A Organização Mundial da Saúde (OMS) instituiu o dia 24 de junho como o Dia Mundial de Prevenção de Quedas. No Instituto Dr. José Frota (IJF), unidade de referência para o tratamento de fraturas e lesões de alta complexidade na rede de assistência em saúde da Prefeitura de Fortaleza, os traumas causados por quedas são os mais numerosos entre motivos que levam as vítimas à Emergência. Somente entre os meses de janeiro e maio deste ano, o hospital somou 6.845 atendimentos a adultos e crianças com ferimentos graves decorrentes de acidentes domésticos e de trabalho. O número é 32% maior que o registrado no mesmo período do ano anterior e representa 24% do total das causas de acolhimento.

Paciente em atendimento na Enfermaria do hospital IJF.

Entre os pacientes que chegam ao IJF após sofrerem um escorregão no banheiro, um tombo ao deitar na rede, uma topada por conta de um calçado desgastado e até mesmo um desequilíbrio ao subir em um muro, telhado ou árvore, as crianças menores de 10 anos de idade e os adultos com mais de 60 anos são os que mais demandam atenção e cuidados dos especialistas. Os idosos, sobretudo, tendem a permanecer por mais tempo hospitalizados e correm mais riscos de complicações no tratamento, além de sequelas severas e permanentes ou mesmo o óbito.

Para alertar as famílias sobre os riscos e as sérias consequências de uma queda, a Direção do IJF aponta algumas dos principais relatos dos usuários sobre as situações e condições ambientes e comportamentais que resultaram em quedas, mas que podem e devem ser evitadas, como:

• Falta de superfície antiderrapante e barras de apoio no banheiro;
• Uso de calçados desgastados e sem fixação segura ao pé;
• Desequilíbrio ao levantar e deitar na rede, na cama ou em uma cadeira;
• Falta de corrimão e portão de segurança no topo e na base das escadas;
• Falta de redes e grades de proteção em janelas;
• Falta da supervisão de adultos no acompanhamento das crianças;
• Exaustão das mães e carência de apoio familiar para o cuidado com recém-nascidos;
• Crianças de colo colocadas em camas, mesas ou móveis altos e sem proteção;
• Idosos debilitados sem o acompanhamento familiar e apoio devido;
• Subir em muros, telhados e árvores sem apoio ou condição física para a atividade;
• Falta de uso dos equipamentos de proteção durante o trabalho.

Acima de tudo, uma rotina de alimentação saudável, atividade física regular e sono reparador são indispensáveis para a manutenção da saúde e a prevenção de doenças em qualquer idade. Portadores de doenças crônicas também devem ficar atentos ao uso correto de medicamentos e pessoas com limitações de mobilidade sempre devem contar com um apoio seguro para locomoção.

 

Publicado em Saúde

O Instituto Dr José Frota (IJF), por meio de seu Núcleo de Serviço Social, realizou, entre os dias 16 de maio e 13 de junho, o curso de Capacitação Rede de Proteção Social e Atenção às vítimas de Violências. A formação contou com a colaboração de diversas instituições parceiras e nos encontros foram abordados temas como a Violência Urbana, as Políticas Públicas de Atendimento às Pessoas em Situação de Rua e a Garantia de Direitos das Crianças e Adolescentes, que encerrou a programação.

O último módulo, apresentado na tarde desta segunda-feira (13/06), recebeu as contribuições de Dairton Costa de Oliveira, do Ministério Público do Estado; de Francisco Rubens de Lima Júnior, da Defensoria Pública do Estado do Ceará; do deputado estadual Renato Roseno, da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Ceará; do presidente e da vice-presidenta da Fundação da Criança e da Família Cidadã de Fortaleza (Funci), Iraguassú Filho e Márcia Dias Soares.

O IJF, por sua vez, apresentou os dados das 1.083 notificações feitas aos órgãos competentes apenas por violações de direitos que resultaram em lesões graves e na hospitalização de crianças e adolescentes, entre janeiro e dezembro de 2021, diante do total de 8.099 ocorrências registradas no Ceará e 3.551 em Fortaleza, no mesmo período.

Os casos de violação da proteção e violência contra menores de 18 anos mais relatados na Emergência mencionam os traumas por envolvimento em ocorrências de trânsito, quedas, lesões por arma de foto e arma branca, agressões e intoxicações exógenas. Dos relatos acompanhados, 12% indicaram a reincidência nas causas das lesões.

