02 de março de 2022 em Mobilidade

Operação Lei Seca autua 49 condutores por mistura de álcool e direção em Fortaleza

AMC intensificou fiscalização preventiva para fortalecer a segurança viária na Capital nos dias que compreenderiam as festas de Carnaval


agente da amc segura um etilômetro, aparelho usado para faze o teste de teor alcoólico
Foram realizados 1.284 testes de alcoolemia em Fortaleza de sexta-feira (25/02) a quarta-feira (02/03)

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realizou, entre a noite de sexta-feira (25/02) e o início da manhã desta quarta-feira (02/03), período equivalente às festas de Carnaval, 1.284 testes de alcoolemia em Fortaleza. Foram autuados 49 condutores, sendo três com resultado positivo para ingestão de bebidas alcoólicas e 46 recusas, que também indica consumo. As operações de fiscalização foram intensificadas com o apoio da Guarda Municipal de Fortaleza e da Polícia Rodoviária Estadual (PRE).

Nos últimos dias, a presença de agentes de trânsito foi intensificada nas vias com maior registro de acidentes e em polos geradores de tráfego, além do monitoramento do fluxo na entrada e saída da cidade como as avenidas Bezerra de Menezes, Presidente Castelo Branco, Godofredo Maciel, Presidente Costa e Silva, Antônio Sales, Aguanambi e Via Expressa.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), um condutor que desrespeita a lei com um copo de cerveja tem três vezes mais chance de morrer em um sinistro do que um motorista sóbrio. O álcool torna os reflexos mais lentos, diminui a vigilância e reduz a capacidade visual, o que contribui para acidentes com alto índice de severidade.

Legislação

Como a tolerância a álcool é zero no Brasil, o condutor de veículos automotores não pode ingerir nenhuma quantidade de bebidas alcoólicas. O teste de etilômetro é expresso em miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões (mg/l). A infração é considerada gravíssima com resultado inferior a 0,3 mg/l, aplicação de multa multiplicada por 10 (R$ 2.934,70) e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação, além da suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Em caso de recusa do teste de alcoolemia, se repetem as sanções acima. Já o resultado superior a 0,3 mg/l é crime de trânsito. Além das sanções já descritas, o motorista é conduzido à delegacia, onde a autoridade policial decidirá as medidas legais a serem adotadas.

Em todos estes casos, o condutor tem o veículo retido para apresentação de outro motorista habilitado e, caso contrário, poderá ter o veículo removido.

Operação Lei Seca autua 49 condutores por mistura de álcool e direção em Fortaleza

AMC intensificou fiscalização preventiva para fortalecer a segurança viária na Capital nos dias que compreenderiam as festas de Carnaval

agente da amc segura um etilômetro, aparelho usado para faze o teste de teor alcoólico
Foram realizados 1.284 testes de alcoolemia em Fortaleza de sexta-feira (25/02) a quarta-feira (02/03)

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realizou, entre a noite de sexta-feira (25/02) e o início da manhã desta quarta-feira (02/03), período equivalente às festas de Carnaval, 1.284 testes de alcoolemia em Fortaleza. Foram autuados 49 condutores, sendo três com resultado positivo para ingestão de bebidas alcoólicas e 46 recusas, que também indica consumo. As operações de fiscalização foram intensificadas com o apoio da Guarda Municipal de Fortaleza e da Polícia Rodoviária Estadual (PRE).

Nos últimos dias, a presença de agentes de trânsito foi intensificada nas vias com maior registro de acidentes e em polos geradores de tráfego, além do monitoramento do fluxo na entrada e saída da cidade como as avenidas Bezerra de Menezes, Presidente Castelo Branco, Godofredo Maciel, Presidente Costa e Silva, Antônio Sales, Aguanambi e Via Expressa.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), um condutor que desrespeita a lei com um copo de cerveja tem três vezes mais chance de morrer em um sinistro do que um motorista sóbrio. O álcool torna os reflexos mais lentos, diminui a vigilância e reduz a capacidade visual, o que contribui para acidentes com alto índice de severidade.

Legislação

Como a tolerância a álcool é zero no Brasil, o condutor de veículos automotores não pode ingerir nenhuma quantidade de bebidas alcoólicas. O teste de etilômetro é expresso em miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões (mg/l). A infração é considerada gravíssima com resultado inferior a 0,3 mg/l, aplicação de multa multiplicada por 10 (R$ 2.934,70) e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação, além da suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Em caso de recusa do teste de alcoolemia, se repetem as sanções acima. Já o resultado superior a 0,3 mg/l é crime de trânsito. Além das sanções já descritas, o motorista é conduzido à delegacia, onde a autoridade policial decidirá as medidas legais a serem adotadas.

Em todos estes casos, o condutor tem o veículo retido para apresentação de outro motorista habilitado e, caso contrário, poderá ter o veículo removido.