19 de junho de 2020 em Saúde

Prefeito Roberto Cláudio comenta pesquisa sobre imunização contra a Covid-19 em Fortaleza

Segundo o Gestor, o índice de imunização da capital cearense é comparável ao de grandes cidades do mundo


prefeito posando para a foto
"Nenhum outro estado do Brasil tem uma pesquisa com essa amostra, metodologia e qualidade para aferir qual é o percentual da população já foi imunizado”, explicou o Prefeito

O prefeito Roberto Cláudio anunciou, durante transmissão ao vivo pelas redes sociais nesta sexta-feira (19/06), que cerca de 14,2% da população de Fortaleza está imunizada contra a Covid-19. O dado foi aferido por meio de uma pesquisa realizada em parceria com o Governo do Estado do Ceará, apoio financeiro da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) e execução do Instituto Opnus.

Clique e assista ao vídeo na íntegra

"Nenhum outro estado do Brasil tem uma pesquisa com essa amostra, metodologia e qualidade para aferir qual percentual da população já foi imunizado”, explicou. Conforme o Gestor, a pesquisa permite verificar quais grupos populacionais estão em maior risco e quais áreas da Cidade obtiveram maior imunização, pois quando o vírus atinge uma região onde ninguém está imunizado, acelera-se o potencial de contaminação.

Na Capital, a Regional 1, entre os bairros Pirambu e Vila Velha, corresponde ao local que contabilizou mais casos e óbitos, e que possui maior índice de imunização. Em toda a Capital, a porcentagem representa cerca de 370 mil pessoas que já foram contaminadas e desenvolveram anticorpos contra o novo coronavírus.

Ainda de acordo com o Prefeito, o número é comparável com o índice de imunização de grandes cidades do mundo que tiveram picos da doença, como Nova York, cuja porcentagem é de 19%. “A regra epidemiológica é de 60% para que a doença possa ir desaparecendo e perdendo a força”, explicou.

Ao longo do dia, Roberto Cláudio esteve em reunião com autoridades municipais e estaduais para avaliar os próximos passos em relação à flexibilização das atividades econômicas. As decisões serão tomadas com base no fechamento dos dados assistenciais e epidemiológicos do Município, que, segundo o Prefeito, seguem em tendência de queda, tanto em relação à quantidade de óbitos por Covid-19, à baixa ocupação dos leitos de UTI em relação aos meses de abril e maio, e à demanda pelos serviços de saúde.

Os próximos passos deverão ser anunciados neste fim de semana. “Independentemente da decisão tomada, o que vai nos guiar é o monitoramento dos dados assistenciais e epidemiológicos. Qualquer processo de flexibilização pode ser interrompido quando for necessário”, ressaltou o Prefeito.

Além disso, mesmo com a baixa procura de pacientes, a Prefeitura irá manter seis Postos de Saúde em funcionamento neste fim de semana (20 e 21/06), das 8h às 17h. Clique e confira a lista.

arte escrito Fortaleza contra coronavírus, clique aqui e saiba mais

Prefeito Roberto Cláudio comenta pesquisa sobre imunização contra a Covid-19 em Fortaleza

Segundo o Gestor, o índice de imunização da capital cearense é comparável ao de grandes cidades do mundo

prefeito posando para a foto
"Nenhum outro estado do Brasil tem uma pesquisa com essa amostra, metodologia e qualidade para aferir qual é o percentual da população já foi imunizado”, explicou o Prefeito

O prefeito Roberto Cláudio anunciou, durante transmissão ao vivo pelas redes sociais nesta sexta-feira (19/06), que cerca de 14,2% da população de Fortaleza está imunizada contra a Covid-19. O dado foi aferido por meio de uma pesquisa realizada em parceria com o Governo do Estado do Ceará, apoio financeiro da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) e execução do Instituto Opnus.

Clique e assista ao vídeo na íntegra

"Nenhum outro estado do Brasil tem uma pesquisa com essa amostra, metodologia e qualidade para aferir qual percentual da população já foi imunizado”, explicou. Conforme o Gestor, a pesquisa permite verificar quais grupos populacionais estão em maior risco e quais áreas da Cidade obtiveram maior imunização, pois quando o vírus atinge uma região onde ninguém está imunizado, acelera-se o potencial de contaminação.

Na Capital, a Regional 1, entre os bairros Pirambu e Vila Velha, corresponde ao local que contabilizou mais casos e óbitos, e que possui maior índice de imunização. Em toda a Capital, a porcentagem representa cerca de 370 mil pessoas que já foram contaminadas e desenvolveram anticorpos contra o novo coronavírus.

Ainda de acordo com o Prefeito, o número é comparável com o índice de imunização de grandes cidades do mundo que tiveram picos da doença, como Nova York, cuja porcentagem é de 19%. “A regra epidemiológica é de 60% para que a doença possa ir desaparecendo e perdendo a força”, explicou.

Ao longo do dia, Roberto Cláudio esteve em reunião com autoridades municipais e estaduais para avaliar os próximos passos em relação à flexibilização das atividades econômicas. As decisões serão tomadas com base no fechamento dos dados assistenciais e epidemiológicos do Município, que, segundo o Prefeito, seguem em tendência de queda, tanto em relação à quantidade de óbitos por Covid-19, à baixa ocupação dos leitos de UTI em relação aos meses de abril e maio, e à demanda pelos serviços de saúde.

Os próximos passos deverão ser anunciados neste fim de semana. “Independentemente da decisão tomada, o que vai nos guiar é o monitoramento dos dados assistenciais e epidemiológicos. Qualquer processo de flexibilização pode ser interrompido quando for necessário”, ressaltou o Prefeito.

Além disso, mesmo com a baixa procura de pacientes, a Prefeitura irá manter seis Postos de Saúde em funcionamento neste fim de semana (20 e 21/06), das 8h às 17h. Clique e confira a lista.

arte escrito Fortaleza contra coronavírus, clique aqui e saiba mais