Profissionais das forças de segurança e fiscalização de Fortaleza são vacinados contra a Covid-19

23 de abril de 2021 em Saúde

Profissionais das forças de segurança e fiscalização de Fortaleza são vacinados contra a Covid-19

Guardas municipais, fiscais e agentes de trânsito atuam na linha de frente contra a disseminação do coronavírus


Guarda Municipal tomando a vacina contra covid 19
Os profissionais estão sendo vacinados no Centro de Eventos do Ceará

Guardas municipais e agentes de Defesa Civil, fiscais da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) e agentes da Autarquia de Trânsito e Cidadania (AMC) estão recebendo a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Os profissionais atuam na linha de frente contra a disseminação do coronavírus desde março de 2020. A categoria que atua nas forças de segurança e fiscalização de Fortaleza é considerada grupo de urgência à vacinação segundo as orientações do Ministério da Saúde.

O guarda municipal Adaildo Melo, que trabalha na Célula de Proteção Comunitária do bairro Bonsucesso, destacou a gratidão e motivação para manter o compromisso de proteger as pessoas. “É uma enorme satisfação. Agradeço ao governo que nos beneficiou com essa tão sonhada vacina”.

A fiscal de Atividades Urbanas e Vigilância Sanitária Wanessa Jheniffer Firmino falou sobre a importância de ser vacinada. “A vacinação me trouxe dois sentimentos: o fato de terem reconhecido a importância do nosso trabalho e o sentimento de ter maior segurança sanitária ao exercer meu serviço à população de Fortaleza”.

A vacina também foi motivo de comemoração para a guarda municipal Ana Rocha, da Célula de Proteção Comunitária Goiabeiras, que disse estar com as forças renovadas após esse período de provações. “Pra mim, esse momento é de grande importância, estou me sentindo mais segura e, com certeza, desempenharei o meu trabalho com mais eficácia ainda”, comentou.

O agente de fiscalização e trânsito da AMC Carlos Alberto Júnior também foi contemplado. “Diariamente, estamos nas ruas, nas ações de fiscalização, nas blitze, nas campanhas educativas e, por conta de toda essa exposição, acabamos ficando vulneráveis ao vírus. Estávamos aguardando a vacina desde o ano passado e agora estamos sendo agraciados no momento certo. Aproveito para pedir que as pessoas se conscientizem, usem máscaras e cuidem uns dos outros”, ressaltou.

Esses profissionais reforçam a segurança e orientam a população sobre as medidas preventivas, como o distanciamento social, o uso obrigatório de máscaras e a higienização das mãos com álcool gel 70%, além da atuação nas barreiras sanitárias, para o controle de circulação de pessoas, e da fiscalização a estabelecimentos comerciais e logradouros públicos para impedir aglomerações e exigir o cumprimento dos protocolos sanitários estabelecidos pelos decretos municipal e estadual.

O secretário municipal da Segurança Cidadã, coronel Eduardo Holanda, ressaltou o esforço da gestão municipal, junto com o governo estadual, na aquisição das vacinas. “A prioridade é total e absoluta para o pessoal que está na linha de frente. Estamos buscando cada vez mais, junto com o prefeito José Sarto, novas doses da vacina para que a gente possa imunizar todo o nosso efetivo logo”, afirmou.

Orientações do Ministério da Saúde (MS)

Conforme a Nota Técnica (nº 297/2021), emitida pelo Ministério da Saúde (MS), este grupo foi estabelecido como prioritário devido à exposição. Devem prevalecer os critérios a seguir para a aplicação do imunobiológico:

- trabalhadores envolvidos no atendimento e/ou transporte de pacientes;

- trabalhadores envolvidos em resgates e atendimentos pré-hospitalar;

- trabalhadores envolvidos diretamente nas ações de vacinação contra Covid-19;

- trabalhadores envolvidos nas ações de vigilância das medidas de distanciamento social, com contato direto e constante com o público, como barreiras sanitárias e fiscalização de estabelecimentos.

