01 de abril de 2019 em Saúde

Prefeito Roberto Cláudio amplia distribuição de medicamentos a pacientes da Rede de Saúde Mental de Fortaleza

Além dos 84 itens da Atenção Primária, 34 medicamentos da área da saúde mental também passam a ser distribuídos pelas centrais


Central
Para ter acesso ao medicamento, o paciente deve ser encaminhado pelo posto de Saúde (Foto: Thiago Gaspar)

O prefeito Roberto Cláudio inaugurou nesta segunda-feira (01/04), no Terminal de Messejana, o novo sistema de distribuição de medicamentos nos terminais de Fortaleza. Agora, além dos 84 itens da Atenção Primária, 34 medicamentos da área da saúde mental também passam a ser distribuídos pelas centrais.

Com a ampliação, a mesma logística de distribuição de medicamentos dos postos de saúde da Capital será replicada para atender pacientes dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps). A Prefeitura trabalha para assegurar o estoque desses 34 medicamentos nos próprios Caps; caso ocorra alguma falta eventual, o usuário será encaminhado e orientado para recebê-lo na Central de Distribuição de Medicamentos localizada no terminal de ônibus de sua preferência. O medicamento ficará reservado para o paciente por um período de dois dias úteis.

“Essa iniciativa é uma evolução do processo que iniciamos ao regularizar o estoque mínimo de medicamentos da atenção primária. A Rede de Atendimento Psicossocial atende 25 mil pessoas por mês e em muitos casos, são pacientes que fazem uso contínuo dos remédios e que precisam de estabilidade no tratamento”, avaliou o prefeito Roberto Cláudio.

Para ter acesso ao medicamento, o paciente ou qualquer outra pessoa, portando o documento de identidade, deve entregar a receita e o encaminhamento do posto de saúde ao farmacêutico responsável pela Central de Medicamentos. A aposentada Lúcia Xavier dos Santos aproveitou a ida ao terminal para se informar sobre a entrega do medicamento controlado que a filha precisa tomar todos os dias. “Antes, eu já vinha pegar remédio para a minha pressão, quando não tinha no posto. É bom que agora, se faltar o dela, já posso pegar tudo junto aqui”, disse.

A ampliação da dispensa de medicamentos faz parte de um conjunto de ações, realizado pela Prefeitura de Fortaleza para melhorar a vida dos Fortalezenses. Além dos 34 medicamentos da área da saúde mental, 129 novos profissionais concursados devem assumir, no mês de junho, suas vagas como psiquiatras, clínicos e neurologistas, enfermeiros, psicólogos e terapeutas ocupacionais na Rede de Atenção à Saúde Mental (Raps).

Outra demanda da Rede diz respeito a reestruturação de antigas unidades e inauguração de novos Caps em Fortaleza. Neste ano, o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Outras Drogas (Caps AD) da Regional IV, no Itaperi, recebeu mudanças na parte elétrica, hidráulica, melhorias no telhado, pintura e readequação do ambiente. Na Secretaria Regional I, o Caps AD do Cristo Redentor ganhou sede própria com farmácia, sala de acolhimento, enfermaria, área de convivência e de atividade coletiva, quatro salas de atendimento individual, três dormitórios, cozinha, refeitório, posto de medicação, dentre outros. No mês de maio, será inaugurado o Caps da Cidade 2000 (Regional II).

Saiba mais
A Rede de Atenção Psicossocial do Município de Fortaleza (Raps) dispõe de seis Caps gerais, sete Caps álcool e drogas, dois CAPS infantis, cinco Unidades de Acolhimento, e três Residências Terapêuticas.

Confira a lista dos 34 medicamentos prioritários da Atenção Psicossocial:

Ácido valpróico 500mg
Ácido valpróico 50mg/ml (valproato de sódio)+ dosador - solução oral
Alprazolam 0,5 mg
Alprazolam 2 mg
Amitriptilina (cloridrato) 25 mg
Biperideno (cloridrato) 2 mg
Carbamazepina 20 mg/ml + dosador - suspensão oral
Carbamazepina 200 mg
Carbonato de lítio 300 mg
Citalopram 20 mg
Clomipramina (cloridrato) 25 mg
Clonazepam 2,5 mg/ml - solução oral
Clonazepam 2 mg
Clorpromazina (cloridrato) 100 mg
Clorpromazina (cloridrato) 25 mg
Clorpromazina (cloridrato) 40 mg/ml - solução oral
Diazepam 10 mg
Fenitoína 100 mg
Fenobarbital 100 mg
Fenobarbital 40 mg/ml - solução oral (gotas)
Fluoxetina 20 mg
Gabapentina 300 mg
Haloperidol 2 mg/ml - solução oral (gotas)
Haloperidol 5 mg
Levomepromazina 100 mg
Levomepromazina 25 mg
Metilfenidato (cloridrato) 10 mg
Nortriptilina (cloridrato) 25 mg
Oxcarbazepina 300 mg
Oxcarbazepina 60 mg/ml (6%) - suspensão oral
Paroxetina 20 mg
Prometazina (cloridrato) 25 mg
Sertralina (cloridrato) 50mg
Venlafaxina 75 mg

Prefeito Roberto Cláudio amplia distribuição de medicamentos a pacientes da Rede de Saúde Mental de Fortaleza

Além dos 84 itens da Atenção Primária, 34 medicamentos da área da saúde mental também passam a ser distribuídos pelas centrais

Central
Para ter acesso ao medicamento, o paciente deve ser encaminhado pelo posto de Saúde (Foto: Thiago Gaspar)

O prefeito Roberto Cláudio inaugurou nesta segunda-feira (01/04), no Terminal de Messejana, o novo sistema de distribuição de medicamentos nos terminais de Fortaleza. Agora, além dos 84 itens da Atenção Primária, 34 medicamentos da área da saúde mental também passam a ser distribuídos pelas centrais.

