13 de março de 2013 em Segurança Cidadã

Secretaria Municipal de Segurança Cidadã criará Coordenadoria de Mediação de Conflitos


Os conhecimentos adquiridos nas aulas serão importantes para a resolução de conflitos em desocupações

A Prefeitura de Fortaleza prepara uma Coordenadoria de Mediação de Conflitos para a Secretaria Municipal de Segurança Cidadã (Sesec). “Estamos estruturando essa coordenadoria para resolver conflitos nas comunidades, evitando que se transformem em problemas maiores”, ressaltou o titular da Sesec, Francisco Veras. O ponto de partida está sendo a capacitação de cinco integrantes da Sesec, que participaram do curso Mediation and Judicial System, de 11 a 13 de março, na Universidade de Fortaleza (Unifor). 

A ideia do treinamento, que é realizado pela Unifor e a Universidade de Colúmbia, é trabalhar técnicas e ferramentas da negociação e mediação de alterações para resolução de problemas coletivos. Na avaliação do diretor da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), Plauto de Lima, os conhecimentos adquiridos durante as aulas, baseadas em situações do cotidiano, serão importantes para a resolução de conflitos em desocupações.

Secretaria Municipal de Segurança Cidadã criará Coordenadoria de Mediação de Conflitos

Os conhecimentos adquiridos nas aulas serão importantes para a resolução de conflitos em desocupações

A Prefeitura de Fortaleza prepara uma Coordenadoria de Mediação de Conflitos para a Secretaria Municipal de Segurança Cidadã (Sesec). “Estamos estruturando essa coordenadoria para resolver conflitos nas comunidades, evitando que se transformem em problemas maiores”, ressaltou o titular da Sesec, Francisco Veras. O ponto de partida está sendo a capacitação de cinco integrantes da Sesec, que participaram do curso Mediation and Judicial System, de 11 a 13 de março, na Universidade de Fortaleza (Unifor). 

A ideia do treinamento, que é realizado pela Unifor e a Universidade de Colúmbia, é trabalhar técnicas e ferramentas da negociação e mediação de alterações para resolução de problemas coletivos. Na avaliação do diretor da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), Plauto de Lima, os conhecimentos adquiridos durante as aulas, baseadas em situações do cotidiano, serão importantes para a resolução de conflitos em desocupações.