. Um outro posto atendido pela equipe do PSA, a Lagoa da Maraponga, não registrou afogamento. Segundo o comandante do PSA, Inspetor Helder Luna, “os adolescentes da faixa etária de 12 a 17 anos eram os mais afoitos. Os guarda vidas salvaram 22 jovens que estavam se afogando”, disse.

Os banhistas que mais se arriscaram, nesse trimestre, foram os do sexo masculino, com 34 ocorrências, contra 31 do gênero feminino. Os guarda vidas, que têm como missão promover a segurança dos banhistas nas praias e lagoas, também estão voltados para outras ocorrências. Eles resgataram 14 crianças perdidas nas praias, entregando-as a seus responsáveis.