19 de abril de 2022 em Educação

No Dia Nacional do Livro Infantil, unidades municipais de ensino realizam programação temática

Semana Literária da Ed. Infantil e "Dia D da Leitura" são atividades que buscam atrair alunos para o mundo da literatura


Alunos se apresentando na escola
Espetáculo “Sítio do Picapau Amarelo - a fábula”, encenado por alunos, fez parte da programação na Escola Municipal Irmã Simas

A semana inicia na Rede Municipal de Ensino com encanto e imaginação aflorada. Isso porque nesta segunda-feira (18/04) se comemora o Dia Nacional do Livro Infantil, e as unidades municipais iniciaram programação temática para envolver os alunos em um ambiente lúdico e de boas histórias. As escolas de Ensino Fundamental promoveram o “Dia D da Leitura” e as unidades de Educação Infantil realizaram a abertura da Semana Literária 2022, com atividades que vão até sexta-feira (22/04), para estimular e desenvolver práticas de leitura na rotina escolar.

Os alunos do 5º ano da Escola Municipal Irmã Simas, no bairro Sapiranga, entraram em cena e apresentaram a peça de teatro “Sítio do Picapau Amarelo - a fábula” para os colegas da escola. Um momento também de relembrar o autor da obra, uma figura importante na data: Monteiro Lobato, considerado o primeiro escritor brasileiro a se dedicar à escrita de obras para o público infantil. Além do espetáculo, a programação na escola contou com contação de histórias e visita guiada à biblioteca da unidade.

Uma das personagens da apresentação foi a aluna Melina Loiola, do 5º ano, que atuou pela primeira vez em um espetáculo. Ela iniciou este ano as aulas de teatro no programa Aprender Mais, iniciativa realizada pela Rede Municipal no contraturno escolar para fortalecer a aprendizagem dos alunos. “Hoje foi minha primeira experiência atuando e foi muito bom. Eu gosto muito de ler e penso que o teatro traz um encantamento que desperta o interesse pela leitura. Gosto de me expressar por meio do teatro”, conta.

Alunos assistindo a uma contação de história
Além do espetáculo de Monteiro Lobato, a programação contou com contação de histórias e visita guiada à biblioteca 

A aluna Jadyelle Lima, do 3º ano da Escola Municipal Irmã Simas, assistiu ao espetáculo e participou das atividades realizadas pela escola. Ela diz que gosta de ouvir boas histórias e saiu com um aprendizado da peça teatral. “Gostei da parte que a formiga estava ensinando uma lição para a mosca. A mosca deveria trabalhar se não ela ia ficar trancada. Ou seja, é preciso trabalhar para se sustentar. Gostei de assistir. A leitura é um momento de alegria para mim. Assim como ouvir boas histórias”, comenta a estudante.

Para incentivar alunas como Jadyelle a desenvolver o gosto pelos livros, a Escola Municipal Irmã Simas conta com uma equipe de quatro professoras que atua na biblioteca para desenvolver atividades pedagógicas para os alunos. A programação especial do “Dia D da Leitura” é uma das ações que a unidade desenvolve ao longo do ano letivo. “A gente utiliza o teatro, música, dança, jogos e outras atividades lúdicas para atrair o interesse dos alunos para a biblioteca. É um trabalho bem diversificado feito em parceria com os professores que estão em sala de aula. Fazemos tudo para estimular os alunos para o universo da leitura”, explica a professora, Silvana Maciel.

Semana Literária da Educação Infantil

Com o tema "Narrativas Literárias na Infância: tempo de ser e crescer”, a Semana Literária da Educação Infantil é realizada em parceria com os Distritos de Educação e unidades da Educação Infantil (CEIs, pré-escola e creches parceiras) e segue também sexta-feira (22/04). A programação busca evidenciar as ações que já acontecem no cotidiano das unidades escolares.

Semana Literária da Ed. Infantil
Toda a comunidade escolar participou do primeiro dia da Semana Literária da Educação Infantil

“Acreditamos e defendemos que as experiências leitoras precisam ser interessantes e contextualizadas, possibilitando que os meninos e meninas ampliem os repertórios de saberes a partir de vivências lúdicas. Desejamos que essas ações contribuam para que as crianças se destaquem como sujeitos leitores e escritores curiosos e criadores do mundo”, comentou Simone Calandrine, coordenadora da Educação Infantil da SME.

Reunindo relatos e experiências leitoras, a Semana Literária da Educação Infantil envolve toda a comunidade escolar no desenvolvimento das ações. No Centro de Educação Infantil (CEI) Manuel Eduardo Campos, na Sabiaguaba, por exemplo, a programação foi marcada pela culminância das atividades promovidas no dia a dia pedagógico.

"Nossa Semana Literária é fruto de um trabalho feito desde o início do ano letivo. Nesse ano tivemos como foco o sertão, onde as crianças tiveram contato com diversas características da nossa região. É um conjunto de vivências muito importante e que fazem a diferença no processo de aprendizagem", destaca Michele Santigo, coordenadora do CEI.

A aluna Ester Lemos, do Infantil V, foi uma das crianças mais empolgadas com a programação, que contou com apresentações musicais, cordéis e até mesa sobre a culinária nordestina. "A tia leu muitas histórias e eu aprendi a música Asa Branca, do Luiz Gonzaga. Cantei aqui e todo mundo gostou", disse entusiasmada a pequena de 5 anos.