De acordo com a superintendente do IJF, Riane Azevedo, “buscamos, durante este período de aprendizagem, discutir as estratégias para o fortalecimento de políticas públicas mais efetivas, por meio da troca de informações, experiências e aproximações para mais colaborações. É dessa forma que o IJF, além de referência na assistência de alta complexidade, também reforça o seu papel como hospital de ensino, pesquisa e orientador de políticas públicas”.

Publicado em Saúde

O Instituto Dr. José Frota, hospital de rede pública da Prefeitura de Fortaleza, lançou nesta sexta-feira (03/06), a nova edição da Revista Científica do IJF. A publicação, que contou com a participação do corpo clínico e multiprofissional do hospital, contempla padrões científicos internacionais e reforça a relevância do hospital para a promoção da saúde pública, para o desenvolvimento da assistência segura às vítimas de traumas e para a evolução no perfil do IJF como instituição de ensino, pesquisa e orientadora de políticas públicas.

Revista Científica do IJF (2022.1)

O evento de lançamento teve a presença de representantes da Direção do IJF, de membros do corpo clínico do hospital e de participantes dos programas de residência, internato e estágio em diversas áreas da saúde.

De acordo com o editor-chefe da revista, Walter Feitosa, a obra foi elaborada em português e inglês a fim de alcançar mais pessoas e reverberar os conhecimentos nos mais diversos espaços acadêmicos e hospitalares. A superintendente do IJF, Riane Azevedo, destaca que "com o acesso digital da obra é possível difundir com mais abrangência as pesquisas, a fim de levar conhecimento ao redor do mundo e, assim, ajudar muitas pessoas."

Durante o lançamento, Walter Feitosa resgatou o histórico de produções científicas do IJF, por meio da publicação de manuais técnicos e revistas. “Falando em produção científica, tivemos em 1988 o lançamento da Revista Cientifica do IJF, que se manteve ativa e participativa por muitos anos, mas que incorporou uma nova gestão para a concretização desta edição, avançando na modernização, mas mantendo o mesmo afã de ensino e pesquisa diferenciados, pautados no trauma e aperfeiçoando abordagens em segmentos como Educação e Gestão em Saúde, Inovação e Pesquisa Clínica".




Publicado em Saúde

No dia 06 de junho é celebrado o Dia Nacional de Luta Contra Queimaduras e, para fortalecer a prevenção das situações e comportamentos de risco, o Instituto Dr. José Frota (IJF) promove o Junho Laranja de Luta contra Queimaduras. O hospital da Prefeitura de Fortaleza é referência regional na assistência aos adultos e crianças vítimas de acidentes domésticos e de trabalho que resultam em lesões graves por contato com alimentos e superfícies quentes, chamas, explosão de substâncias inflamáveis e choques elétricos. O lançamento da programação ocorre na segunda-feira (06/06), às 15h, na Área de Convivência do IJF, na Rua Antônio Pompeu.

O objetivo da mobilização é ampliar o alerta para as situações que fragilizam a proteção contra queimaduras nas rotinas das famílias e dos trabalhadores ou mesmo nos momentos de lazer e durante a realização de procedimentos estéticos. Com a chegada das tradicionais celebrações juninas, com comidas típicas, fogueiras e fogos de artifício, além da proximidade das férias escolares de julho, o número de ocorrências pode aumentar, principalmente entre as crianças, caso os pais e responsáveis não estejam atentos.

Todos os meses, mais de 200 novos pacientes são acolhidos na Emergência pelas equipes da especializadas do IJF. Em situações mais graves, os ferimentos podem causar sequelas permanentes, amputação de membros ou mesmo o óbito da vítima. O tratamento, doloroso e demorado em muitos casos, pode ter reflexo na rotina de toda a família do paciente, que passa de provedor do lar, mãe de família ou estudante para uma condição de dependência.

Junho Laranja de Luta contra Queimaduras do IJF

A programação conta com debates, encontros para troca de experiências com os estudantes e instrutores da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, exposição do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará e apresentações culturais.

Um mutirão de cirurgias plásticas reparadoras também está programado para a realização de procedimentos em pacientes com sequelas e limitações físicas causadas pelas lesões.

