20 de março de 2020 em Educação

Prefeitura de Fortaleza divulga estratégia de entrega de kits de alimentação aos alunos da Rede Municipal de Ensino

A ação complementa alimentação de 230 mil alunos em decorrência do enfrentamento ao coronavírus


secretárias joana maciel e dalila saldanha falam ao microfone
Anúnicio foi feito em coletiva com transmissão online, nesta sexta-feira (20/03), com a secretária da Saúde, Joana Maciel, e a secretária da Educação, Dalila Saldanha

A Prefeitura de Fortaleza divulgou, em coletiva com transmissão online, nesta sexta-feira (20/03), as estratégias de segurança alimentar para a entrega de kits de alimentação aos alunos da Rede Municipal de Ensino. Participaram a secretária da Educação, Dalila Saldanha, e a secretária da Saúde, Joana Maciel.

A distribuição dos kits tem o objetivo de complementar a alimentação de mais de 230 mil alunos durante o período de suspensão das aulas, em decorrência do enfrentamento ao coronavírus. A distribuição será iniciada a partir da próxima segunda-feira (23/03), nas unidades escolares, que conforme cronograma, entrarão em contato com as famílias para informar quando os kits estarão disponíveis para retirada.

A estratégia de entrega é uma forma de evitar oportunidade de transmissão do vírus com a aglomeração de pessoas. “O programa de alimentação escolar é um componente importantíssimo para o desenvolvimento integral dos estudantes. O momento que estamos vivendo demanda um conjunto de ações e a gente está fazendo o possível para reduzir os impactos, apoiando esse processo para que transcorra da melhor forma, sem aglomerações. Não há necessidade de chegar primeiro pois haverá kits para todos”, garantiu a secretária Dalila Saldanha.

Os kits são compostos por 1kg de açúcar, 2 kg de arroz branco, 1 pacote de macarrão espaguete, 1 pacote de biscoito, 1kg de feijão, 1 garrafa de óleo de soja, 1 kg de sal, 1 kg de farinha de mandioca e 1 pacote de farinha de milho. Os alimentos estarão disponíveis em todas as unidades escolares municipais, entre creches conveniadas, Centros de Educação Infantil, Escolas Municipais e prédios anexos.

Para a secretária da saúde Joana Maciel, a iniciativa é essencial para garantir a nutrição e assegurar o bom funcionamento do sistema imunológico das crianças. “Com o transporte do alimento e a organização do cronograma, há menos riscos. As pessoas não devem se aglomerar para evitar a transmissão do coronavírus, e aguardar o contato”, reforçou.

Campanha

Além da distribuição de kits alimentícios, a secretária Dalila Saldanha destacou o lançamento da campanha “Educação pela vida: coronavírus não”, que tem o objetivo de contribuir com a disseminação de informações e orientações para mais os alunos da Rede Municipal Ensino e seus familiares, envolvendo a comunidade escolar de uma forma geral.

Por meio da iniciativa, a Secretaria Municipal de Educação disponibilizará em sua intranet e mídias, material com dicas sobre prevenção, sintomas, público alvo, entre outras ações de conscientização sobre o COVID-19. Os materiais também serão disponibilizados para a divulgação via whatsapp pela rede de profissionais da educação que atuam no município.

“Estamos buscando colaborar nesse processo de conscientização educacional e prevenção contra essa epidemia e cuidando das nossas crianças. Além disso, as escolas estarão enviando atividades domiciliares durante os sete dias letivos que foram suspensos", destacou a secretária Dalila.

Ações na saúde

Durante a transmissão, a secretária da Saúde, Joana Maciel, também destacou as ações que a Prefeitura de Fortaleza determinou para a prevenção e o combate ao coronavírus. Dentre elas, estão o funcionamento de 21 postos de saúde estrategicamente distribuídos por todas as Regionais da Cidade, inclusive aos fins de semana, de 8 às 17h, bem como a aplicação de vacinas para a gripe para pessoas acima de 60 anos e profissionais da saúde, a extensão de receitas médicas de pacientes com doenças crônicas de 6 para 12 meses e a entrega desses medicamentos a domicílio para maiores de 80 anos a partir da próxima semana.

Joana Maciel também frisou que a procura pelas unidades de saúde sejam feitas apenas na ocorrência de sintomas mais graves, como falta de ar ou febre alta persistente, e que é essencial se manter em quarentena. "Em sintonia com a ação muito bem coordenada pelo Governo do Estado, estamos em fase de contenção, precisamos ficar em casa. Se você é jovem e tem sintomas leves, não precisa procurar o serviço de saúde, fique em casa de repouso. Idosos com doenças crônicas, se sentirem quaisquer sintomas, procurem os postos de saúde ou uma das 12 UPAs"..

