26 de janeiro de 2021 em Mobilidade

Aplicativo da AMC otimiza acesso a serviços de trânsito e registro de acidentes sem vítima

No caso de acidentes sem vítima, os próprios condutores podem registrar a colisão, não sendo necessário aguardar a chegada dos agentes de trânsito


mão manuseando celular com o aplicativo AMC Móvel na tela
O aplicativo também permite que o usuário possa consultar dados referentes aos investimentos no trânsito, bem como receitas e custos
Alternativa para evitar deslocamentos em tempos de pandemia, o aplicativo AMC Móvel reúne os principais serviços do órgão, desde o registro de acidentes sem vítima à realização de outros procedimentos como indicação de condutor, recursos de autuações, consulta de veículos removidos, acompanhamento de investimentos feitos no trânsito da cidade, além do credenciamento de idosos e pessoas com deficiência.
 
Gratuita, a plataforma disponibiliza o Boletim de Acidente de Trânsito Eletrônico Unificado de Fortaleza (Bateu). Com essa função, no caso de acidentes que tenham causado apenas danos materiais, sem vítima, os próprios condutores devem registrar a colisão de forma imediata, não sendo necessário aguardar a chegada dos agentes de trânsito ao local. A medida possibilita que os veículos sejam retirados de forma mais rápida, desobstruindo o tráfego de passagem, evitando congestionamentos e até mesmo situações de insegurança viária.
 
Como funciona?
 
Após ter o seu veículo envolvido em um acidente sem vítima, o condutor deve baixar o aplicativo. Em seguida, cadastrar seus dados e preencher o passo a passo do procedimento, informando um breve relato da ocorrência e anexando as imagens necessárias retiradas no momento da colisão. Ao preencher as informações exigidas, a via deve ser desobstruída imediatamente.
 
Uma vez instalado o aplicativo, o usuário terá a opção de preencher as informações no modo off-line, a fim de que sejam enviadas no momento em que o dispositivo conectar-se à internet. Quem desejar registrar o acidente posteriormente deve efetuá-lo em um prazo de até 30 dias após a colisão.
 
Os dados lançados pelo aplicativo serão analisados por técnicos da AMC, que avaliarão sua consistência e liberarão sua impressão em sítio eletrônico em até cinco dias úteis, podendo ser usado pela seguradora e usado como prova em ações judiciais.
 
“A grande importância do aplicativo é a transparência e a facilidade no acesso. Qualquer pendência relacionada à AMC pode ser resolvida de forma on-line sem a necessidade do atendimento presencial em nossas centrais, o que acaba diminuindo o risco de proliferação do coronavírus”, explica a superintendente do órgão, Juliana Coelho.
 
Os acidentes que tenham ocorrido nas vias internas de condomínios, em estacionamentos privados mesmo que de uso coletivo ou em qualquer outro espaço que não esteja inserido na jurisdição do Município, assim como nas rodovias federais ou estaduais, não serão registrados pelo aplicativo.
 
Outras funções
 
O aplicativo também permite que o usuário possa consultar dados referentes aos investimentos no trânsito, bem como receitas e custos, por meio do “AMC Transparente”. Além disso, de forma mais cômoda, será permitido recorrer de uma multa ou verificar se o seu veículo foi rebocado em operações cotidianas desenvolvidas pelo órgão.
 
Fortaleza é a primeira cidade a englobar todos os serviços numa mesma plataforma, que facilita a vida dos cidadãos, garantindo um ir e vir com mais agilidade e segurança.
 

Aplicativo da AMC otimiza acesso a serviços de trânsito e registro de acidentes sem vítima

No caso de acidentes sem vítima, os próprios condutores podem registrar a colisão, não sendo necessário aguardar a chegada dos agentes de trânsito

mão manuseando celular com o aplicativo AMC Móvel na tela
O aplicativo também permite que o usuário possa consultar dados referentes aos investimentos no trânsito, bem como receitas e custos
Alternativa para evitar deslocamentos em tempos de pandemia, o aplicativo AMC Móvel reúne os principais serviços do órgão, desde o registro de acidentes sem vítima à realização de outros procedimentos como indicação de condutor, recursos de autuações, consulta de veículos removidos, acompanhamento de investimentos feitos no trânsito da cidade, além do credenciamento de idosos e pessoas com deficiência.
 
Gratuita, a plataforma disponibiliza o Boletim de Acidente de Trânsito Eletrônico Unificado de Fortaleza (Bateu). Com essa função, no caso de acidentes que tenham causado apenas danos materiais, sem vítima, os próprios condutores devem registrar a colisão de forma imediata, não sendo necessário aguardar a chegada dos agentes de trânsito ao local. A medida possibilita que os veículos sejam retirados de forma mais rápida, desobstruindo o tráfego de passagem, evitando congestionamentos e até mesmo situações de insegurança viária.
 
Como funciona?
 
Após ter o seu veículo envolvido em um acidente sem vítima, o condutor deve baixar o aplicativo. Em seguida, cadastrar seus dados e preencher o passo a passo do procedimento, informando um breve relato da ocorrência e anexando as imagens necessárias retiradas no momento da colisão. Ao preencher as informações exigidas, a via deve ser desobstruída imediatamente.
 
Uma vez instalado o aplicativo, o usuário terá a opção de preencher as informações no modo off-line, a fim de que sejam enviadas no momento em que o dispositivo conectar-se à internet. Quem desejar registrar o acidente posteriormente deve efetuá-lo em um prazo de até 30 dias após a colisão.
 
Os dados lançados pelo aplicativo serão analisados por técnicos da AMC, que avaliarão sua consistência e liberarão sua impressão em sítio eletrônico em até cinco dias úteis, podendo ser usado pela seguradora e usado como prova em ações judiciais.
 
“A grande importância do aplicativo é a transparência e a facilidade no acesso. Qualquer pendência relacionada à AMC pode ser resolvida de forma on-line sem a necessidade do atendimento presencial em nossas centrais, o que acaba diminuindo o risco de proliferação do coronavírus”, explica a superintendente do órgão, Juliana Coelho.
 
Os acidentes que tenham ocorrido nas vias internas de condomínios, em estacionamentos privados mesmo que de uso coletivo ou em qualquer outro espaço que não esteja inserido na jurisdição do Município, assim como nas rodovias federais ou estaduais, não serão registrados pelo aplicativo.
 
Outras funções
 
O aplicativo também permite que o usuário possa consultar dados referentes aos investimentos no trânsito, bem como receitas e custos, por meio do “AMC Transparente”. Além disso, de forma mais cômoda, será permitido recorrer de uma multa ou verificar se o seu veículo foi rebocado em operações cotidianas desenvolvidas pelo órgão.
 
Fortaleza é a primeira cidade a englobar todos os serviços numa mesma plataforma, que facilita a vida dos cidadãos, garantindo um ir e vir com mais agilidade e segurança.