Serviço
Lançamento da Campanha: Junho Laranja de Luta Contra Queimaduras do IJF
Data: 06/06 (segunda-feira)
Horário: 15h
Local: área de Convivência do IJF (rua Antônio Pompeu)

Programação
06/06 - 15h - Lançamento da campanha
07/06 - 14h - Palestra: Avanços e Desafios no Tratamento ao Queimado
08/06 - 10h - Troca de experiências na Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco
            14h - Palestra: Atendimentos Especializados no Tratamento ao Queimado
09/06 - 14h - Exposição do Corpo de Bombeiros
10/06 - 16h - Encerramento (celebração junina do IJF)

Publicado em Saúde


O Ceará foi o primeiro estado com registro de acidentes com o peixe-leão, espécie exótica ao litoral brasileiro e que está ocupando vastas áreas em todo o Norte e Nordeste, conforme pesquisadores e órgãos ambientais. No último mês de abril, um pescador do município de Barroquinha precisou de atendimento hospitalar ao ser ferido pelos espinhos presentes na longa nadadeira dorsal do peixe, que contem toxinas capazes de provocar dores, náusea e convulsões. A equipe que prestou assistência o paciente contou com a orientação Instituto Doutor José Frota (IJF), por meio do Núcleo de Assistência Toxicológica (Nuatox) do hospital da Prefeitura de Fortaleza, que é referência regional para casos de acidentes com animais peçonhentos e demais envenenamentos.

De acordo com a médica Polianna Lemos, coordenadora do Nuatox, os registros de acidentes com animais aquáticos no litoral não são incomuns e, em todos os casos, a primeira medida para o socorro das vítimas é manter a calma e buscar orientação médica. O IJF conta com equipes multiprofissionais especializadas, em plantão 24 horas, para o atendimento de urgências por intoxicações agudas e também presta assistência remota, tanto para profissionais de outros hospitais como para a população, através dos telefones (85) 3255-5050, 3250-5012 e 9 98439-7494.

Polianna ainda esclarece que algumas espécies comuns em nosso território, como o bagre, baiacu, ninquim e arraia, também possuem toxinas e podem causar sintomas semelhantes ao do peixe-leão. Mas, assim como o invasor, são raros os casos de complicações graves por contato com esses animais e a principal recomendação é apenas lavar o local da perfuração com água corrente, colocar compressa de água morna para aliviar a dor e procurar uma unidade de saúde mais próxima, onde os profissionais deverão investigar o histórico clínico do paciente para a conduta mais adequada ao caso. A coordenadora do Nuatox alerta, ainda, que a vítima não corte o local da perfuração ou tente retirar resquício de ferrões, dentes e partes do animal que ficarem presas ao corpo.

Publicado em Saúde

Com a chegada do período da Quaresma e o consequente aumento no consumo de peixe, cresce o número de pessoas que chegam aos prontos-socorros com uma espinha presa na garganta. A situação, mesmo corriqueira, pode causar lesões graves de laringe e faringe ou mesmo quadros de obstrução da respiração, sufocação e óbito, sendo necessária assistência médica imediata. O Instituto Doutor José Frota (IJF) é o hospital de referência da Prefeitura de Fortaleza para o socorro às vítimas de traumas e lesões de alta complexidade e, entre as causas de acolhimento na Emergência, os casos de engasgo, ingestão ou aspiração de alimentos e objetos estranhos são alguns dos mais numerosos.

De janeiro e dezembro de 2021, aproximadamente quatro mil novos pacientes foram atendidos pelas equipes de plantão em otorrinolaringologia e endoscopia respiratória e digestiva, para a identificação e, se necessário, remoção de espinhas e ossos do trato digestivo, ou mesmo objetos estranho, como brinquedos, sementes, baterias e moedas, engolidos ou alojados no nariz, traquéia, brônquios e canais auditivos de crianças.

De acordo com o corpo de profissionais do IJF, o cuidado é indispensáveis para a prevenção em todas as situações engasgo, mas as crianças e os idosos, principalmente aqueles com dificuldade de mastigação ou uso de próteses dentárias, precisam de atenção redobrada. O médico endoscopista João Ximenes Filho relata o aumento no número de casos de engasgo por espinha de peixe no período da Quaresma e reforça a importância do alerta, já que muitos relutam em procurar atendimento hospitalar e tentam remover o material por conta própria, causando mais danos e riscos de complicações ao organismo.

“A hospitalização por acidentes durante a ingestão de alimentos é mais comum entre usuários de próteses dentárias, idosos e portadores de algumas restrições físicas e neurológicas. A recomendação para esses e também para todos os outros públicos é a de uso dos talheres para separar bem a carne dos ossos e das espinhas, além de levar a refeição à boca em pequenas porções, para que a mastigação seja feita corretamente e com calma, aproveitando e experimentando o sabor e a textura do alimento”, orienta João Ximenes Filho. Consultas periódicas para avaliações clínicas, dentárias e terapias complementares com especialistas trazem mais conforto, segurança e prazer para portadores de condições de saúde causadas pelo avanço da idade e para os que possuem necessidades especiais, complementa o médico.