Prefeitura de Fortaleza divulga estratégia de entrega de kits de alimentação aos alunos da Rede Municipal de Ensino

A ação complementa alimentação de 230 mil alunos em decorrência do enfrentamento ao coronavírus

secretárias joana maciel e dalila saldanha falam ao microfone
Anúnicio foi feito em coletiva com transmissão online, nesta sexta-feira (20/03), com a secretária da Saúde, Joana Maciel, e a secretária da Educação, Dalila Saldanha

A Prefeitura de Fortaleza divulgou, em coletiva com transmissão online, nesta sexta-feira (20/03), as estratégias de segurança alimentar para a entrega de kits de alimentação aos alunos da Rede Municipal de Ensino. Participaram a secretária da Educação, Dalila Saldanha, e a secretária da Saúde, Joana Maciel.

A distribuição dos kits tem o objetivo de complementar a alimentação de mais de 230 mil alunos durante o período de suspensão das aulas, em decorrência do enfrentamento ao coronavírus. A distribuição será iniciada a partir da próxima segunda-feira (23/03), nas unidades escolares, que conforme cronograma, entrarão em contato com as famílias para informar quando os kits estarão disponíveis para retirada.

A estratégia de entrega é uma forma de evitar oportunidade de transmissão do vírus com a aglomeração de pessoas. “O programa de alimentação escolar é um componente importantíssimo para o desenvolvimento integral dos estudantes. O momento que estamos vivendo demanda um conjunto de ações e a gente está fazendo o possível para reduzir os impactos, apoiando esse processo para que transcorra da melhor forma, sem aglomerações. Não há necessidade de chegar primeiro pois haverá kits para todos”, garantiu a secretária Dalila Saldanha.

Os kits são compostos por 1kg de açúcar, 2 kg de arroz branco, 1 pacote de macarrão espaguete, 1 pacote de biscoito, 1kg de feijão, 1 garrafa de óleo de soja, 1 kg de sal, 1 kg de farinha de mandioca e 1 pacote de farinha de milho. Os alimentos estarão disponíveis em todas as unidades escolares municipais, entre creches conveniadas, Centros de Educação Infantil, Escolas Municipais e prédios anexos.

Para a secretária da saúde Joana Maciel, a iniciativa é essencial para garantir a nutrição e assegurar o bom funcionamento do sistema imunológico das crianças. “Com o transporte do alimento e a organização do cronograma, há menos riscos. As pessoas não devem se aglomerar para evitar a transmissão do coronavírus, e aguardar o contato”, reforçou.

Campanha

Além da distribuição de kits alimentícios, a secretária Dalila Saldanha destacou o lançamento da campanha “Educação pela vida: coronavírus não”, que tem o objetivo de contribuir com a disseminação de informações e orientações para mais os alunos da Rede Municipal Ensino e seus familiares, envolvendo a comunidade escolar de uma forma geral.

Por meio da iniciativa, a Secretaria Municipal de Educação disponibilizará em sua intranet e mídias, material com dicas sobre prevenção, sintomas, público alvo, entre outras ações de conscientização sobre o COVID-19. Os materiais também serão disponibilizados para a divulgação via whatsapp pela rede de profissionais da educação que atuam no município.

“Estamos buscando colaborar nesse processo de conscientização educacional e prevenção contra essa epidemia e cuidando das nossas crianças. Além disso, as escolas estarão enviando atividades domiciliares durante os sete dias letivos que foram suspensos", destacou a secretária Dalila.

Ações na saúde

Durante a transmissão, a secretária da Saúde, Joana Maciel, também destacou as ações que a Prefeitura de Fortaleza determinou para a prevenção e o combate ao coronavírus. Dentre elas, estão o funcionamento de 21 postos de saúde estrategicamente distribuídos por todas as Regionais da Cidade, inclusive aos fins de semana, de 8 às 17h, bem como a aplicação de vacinas para a gripe para pessoas acima de 60 anos e profissionais da saúde, a extensão de receitas médicas de pacientes com doenças crônicas de 6 para 12 meses e a entrega desses medicamentos a domicílio para maiores de 80 anos a partir da próxima semana.

Joana Maciel também frisou que a procura pelas unidades de saúde sejam feitas apenas na ocorrência de sintomas mais graves, como falta de ar ou febre alta persistente, e que é essencial se manter em quarentena. "Em sintonia com a ação muito bem coordenada pelo Governo do Estado, estamos em fase de contenção, precisamos ficar em casa. Se você é jovem e tem sintomas leves, não precisa procurar o serviço de saúde, fique em casa de repouso. Idosos com doenças crônicas, se sentirem quaisquer sintomas, procurem os postos de saúde ou uma das 12 UPAs"..