14 de dezembro de 2016 em Segurança Cidadã

Prefeitura participa do lançamento do relatório do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência

Com o estudo, as autoridades podem redimensionar suas ações


Azevedo Vieira no plenário 13 de maio
Relatório apresentado traz recomendações para o aperfeiçoamento de políticas públicas

A Prefeitura de Fortaleza, representada pelo secretário executivo da Segurança Cidadã, Azevedo Vieira, participou da apresentação do relatório do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência. O documento trouxe recomendações para o aperfeiçoamento de políticas públicas com o objetivo de diminuir o número de assassinatos entre jovens.

A sessão especial, realizada na manhã desta quarta-feira (14/12), no Plenário 13 de Maio, foi conduzida pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Zezinho Albuquerque. Durante a reunião, o relator do Comitê, deputado Renato Roseno, destacou que as recomendações citadas no documento; como qualificação de espaços urbanos, ampliação da rede de programas sociais, prevenção contra as drogas, mediação de conflitos, oportunidades de trabalho e renda, entre outras, devem ter apoio das prefeituras para as suas efetivações nos municípios.

Para o secretário executivo Azevedo Viera, o estudo trouxe uma nova configuração para a morte de jovens em Fortaleza e alguns municípios do Ceará, com isso as autoridades, principalmente aquelas ligadas à Segurança e a Educação, podem redimensionar suas ações. De acordo com Azevedo, a Prefeitura de Fortaleza já desenvolve trabalhos que colaboram para uma cidade mais segura, bem como avançará em políticas públicas, sobretudo na área social, para dar melhores condições de vida para os jovens. “Com a revitalização de praças públicas e a implementação de luz branca em quase toda a Cidade, o prefeito Roberto Cláudio proporciona a várias comunidades a liberdade social. Com esse estudo, fica bem mais fácil para as secretarias entrarem nesses territórios com a certeza de dispor de um material de pesquisa bem elaborado por este comitê”, afirmou.

O evento também contou com as presenças da vice-governadora do Estado, Izolda Cela, e da defensora pública geral do Estado, Mariana Lobo, entre outras autoridades.

Prefeitura participa do lançamento do relatório do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência

Com o estudo, as autoridades podem redimensionar suas ações

Azevedo Vieira no plenário 13 de maio
Relatório apresentado traz recomendações para o aperfeiçoamento de políticas públicas

A Prefeitura de Fortaleza, representada pelo secretário executivo da Segurança Cidadã, Azevedo Vieira, participou da apresentação do relatório do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência. O documento trouxe recomendações para o aperfeiçoamento de políticas públicas com o objetivo de diminuir o número de assassinatos entre jovens.

A sessão especial, realizada na manhã desta quarta-feira (14/12), no Plenário 13 de Maio, foi conduzida pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Zezinho Albuquerque. Durante a reunião, o relator do Comitê, deputado Renato Roseno, destacou que as recomendações citadas no documento; como qualificação de espaços urbanos, ampliação da rede de programas sociais, prevenção contra as drogas, mediação de conflitos, oportunidades de trabalho e renda, entre outras, devem ter apoio das prefeituras para as suas efetivações nos municípios.

Para o secretário executivo Azevedo Viera, o estudo trouxe uma nova configuração para a morte de jovens em Fortaleza e alguns municípios do Ceará, com isso as autoridades, principalmente aquelas ligadas à Segurança e a Educação, podem redimensionar suas ações. De acordo com Azevedo, a Prefeitura de Fortaleza já desenvolve trabalhos que colaboram para uma cidade mais segura, bem como avançará em políticas públicas, sobretudo na área social, para dar melhores condições de vida para os jovens. “Com a revitalização de praças públicas e a implementação de luz branca em quase toda a Cidade, o prefeito Roberto Cláudio proporciona a várias comunidades a liberdade social. Com esse estudo, fica bem mais fácil para as secretarias entrarem nesses territórios com a certeza de dispor de um material de pesquisa bem elaborado por este comitê”, afirmou.

O evento também contou com as presenças da vice-governadora do Estado, Izolda Cela, e da defensora pública geral do Estado, Mariana Lobo, entre outras autoridades.