08 de outubro de 2021 em Saúde

IJF celebra Semana da Criança com programação para pacientes e promoção da prevenção de acidentes

Durante o ano de 2020, aproximadamente 12.800 crianças foram atendidas no hospital especializado no socorro aos traumas e lesões de alta complexidade


mascotes do ceará (vovô), fortaleza (leão e leoa) e ferroviário (tubarão) posam para a foto
Na manhã de quinta-feira (14/10), as crianças receberão as visitas de mascotes do Ceará Sporting Club (Vovô), do Ferroviário Atlético Clube (Tutuba) e do Fortaleza Esporte Clube (Juba e Stella)

Entre os dias 10 e 15 de outubro, o Instituto Doutor José Frota (IJF) realiza uma programação especial para a celebração da Semana da Criança, com ações voltadas aos pacientes e acompanhantes das enfermarias pediátricas da unidade, que integra a rede de assistência em saúde da Prefeitura de Fortaleza. A iniciativa tem como objetivo promover uma permanência mais confortável durante a hospitalização e também alertar os pais e responsáveis sobre os comportamentos e situações de risco, que podem resultar em traumas graves, sequelas permanentes e até em mortes por acidentes domésticos ou em ocorrências de trânsito, por exemplo.

Durante a Semana da Criança do IJF serão distribuídos materiais informativos, brinquedos, itens de higiene pessoal, livros e revistas em quadrinhos. Também serão realizadas exibições de filmes, oficinas de música, balões, pinturas de rosto e penteados, além das visitas de super-heróis, grupos culturais e projetos sociais para orientações sobre saúde bucal e nutricional. Ainda colaboram com as ações a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e a Biblioteca Pública Municipal Dolor Barreira.

Na tarde da terça-feira (12/10) está programada a sessão especial de Pet Terapia e, na manhã de quinta-feira (14/10), as crianças receberão as visitas de mascotes do Ceará Sporting Club (Vovô), do Ferroviário Atlético Clube (Tutuba) e do Fortaleza Esporte Clube (Juba e Stella).

Referência em Traumas de Alta Complexidade

O IJF é o maior hospital do Estado em capacidade de acolhimento e, atualmente, conta com 60 leitos pediátricos, entre Emergência, Enfermaria Traumatológica, Núcleo de Queimados, Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e Pós-operatório.

Durante o ano de 2020, aproximadamente 12.800 crianças, entre zero e 14 anos de idade, foram atendidas pelas equipes multiprofissionais especializadas no socorro aos traumas e lesões de alta complexidade, causados, principalmente, por Quedas (4.727), Ingestão ou Aspiração de Objetos Estranhos (1.835), como moedas, baterias, peças de brinquedos, sementes, arames e até pregos, Ocorrências de Trânsito (1.016), Intoxicações Agudas (684), Queimaduras (504) e Choques Elétricos (40).

Este ano, entre os meses de janeiro e agosto, a Emergência registrou mais de 8.450 pacientes pediátricos, sendo as causa mais numerosas as Quedas (3.124), Aspiração de Objetos Estranhos (999), Intoxicações Agudas (400), Queimaduras (335) e Choques Elétricos (34).

No mesmo período, as Ocorrências de Trânsito vitimaram 665 crianças, entre Colisões e Capotamentos de Carros (50), Atropelamentos de Pedestres (178), Quedas e Colisões em Motocicletas (202), sendo 113 delas com menores de 9 anos de idade, e Quedas de Ciclistas (235), que relataram, principalmente, à falta de manutenção nos freios, pneus e engrenagens ou mesmo imperícia na condução da bicicleta como causa.

Levando em consideração a pequena estrutura do corpo da vítima, por conta da idade, e os mecanismos de trauma, como o veículo, a velocidade e a falta de uso dos itens de segurança, as ocorrências de trânsito podem resultar em longos períodos de hospitalização, intervenções cirúrgicas de alto risco, sequelas limitantes e permanentes, como amputação de membros, lesões neurológicas e, dependendo da gravidade do quadro, no óbito do paciente.

