06 de janeiro de 2017 em Segurança Cidadã

Prefeitura realiza trabalho preventivo na orla de Fortaleza

Atualmente, 75 guarda-vidas formam a Inspetoria de Salvamento Aquático


Guarda-vidas na areia em observação
Os guarda-vidas ficam em grupo de quatro a seis servidores

O trabalho preventivo realizado pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Inspetoria de Salvamento Aquático (ISA) da Guarda Municipal, garantiu um ano tranquilo em relação ao número de resgates. De janeiro a dezembro, foram registrados 302 resgates sem mortes, sendo a maior parte desses atendimentos na Barra do Ceará.

Segundo o assistente técnico da ISA, inspetor Antônio Vieira, as ações de prevenção foram fundamentais para o sucesso do trabalho em 2016. “Todos os nossos guarda-vidas são orientados a passar informações para os banhista, sobre as condições do mar e os melhores locais para banho. Além disso, temos a campanha constante do Projeto Vidas Seguras, que identifica crianças menores de 12 anos com uma pulseira que leva dados pessoais do responsável”, destaca.

Atualmente, 75 guarda-vidas formam a Inspetoria de Salvamento Aquático que atendem da Barra do Ceará ao Mucuripe, dividindo-se em seis pontos estratégicos de atuação na orla marítima de Fortaleza. A inspetoria também conta com viaturas e dois botes infláveis que facilitam os atendimentos.

Réveillon
De acordo com Antônio Vieira, foram registrados cerca de 20 atendimentos durante as atividades do Réveillon de Fortaleza, entre os dias 31 de dezembro e 2 de janeiro. Vieira afirma que foi realizada uma preparação especial para a virada de ano com intensificação do condicionamento físico dos servidores e reforço nos conhecimentos sobre atendimentos de primeiros socorros e resgate.

“Sabíamos dos desafios nessa grande festa, e o Réveillon das nossas equipes só acabou no segundo dia do ano. Estendemos o plano estratégico também para segunda-feira (02/01) para garantir tranquilidade para os banhistas”. O inspetor lembra os cuidados para o banho de mar seguro. “Evite adentar no mar após a ingestão de bebida alcoólica, bem como de comidas de difícil digestão, e procure tomar banho em locais próximos das nossas cabines de observação”, alerta.

Prefeitura realiza trabalho preventivo na orla de Fortaleza

Atualmente, 75 guarda-vidas formam a Inspetoria de Salvamento Aquático

Guarda-vidas na areia em observação
Os guarda-vidas ficam em grupo de quatro a seis servidores

O trabalho preventivo realizado pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Inspetoria de Salvamento Aquático (ISA) da Guarda Municipal, garantiu um ano tranquilo em relação ao número de resgates. De janeiro a dezembro, foram registrados 302 resgates sem mortes, sendo a maior parte desses atendimentos na Barra do Ceará.

Segundo o assistente técnico da ISA, inspetor Antônio Vieira, as ações de prevenção foram fundamentais para o sucesso do trabalho em 2016. “Todos os nossos guarda-vidas são orientados a passar informações para os banhista, sobre as condições do mar e os melhores locais para banho. Além disso, temos a campanha constante do Projeto Vidas Seguras, que identifica crianças menores de 12 anos com uma pulseira que leva dados pessoais do responsável”, destaca.

Atualmente, 75 guarda-vidas formam a Inspetoria de Salvamento Aquático que atendem da Barra do Ceará ao Mucuripe, dividindo-se em seis pontos estratégicos de atuação na orla marítima de Fortaleza. A inspetoria também conta com viaturas e dois botes infláveis que facilitam os atendimentos.

Réveillon
De acordo com Antônio Vieira, foram registrados cerca de 20 atendimentos durante as atividades do Réveillon de Fortaleza, entre os dias 31 de dezembro e 2 de janeiro. Vieira afirma que foi realizada uma preparação especial para a virada de ano com intensificação do condicionamento físico dos servidores e reforço nos conhecimentos sobre atendimentos de primeiros socorros e resgate.

“Sabíamos dos desafios nessa grande festa, e o Réveillon das nossas equipes só acabou no segundo dia do ano. Estendemos o plano estratégico também para segunda-feira (02/01) para garantir tranquilidade para os banhistas”. O inspetor lembra os cuidados para o banho de mar seguro. “Evite adentar no mar após a ingestão de bebida alcoólica, bem como de comidas de difícil digestão, e procure tomar banho em locais próximos das nossas cabines de observação”, alerta.