08 de fevereiro de 2022 em Educação

Prefeitura inaugura nova Escola de Tempo Integral no Vila Velha; Fortaleza passa a ter 28 ETIs

Nas escolas desta modalidade, os estudantes vivenciam rotinas e práticas para uma formação interdisciplinar


Sarto cumprimenta uma aluna
Durante a inauguração, Sarto enfatizou que o equipamento é mais um exemplo do cumprimento das promessas de campanha, estabelecendo o aumento do número de matrículas na educação de tempo integral (Fotos: Marcos Moura)

O prefeito de Fortaleza, José Sarto, inaugurou, nesta terça-feira (08/02), a nova Escola Municipal de Tempo Integral (ETI) Deputado Roberto Mesquita, no bairro Vila Velha. A unidade atenderá cerca de 420 alunos, do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Com esta unidade, a Prefeitura passa a contar com 28 escolas da modalidade na Rede Municipal de Ensino.

A nova escola dispõe de 12 salas de aulas temáticas, três laboratórios, biblioteca, cozinha, refeitório, auditório, diretoria, secretaria, coordenação pedagógica e coordenação de área, sala do professor diretor de turma, sala dos professores, pátio com projeto paisagístico, ginásio (com quadra poliesportiva coberta, arquibancadas e alambrados), vestiários e depósitos.

Durante a inauguração, o prefeito José Sarto enfatizou que o equipamento é mais um exemplo do cumprimento das promessas de campanha, estabelecendo o aumento do número de matrículas na educação de tempo integral.

"Fortaleza, hoje, tem quase 50% da rede em tempo integral, seja na escola ou no contraturno, com as areninhas e outros equipamentos geridos pelo Município. Em meio à pandemia e à recessão, Fortaleza paga o salário em dia, o fornecedor em dia, mantendo a cidade limpa, tapando buracos e construindo obras para a população, como essas, que alteram a vida das pessoas. Certamente, essa escola vai modificar o destino de muitas crianças", destacou o prefeito.

A unidade do Vila Velha teve investimento de R$ 9.415.780,66, sendo R$ R$ 5.401.459,81 oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e R$ 3.414.392,11 do Tesouro Municipal, mais R$ 604.278,99 do Município para a aquisição de equipamentos.

A secretária da Educação, Dalila Saldanha, também presente na inauguração do equipamento, ressaltou a importância da educação integral para o desenvolvimento de crianças e adolescentes.

"É muito importante para o desenvolvimento e a proteção social e, principalmente, para encaminhar nossos jovens para seguir os estudos no ensino médio e na universidade. É o momento da gente celebrar essa conquista, mas também trabalhar muito para entregar as outras ETIs que estão em obra", frisou.

Nas escolas desta modalidade, os estudantes vivenciam rotinas e práticas para uma formação interdisciplinar, com o apoio de equipes pedagógicas de formação especializada. Na rotina, os alunos contam com três refeições diárias e acompanhamento pessoal realizado pelos Professores Diretores de Turma, além de disciplinas que pautam temas como protagonismo e projeto de vida, disciplinas eletivas escolhidas por professores e alunos, e atividades laboratoriais de Informática, Biologia, Química, Física e Matemática.

Egresso da escola pública e recém-aprovado em medicina na Universidade Estadual do Ceará (Uece), Jonatas de Sousa Paula, 20, teve a história exaltada pelo prefeito José Sarto, como símbolo de conquista do trabalho feito na educação do Ceará como um todo.

"Sempre fui aluno de escola pública, desde o Infantil. Em 2015, estudei na Escola de Tempo Integral Professor Antônio Girão Barroso, da Prefeitura. E sempre corri muito atrás, tirava as dúvidas no fim das aulas com os professores, e agora acho que tô colhendo os frutos do que plantei nesses anos todos. É um sonho desde criança fazer medicina, a ficha ainda nem caiu", contou Jonatas Paula.

Referência em Tempo Integral

professor escreve no quadro branco e é observado pelos alunos
Fortaleza é a capital brasileira com maior cobertura de matrículas em Tempo Integral

Reconhecida por mais um ano como destaque no cenário da educação nacional, Fortaleza é a capital brasileira com maior cobertura de matrículas em Tempo Integral, com 49,1% dos alunos matriculados nesta modalidade. Ao todo, são 107.278 alunos beneficiados com a jornada ampliada. A posição de referência é atestada pelo Censo Escolar da Educação Básica 2020, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

De acordo com a pesquisa, Fortaleza superou Curitiba, que ficou em 2º lugar com cobertura de 41,6%, e Rio de Janeiro, que registrou a marca de 33,2% de matrículas em Tempo Integral. A capital cearense já havia sido reconhecida como maior cobertura no País no Censo Escolar 2019, quando possuía 41,4% (86.438) dos alunos matriculados em Tempo Integral.

Em relação aos números absolutos, a Rede Municipal de Fortaleza ocupa o segundo lugar, entre as capitais, no atendimento em tempo integral, ultrapassando São Paulo, que possui 82.372 matrículas na modalidade. Rio de Janeiro é a primeira colocada com 202.266 matrículas.

O secretário de Infraestrutura de Fortaleza, Samuel Dias, também esteve presente na inauguração da ETI, assim como vereadores e deputados.

A nova escola recebeu o nome de Roberto Mesquita em homenagem ao ex-deputado cearense. Mesquita morreu em janeiro de 2021, aos 60 anos. Familiares do homenageado estiveram presentes na inauguração do equipamento.