Com a ampliação, a mesma logística de distribuição de medicamentos dos postos de saúde da Capital será replicada para atender pacientes dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps). A Prefeitura trabalha para assegurar o estoque desses 34 medicamentos nos próprios Caps; caso ocorra alguma falta eventual, o usuário será encaminhado e orientado para recebê-lo na Central de Distribuição de Medicamentos localizada no terminal de ônibus de sua preferência. O medicamento ficará reservado para o paciente por um período de dois dias úteis.

“Essa iniciativa é uma evolução do processo que iniciamos ao regularizar o estoque mínimo de medicamentos da atenção primária. A Rede de Atendimento Psicossocial atende 25 mil pessoas por mês e em muitos casos, são pacientes que fazem uso contínuo dos remédios e que precisam de estabilidade no tratamento”, avaliou o prefeito Roberto Cláudio.

Para ter acesso ao medicamento, o paciente ou qualquer outra pessoa, portando o documento de identidade, deve entregar a receita e o encaminhamento do posto de saúde ao farmacêutico responsável pela Central de Medicamentos. A aposentada Lúcia Xavier dos Santos aproveitou a ida ao terminal para se informar sobre a entrega do medicamento controlado que a filha precisa tomar todos os dias. “Antes, eu já vinha pegar remédio para a minha pressão, quando não tinha no posto. É bom que agora, se faltar o dela, já posso pegar tudo junto aqui”, disse.

A ampliação da dispensa de medicamentos faz parte de um conjunto de ações, realizado pela Prefeitura de Fortaleza para melhorar a vida dos Fortalezenses. Além dos 34 medicamentos da área da saúde mental, 129 novos profissionais concursados devem assumir, no mês de junho, suas vagas como psiquiatras, clínicos e neurologistas, enfermeiros, psicólogos e terapeutas ocupacionais na Rede de Atenção à Saúde Mental (Raps).

Outra demanda da Rede diz respeito a reestruturação de antigas unidades e inauguração de novos Caps em Fortaleza. Neste ano, o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Outras Drogas (Caps AD) da Regional IV, no Itaperi, recebeu mudanças na parte elétrica, hidráulica, melhorias no telhado, pintura e readequação do ambiente. Na Secretaria Regional I, o Caps AD do Cristo Redentor ganhou sede própria com farmácia, sala de acolhimento, enfermaria, área de convivência e de atividade coletiva, quatro salas de atendimento individual, três dormitórios, cozinha, refeitório, posto de medicação, dentre outros. No mês de maio, será inaugurado o Caps da Cidade 2000 (Regional II).

Saiba mais
A Rede de Atenção Psicossocial do Município de Fortaleza (Raps) dispõe de seis Caps gerais, sete Caps álcool e drogas, dois CAPS infantis, cinco Unidades de Acolhimento, e três Residências Terapêuticas.

Confira a lista dos 34 medicamentos prioritários da Atenção Psicossocial:

Ácido valpróico 500mg
Ácido valpróico 50mg/ml (valproato de sódio)+ dosador - solução oral
Alprazolam 0,5 mg
Alprazolam 2 mg
Amitriptilina (cloridrato) 25 mg
Biperideno (cloridrato) 2 mg
Carbamazepina 20 mg/ml + dosador - suspensão oral
Carbamazepina 200 mg
Carbonato de lítio 300 mg
Citalopram 20 mg
Clomipramina (cloridrato) 25 mg
Clonazepam 2,5 mg/ml - solução oral
Clonazepam 2 mg
Clorpromazina (cloridrato) 100 mg
Clorpromazina (cloridrato) 25 mg
Clorpromazina (cloridrato) 40 mg/ml - solução oral
Diazepam 10 mg
Fenitoína 100 mg
Fenobarbital 100 mg
Fenobarbital 40 mg/ml - solução oral (gotas)
Fluoxetina 20 mg
Gabapentina 300 mg
Haloperidol 2 mg/ml - solução oral (gotas)
Haloperidol 5 mg
Levomepromazina 100 mg
Levomepromazina 25 mg
Metilfenidato (cloridrato) 10 mg
Nortriptilina (cloridrato) 25 mg
Oxcarbazepina 300 mg
Oxcarbazepina 60 mg/ml (6%) - suspensão oral
Paroxetina 20 mg
Prometazina (cloridrato) 25 mg
Sertralina (cloridrato) 50mg
Venlafaxina 75 mg

Sms