11 de junho de 2013 em Saúde

Secretária de Saúde faz balanço do primeiro quadrimestre da pasta

Socorro Martins falou sobre orçamento e logística de ações como a construção e reforma dos postos de saúde e aumento dos leitos em hospitais


O encontro aconteceu nesta terça-feira (11) na Câmara Municipal de Fortaleza (Foto: Igor de Melo)

A titular da Secretaria de Saúde de Fortaleza, Socorro Martins, reuniu-se com um grupo de vereadores, nesta terça-feira (11), na Câmara Municipal de Fortaleza, para fazer um balanço das ações da pasta realizadas no primeiro quadrimestre (janeiro a abril de 2013). No encontro, foram apresentados dados relativos ao andamento de projetos, previsão orçamentária e desafios da saúde na Capital. “É um momento muito rico para a Secretaria estarmos aqui nesta casa. Temos o mesmo objetivo de construir uma cidade melhor”, afirmou a Secretária.

Conforme Socorro Martins, os maiores gargalos são na área da atenção primária e no abastecimento de medicamentos. Ela explicou que a reforma e ampliação dos postos de saúde já começaram a ser feitas nas Regionais V e VI, locais onde foram avaliadas as maiores carências do serviço. “Somou-se também a questão da Copa [das Confederações]. As unidades mais próximas do Castelão a gente escolheu como prioritárias, para que a gente possa agilizar essas obras”, disse.

Está previsto o investimento de mais de R$15 milhões na requalificação dos postos, advindos do Ministério da Saúde e Tesouro Municipal. A secretária apontou ainda a solicitação de seis novas Unidades de Pronto Atendimento (Upas), das quais três já estão confirmadas. “Se você tem Upa, a atenção primária deve ser ainda mais eficiente”, disse.

Foi destacada ainda a importância das redes de saúde, como a Rede Cegonha - destinada ao acompanhamento materno (pré-natal, parto, atenção à criança); a Rede de Atenção às Urgências e Emergências; e a Rede de Atenção Psicossocial. “Mandamos proposta solicitando que se faça no Hospital da Mulher uma policlínica, que será um centro de referência assistencial, e também a ampliação do número de leitos, que são insuficientes”, pontuou. O Instituto José Frota (IJF) também deve receber novos leitos.

Para o Vereador Iraguassú Teixeira (PDT), “é importante o pensamento do Governo de aproveitar o espaço do Hospital da Mulher para criação de uma policlínica”. Ele sugeriu que se reforçasse a atenção ao idoso nos hospitais e que fosse traçado um perfil epidemiológico de cada unidade de saúde. Durante este ano, vários secretários do Município já estiveram na Câmara Municipal de Fortaleza para prestar contas de atividades realizadas pelo governo.

Secretária de Saúde faz balanço do primeiro quadrimestre da pasta

Socorro Martins falou sobre orçamento e logística de ações como a construção e reforma dos postos de saúde e aumento dos leitos em hospitais

O encontro aconteceu nesta terça-feira (11) na Câmara Municipal de Fortaleza (Foto: Igor de Melo)

A titular da Secretaria de Saúde de Fortaleza, Socorro Martins, reuniu-se com um grupo de vereadores, nesta terça-feira (11), na Câmara Municipal de Fortaleza, para fazer um balanço das ações da pasta realizadas no primeiro quadrimestre (janeiro a abril de 2013). No encontro, foram apresentados dados relativos ao andamento de projetos, previsão orçamentária e desafios da saúde na Capital. “É um momento muito rico para a Secretaria estarmos aqui nesta casa. Temos o mesmo objetivo de construir uma cidade melhor”, afirmou a Secretária.

Conforme Socorro Martins, os maiores gargalos são na área da atenção primária e no abastecimento de medicamentos. Ela explicou que a reforma e ampliação dos postos de saúde já começaram a ser feitas nas Regionais V e VI, locais onde foram avaliadas as maiores carências do serviço. “Somou-se também a questão da Copa [das Confederações]. As unidades mais próximas do Castelão a gente escolheu como prioritárias, para que a gente possa agilizar essas obras”, disse.

Está previsto o investimento de mais de R$15 milhões na requalificação dos postos, advindos do Ministério da Saúde e Tesouro Municipal. A secretária apontou ainda a solicitação de seis novas Unidades de Pronto Atendimento (Upas), das quais três já estão confirmadas. “Se você tem Upa, a atenção primária deve ser ainda mais eficiente”, disse.

Foi destacada ainda a importância das redes de saúde, como a Rede Cegonha - destinada ao acompanhamento materno (pré-natal, parto, atenção à criança); a Rede de Atenção às Urgências e Emergências; e a Rede de Atenção Psicossocial. “Mandamos proposta solicitando que se faça no Hospital da Mulher uma policlínica, que será um centro de referência assistencial, e também a ampliação do número de leitos, que são insuficientes”, pontuou. O Instituto José Frota (IJF) também deve receber novos leitos.

Para o Vereador Iraguassú Teixeira (PDT), “é importante o pensamento do Governo de aproveitar o espaço do Hospital da Mulher para criação de uma policlínica”. Ele sugeriu que se reforçasse a atenção ao idoso nos hospitais e que fosse traçado um perfil epidemiológico de cada unidade de saúde. Durante este ano, vários secretários do Município já estiveram na Câmara Municipal de Fortaleza para prestar contas de atividades realizadas pelo governo.