09 de março de 2017 em Segurança Cidadã

Prefeitura de Fortaleza mantém equipes de plantão para atender as demandas das chuvas

População pode acionar equipes da Defesa Civil pelo 190


Máquina trabalhando

Pelo menos dez equipes estão de plantão para ações de monitoramento, atendimento e efetivas intervenções manuais e com máquinas


Por meio da Coordenadoria Especial de Proteção e Defesa Civil, a Prefeitura está trabalhando para minimizar os danos causados pelas fortes chuvas que atingem Fortaleza, na manhã desta quinta (9/3). Pelo menos dez equipes estão de plantão para ações de monitoramento, atendimento e efetivas intervenções manuais e com máquinas.

Segundo o coordenador de Defesa Civil, Cristiano Ferrer, três locais estão com atenção especial na cidade. “Estamos com máquinas na rua dos Tabajaras (Praia de Iracema), na avenida Urucutuba (Bom Jardim) e no bairro Damas”, destacou.

De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a capital cearense recebeu o maior volume de chuva de 2017. Um posto pluviométrico, localizado na Água Fria registrou 110 milímetros, das 7h da quarta (8/3) até 7h da quinta (9/3). Diante de riscos e de quaisquer emergências provenientes da chuva, a Defesa Civil entrará em ação após a solicitação via telefone por meio os números 190 e 156.

Investimentos

Na última terça-feira (7/3), o prefeito Roberto Cláudio apresentou o Comitê de Ações para a quadra chuvosa de 2017, com o objeto de fornecer à população dados relacionados às condutas adotadas e previstas para os próximos meses chuvosos. Segundo o prefeito, um investimento equivalente a R$1.617.384,83 será destinado, ao longo de 2017, à limpeza dos canais distribuídos por Fortaleza. Na extensão das seis Regionais, 63 canais já foram limpos. Para a desobstrução de canais e de bocas de lobo, estão sendo destinados cerca de R$ 7,5 milhões. As ações de pavimentação já movimentaram cerca de R$ 1.576.693,21 e novos investimentos estão previstos para este ano.

Ainda com vistas ao período chuvoso, a Prefeitura está preparando 19 unidades básicas de saúde que se tornarão referência para o diagnóstico e o tratamento inicial da dengue. Com o início das atividades previstas para este ano, as unidades contarão com testes, exames e estrutura física ideal ao atendimento eficiente à população. Ações de combate à leptospirose, transmitida pela urina do rato, também vêm sendo adotadas, como a antirratização em mais de 28 mil estabelecimentos comerciais e residenciais, além da desratização em áreas de risco.

Prefeitura de Fortaleza mantém equipes de plantão para atender as demandas das chuvas

População pode acionar equipes da Defesa Civil pelo 190

Máquina trabalhando

Pelo menos dez equipes estão de plantão para ações de monitoramento, atendimento e efetivas intervenções manuais e com máquinas


Por meio da Coordenadoria Especial de Proteção e Defesa Civil, a Prefeitura está trabalhando para minimizar os danos causados pelas fortes chuvas que atingem Fortaleza, na manhã desta quinta (9/3). Pelo menos dez equipes estão de plantão para ações de monitoramento, atendimento e efetivas intervenções manuais e com máquinas.

Segundo o coordenador de Defesa Civil, Cristiano Ferrer, três locais estão com atenção especial na cidade. “Estamos com máquinas na rua dos Tabajaras (Praia de Iracema), na avenida Urucutuba (Bom Jardim) e no bairro Damas”, destacou.

De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a capital cearense recebeu o maior volume de chuva de 2017. Um posto pluviométrico, localizado na Água Fria registrou 110 milímetros, das 7h da quarta (8/3) até 7h da quinta (9/3). Diante de riscos e de quaisquer emergências provenientes da chuva, a Defesa Civil entrará em ação após a solicitação via telefone por meio os números 190 e 156.

Investimentos

Na última terça-feira (7/3), o prefeito Roberto Cláudio apresentou o Comitê de Ações para a quadra chuvosa de 2017, com o objeto de fornecer à população dados relacionados às condutas adotadas e previstas para os próximos meses chuvosos. Segundo o prefeito, um investimento equivalente a R$1.617.384,83 será destinado, ao longo de 2017, à limpeza dos canais distribuídos por Fortaleza. Na extensão das seis Regionais, 63 canais já foram limpos. Para a desobstrução de canais e de bocas de lobo, estão sendo destinados cerca de R$ 7,5 milhões. As ações de pavimentação já movimentaram cerca de R$ 1.576.693,21 e novos investimentos estão previstos para este ano.

Ainda com vistas ao período chuvoso, a Prefeitura está preparando 19 unidades básicas de saúde que se tornarão referência para o diagnóstico e o tratamento inicial da dengue. Com o início das atividades previstas para este ano, as unidades contarão com testes, exames e estrutura física ideal ao atendimento eficiente à população. Ações de combate à leptospirose, transmitida pela urina do rato, também vêm sendo adotadas, como a antirratização em mais de 28 mil estabelecimentos comerciais e residenciais, além da desratização em áreas de risco.