Nas situações em que apenas um pedaço de osso ou uma espinha fiquem alojados na garganta ou na boca, o mais importante é manter a calma e observar a condição de respiração da vítima. Caso a queixa seja apenas o incomodo e a dor na região, não tente remover o material, tendo em vista o possível agravamento das lesões ou mesmo de deslocamento do alimento para os pulmões. Da mesma forma, é importante não tentar “empurar” a espinha bebendo água ou tentando engolir banana, pão ou farinha, que podem, na verdade, bloquear a passagem de ar já em risco. A recomendação básica é procurar atendimento na unidade de saúde mais próxima, para avaliação profissional. Tendo em vista a necessidade de anestesia para a realização de um possível procedimento endoscópico ou mesmo cirúrgico, algumas horas de jejum serão necessárias. Daí também a importância de suspender imediatamente a alimentação do paciente.

Publicado em Saúde

O Instituto Doutor José Frota (IJF), unidade de nível terciário integrada à rede de assistência da Prefeitura de Fortaleza, realiza, nesta segunda-feira (21/02), às 14h, no Teatro São José, a cerimônia de formatura dos programas de formação profissional e especialização promovidos pelo hospital. Ao todo, 42 concludentes participarão do evento, entre os integrantes das turmas de Residência Médica em Anestesiologia (04), Cirurgia Básica (04), Cirurgia Geral (02), Cirurgia Plástica (02), Medicina de Emergência (03), Neurocirurgia (01), Radiologia e Diagnóstico por Imagem (01), Ortopedia e Traumatologia (07), Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial (02) e Multiprofissional em Urgência e Emergência (16).

Celebrando 85 anos de serviços à população, O IJF, além de referência regional no socorro às vítimas de traumas de alta complexidade, também é destaque como centro de estudos, pesquisa e desenvolvimento do trabalho em saúde. Todos os anos, aproximadamente de três mil estudantes participam dos programas institucionais de Estágio Acadêmico e de Residência, que é uma modalidade de ensino teórico e prático de pós-graduação em áreas da saúde. Alguns cursos podem durar mais de cinco anos e o certificado de conclusão é obrigatório para a atuação em diversas especialidades clínicas e cirúrgicas. Todos os processos de seleção são públicos a diplomação é reconhecida pelos órgãos de controle competentes. A qualidade dos programas de ensino realizados pelo IJF são reconhecidos e premiados nacionalmente, sendo buscados por candidatos de todo o Brasil.

“É por meio dessas oportunidades de troca de conhecimentos que os já experientes especialistas e preceptores do hospital e os recém-graduados ou graduandos podem contribuir para o avanço da qualidade dos trabalhos, desenvolvimento de novas tecnologias e melhoria dos serviços em saúde prestados à população de Fortaleza, do Ceará e até de outros Estados, tendo em vista o interesse e a participação de estudantes de várias regiões do País”, explica a superintendente do IJF, Riane Azevedo.

Formatura das turmas de residência do IJF
Data: segunda-feira (21/02)
Horário: 14h
Local: Teatro São José (R. Rufino de Alencar, 299 – Centro)
Obs: o uso de máscara é obrigatório e o acesso será restrito, em atendimento às orientações dos órgãos sanitários

Publicado em Saúde

A Emergência do Instituto Doutor José Frota (IJF) acolheu, ao todo, 2.400 pacientes somente nos primeiros 15 dias deste ano. De acordo com os relatos das equipes do maior hospital da rede de assistência da Prefeitura de Fortaleza, muitas ocorrências tiveram relação com as chuvas registradas no período, que representam mais riscos de acidentes domésticos e colisões no trânsito, por conta do asfalto molhado e de pisos escorregadios.

As fraturas e lesões por quedas somaram aproximadamente 550 registros, sendo essa a principal causa de internação. As vítimas com mais de 60 anos de idade, geralmente, são as que necessitam de mais atenção das equipes de saúde, por conta, inclusive, de outras doenças associadas aos traumas, como hipertensão, diabetes, sobrepeso e osteoporose. A prevenção de situações e comportamentos de risco, o uso de calçados adequados, a iluminação das áreas de circulação e a aplicação de pisos antiderrapantes são de grande importância para evitar acidentes dessa natureza nos banheiros, cozinhas, quintais e calçadas.

