14 de dezembro de 2020 em Gestão

Prefeito Roberto Cláudio realiza balanço da gestão em entrevista à Rádio Jangadeiro Band News

Na ocasião, Gestor esclareceu as medidas sanitárias estabelecidas para este fim de ano em virtude da pandemia de covid-19


prefeito usando máscara, sentado entre um rapaz e uma moça também de máscara, em estúdio de rádio
“Foram oito anos de muito trabalho. Podemos celebrar muitas conquistas, planos e projetos", destacou o Prefeito
Em entrevista à Rádio Jangadeiro Band News, o prefeito Roberto Cláudio destacou, na manhã desta segunda-feira (14/12), os avanços conquistados ao longo dos oito anos em que esteve à frente da Prefeitura de Fortaleza. A 17 dias da conclusão do mandato, o Gestor realizou um balanço da atual gestão, elucidou dúvidas dos ouvintes e esclareceu as medidas sanitárias estabelecidas para este fim de ano em virtude da pandemia de covid-19.

Em resposta aos questionamentos do jornalista e radialista Nonato Albuquerque, Roberto Cláudio reiterou a impossibilidade da realização da tradicional festa de Réveillon de Fortaleza diante dos riscos de contaminação pelo novo coronavírus. No entanto, conforme o Prefeito, o formato da celebração será virtual com transmissão pela TV Terra do Sol (42.1).

“O Réveillon na Praia de Iracema será inviável. No entanto, a data não passará despercebida. Seguindo todos os protocolos sanitários, gravaremos um programa especial com a performance de artistas cearenses, incluindo músicos e humoristas, e transmitiremos pela TV da Prefeitura. Esta é uma forma, inclusive, de manter o apoio aos nossos talentos locais”, declarou.

Novas medidas restritivas

Na ocasião, o Gestor pontuou alguns detalhes referentes ao novo decreto municipal direcionado ao enfrentamento à pandemia. Em virtude dos indicadores sanitários vigentes, novas medidas restritivas entram em vigor entre os dias 15 de dezembro a 04 de janeiro de 2021 em toda a Capital. Além de autorizar a ampliação do horário do comércio, o documento altera restringe o funcionamento de bares e restaurantes e a realização de eventos.

Clique e conheça as novas determinações

“Neste período, o horário de atendimento do comércio será expandido para reduzir a concentração de clientes no entorno das lojas. Para a finalidade, o transporte público funcionará a contento e haverá uma operação de segurança para resguardar os trabalhadores, sobretudo, ao final do dia”, informou.

No tocante às fiscalizações, Roberto Cláudio explicou a logística implantada para o período, principalmente, em áreas historicamente marcadas por aglomerações. “O propósito do decreto é orientar a atitude e o comportamento coletivo. A fiscalização mais efetiva é a consciência individual. No entanto, com o maior fluxo de pessoas circulando, inclusive, no Centro da Cidade, equipes da Agefis e da Guarda Municipal estarão a postos para, de forma integrada, assegurar o cumprimento dos protocolos previstos em decreto, evitando aglomerações e riscos à saúde das pessoas”, advertiu.

Paralelamente, o Prefeito demonstrou preocupação com aglomerações de outras naturezas. “As atividades econômicas foram mantidas. A nossa preocupação é com os eventos, que configuram a principal fonte de contaminação pela covid-19. Dados da última semana demonstram que o grupo demográfico mais atingido é composto por jovens. A natureza do fim do ano inspira cuidados. Devemos evitar aglomerações”, reforçou.

Sobre a vacina contra o novo coronavírus, Roberto Cláudio defendeu a união de esforços a favor da vida. “Este ano ficará para a história de forma trágica, deixando muitas marcas e aprofundando desigualdades. A melhor resposta preventiva é um plano de vacinação coerente, seguro, pautado por boa logística de distribuição, que contemple, prioritariamente, os grupos de risco. Os prazos dependem da Anvisa e do Governo Federal. É hora de deixar as disputas políticas de lado para dar respostas definitivas à pandemia”, enfatizou, citando o plano de contingenciamento do Governo do Estado e da Prefeitura de Fortaleza em defesa da vida.

Transição

Em virtude das determinações protocolares estabelecidas, além da diplomação, a cerimônia de posse de José Sarto, prefeito eleito de Fortaleza para os próximos quatro anos, deverá acontecer em formato virtual.