IJF celebra Semana da Criança com programação para pacientes e promoção da prevenção de acidentes

Durante o ano de 2020, aproximadamente 12.800 crianças foram atendidas no hospital especializado no socorro aos traumas e lesões de alta complexidade

mascotes do ceará (vovô), fortaleza (leão e leoa) e ferroviário (tubarão) posam para a foto
Na manhã de quinta-feira (14/10), as crianças receberão as visitas de mascotes do Ceará Sporting Club (Vovô), do Ferroviário Atlético Clube (Tutuba) e do Fortaleza Esporte Clube (Juba e Stella)

Entre os dias 10 e 15 de outubro, o Instituto Doutor José Frota (IJF) realiza uma programação especial para a celebração da Semana da Criança, com ações voltadas aos pacientes e acompanhantes das enfermarias pediátricas da unidade, que integra a rede de assistência em saúde da Prefeitura de Fortaleza. A iniciativa tem como objetivo promover uma permanência mais confortável durante a hospitalização e também alertar os pais e responsáveis sobre os comportamentos e situações de risco, que podem resultar em traumas graves, sequelas permanentes e até em mortes por acidentes domésticos ou em ocorrências de trânsito, por exemplo.

Durante a Semana da Criança do IJF serão distribuídos materiais informativos, brinquedos, itens de higiene pessoal, livros e revistas em quadrinhos. Também serão realizadas exibições de filmes, oficinas de música, balões, pinturas de rosto e penteados, além das visitas de super-heróis, grupos culturais e projetos sociais para orientações sobre saúde bucal e nutricional. Ainda colaboram com as ações a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e a Biblioteca Pública Municipal Dolor Barreira.

Na tarde da terça-feira (12/10) está programada a sessão especial de Pet Terapia e, na manhã de quinta-feira (14/10), as crianças receberão as visitas de mascotes do Ceará Sporting Club (Vovô), do Ferroviário Atlético Clube (Tutuba) e do Fortaleza Esporte Clube (Juba e Stella).

Referência em Traumas de Alta Complexidade

O IJF é o maior hospital do Estado em capacidade de acolhimento e, atualmente, conta com 60 leitos pediátricos, entre Emergência, Enfermaria Traumatológica, Núcleo de Queimados, Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e Pós-operatório.

Durante o ano de 2020, aproximadamente 12.800 crianças, entre zero e 14 anos de idade, foram atendidas pelas equipes multiprofissionais especializadas no socorro aos traumas e lesões de alta complexidade, causados, principalmente, por Quedas (4.727), Ingestão ou Aspiração de Objetos Estranhos (1.835), como moedas, baterias, peças de brinquedos, sementes, arames e até pregos, Ocorrências de Trânsito (1.016), Intoxicações Agudas (684), Queimaduras (504) e Choques Elétricos (40).

Este ano, entre os meses de janeiro e agosto, a Emergência registrou mais de 8.450 pacientes pediátricos, sendo as causa mais numerosas as Quedas (3.124), Aspiração de Objetos Estranhos (999), Intoxicações Agudas (400), Queimaduras (335) e Choques Elétricos (34).

No mesmo período, as Ocorrências de Trânsito vitimaram 665 crianças, entre Colisões e Capotamentos de Carros (50), Atropelamentos de Pedestres (178), Quedas e Colisões em Motocicletas (202), sendo 113 delas com menores de 9 anos de idade, e Quedas de Ciclistas (235), que relataram, principalmente, à falta de manutenção nos freios, pneus e engrenagens ou mesmo imperícia na condução da bicicleta como causa.

Levando em consideração a pequena estrutura do corpo da vítima, por conta da idade, e os mecanismos de trauma, como o veículo, a velocidade e a falta de uso dos itens de segurança, as ocorrências de trânsito podem resultar em longos períodos de hospitalização, intervenções cirúrgicas de alto risco, sequelas limitantes e permanentes, como amputação de membros, lesões neurológicas e, dependendo da gravidade do quadro, no óbito do paciente.