05 de abril de 2017 em Segurança Cidadã

Prefeitura aumenta efetivo de guarda-vidas para segurança na orla de Fortaleza

O efetivo da Inspetoria de Salvamento Aquático (ISA) chega agora a 85 guarda-vidas


Guarda-vidas em vigilância na Orla
Os guarda-vidas estão distribuídos entre a Barra do Ceará e a Praia do Náutico

A Inspetoria de Salvamento Aquático (ISA), da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), agora conta com um efetivo de 85 guarda-vidas, devidamente treinados e capacitados para fazer a segurança dos banhistas dos postos da Barra do Ceará, Carapebas, Praia de Iracema, Ponta Mar, Luzeiros e Praia do Náutico. No espaço de menos de um ano, a ISA aumentou seu efetivo em mais 40 novos servidores, o que representa uma mudança significativa para o trabalho que é feito na orla marítima, do trecho que vai da Barra do Ceará até a Avenida Beira Mar.

Para o assistente técnico da ISA, inspetor Antônio Vieira, o trabalho preventivo realizado pelos guarda-vidas já registra uma mudança no número de ocorrências nos postos da orla marítima. De janeiro a março deste ano, foram apenas 20 atendimentos. Em 2016, os guardas salvaram 362 pessoas, entre crianças, jovens, adultos e maiores de 65 anos, um resultado bastante elevado em relação aos primeiros meses de 2017.

A missão dos guarda-vidas é promover a segurança dos banhistas. Eles orientam as pessoas a não nadarem depois de ingerir bebida alcoólica e entrarem na água uma hora após a última refeição, a fim de evitar cãimbra. A recomendação é a de que permaneçam na água até a altura do umbigo, nadar em local que tenha a presença do guarda-vidas, evitar o banho com a maré alta e entrar no mar sempre em grupo. Criança não pode ficar no mar sem a supervisão constante de um adulto.

Treinamento

Na capacitação dos guarda-vidas, eles têm a oportunidade de vivenciar aulas teóricas e práticas, com assuntos que abordam o dia a dia dos profissionais, nos postos de salvamento aquático. Abordagem à vítima de afogamento, desvencilhamento(como proceder para se soltar da vítima de afogamento) e procedimento de ressuscitação são alguns temas trabalhados com os guarda-vidas nas praias do Náutico e de Iracema. O curso foi ministrado pelos inspetores Vieira e Anísio.

Prefeitura aumenta efetivo de guarda-vidas para segurança na orla de Fortaleza

O efetivo da Inspetoria de Salvamento Aquático (ISA) chega agora a 85 guarda-vidas

Guarda-vidas em vigilância na Orla
Os guarda-vidas estão distribuídos entre a Barra do Ceará e a Praia do Náutico

A Inspetoria de Salvamento Aquático (ISA), da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), agora conta com um efetivo de 85 guarda-vidas, devidamente treinados e capacitados para fazer a segurança dos banhistas dos postos da Barra do Ceará, Carapebas, Praia de Iracema, Ponta Mar, Luzeiros e Praia do Náutico. No espaço de menos de um ano, a ISA aumentou seu efetivo em mais 40 novos servidores, o que representa uma mudança significativa para o trabalho que é feito na orla marítima, do trecho que vai da Barra do Ceará até a Avenida Beira Mar.

Para o assistente técnico da ISA, inspetor Antônio Vieira, o trabalho preventivo realizado pelos guarda-vidas já registra uma mudança no número de ocorrências nos postos da orla marítima. De janeiro a março deste ano, foram apenas 20 atendimentos. Em 2016, os guardas salvaram 362 pessoas, entre crianças, jovens, adultos e maiores de 65 anos, um resultado bastante elevado em relação aos primeiros meses de 2017.

A missão dos guarda-vidas é promover a segurança dos banhistas. Eles orientam as pessoas a não nadarem depois de ingerir bebida alcoólica e entrarem na água uma hora após a última refeição, a fim de evitar cãimbra. A recomendação é a de que permaneçam na água até a altura do umbigo, nadar em local que tenha a presença do guarda-vidas, evitar o banho com a maré alta e entrar no mar sempre em grupo. Criança não pode ficar no mar sem a supervisão constante de um adulto.

Treinamento

Na capacitação dos guarda-vidas, eles têm a oportunidade de vivenciar aulas teóricas e práticas, com assuntos que abordam o dia a dia dos profissionais, nos postos de salvamento aquático. Abordagem à vítima de afogamento, desvencilhamento(como proceder para se soltar da vítima de afogamento) e procedimento de ressuscitação são alguns temas trabalhados com os guarda-vidas nas praias do Náutico e de Iracema. O curso foi ministrado pelos inspetores Vieira e Anísio.