Já as ocorrências de trânsito causaram a internação de 385 motociclistas, 48 ocupantes de carros, 48 pedestres e 45 ciclistas. Nesses casos, a adoção de uma postura consciente e responsável na condução dos veículos é indispensável, como a obediência aos limites de velocidade, uso dos itens de segurança obrigatório e a proibição do consumo de bebidas alcoólicas. Nos dias de chuva, quando o asfalto liso facilita as derrapagens, a presença de buracos não é percebida facilmente e até animais são mais presentes nas vias, a atenção dos condutores deve ser redobrada. Infelizmente, mesmo com todos os cuidados e regras sendo de conhecimento público, muitos ainda seguem se expondo ao perigo e colocando outras vidas em risco nas ruas e estradas.

Em funcionamento desde 1936, o Instituto Doutor José Frota (IJF) é o maior hospital do Ceará em número de leitos, sendo referência regional no socorro às vítimas de traumas de alta complexidade, queimaduras, intoxicações agudas e ingestão ou aspiração de objetos estranhos. Mais de 20 especialidades clínicas e cirúrgicas são disponibilizadas, em plantão 24 horas, para o atendimento de pacientes de Fortaleza e de outros municípios, por meio da Central de Regulação de Leitos.

Desde o início de janeiro, observando o crescimento do registro de infecções por Covid-19, o IJF reforçou os protocolos de controle dos riscos de contaminação no ambiente interno, reabrindo áreas de isolamento respiratório, reagendando cirurgias eletivas e reduzindo o número de visitantes em circulação nas enfermarias, além da reabertura do Ambulatório do Servidor, para a oferta de consultas médicas aos funcionários com sintomas gripais.

Mais de 40 leitos em Enfermarias e Unidades de Terapia Intensiva (UTI) estão reservados para pacientes acolhidos por quedas, ocorrências de trânsito e demais acidentes, mas que também testam positivo para o vírus. As Unidades Especiais Covid-19 também acolhem os pacientes com complicações graves por conta da doença, encaminhados por outras unidades municipais de saúde.

Riane Azevedo, superintendente do IJF, reforça a necessidade de mais cuidado das famílias, motociclistas e motoristas para que novas hospitalizações sejam evitadas, tanto por acidentes domésticos, de trabalho e de trânsito, como por Covid-19, tendo em vista a o momento de contingência. “Por conta do grande número de pacientes traumatológicos que também chegam contaminados pelo vírus, nós precisamos redirecionar insumos e profissionais para atuação em áreas de isolamento. Procedimentos cirúrgicos das vítimas de traumas contaminadas por Covid-19 precisaram ser suspensos, tendo em vista o controle dos riscos de complicação dos quadros clínicos, ampliando o tempo de permanência no hospital e de espera das famílias para o retorno de seus parentes ao lar”, explica a médica.

Publicado em Saúde

A direção do Instituto Doutor José Frota (IJF) divulga nova convocação de profissionais da saúde credenciados por meio do Edital 12/2021. Este é a segunda chamada deste ano para a atuação imediata de enfermeiros, técnicos de enfermagem e técnicos de laboratório nas unidades especiais Covid-19 no Anexo IJF 2.

Os credenciados relacionados abaixo deverão apresentar a documentação exigida no formulário anexo nesta terça-feira (18/01), a partir das 08h30, no auditório do Bloco Hospitalar, com acesso pela recepção da Rua Barão do Rio Branco, 1816 – Centro.

Manual de Credenciamento

Lista de Credenciados Convocados

Relação de Documentos

Publicado em Saúde

A direção do Instituto Doutor José Frota (IJF), tendo em vista a necessidade de reforço no quadro de funcionários dedicados à assistência dos pacientes vítimas da Covid-19 em atendimento no hospital, está realizando a convocações de enfermeiros, técnicos de enfermagem e técnicos de laboratório credenciados no Edital Nº 012/2021, para atuação imediata.

Os credenciados listados abaixo deverão se apresentar, com a documentação exigida no formulário anexo, neste sábado (15/01), a partir das 08h30, na Recepção do Bloco Hospitalar do IJF, na Rua Barão do Rio Branco, 1816 – Centro.


• Manual de Credenciamento

Lista de Credenciados Convocados

Relação de Documentos

Publicado em Saúde
Página 1 de 8