“Ainda hoje, faremos uma reunião para detalhar os cerimoniais. Mas seguiremos as regras e os protocolos sociais. Tudo indica que a transmissão será ao vivo com a minha presença, a presença de Sarto e de nossas esposas. Na ocasião, acontecerão os discursos sem convidados e sem autoridades”, estimou.

Na oportunidade, Roberto Cláudio comentou o prognóstico para a transição entre as administrações municipais. “Além de um homem público sereno, equilibrado e dado ao diálogo, o futuro prefeito tem capacidade de liderança e de mediação de divergências. O parlamento aprimora essas habilidades. Além de presidente da Câmara, Sarto presidiu a Assembleia Legislativa. Tem uma boa percepção do ambiente democrático e chega maduro ao Executivo para liderar Fortaleza por caminhos de dinamismo e criatividade”, considerou.

Para o Gestor, a autonomia e a sensibilidade de Sarto garantirão a formação de um eficiente time de secretários. “Estou à disposição para compartilhar experiências e aprendizados fundamentais alcançados nos últimos oito anos. Mas não devo interferir. Ele tem autonomia, experiência pessoal e política, conhece técnicos das mais diversas áreas e não terá dificuldade em montar uma grande equipe”, assegurou.

Legado da gestão

Pautada por entrega, paixão, coesão e integração, a atual gestão, de acordo com Roberto Cláudio, acumula importantes avanços no âmbito administrativo e financeiro. “Foram oito anos de muito trabalho. Podemos celebrar muitas conquistas, planos e projetos. Mudanças definitivas, no entanto, dependem de ciclos. É preciso preservar o que houve de bom no passado, executar o máximo no presente e pavimentar o futuro para que os próximos gestores tenham oportunidades ainda melhores de trabalhar pela Cidade”, disse.

A entrevista foi pautada, também, pelo balanço de ações voltadas à saúde, à educação, à mobilidade urbana, à urbanização e às principais áreas que impactam a vida do fortalezense. “Hoje, celebramos a melhoria dos indicadores da educação de Fortaleza, que virou referência entre as capitais brasileiras. Comemoramos a nova cobertura de ensino em tempo integral, o aumento das matrículas e a abertura de novas vagas em creches. Os avanços na mobilidade têm recebido reconhecimento internacional. Na saúde, abrimos mais de 500 leitos públicos, estabelecemos uma Rede de UPAs e de Policlínicas, inauguramos o IJF2 e o Hospital da Criança, e aprimoramos a Atenção Primária com 70% de cobertura da Estratégia Saúde da Família”, exemplificou.

Simultaneamente, ações infraestruturais vêm transformando a realidade de comunidades periféricas. “Além da urbanização de lagoas, investimos significativamente em saneamento, drenagem, pavimentação e urbanização de regiões mais vulneráveis. Entretanto, muito trabalho ainda precisa ser feito. É fundamental comemorar as conquistas e ter humildade diante do que precisa ser melhorado”, ponderou.

Relação com o parlamento municipal

Perguntado acerca da efetividade da relação com o parlamento municipal, Roberto Cláudio defendeu o debate democrático pautado por argumentos e ideias. “O parlamento foi um extraordinário parceiro. A relação entre os poderes foi bastante construtiva, sem o cultivo de eventuais diferenças pessoais. Compareci à abertura dos trabalhos da Câmara Municipal todo começo de semestre. A harmonia e a leveza são boas para o povo. O respeito pela democracia é o que nos move”, afirmou o Prefeito.

Planos para o futuro

Ao traçar planos para os próximos anos, o Gestor antecipou os projetos estipulados. “Ganhei uma bolsa em uma universidade americana para passar seis meses a partir de janeiro. No entanto, o consulado está fechado. Não há previsão. Por isso, eu estou trabalhando um plano B, que consiste em passar meses estudando em São Paulo. Talvez, esse seja o caminho: estudar e aproveitar a presença da família, as leituras e os processos de escrita”, comentou.

Por fim, Roberto Cláudio atribuiu à vida pública sua própria vocação. “Continuarei militando na vida pública, onde encontrei prazer e senso de realização. Então, o objetivo é passar um tempo fora e continuar na militância política”, concluiu.

