Vacinação com a primeira dose contra a Covid-19 em Fortaleza avança para 52,3% da população

22 de julho de 2021 em Saúde

Vacinação com a primeira dose contra a Covid-19 em Fortaleza avança para 52,3% da população

Aqueles que completaram a imunização contra o vírus somam 437.769 pessoas, representando 17,2% da população


A campanha de vacinação contra Covid-19 ampliou a cobertura com a primeira dose ou dose única da vacina para 52,3% da população. Aqueles que completaram a imunização representam 17,2% da Capital. Os dados foram atualizados pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), nesta quinta-feira (22/07).

Com a ampliação, 1.379.651 pessoas tomaram a primeira dose da vacina. Dessas, 437.769 também receberam a segunda dose. Os fortalezenses imunizados com dose única somam até agora 26.486 pessoas.

Para aqueles com 45 anos ou mais, que estão cadastradas na plataforma Saúde Digital, mas ainda não tomaram a primeira dose, a recomendação é procurar qualquer ponto de vacinação de Fortaleza.

O Município tem 113 centros de vacinação. Além dos 100 postos de saúde, são disponibilizadas três policlínicas (Passaré, Jóquei Clube e Bonsucesso) e seis centros de vacinação (shoppings RioMar Fortaleza e RioMar Kennedy, North Shopping Jóquei, Centro de Eventos, Sesi Parangaba e Arena Castelão), além dos quatro Cucas (Barra do Ceará, Jangurussu, Mondubim e José Walter).

Segunda dose

Para quem perdeu o agendamento da segunda dose da vacina AstraZeneca, a SMS continua realizando a repescagem dos faltosos. A vacinação desse público ocorre nos 100 postos de saúde destacados para a campanha.

Já aqueles que tomaram a CoronaVac e também perderam o prazo da segunda aplicação, a D2 é oferecida na Arena Castelão.

Para receber as vacinas, é necessário levar a comprovação do agendamento anterior, documento de identidade com foto, CPF, Cartão Nacional de Saúde (CNS), comprovante de residência e o cartão de vacinação.

Confira o agendamento

A data do agendamento da vacina pode ser conferida no Vacine Já (https://vacineja.sepog.fortaleza.ce.gov.br/) ou no site Corinavírus Fortaleza (https://coronavirus.fortaleza.ce.gov.br/ .

"Dia D" de multivacinação

Neste sábado (24/07), a Prefeitura de Fortaleza realiza o "Dia D” de multivacinação em 112 postos de saúde, atendendo das 8h às 16h30 com aplicação de 17 imunizantes, incluindo a vacina da gripe.

A iniciativa tem por objetivo convocar a população para manter o calendário vacinal atualizado, evitando o reaparecimento de doenças que já haviam sido erradicadas graças à vacinação.

"Ter uma cobertura da nossa população com essas outras vacinas é extremamente importante pra que a gente possa evitar muitas dessas doenças. Algumas dessas vacinas são responsáveis pela erradicação de várias doenças, mas essas doenças podem retornar caso a gente baixe a guarda", salientou a secretária da Saúde do Município, Ana Estela Leite.

"A ideia é ampliar essa cobertura, vacinar nossas crianças e atualizar a caderneta de vacinação para quem está com vacina em atraso. Será um dia extremamente importante. É uma ação relevante para os nossos indicadores de saúde pública", ressaltou a secretária.

 

Vacinação com a primeira dose contra a Covid-19 em Fortaleza avança para 52,3% da população

Aqueles que completaram a imunização contra o vírus somam 437.769 pessoas, representando 17,2% da população

A campanha de vacinação contra Covid-19 ampliou a cobertura com a primeira dose ou dose única da vacina para 52,3% da população. Aqueles que completaram a imunização representam 17,2% da Capital. Os dados foram atualizados pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), nesta quinta-feira (22/07).

Com a ampliação, 1.379.651 pessoas tomaram a primeira dose da vacina. Dessas, 437.769 também receberam a segunda dose. Os fortalezenses imunizados com dose única somam até agora 26.486 pessoas.

Para aqueles com 45 anos ou mais, que estão cadastradas na plataforma Saúde Digital, mas ainda não tomaram a primeira dose, a recomendação é procurar qualquer ponto de vacinação de Fortaleza.

O Município tem 113 centros de vacinação. Além dos 100 postos de saúde, são disponibilizadas três policlínicas (Passaré, Jóquei Clube e Bonsucesso) e seis centros de vacinação (shoppings RioMar Fortaleza e RioMar Kennedy, North Shopping Jóquei, Centro de Eventos, Sesi Parangaba e Arena Castelão), além dos quatro Cucas (Barra do Ceará, Jangurussu, Mondubim e José Walter).

Segunda dose

Para quem perdeu o agendamento da segunda dose da vacina AstraZeneca, a SMS continua realizando a repescagem dos faltosos. A vacinação desse público ocorre nos 100 postos de saúde destacados para a campanha.

Já aqueles que tomaram a CoronaVac e também perderam o prazo da segunda aplicação, a D2 é oferecida na Arena Castelão.

Para receber as vacinas, é necessário levar a comprovação do agendamento anterior, documento de identidade com foto, CPF, Cartão Nacional de Saúde (CNS), comprovante de residência e o cartão de vacinação.

Confira o agendamento

A data do agendamento da vacina pode ser conferida no Vacine Já (https://vacineja.sepog.fortaleza.ce.gov.br/) ou no site Corinavírus Fortaleza (https://coronavirus.fortaleza.ce.gov.br/ .

"Dia D" de multivacinação

Neste sábado (24/07), a Prefeitura de Fortaleza realiza o "Dia D” de multivacinação em 112 postos de saúde, atendendo das 8h às 16h30 com aplicação de 17 imunizantes, incluindo a vacina da gripe.

A iniciativa tem por objetivo convocar a população para manter o calendário vacinal atualizado, evitando o reaparecimento de doenças que já haviam sido erradicadas graças à vacinação.

"Ter uma cobertura da nossa população com essas outras vacinas é extremamente importante pra que a gente possa evitar muitas dessas doenças. Algumas dessas vacinas são responsáveis pela erradicação de várias doenças, mas essas doenças podem retornar caso a gente baixe a guarda", salientou a secretária da Saúde do Município, Ana Estela Leite.

"A ideia é ampliar essa cobertura, vacinar nossas crianças e atualizar a caderneta de vacinação para quem está com vacina em atraso. Será um dia extremamente importante. É uma ação relevante para os nossos indicadores de saúde pública", ressaltou a secretária.