24 de maio de 2013 em Meio ambiente

Operação da Prefeitura de Fortaleza remove 507 placas na Regional VI

Durante as seis semanas de operação, já foram retirados 1.875 materiais de postes, árvores e logradouros públicos


O objetivo é que as Regionais possam dar continuidade aos trabalhos (Foto: Kaio Machado)

A área correspondente à Secretaria Regional VI contabilizou o maior número de placas e anúncios imobiliários retirados desde o início da Operação de Combate à Poluição Visual. Ao todo, 507 estruturas foram removidas por estarem fixadas de forma irregular durante a ação realizada quarta e quinta-feira (22 e 23/05). A Operação de Combate à Poluição Visual é uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) e das Secretarias Regionais.

Durante as seis semanas de operação, já foram retirados 1.875 materiais de postes, árvores e logradouros públicos. As equipes de fiscalização atuaram em seis Regionais, sendo retirados 60 materiais da Regional I, 418 da Regional II, 279 da Regional III, 376 da Regional IV e 235 da Regional V. A Secretaria Regional do Centro (Sercefor) será a próxima. 15 notificações foram emitidas aos responsáveis nesse período.

O objetivo é que as Regionais possam dar continuidade aos trabalhos após os treinamentos específicos que já estão acontecendo na Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente.

A iniciativa consiste na remoção das estruturas e expedição dos autos de constatação às empresas e condomínios que cometem a ilegalidade. A operação está respaldada pela Lei de Combate à Poluição Visual (Lei 8221/98), que proíbe qualquer tipo de anúncio em postes, árvores e logradouros públicos. Assim, conforme a norma, as imobiliárias reincidentes poderão ter o alvará de funcionamento cassado.

Operação da Prefeitura de Fortaleza remove 507 placas na Regional VI

Durante as seis semanas de operação, já foram retirados 1.875 materiais de postes, árvores e logradouros públicos

O objetivo é que as Regionais possam dar continuidade aos trabalhos (Foto: Kaio Machado)

A área correspondente à Secretaria Regional VI contabilizou o maior número de placas e anúncios imobiliários retirados desde o início da Operação de Combate à Poluição Visual. Ao todo, 507 estruturas foram removidas por estarem fixadas de forma irregular durante a ação realizada quarta e quinta-feira (22 e 23/05). A Operação de Combate à Poluição Visual é uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) e das Secretarias Regionais.

Durante as seis semanas de operação, já foram retirados 1.875 materiais de postes, árvores e logradouros públicos. As equipes de fiscalização atuaram em seis Regionais, sendo retirados 60 materiais da Regional I, 418 da Regional II, 279 da Regional III, 376 da Regional IV e 235 da Regional V. A Secretaria Regional do Centro (Sercefor) será a próxima. 15 notificações foram emitidas aos responsáveis nesse período.

O objetivo é que as Regionais possam dar continuidade aos trabalhos após os treinamentos específicos que já estão acontecendo na Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente.

A iniciativa consiste na remoção das estruturas e expedição dos autos de constatação às empresas e condomínios que cometem a ilegalidade. A operação está respaldada pela Lei de Combate à Poluição Visual (Lei 8221/98), que proíbe qualquer tipo de anúncio em postes, árvores e logradouros públicos. Assim, conforme a norma, as imobiliárias reincidentes poderão ter o alvará de funcionamento cassado.