24 de julho de 2014 em Educação

Prefeito assina ordem de serviço para construção de Escola de Tempo Integral

Localizada no Parque Presidente Vargas (Regional V), a unidade deve estar concluída até outubro de 2015


O Prefeito anunciou ainda a reforma de outra seis escolas que passarão a funcionar em tempo integral, totalizando 41 (Foto: Thiago Gaspar)

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, e o secretário municipal da Educação, Joaquim Aristides de Oliveira, assinaram na noite de quarta-feira (23/7) a ordem de serviço da primeira das 29 novas escolas em tempo integral que serão construídas até o final da gestão (outras seis já funcionam plenamente em prédios que já existiam). Localizada no Parque Presidente Vargas (Regional V), a unidade terá investimento de R$ 7.556.813,51, dos quais R$ 5.401.450,81 são oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e R$ 2.155.362,70 representam a contrapartida do município. Na solenidade, o Prefeito anunciou ainda a reforma de outra seis escolas que passarão a funcionar em tempo integral, totalizando 41 na administração municipal. ”Eu havia prometido em campanha que iriam funcionar 36, mas até o final do mandato nós vamos mais do que cumprir nossa promessa”, disse.

A previsão é que a escola de tempo integral no Presidente Vargas esteja concluída até outubro de 2015. Roberto Cláudio lembrou que as 41 escolas funcionarão não apenas para ocupar o aluno durante dois turnos do dia, mas, sobretudo, para oferecer para as famílias de baixa renda uma escola pública de qualidade. “Nós queremos que o filho do trabalhador e da trabalhadora tenha o mesmo direito do filho de uma família rica que vai para a escola com ar condicionado, laboratório e com todos os equipamentos necessários para a melhoria do aprendizado. Muita gente diz que a escola de tempo integral é boa porque tira o jovem da rua. É boa para isso também. Mas no mundo inteiro onde essa prática foi adotada, o estudante aprendeu mais e melhor”, afirmou o prefeito. Ele chamou a atenção de que essa mudança não vai acontecer da noite para o dia. “Só mesmo o trabalho do dia-a-dia é que fará com que a qualidade da escola pública mude”, ressaltou Roberto Cláudio.

De acordo com Joaquim Aristides, “o investimento na educação infantil e na escola em tempo integral se antecipa ao novo Plano Nacional de Educação, que pretende aumentar a oferta de educação infantil nas cidades e também ampliar o tempo de estudo dos alunos nas escolas públicas. Isso representa um investimento nas áreas mais carentes da cidade”. O titular da Secretaria de Educação lembrou que a estratégia é feita com base em estudos de demandas sociais e que é somada ao conjunto de ações da Secretaria Municipal de Educação que visa promover a qualidade do ensino aos estudantes da rede pública.

As escolas contarão com salas temáticas, refeitório, auditório, sala de apoio para o Professor Diretor de Turma (PDT), biblioteca, laboratórios de química e biologia, física e matemática, laboratórios de informática educativa e de língua estrangeira, dentre outros espaços de suporte para o funcionamento em jornada ampliada.

Moradora do bairro Presidente Vargas, Maria da Conceição Costa disse que a ordem de serviço era a concretização de um sonho de toda a comunidade local. Na sua opinião, a unidade de ensino chega em boa hora, quando há um agravamento dos índices de violência e do envolvimento de alguns jovens com o crime. “Para nós, é uma alegria muito grande”.

Prefeito assina ordem de serviço para construção de Escola de Tempo Integral

Localizada no Parque Presidente Vargas (Regional V), a unidade deve estar concluída até outubro de 2015

O Prefeito anunciou ainda a reforma de outra seis escolas que passarão a funcionar em tempo integral, totalizando 41 (Foto: Thiago Gaspar)

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, e o secretário municipal da Educação, Joaquim Aristides de Oliveira, assinaram na noite de quarta-feira (23/7) a ordem de serviço da primeira das 29 novas escolas em tempo integral que serão construídas até o final da gestão (outras seis já funcionam plenamente em prédios que já existiam). Localizada no Parque Presidente Vargas (Regional V), a unidade terá investimento de R$ 7.556.813,51, dos quais R$ 5.401.450,81 são oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e R$ 2.155.362,70 representam a contrapartida do município. Na solenidade, o Prefeito anunciou ainda a reforma de outra seis escolas que passarão a funcionar em tempo integral, totalizando 41 na administração municipal. ”Eu havia prometido em campanha que iriam funcionar 36, mas até o final do mandato nós vamos mais do que cumprir nossa promessa”, disse.

A previsão é que a escola de tempo integral no Presidente Vargas esteja concluída até outubro de 2015. Roberto Cláudio lembrou que as 41 escolas funcionarão não apenas para ocupar o aluno durante dois turnos do dia, mas, sobretudo, para oferecer para as famílias de baixa renda uma escola pública de qualidade. “Nós queremos que o filho do trabalhador e da trabalhadora tenha o mesmo direito do filho de uma família rica que vai para a escola com ar condicionado, laboratório e com todos os equipamentos necessários para a melhoria do aprendizado. Muita gente diz que a escola de tempo integral é boa porque tira o jovem da rua. É boa para isso também. Mas no mundo inteiro onde essa prática foi adotada, o estudante aprendeu mais e melhor”, afirmou o prefeito. Ele chamou a atenção de que essa mudança não vai acontecer da noite para o dia. “Só mesmo o trabalho do dia-a-dia é que fará com que a qualidade da escola pública mude”, ressaltou Roberto Cláudio.

De acordo com Joaquim Aristides, “o investimento na educação infantil e na escola em tempo integral se antecipa ao novo Plano Nacional de Educação, que pretende aumentar a oferta de educação infantil nas cidades e também ampliar o tempo de estudo dos alunos nas escolas públicas. Isso representa um investimento nas áreas mais carentes da cidade”. O titular da Secretaria de Educação lembrou que a estratégia é feita com base em estudos de demandas sociais e que é somada ao conjunto de ações da Secretaria Municipal de Educação que visa promover a qualidade do ensino aos estudantes da rede pública.

As escolas contarão com salas temáticas, refeitório, auditório, sala de apoio para o Professor Diretor de Turma (PDT), biblioteca, laboratórios de química e biologia, física e matemática, laboratórios de informática educativa e de língua estrangeira, dentre outros espaços de suporte para o funcionamento em jornada ampliada.

Moradora do bairro Presidente Vargas, Maria da Conceição Costa disse que a ordem de serviço era a concretização de um sonho de toda a comunidade local. Na sua opinião, a unidade de ensino chega em boa hora, quando há um agravamento dos índices de violência e do envolvimento de alguns jovens com o crime. “Para nós, é uma alegria muito grande”.