Prefeitura inaugura nova Escola de Tempo Integral no Vila Velha; Fortaleza passa a ter 28 ETIs

Nas escolas desta modalidade, os estudantes vivenciam rotinas e práticas para uma formação interdisciplinar

Sarto cumprimenta uma aluna
Durante a inauguração, Sarto enfatizou que o equipamento é mais um exemplo do cumprimento das promessas de campanha, estabelecendo o aumento do número de matrículas na educação de tempo integral (Fotos: Marcos Moura)

O prefeito de Fortaleza, José Sarto, inaugurou, nesta terça-feira (08/02), a nova Escola Municipal de Tempo Integral (ETI) Deputado Roberto Mesquita, no bairro Vila Velha. A unidade atenderá cerca de 420 alunos, do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Com esta unidade, a Prefeitura passa a contar com 28 escolas da modalidade na Rede Municipal de Ensino.

A nova escola dispõe de 12 salas de aulas temáticas, três laboratórios, biblioteca, cozinha, refeitório, auditório, diretoria, secretaria, coordenação pedagógica e coordenação de área, sala do professor diretor de turma, sala dos professores, pátio com projeto paisagístico, ginásio (com quadra poliesportiva coberta, arquibancadas e alambrados), vestiários e depósitos.

Durante a inauguração, o prefeito José Sarto enfatizou que o equipamento é mais um exemplo do cumprimento das promessas de campanha, estabelecendo o aumento do número de matrículas na educação de tempo integral.

"Fortaleza, hoje, tem quase 50% da rede em tempo integral, seja na escola ou no contraturno, com as areninhas e outros equipamentos geridos pelo Município. Em meio à pandemia e à recessão, Fortaleza paga o salário em dia, o fornecedor em dia, mantendo a cidade limpa, tapando buracos e construindo obras para a população, como essas, que alteram a vida das pessoas. Certamente, essa escola vai modificar o destino de muitas crianças", destacou o prefeito.

A unidade do Vila Velha teve investimento de R$ 9.415.780,66, sendo R$ R$ 5.401.459,81 oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e R$ 3.414.392,11 do Tesouro Municipal, mais R$ 604.278,99 do Município para a aquisição de equipamentos.

A secretária da Educação, Dalila Saldanha, também presente na inauguração do equipamento, ressaltou a importância da educação integral para o desenvolvimento de crianças e adolescentes.

"É muito importante para o desenvolvimento e a proteção social e, principalmente, para encaminhar nossos jovens para seguir os estudos no ensino médio e na universidade. É o momento da gente celebrar essa conquista, mas também trabalhar muito para entregar as outras ETIs que estão em obra", frisou.

Nas escolas desta modalidade, os estudantes vivenciam rotinas e práticas para uma formação interdisciplinar, com o apoio de equipes pedagógicas de formação especializada. Na rotina, os alunos contam com três refeições diárias e acompanhamento pessoal realizado pelos Professores Diretores de Turma, além de disciplinas que pautam temas como protagonismo e projeto de vida, disciplinas eletivas escolhidas por professores e alunos, e atividades laboratoriais de Informática, Biologia, Química, Física e Matemática.

Egresso da escola pública e recém-aprovado em medicina na Universidade Estadual do Ceará (Uece), Jonatas de Sousa Paula, 20, teve a história exaltada pelo prefeito José Sarto, como símbolo de conquista do trabalho feito na educação do Ceará como um todo.

"Sempre fui aluno de escola pública, desde o Infantil. Em 2015, estudei na Escola de Tempo Integral Professor Antônio Girão Barroso, da Prefeitura. E sempre corri muito atrás, tirava as dúvidas no fim das aulas com os professores, e agora acho que tô colhendo os frutos do que plantei nesses anos todos. É um sonho desde criança fazer medicina, a ficha ainda nem caiu", contou Jonatas Paula.

Referência em Tempo Integral

professor escreve no quadro branco e é observado pelos alunos
Fortaleza é a capital brasileira com maior cobertura de matrículas em Tempo Integral

Reconhecida por mais um ano como destaque no cenário da educação nacional, Fortaleza é a capital brasileira com maior cobertura de matrículas em Tempo Integral, com 49,1% dos alunos matriculados nesta modalidade. Ao todo, são 107.278 alunos beneficiados com a jornada ampliada. A posição de referência é atestada pelo Censo Escolar da Educação Básica 2020, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

De acordo com a pesquisa, Fortaleza superou Curitiba, que ficou em 2º lugar com cobertura de 41,6%, e Rio de Janeiro, que registrou a marca de 33,2% de matrículas em Tempo Integral. A capital cearense já havia sido reconhecida como maior cobertura no País no Censo Escolar 2019, quando possuía 41,4% (86.438) dos alunos matriculados em Tempo Integral.

Em relação aos números absolutos, a Rede Municipal de Fortaleza ocupa o segundo lugar, entre as capitais, no atendimento em tempo integral, ultrapassando São Paulo, que possui 82.372 matrículas na modalidade. Rio de Janeiro é a primeira colocada com 202.266 matrículas.

O secretário de Infraestrutura de Fortaleza, Samuel Dias, também esteve presente na inauguração da ETI, assim como vereadores e deputados.

A nova escola recebeu o nome de Roberto Mesquita em homenagem ao ex-deputado cearense. Mesquita morreu em janeiro de 2021, aos 60 anos. Familiares do homenageado estiveram presentes na inauguração do equipamento.