21 de fevereiro de 2022 em Educação

Unidades escolares da Rede Municipal iniciam atividades da Semana Lilás

Novidade no calendário letivo de 2022, a programação incentiva atividades de prevenção da saúde mental


Alunos durante uma atividade
Na ETI Professor Antônio Girão Barroso, alunos e professores iniciaram a Semana Lilás com um momento de reflexão e autocuidado

Para promover cuidados ligados à saúde emocional, as escolas da Rede Municipal de Ensino iniciaram, nesta segunda-feira (21/02), as ações da primeira Semana Lilás. Novidade no calendário letivo de 2022, a programação incentiva atividades de prevenção da saúde mental e ciclos de cuidados socioemocionais com a participação de alunos, famílias e demais profissionais que compõem cada unidade escolar.

Na Escola de Tempo Integral (ETI) Professor Antônio Girão Barroso, no Jangurussu, alunos e professores iniciaram as vivências com um momento de reflexão e autocuidado. A partir de uma dinâmica em grupo, os participantes fizeram uma sessão de alongamento com música relaxante e compartilharam palavras positivas, estimulando a prática do bem-estar entre todos que compõem a unidade.

Empolgadas com a dinâmica, Emily Lopes, Lana Maira, Darliane Anjos e Ana Gisele representaram os estudantes na abertura das atividades. As alunas do 9º ano destacaram o amor, carinho, força e paz como valores a serem aguçados diariamente na sociedade. "O momento foi muito legal para a gente parar um pouco e pensar sobre o que devemos ter nas nossas vidas. Todos temos dificuldades, mas com esses sentimentos conseguimos. Vamos levar para os nossos colegas e professores essas coisas", disse Ana Gisele.
 
"Nossos alunos, professores e colegas de trabalho ganham com esse tipo de ação. Isso só vai nos trazer benefícios, pois ao cuidar de nós mesmos, cuidamos dos outros", ressaltou o professor de Educação Física, Marcos Barbosa. Sobre isso, a diretora Veranice Gomes também pontuou a relevância da iniciativa para implementação de mecanismos que estimulem ainda mais uma boa convivência.

Desenvolvida pelo Serviço de Psicologia Escolar da Rede, a Semana Lilás foi idealizada a partir da campanha Outubro Lilás, criada por meio da Lei Ordinária nº 11.082, que objetiva a promoção e valorização da saúde mental da comunidade escolar de Fortaleza. "A proposta é fazer com que cada escola de uma maneira muito particular traga para sua comunidade escolar diferentes ações que estimulem esse cuidado e atenção", explica Keith Cintra, assessora da Coordenadoria de Articulação da Comunidade e Gestão Escolar (Cogest), da Secretaria Municipal da Educação (SME).

Para a realização das atividades, as escolas contam com o apoio da equipe de psicologia da Rede Municipal, que montou um guia orientador com sugestões de diversas possibilidades para momentos de acolhimento, fala e escuta. Para o psicólogo Walesson Castro, essa agenda oportuniza um clima escolar saudável, especialmente após a retomada das aulas presencias. "Vivemos um período que requer bastante atenção com a saúde mental. Ainda estamos em pandemia e também voltamos às salas de aulas. Então, ter essa programação é de extrema importância para trabalharmos as emoções, socialização e vínculos", completa.

Ciclo de cuidados e Serviço de Psicologia Escolar
Iniciado na Rede de Ensino em setembro de 2021, o ciclo de cuidados foi uma das ações desenvolvidas pelo Serviço de Psicologia Escolar no início da retomada das aulas presenciais. Ocorreu na acolhida da comunidade escolar após período de ensino remoto, ao se trabalhar as competências socioemocionais de profissionais e alunos.

O Serviço de Psicologia Escolar funciona desde 2020 na Rede Municipal de Ensino. A iniciativa visa contribuir no processo de ensino e aprendizagem, escuta, orientação e fortalecimento dos vínculos e bem-estar da comunidade escolar. Atualmente, o serviço conta com 12 psicólogos para o atendimento a estudantes, seus familiares e profissionais da Rede de Ensino.

