13 de maio de 2022 em Mobilidade

Bicicletar tem aumento de 136% nos cadastros e 54% nas viagens no primeiro trimestre do ano

Em 2022, a Prefeitura de Fortaleza tem registrado, em média, 3.212 viagens diárias, chegando no mês de maio ao marco de 400 mil viagens


mulher andando numa bicicleta do bicicletar em uma cilofaixa
“Começou como uma necessidade e eu acabei estendendo para outras áreas", conta Eduarda Escóssia (Foto: Thiago Gaspar)

O Bicicletar, sistema de bicicletas compartilhadas da Prefeitura de Fortaleza, coordenado pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), teve um aumento de 54% nas viagens no primeiro trimestre de 2022, em relação ao mesmo período do ano passado. O número de cadastros mais que dobrou se comparado aos meses de janeiro a março de 2021, apontando um acréscimo de 136%.

Alessandro Freitas é uma dessas pessoas que aderiram ao sistema. O estudante utiliza o Bicicletar há quase um ano para ir ao trabalho e diz que a prática virou quase um ritual. “É muito bom para a minha concentração no trabalho. Preciso me focar na via e quando chego no trabalho já esqueci outras questões e estou livre para me concentrar em meus deveres”, explica.

Para ele, que sai todos os dias da estação do Bicicletar na avenida José Leon, no bairro Cidade dos Funcionários, a facilidade do uso do sistema e a disponibilidade de bicicletas em diversos pontos da Capital foram fatores decisivos para a escolha desse modal. “As motivações para eu iniciar a andar foram a facilidade e gratuidade, somadas à possibilidade de encontrar um Bicicletar em quase todos os cantos da cidade”, afirma.

Em 2022, a Prefeitura de Fortaleza tem registrado, em média, 3.212 viagens diárias, chegando no mês de maio ao marco de 400 mil viagens. O aumento de público se deve aos investimentos que a Prefeitura de Fortaleza tem realizado como forma de incentivar o uso do modal.

Atualmente, a Capital tem 410 km de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas e só no ano passado, mais de 200 novas bicicletas foram adquiridas e estão disponíveis nas 192 estações instaladas em pontos estratégicos da Cidade. Além disso, uma nova versão mais ágil, segura e intuitiva do aplicativo foi disponibilizada para os usuários, e foram evitadas a emissão de 444.45 toneladas de gás carbônico, caso as viagens tivessem sido realizadas de carro.

Essas ações contribuíram para que o Bicicletar se tornasse referência nacional na política de mobilidade urbana, sendo o maior sistema de bicicletas compartilhadas no Brasil em número de estações por habitantes, e o terceiro em número de estações, atrás somente de Rio de Janeiro e São Paulo.

Gênero

Em 2021, o sistema também registrou aumento de usuários e viagens. O ano teve acréscimo de 85% nas viagens e 55% nos cadastros em relação ao ano anterior, batendo recorde desde o início da sua operação, em 2014.

A maioria dessas viagens foi realizada por pessoas que se identificavam com o gênero masculino, representando 63,5% dos usuários. No total, no ano passado, 688.896 viagens foram feitas por esse público.

Porém, o número de mulheres usuárias do sistema de bicicletas compartilhadas também aumentou. Em 2020, o público feminino realizou 202.091 viagens, já em 2021, esse número saltou para 396.078, representando 36,5%.

Eduarda Escóssia, que começou a usar o Bicicletar por necessidade de locomoção, faz parte dessa história. “Quando eu voltava da minha psicóloga, no Bairro de Fátima, os ônibus sempre estavam lotados e eu presenciava algumas situações de assédio. Então, comecei a voltar de bicicleta porque lá tem uma ciclovia, além de me sentir segura”, conta.

Com o passar do tempo, Eduarda começou a adquirir segurança e ampliar o uso do sistema de bicicletas compartilhadas para outras atividades, principalmente voltadas ao lazer. “Quase toda semana, eu uso só para poder andar de bicicleta, para voltar para casa ou ir em algum canto que preciso. Começou como uma necessidade e eu acabei estendendo para outras áreas”, conclui.

Modalidades

rapaz retira uma bicicleta numa estação do bicletar
Fortaleza conta, atualmente, com 192 estações do Bicicletar (Foto: Rodrigo Carvalho)

Além do Bicicletar tradicional, existem, atualmente, mais duas modalidades do sistema: Mini Bicicletar, direcionado ao público infantil, e Bicicletar Corporativo, voltado para servidores municipais.

O Mini Bicicletar conta com 11 estações e foi criado para incentivar nas crianças o hábito de andar de bicicleta, além da preocupação com o planeta. As estações são instaladas em praças de Fortaleza e as bicicletas podem ser usadas naquele espaço. A 11ª estação do Mini Bicicletar foi inaugurada no último dia 11 de março, na Cidade da Criança, no Centro.

Atendendo exclusivamente aos servidores públicos municipais, o Bicicletar Corporativo possui 16 estações em prédios públicos da administração municipal. O sistema foi iniciado em março de 2018, com o objetivo de conscientizar empresas e instituições de Fortaleza a promoverem ações de estímulo ao ciclismo com seus funcionários e clientes.

O Bicicletar é operado pela empresa Serttel, responsável pela manutenção técnica nos equipamentos.

Serviço

Os interessados em utilizar o serviço devem realizar o cadastro por meio do aplicativo ou pelo site do Bicicletar. Por meio dessas plataformas, é possível adquirir passes para a utilização do modal de valores diário (R$ 5), mensal (R$ 20) ou anual (R$ 80).

