21 de março de 2022 em Saúde

Prefeitura de Fortaleza promove ações alusivas ao Dia Mundial de Combate à Tuberculose

A programação acontece nos postos de saúde da Capital no período de 21 a 24 de março


O dia 24 de março é a data alusiva ao Dia Mundial de Combate à Tuberculose, proposto pela Organização Mundial de Saúde. Para conscientizar a população sobre a doença, a Prefeitura de Fortaleza promove ações educativas e de promoção à saúde nos postos da Capital no período de 21 a 24 de março.

Os postos de saúde de Fortaleza intensificarão as atividades nos seus territórios de atuação. Dentre os objetivos da semana, destacam-se a busca ativa de sintomáticos respiratórios; o diagnóstico da tuberculose através da oferta do exame laboratorial; o resgate dos pacientes faltosos no tratamento da doença; a divulgação dos sinais e sintomas da tuberculose e o encaminhamento para o tratamento.

A doença

A tuberculose é uma doença infectocontagiosa ocasionada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis, que afeta principalmente os pulmões, o que pode se tornar uma enfermidade grave se não tratada. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio da tosse, fala e espirro. Os principais sintomas da doença são: tosse persistente por três semanas ou mais, febre vespertina, sudorese noturna e emagrecimento.

Diagnóstico e tratamento

A assessora técnica do programa de controle da tuberculose da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Raiane Martins, destaca que, em Fortaleza, o diagnóstico e o tratamento da doença estão disponíveis na rede pública e que o usuário pode buscar os 116 postos de saúde da Capital, reforçando que a doença tem cura, desde que tratada adequadamente.

“Qualquer pessoa que esteja apresentando quadro de tosse há três semanas deve procurar o posto de saúde mais próximo da sua residência para fazer o exame. Além do diagnóstico, é fundamental que se inicie imediatamente o tratamento medicamentoso, que é realizado durante um período de seis meses, todos os dias, sem interrupção”, explica. Outro ponto importante é o exame de todos os contatos, fator que contribui para interromper a cadeia de transmissão da doença, salienta Raiane.

Em 2020, foram notificados 1.490 casos de tuberculose em Fortaleza, com uma taxa de incidência de 55,5 por 100 mil habitantes. No ano de 2021, foram registrados 1.496 novos casos da doença, o que equivale uma incidência de 55,3 por 100 mil habitantes, e 100 pessoas morreram vítimas da doença. Já em 2022, a Capital notificou, até o momento, 140 casos de tuberculose.

Serviço
Ações educativas e de promoção em saúde contra a Tuberculose
Data: 21 a 24/03 (segunda a quinta-feira)
Local: Postos de Saúde de Fortaleza

Prefeitura de Fortaleza promove ações alusivas ao Dia Mundial de Combate à Tuberculose

A programação acontece nos postos de saúde da Capital no período de 21 a 24 de março

O dia 24 de março é a data alusiva ao Dia Mundial de Combate à Tuberculose, proposto pela Organização Mundial de Saúde. Para conscientizar a população sobre a doença, a Prefeitura de Fortaleza promove ações educativas e de promoção à saúde nos postos da Capital no período de 21 a 24 de março.

Os postos de saúde de Fortaleza intensificarão as atividades nos seus territórios de atuação. Dentre os objetivos da semana, destacam-se a busca ativa de sintomáticos respiratórios; o diagnóstico da tuberculose através da oferta do exame laboratorial; o resgate dos pacientes faltosos no tratamento da doença; a divulgação dos sinais e sintomas da tuberculose e o encaminhamento para o tratamento.

A doença

A tuberculose é uma doença infectocontagiosa ocasionada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis, que afeta principalmente os pulmões, o que pode se tornar uma enfermidade grave se não tratada. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio da tosse, fala e espirro. Os principais sintomas da doença são: tosse persistente por três semanas ou mais, febre vespertina, sudorese noturna e emagrecimento.

Diagnóstico e tratamento

A assessora técnica do programa de controle da tuberculose da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Raiane Martins, destaca que, em Fortaleza, o diagnóstico e o tratamento da doença estão disponíveis na rede pública e que o usuário pode buscar os 116 postos de saúde da Capital, reforçando que a doença tem cura, desde que tratada adequadamente.

“Qualquer pessoa que esteja apresentando quadro de tosse há três semanas deve procurar o posto de saúde mais próximo da sua residência para fazer o exame. Além do diagnóstico, é fundamental que se inicie imediatamente o tratamento medicamentoso, que é realizado durante um período de seis meses, todos os dias, sem interrupção”, explica. Outro ponto importante é o exame de todos os contatos, fator que contribui para interromper a cadeia de transmissão da doença, salienta Raiane.

Em 2020, foram notificados 1.490 casos de tuberculose em Fortaleza, com uma taxa de incidência de 55,5 por 100 mil habitantes. No ano de 2021, foram registrados 1.496 novos casos da doença, o que equivale uma incidência de 55,3 por 100 mil habitantes, e 100 pessoas morreram vítimas da doença. Já em 2022, a Capital notificou, até o momento, 140 casos de tuberculose.

Serviço
Ações educativas e de promoção em saúde contra a Tuberculose
Data: 21 a 24/03 (segunda a quinta-feira)
Local: Postos de Saúde de Fortaleza