Unidades escolares da Rede Municipal iniciam atividades da Semana Lilás

Novidade no calendário letivo de 2022, a programação incentiva atividades de prevenção da saúde mental

Alunos durante uma atividade
Na ETI Professor Antônio Girão Barroso, alunos e professores iniciaram a Semana Lilás com um momento de reflexão e autocuidado

Para promover cuidados ligados à saúde emocional, as escolas da Rede Municipal de Ensino iniciaram, nesta segunda-feira (21/02), as ações da primeira Semana Lilás. Novidade no calendário letivo de 2022, a programação incentiva atividades de prevenção da saúde mental e ciclos de cuidados socioemocionais com a participação de alunos, famílias e demais profissionais que compõem cada unidade escolar.

Na Escola de Tempo Integral (ETI) Professor Antônio Girão Barroso, no Jangurussu, alunos e professores iniciaram as vivências com um momento de reflexão e autocuidado. A partir de uma dinâmica em grupo, os participantes fizeram uma sessão de alongamento com música relaxante e compartilharam palavras positivas, estimulando a prática do bem-estar entre todos que compõem a unidade.

Empolgadas com a dinâmica, Emily Lopes, Lana Maira, Darliane Anjos e Ana Gisele representaram os estudantes na abertura das atividades. As alunas do 9º ano destacaram o amor, carinho, força e paz como valores a serem aguçados diariamente na sociedade. "O momento foi muito legal para a gente parar um pouco e pensar sobre o que devemos ter nas nossas vidas. Todos temos dificuldades, mas com esses sentimentos conseguimos. Vamos levar para os nossos colegas e professores essas coisas", disse Ana Gisele.
 
"Nossos alunos, professores e colegas de trabalho ganham com esse tipo de ação. Isso só vai nos trazer benefícios, pois ao cuidar de nós mesmos, cuidamos dos outros", ressaltou o professor de Educação Física, Marcos Barbosa. Sobre isso, a diretora Veranice Gomes também pontuou a relevância da iniciativa para implementação de mecanismos que estimulem ainda mais uma boa convivência.

Desenvolvida pelo Serviço de Psicologia Escolar da Rede, a Semana Lilás foi idealizada a partir da campanha Outubro Lilás, criada por meio da Lei Ordinária nº 11.082, que objetiva a promoção e valorização da saúde mental da comunidade escolar de Fortaleza. "A proposta é fazer com que cada escola de uma maneira muito particular traga para sua comunidade escolar diferentes ações que estimulem esse cuidado e atenção", explica Keith Cintra, assessora da Coordenadoria de Articulação da Comunidade e Gestão Escolar (Cogest), da Secretaria Municipal da Educação (SME).

Para a realização das atividades, as escolas contam com o apoio da equipe de psicologia da Rede Municipal, que montou um guia orientador com sugestões de diversas possibilidades para momentos de acolhimento, fala e escuta. Para o psicólogo Walesson Castro, essa agenda oportuniza um clima escolar saudável, especialmente após a retomada das aulas presencias. "Vivemos um período que requer bastante atenção com a saúde mental. Ainda estamos em pandemia e também voltamos às salas de aulas. Então, ter essa programação é de extrema importância para trabalharmos as emoções, socialização e vínculos", completa.

Ciclo de cuidados e Serviço de Psicologia Escolar
Iniciado na Rede de Ensino em setembro de 2021, o ciclo de cuidados foi uma das ações desenvolvidas pelo Serviço de Psicologia Escolar no início da retomada das aulas presenciais. Ocorreu na acolhida da comunidade escolar após período de ensino remoto, ao se trabalhar as competências socioemocionais de profissionais e alunos.

O Serviço de Psicologia Escolar funciona desde 2020 na Rede Municipal de Ensino. A iniciativa visa contribuir no processo de ensino e aprendizagem, escuta, orientação e fortalecimento dos vínculos e bem-estar da comunidade escolar. Atualmente, o serviço conta com 12 psicólogos para o atendimento a estudantes, seus familiares e profissionais da Rede de Ensino.