20 de setembro de 2022 em Saúde

Prefeitura de Fortaleza retoma vacinação em creches na Capital

As visitas de equipes a escolas e creches haviam sido interrompidas durante a pandemia e visam ampliar a cobertura vacinal de crianças e jovens


A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) dá continuidade à vacinação de crianças em idade escolar nas instituições públicas e privadas de ensino, em Fortaleza, contra a Poliomielite, Covid-19, Meningocócica ACWY e o HPV. O objetivo é ampliar a cobertura vacinal na faixa etária de 1 a 14 anos, garantindo a imunização ao maior número de crianças possível.

As visitas de equipes a escolas e creches haviam sido interrompidas durante a pandemia e visam ampliar a cobertura vacinal de crianças e jovens. Semanalmente, as equipes de vacinação de cada regional comparecem às escolas para realizar a imunização dos alunos, que devem apresentar autorização prévia dos pais ou responsáveis, além da caderneta de vacinação.

Balanço

São aplicadas mensalmente cerca de 200 mil doses de vacinas que pertencem ao calendário nacional. De 8 a 29 de agosto, 107.019 crianças e jovens menores de 15 anos foram vacinadas para atualização da caderneta.

Vanessa Soldatelli, coordenadora de imunização da SMS, explica a importância da vacinação em crianças, seja nos postos ou nas creches e escolas. “Algumas doenças que eram consideradas erradicadas no mundo estão retornando, como é o caso da Poliomielite, em que já existe uma criança com diagnóstico positivo na América do Norte. Isto nos traz um alerta para a importância de intensificar a vacinação e de que a população deve ter a consciência que as vacinas salvam e protegem nossas crianças contra diversas doenças”.

Prefeitura de Fortaleza retoma vacinação em creches na Capital

As visitas de equipes a escolas e creches haviam sido interrompidas durante a pandemia e visam ampliar a cobertura vacinal de crianças e jovens

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) dá continuidade à vacinação de crianças em idade escolar nas instituições públicas e privadas de ensino, em Fortaleza, contra a Poliomielite, Covid-19, Meningocócica ACWY e o HPV. O objetivo é ampliar a cobertura vacinal na faixa etária de 1 a 14 anos, garantindo a imunização ao maior número de crianças possível.

As visitas de equipes a escolas e creches haviam sido interrompidas durante a pandemia e visam ampliar a cobertura vacinal de crianças e jovens. Semanalmente, as equipes de vacinação de cada regional comparecem às escolas para realizar a imunização dos alunos, que devem apresentar autorização prévia dos pais ou responsáveis, além da caderneta de vacinação.

Balanço

São aplicadas mensalmente cerca de 200 mil doses de vacinas que pertencem ao calendário nacional. De 8 a 29 de agosto, 107.019 crianças e jovens menores de 15 anos foram vacinadas para atualização da caderneta.

Vanessa Soldatelli, coordenadora de imunização da SMS, explica a importância da vacinação em crianças, seja nos postos ou nas creches e escolas. “Algumas doenças que eram consideradas erradicadas no mundo estão retornando, como é o caso da Poliomielite, em que já existe uma criança com diagnóstico positivo na América do Norte. Isto nos traz um alerta para a importância de intensificar a vacinação e de que a população deve ter a consciência que as vacinas salvam e protegem nossas crianças contra diversas doenças”.