18 de agosto de 2021 em Mobilidade

Ações educativas com distribuição de placas e adesivos marcam o Dia do Ciclista

Além da entrega de plaquinhas refletivas para bicicletas, educadores vão distribuir adesivos para veículos automotores


a foto mostra duas mãos colocando uma placa amarela com a frase respeite a ciclista atrás do selim de uma bicicleta
Nesta quinta-feira (19/08), haverá entrega de plaquinhas refletivas para bicicletas (Foto: Rodrigo Carvalho)

Em alusão ao Dia Nacional do Ciclista, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realiza nesta quinta-feira (19/08) ações educativas com foco no respeito aos que pedalam. A mobilização acontece de manhã, de 7h às 9h, na Rua Carlos Vasconcelos, 1090. Já no período da tarde, ocorre na Av. Desembargador Moreira, entre as avenidas Abolição e Beira-Mar, a partir das 16h.

Além da entrega de plaquinhas refletivas para bicicletas, educadores vão distribuir adesivos para veículos automotores acerca da importância de manter a distância mínima de 1,5 ao passar ou ultrapassar um ciclista.

“É oportuno salientar que os veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados pelos não motorizados e, juntos, pela incolumidade dos pedestres”, adverte a superintendente do órgão, Juliana Coelho.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), motoristas não podem transitar, parar ou estacionar nas ciclofaixas e ciclovias. Também é dever deles reduzir a velocidade ao fazer ultrapassagem. Quanto aos ciclistas, estes devem andar nos espaços de circulação exclusiva para bicicleta e, na ausência dos mesmos, nos bordos da pista obedecendo o sentido da via.

Malha cicloviária

Fortaleza dispõe atualmente de 386 km de infraestrutura cicloviária. Um aumento de 467% quando comparado a 2013. Somente neste ano, foram implantados na Capital 39 km de malha dedicada a esse público.

“Muitos avanços foram conquistados para estimular o modo de transporte ativo e não motorizado. Com desenho urbano, estamos proporcionando condições seguras de deslocamento. O primeiro passo foi dado e agora queremos incentivar a conscientização dos condutores quanto ao compartilhamento do espaço público e cuidado com os usuários mais vulneráveis”, explica a gestora.

Ações educativas com distribuição de placas e adesivos marcam o Dia do Ciclista

Além da entrega de plaquinhas refletivas para bicicletas, educadores vão distribuir adesivos para veículos automotores

a foto mostra duas mãos colocando uma placa amarela com a frase respeite a ciclista atrás do selim de uma bicicleta
Nesta quinta-feira (19/08), haverá entrega de plaquinhas refletivas para bicicletas (Foto: Rodrigo Carvalho)

Em alusão ao Dia Nacional do Ciclista, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realiza nesta quinta-feira (19/08) ações educativas com foco no respeito aos que pedalam. A mobilização acontece de manhã, de 7h às 9h, na Rua Carlos Vasconcelos, 1090. Já no período da tarde, ocorre na Av. Desembargador Moreira, entre as avenidas Abolição e Beira-Mar, a partir das 16h.

Além da entrega de plaquinhas refletivas para bicicletas, educadores vão distribuir adesivos para veículos automotores acerca da importância de manter a distância mínima de 1,5 ao passar ou ultrapassar um ciclista.

“É oportuno salientar que os veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados pelos não motorizados e, juntos, pela incolumidade dos pedestres”, adverte a superintendente do órgão, Juliana Coelho.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), motoristas não podem transitar, parar ou estacionar nas ciclofaixas e ciclovias. Também é dever deles reduzir a velocidade ao fazer ultrapassagem. Quanto aos ciclistas, estes devem andar nos espaços de circulação exclusiva para bicicleta e, na ausência dos mesmos, nos bordos da pista obedecendo o sentido da via.

Malha cicloviária

Fortaleza dispõe atualmente de 386 km de infraestrutura cicloviária. Um aumento de 467% quando comparado a 2013. Somente neste ano, foram implantados na Capital 39 km de malha dedicada a esse público.

“Muitos avanços foram conquistados para estimular o modo de transporte ativo e não motorizado. Com desenho urbano, estamos proporcionando condições seguras de deslocamento. O primeiro passo foi dado e agora queremos incentivar a conscientização dos condutores quanto ao compartilhamento do espaço público e cuidado com os usuários mais vulneráveis”, explica a gestora.