Prefeito Roberto Cláudio realiza balanço da gestão em entrevista à Rádio Jangadeiro Band News

Na ocasião, Gestor esclareceu as medidas sanitárias estabelecidas para este fim de ano em virtude da pandemia de covid-19

prefeito usando máscara, sentado entre um rapaz e uma moça também de máscara, em estúdio de rádio
“Foram oito anos de muito trabalho. Podemos celebrar muitas conquistas, planos e projetos", destacou o Prefeito
Em entrevista à Rádio Jangadeiro Band News, o prefeito Roberto Cláudio destacou, na manhã desta segunda-feira (14/12), os avanços conquistados ao longo dos oito anos em que esteve à frente da Prefeitura de Fortaleza. A 17 dias da conclusão do mandato, o Gestor realizou um balanço da atual gestão, elucidou dúvidas dos ouvintes e esclareceu as medidas sanitárias estabelecidas para este fim de ano em virtude da pandemia de covid-19.

Em resposta aos questionamentos do jornalista e radialista Nonato Albuquerque, Roberto Cláudio reiterou a impossibilidade da realização da tradicional festa de Réveillon de Fortaleza diante dos riscos de contaminação pelo novo coronavírus. No entanto, conforme o Prefeito, o formato da celebração será virtual com transmissão pela TV Terra do Sol (42.1).

“O Réveillon na Praia de Iracema será inviável. No entanto, a data não passará despercebida. Seguindo todos os protocolos sanitários, gravaremos um programa especial com a performance de artistas cearenses, incluindo músicos e humoristas, e transmitiremos pela TV da Prefeitura. Esta é uma forma, inclusive, de manter o apoio aos nossos talentos locais”, declarou.

Novas medidas restritivas

Na ocasião, o Gestor pontuou alguns detalhes referentes ao novo decreto municipal direcionado ao enfrentamento à pandemia. Em virtude dos indicadores sanitários vigentes, novas medidas restritivas entram em vigor entre os dias 15 de dezembro a 04 de janeiro de 2021 em toda a Capital. Além de autorizar a ampliação do horário do comércio, o documento altera restringe o funcionamento de bares e restaurantes e a realização de eventos.

Clique e conheça as novas determinações

“Neste período, o horário de atendimento do comércio será expandido para reduzir a concentração de clientes no entorno das lojas. Para a finalidade, o transporte público funcionará a contento e haverá uma operação de segurança para resguardar os trabalhadores, sobretudo, ao final do dia”, informou.

No tocante às fiscalizações, Roberto Cláudio explicou a logística implantada para o período, principalmente, em áreas historicamente marcadas por aglomerações. “O propósito do decreto é orientar a atitude e o comportamento coletivo. A fiscalização mais efetiva é a consciência individual. No entanto, com o maior fluxo de pessoas circulando, inclusive, no Centro da Cidade, equipes da Agefis e da Guarda Municipal estarão a postos para, de forma integrada, assegurar o cumprimento dos protocolos previstos em decreto, evitando aglomerações e riscos à saúde das pessoas”, advertiu.

Paralelamente, o Prefeito demonstrou preocupação com aglomerações de outras naturezas. “As atividades econômicas foram mantidas. A nossa preocupação é com os eventos, que configuram a principal fonte de contaminação pela covid-19. Dados da última semana demonstram que o grupo demográfico mais atingido é composto por jovens. A natureza do fim do ano inspira cuidados. Devemos evitar aglomerações”, reforçou.

Sobre a vacina contra o novo coronavírus, Roberto Cláudio defendeu a união de esforços a favor da vida. “Este ano ficará para a história de forma trágica, deixando muitas marcas e aprofundando desigualdades. A melhor resposta preventiva é um plano de vacinação coerente, seguro, pautado por boa logística de distribuição, que contemple, prioritariamente, os grupos de risco. Os prazos dependem da Anvisa e do Governo Federal. É hora de deixar as disputas políticas de lado para dar respostas definitivas à pandemia”, enfatizou, citando o plano de contingenciamento do Governo do Estado e da Prefeitura de Fortaleza em defesa da vida.

Transição

Em virtude das determinações protocolares estabelecidas, além da diplomação, a cerimônia de posse de José Sarto, prefeito eleito de Fortaleza para os próximos quatro anos, deverá acontecer em formato virtual.