No Dia Nacional do Livro Infantil, unidades municipais de ensino realizam programação temática

Semana Literária da Ed. Infantil e "Dia D da Leitura" são atividades que buscam atrair alunos para o mundo da literatura

Alunos se apresentando na escola
Espetáculo “Sítio do Picapau Amarelo - a fábula”, encenado por alunos, fez parte da programação na Escola Municipal Irmã Simas

A semana inicia na Rede Municipal de Ensino com encanto e imaginação aflorada. Isso porque nesta segunda-feira (18/04) se comemora o Dia Nacional do Livro Infantil, e as unidades municipais iniciaram programação temática para envolver os alunos em um ambiente lúdico e de boas histórias. As escolas de Ensino Fundamental promoveram o “Dia D da Leitura” e as unidades de Educação Infantil realizaram a abertura da Semana Literária 2022, com atividades que vão até sexta-feira (22/04), para estimular e desenvolver práticas de leitura na rotina escolar.

Os alunos do 5º ano da Escola Municipal Irmã Simas, no bairro Sapiranga, entraram em cena e apresentaram a peça de teatro “Sítio do Picapau Amarelo - a fábula” para os colegas da escola. Um momento também de relembrar o autor da obra, uma figura importante na data: Monteiro Lobato, considerado o primeiro escritor brasileiro a se dedicar à escrita de obras para o público infantil. Além do espetáculo, a programação na escola contou com contação de histórias e visita guiada à biblioteca da unidade.

Uma das personagens da apresentação foi a aluna Melina Loiola, do 5º ano, que atuou pela primeira vez em um espetáculo. Ela iniciou este ano as aulas de teatro no programa Aprender Mais, iniciativa realizada pela Rede Municipal no contraturno escolar para fortalecer a aprendizagem dos alunos. “Hoje foi minha primeira experiência atuando e foi muito bom. Eu gosto muito de ler e penso que o teatro traz um encantamento que desperta o interesse pela leitura. Gosto de me expressar por meio do teatro”, conta.

Alunos assistindo a uma contação de história
Além do espetáculo de Monteiro Lobato, a programação contou com contação de histórias e visita guiada à biblioteca 

A aluna Jadyelle Lima, do 3º ano da Escola Municipal Irmã Simas, assistiu ao espetáculo e participou das atividades realizadas pela escola. Ela diz que gosta de ouvir boas histórias e saiu com um aprendizado da peça teatral. “Gostei da parte que a formiga estava ensinando uma lição para a mosca. A mosca deveria trabalhar se não ela ia ficar trancada. Ou seja, é preciso trabalhar para se sustentar. Gostei de assistir. A leitura é um momento de alegria para mim. Assim como ouvir boas histórias”, comenta a estudante.

Para incentivar alunas como Jadyelle a desenvolver o gosto pelos livros, a Escola Municipal Irmã Simas conta com uma equipe de quatro professoras que atua na biblioteca para desenvolver atividades pedagógicas para os alunos. A programação especial do “Dia D da Leitura” é uma das ações que a unidade desenvolve ao longo do ano letivo. “A gente utiliza o teatro, música, dança, jogos e outras atividades lúdicas para atrair o interesse dos alunos para a biblioteca. É um trabalho bem diversificado feito em parceria com os professores que estão em sala de aula. Fazemos tudo para estimular os alunos para o universo da leitura”, explica a professora, Silvana Maciel.

Semana Literária da Educação Infantil

Com o tema "Narrativas Literárias na Infância: tempo de ser e crescer”, a Semana Literária da Educação Infantil é realizada em parceria com os Distritos de Educação e unidades da Educação Infantil (CEIs, pré-escola e creches parceiras) e segue também sexta-feira (22/04). A programação busca evidenciar as ações que já acontecem no cotidiano das unidades escolares.

Semana Literária da Ed. Infantil
Toda a comunidade escolar participou do primeiro dia da Semana Literária da Educação Infantil

“Acreditamos e defendemos que as experiências leitoras precisam ser interessantes e contextualizadas, possibilitando que os meninos e meninas ampliem os repertórios de saberes a partir de vivências lúdicas. Desejamos que essas ações contribuam para que as crianças se destaquem como sujeitos leitores e escritores curiosos e criadores do mundo”, comentou Simone Calandrine, coordenadora da Educação Infantil da SME.

Reunindo relatos e experiências leitoras, a Semana Literária da Educação Infantil envolve toda a comunidade escolar no desenvolvimento das ações. No Centro de Educação Infantil (CEI) Manuel Eduardo Campos, na Sabiaguaba, por exemplo, a programação foi marcada pela culminância das atividades promovidas no dia a dia pedagógico.

"Nossa Semana Literária é fruto de um trabalho feito desde o início do ano letivo. Nesse ano tivemos como foco o sertão, onde as crianças tiveram contato com diversas características da nossa região. É um conjunto de vivências muito importante e que fazem a diferença no processo de aprendizagem", destaca Michele Santigo, coordenadora do CEI.

A aluna Ester Lemos, do Infantil V, foi uma das crianças mais empolgadas com a programação, que contou com apresentações musicais, cordéis e até mesa sobre a culinária nordestina. "A tia leu muitas histórias e eu aprendi a música Asa Branca, do Luiz Gonzaga. Cantei aqui e todo mundo gostou", disse entusiasmada a pequena de 5 anos.