Bicicletar tem aumento de 136% nos cadastros e 54% nas viagens no primeiro trimestre do ano

Em 2022, a Prefeitura de Fortaleza tem registrado, em média, 3.212 viagens diárias, chegando no mês de maio ao marco de 400 mil viagens

mulher andando numa bicicleta do bicicletar em uma cilofaixa
“Começou como uma necessidade e eu acabei estendendo para outras áreas", conta Eduarda Escóssia (Foto: Thiago Gaspar)

O Bicicletar, sistema de bicicletas compartilhadas da Prefeitura de Fortaleza, coordenado pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), teve um aumento de 54% nas viagens no primeiro trimestre de 2022, em relação ao mesmo período do ano passado. O número de cadastros mais que dobrou se comparado aos meses de janeiro a março de 2021, apontando um acréscimo de 136%.

Alessandro Freitas é uma dessas pessoas que aderiram ao sistema. O estudante utiliza o Bicicletar há quase um ano para ir ao trabalho e diz que a prática virou quase um ritual. “É muito bom para a minha concentração no trabalho. Preciso me focar na via e quando chego no trabalho já esqueci outras questões e estou livre para me concentrar em meus deveres”, explica.

Para ele, que sai todos os dias da estação do Bicicletar na avenida José Leon, no bairro Cidade dos Funcionários, a facilidade do uso do sistema e a disponibilidade de bicicletas em diversos pontos da Capital foram fatores decisivos para a escolha desse modal. “As motivações para eu iniciar a andar foram a facilidade e gratuidade, somadas à possibilidade de encontrar um Bicicletar em quase todos os cantos da cidade”, afirma.

Em 2022, a Prefeitura de Fortaleza tem registrado, em média, 3.212 viagens diárias, chegando no mês de maio ao marco de 400 mil viagens. O aumento de público se deve aos investimentos que a Prefeitura de Fortaleza tem realizado como forma de incentivar o uso do modal.

Atualmente, a Capital tem 410 km de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas e só no ano passado, mais de 200 novas bicicletas foram adquiridas e estão disponíveis nas 192 estações instaladas em pontos estratégicos da Cidade. Além disso, uma nova versão mais ágil, segura e intuitiva do aplicativo foi disponibilizada para os usuários, e foram evitadas a emissão de 444.45 toneladas de gás carbônico, caso as viagens tivessem sido realizadas de carro.

Essas ações contribuíram para que o Bicicletar se tornasse referência nacional na política de mobilidade urbana, sendo o maior sistema de bicicletas compartilhadas no Brasil em número de estações por habitantes, e o terceiro em número de estações, atrás somente de Rio de Janeiro e São Paulo.

Gênero

Em 2021, o sistema também registrou aumento de usuários e viagens. O ano teve acréscimo de 85% nas viagens e 55% nos cadastros em relação ao ano anterior, batendo recorde desde o início da sua operação, em 2014.

A maioria dessas viagens foi realizada por pessoas que se identificavam com o gênero masculino, representando 63,5% dos usuários. No total, no ano passado, 688.896 viagens foram feitas por esse público.

Porém, o número de mulheres usuárias do sistema de bicicletas compartilhadas também aumentou. Em 2020, o público feminino realizou 202.091 viagens, já em 2021, esse número saltou para 396.078, representando 36,5%.

Eduarda Escóssia, que começou a usar o Bicicletar por necessidade de locomoção, faz parte dessa história. “Quando eu voltava da minha psicóloga, no Bairro de Fátima, os ônibus sempre estavam lotados e eu presenciava algumas situações de assédio. Então, comecei a voltar de bicicleta porque lá tem uma ciclovia, além de me sentir segura”, conta.

Com o passar do tempo, Eduarda começou a adquirir segurança e ampliar o uso do sistema de bicicletas compartilhadas para outras atividades, principalmente voltadas ao lazer. “Quase toda semana, eu uso só para poder andar de bicicleta, para voltar para casa ou ir em algum canto que preciso. Começou como uma necessidade e eu acabei estendendo para outras áreas”, conclui.

Modalidades

rapaz retira uma bicicleta numa estação do bicletar
Fortaleza conta, atualmente, com 192 estações do Bicicletar (Foto: Rodrigo Carvalho)

Além do Bicicletar tradicional, existem, atualmente, mais duas modalidades do sistema: Mini Bicicletar, direcionado ao público infantil, e Bicicletar Corporativo, voltado para servidores municipais.

O Mini Bicicletar conta com 11 estações e foi criado para incentivar nas crianças o hábito de andar de bicicleta, além da preocupação com o planeta. As estações são instaladas em praças de Fortaleza e as bicicletas podem ser usadas naquele espaço. A 11ª estação do Mini Bicicletar foi inaugurada no último dia 11 de março, na Cidade da Criança, no Centro.

Atendendo exclusivamente aos servidores públicos municipais, o Bicicletar Corporativo possui 16 estações em prédios públicos da administração municipal. O sistema foi iniciado em março de 2018, com o objetivo de conscientizar empresas e instituições de Fortaleza a promoverem ações de estímulo ao ciclismo com seus funcionários e clientes.

O Bicicletar é operado pela empresa Serttel, responsável pela manutenção técnica nos equipamentos.

Serviço

Os interessados em utilizar o serviço devem realizar o cadastro por meio do aplicativo ou pelo site do Bicicletar. Por meio dessas plataformas, é possível adquirir passes para a utilização do modal de valores diário (R$ 5), mensal (R$ 20) ou anual (R$ 80).