“Ainda hoje, faremos uma reunião para detalhar os cerimoniais. Mas seguiremos as regras e os protocolos sociais. Tudo indica que a transmissão será ao vivo com a minha presença, a presença de Sarto e de nossas esposas. Na ocasião, acontecerão os discursos sem convidados e sem autoridades”, estimou.

Na oportunidade, Roberto Cláudio comentou o prognóstico para a transição entre as administrações municipais. “Além de um homem público sereno, equilibrado e dado ao diálogo, o futuro prefeito tem capacidade de liderança e de mediação de divergências. O parlamento aprimora essas habilidades. Além de presidente da Câmara, Sarto presidiu a Assembleia Legislativa. Tem uma boa percepção do ambiente democrático e chega maduro ao Executivo para liderar Fortaleza por caminhos de dinamismo e criatividade”, considerou.

Para o Gestor, a autonomia e a sensibilidade de Sarto garantirão a formação de um eficiente time de secretários. “Estou à disposição para compartilhar experiências e aprendizados fundamentais alcançados nos últimos oito anos. Mas não devo interferir. Ele tem autonomia, experiência pessoal e política, conhece técnicos das mais diversas áreas e não terá dificuldade em montar uma grande equipe”, assegurou.

Legado da gestão

Pautada por entrega, paixão, coesão e integração, a atual gestão, de acordo com Roberto Cláudio, acumula importantes avanços no âmbito administrativo e financeiro. “Foram oito anos de muito trabalho. Podemos celebrar muitas conquistas, planos e projetos. Mudanças definitivas, no entanto, dependem de ciclos. É preciso preservar o que houve de bom no passado, executar o máximo no presente e pavimentar o futuro para que os próximos gestores tenham oportunidades ainda melhores de trabalhar pela Cidade”, disse.

A entrevista foi pautada, também, pelo balanço de ações voltadas à saúde, à educação, à mobilidade urbana, à urbanização e às principais áreas que impactam a vida do fortalezense. “Hoje, celebramos a melhoria dos indicadores da educação de Fortaleza, que virou referência entre as capitais brasileiras. Comemoramos a nova cobertura de ensino em tempo integral, o aumento das matrículas e a abertura de novas vagas em creches. Os avanços na mobilidade têm recebido reconhecimento internacional. Na saúde, abrimos mais de 500 leitos públicos, estabelecemos uma Rede de UPAs e de Policlínicas, inauguramos o IJF2 e o Hospital da Criança, e aprimoramos a Atenção Primária com 70% de cobertura da Estratégia Saúde da Família”, exemplificou.

Simultaneamente, ações infraestruturais vêm transformando a realidade de comunidades periféricas. “Além da urbanização de lagoas, investimos significativamente em saneamento, drenagem, pavimentação e urbanização de regiões mais vulneráveis. Entretanto, muito trabalho ainda precisa ser feito. É fundamental comemorar as conquistas e ter humildade diante do que precisa ser melhorado”, ponderou.

Relação com o parlamento municipal

Perguntado acerca da efetividade da relação com o parlamento municipal, Roberto Cláudio defendeu o debate democrático pautado por argumentos e ideias. “O parlamento foi um extraordinário parceiro. A relação entre os poderes foi bastante construtiva, sem o cultivo de eventuais diferenças pessoais. Compareci à abertura dos trabalhos da Câmara Municipal todo começo de semestre. A harmonia e a leveza são boas para o povo. O respeito pela democracia é o que nos move”, afirmou o Prefeito.

Planos para o futuro

Ao traçar planos para os próximos anos, o Gestor antecipou os projetos estipulados. “Ganhei uma bolsa em uma universidade americana para passar seis meses a partir de janeiro. No entanto, o consulado está fechado. Não há previsão. Por isso, eu estou trabalhando um plano B, que consiste em passar meses estudando em São Paulo. Talvez, esse seja o caminho: estudar e aproveitar a presença da família, as leituras e os processos de escrita”, comentou.

Por fim, Roberto Cláudio atribuiu à vida pública sua própria vocação. “Continuarei militando na vida pública, onde encontrei prazer e senso de realização. Então, o objetivo é passar um tempo fora e continuar na militância política”, concluiu.