Profissionais das forças de segurança e fiscalização de Fortaleza são vacinados contra a Covid-19

Guardas municipais, fiscais e agentes de trânsito atuam na linha de frente contra a disseminação do coronavírus

Guarda Municipal tomando a vacina contra covid 19
Os profissionais estão sendo vacinados no Centro de Eventos do Ceará

Guardas municipais e agentes de Defesa Civil, fiscais da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) e agentes da Autarquia de Trânsito e Cidadania (AMC) estão recebendo a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Os profissionais atuam na linha de frente contra a disseminação do coronavírus desde março de 2020. A categoria que atua nas forças de segurança e fiscalização de Fortaleza é considerada grupo de urgência à vacinação segundo as orientações do Ministério da Saúde.

O guarda municipal Adaildo Melo, que trabalha na Célula de Proteção Comunitária do bairro Bonsucesso, destacou a gratidão e motivação para manter o compromisso de proteger as pessoas. “É uma enorme satisfação. Agradeço ao governo que nos beneficiou com essa tão sonhada vacina”.

A fiscal de Atividades Urbanas e Vigilância Sanitária Wanessa Jheniffer Firmino falou sobre a importância de ser vacinada. “A vacinação me trouxe dois sentimentos: o fato de terem reconhecido a importância do nosso trabalho e o sentimento de ter maior segurança sanitária ao exercer meu serviço à população de Fortaleza”.

A vacina também foi motivo de comemoração para a guarda municipal Ana Rocha, da Célula de Proteção Comunitária Goiabeiras, que disse estar com as forças renovadas após esse período de provações. “Pra mim, esse momento é de grande importância, estou me sentindo mais segura e, com certeza, desempenharei o meu trabalho com mais eficácia ainda”, comentou.

O agente de fiscalização e trânsito da AMC Carlos Alberto Júnior também foi contemplado. “Diariamente, estamos nas ruas, nas ações de fiscalização, nas blitze, nas campanhas educativas e, por conta de toda essa exposição, acabamos ficando vulneráveis ao vírus. Estávamos aguardando a vacina desde o ano passado e agora estamos sendo agraciados no momento certo. Aproveito para pedir que as pessoas se conscientizem, usem máscaras e cuidem uns dos outros”, ressaltou.

Esses profissionais reforçam a segurança e orientam a população sobre as medidas preventivas, como o distanciamento social, o uso obrigatório de máscaras e a higienização das mãos com álcool gel 70%, além da atuação nas barreiras sanitárias, para o controle de circulação de pessoas, e da fiscalização a estabelecimentos comerciais e logradouros públicos para impedir aglomerações e exigir o cumprimento dos protocolos sanitários estabelecidos pelos decretos municipal e estadual.

O secretário municipal da Segurança Cidadã, coronel Eduardo Holanda, ressaltou o esforço da gestão municipal, junto com o governo estadual, na aquisição das vacinas. “A prioridade é total e absoluta para o pessoal que está na linha de frente. Estamos buscando cada vez mais, junto com o prefeito José Sarto, novas doses da vacina para que a gente possa imunizar todo o nosso efetivo logo”, afirmou.

Orientações do Ministério da Saúde (MS)

Conforme a Nota Técnica (nº 297/2021), emitida pelo Ministério da Saúde (MS), este grupo foi estabelecido como prioritário devido à exposição. Devem prevalecer os critérios a seguir para a aplicação do imunobiológico:

- trabalhadores envolvidos no atendimento e/ou transporte de pacientes;

- trabalhadores envolvidos em resgates e atendimentos pré-hospitalar;

- trabalhadores envolvidos diretamente nas ações de vacinação contra Covid-19;

- trabalhadores envolvidos nas ações de vigilância das medidas de distanciamento social, com contato direto e constante com o público, como barreiras sanitárias e fiscalização de estabelecimentos.