01 de outubro de 2021 em Cultura

Vila das Artes abre inscrições para laboratório audiovisual sobre memórias dissidentes

Atividade tem a condução dos pesquisadores Naine Terena e Flávio Fêo


A Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes abre inscrições para o curso on-line "Lab para vida: memórias dissidentes", com Naine Terena e Flávio Fêo. A atividade ocorrerá na semana de 18 a 22 de outubro, das 14h às 16h, por meio da plataforma de videoconferências Google Meet. Inscrições seguem até 14/10.

Clique aqui para se inscrever

O curso é um laboratório com carga horária de 20 horas-aula que oferecerá aos participantes a oportunidade de "se confrontarem com conceitos filosóficos e saberes originários, capazes de provocar em cada um, a reativação de suas memórias dissidentes, a fim de elaborar registros audiovisuais, para reconstituição e reelaboração dos próprios arquivos", explica Naine Terena, uma das ministrantes do curso.

O trabalho se desenvolverá em duas dimensões. "Primeiro, tornamos a memória uma contra memória, isto é, buscamos despertar a multiplicidade dos acontecimentos de sua passividade e ordenação habituais, onde encerram-se em fatos controlados e apagados", explica Flávio Feô, que ministra o curso com Naine. "Segundo, por meio da reativação da contra memória, buscamos um espaço de produção estética de si mesmo como antídoto aos mecanismos de controle e colonização das nossas subjetividades", complementa Flávio.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, administrado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Sobre os ministrantes
FLÁVIO FÊO é graduado em Filosofia pela UNIFAI – Centro Universitário Assunção (1998), tem especialização em Filosofia e Psicanálise pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (2002) e mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2006). É doutor em Filosofia (2018), também pela PUC-PR, e tem experiência com ênfase em Filosofia Contemporânea. Atualmente é professor na Rede Pública de Ensino do Mato Grosso e na Faculdade Católica de Mato Grosso. Com Naine Terena, criou o "Paraskeué – Podcast para a vida".

NAINE TERENA DE JESUS é mestre em artes, doutora em educação e graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT). Mulher do povo Terena, é pesquisadora, professora universitária, curadora e artista educadora. É organizadora da coletânea de escritores indígenas "Tempos" (2021) e foi uma das cinco finalistas do Jane Lombard Prize for Art and Social Justice (2019), pela Vera List Center for Art and Politics, de Nova York (EUA). Foi agraciada como Mestre da Cultura de Mato Grosso (2020/2021) e foi curadora da exposição "Véxoa – Nós sabemos", da Pinacoteca de SP, da Exposição Virtual "Rec-Tyty", com Sandra Benitez, Airton Krenak, Carlos Papá e Cristine Takuá. É docente da "Especialização em Gestão Cultural: Ampliação de Repertórios", do Instituto Itaú Cultural. É pesquisadora colaboradora no projeto Cultures of Anti-Racism in Latin America (CARLA), da Universidade de Manchester e no Labtecc/UFMT.

Serviço
Curso "Lab para vida: memórias dissidentes", com Naine Terena e Flávio Fêo
Inscrições: de 01 a 14/10, em www.linktr.ee/viladasartes
Data de Realização: 18 a 22/10
Hora: das 14h às 16h
Local: Plataforma de videoconferências Google Meet
Idade mínima: 18 anos
Vagas: 30

Vila das Artes abre inscrições para laboratório audiovisual sobre memórias dissidentes

Atividade tem a condução dos pesquisadores Naine Terena e Flávio Fêo

A Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes abre inscrições para o curso on-line "Lab para vida: memórias dissidentes", com Naine Terena e Flávio Fêo. A atividade ocorrerá na semana de 18 a 22 de outubro, das 14h às 16h, por meio da plataforma de videoconferências Google Meet. Inscrições seguem até 14/10.

Clique aqui para se inscrever

O curso é um laboratório com carga horária de 20 horas-aula que oferecerá aos participantes a oportunidade de "se confrontarem com conceitos filosóficos e saberes originários, capazes de provocar em cada um, a reativação de suas memórias dissidentes, a fim de elaborar registros audiovisuais, para reconstituição e reelaboração dos próprios arquivos", explica Naine Terena, uma das ministrantes do curso.

O trabalho se desenvolverá em duas dimensões. "Primeiro, tornamos a memória uma contra memória, isto é, buscamos despertar a multiplicidade dos acontecimentos de sua passividade e ordenação habituais, onde encerram-se em fatos controlados e apagados", explica Flávio Feô, que ministra o curso com Naine. "Segundo, por meio da reativação da contra memória, buscamos um espaço de produção estética de si mesmo como antídoto aos mecanismos de controle e colonização das nossas subjetividades", complementa Flávio.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, administrado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Sobre os ministrantes
FLÁVIO FÊO é graduado em Filosofia pela UNIFAI – Centro Universitário Assunção (1998), tem especialização em Filosofia e Psicanálise pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (2002) e mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2006). É doutor em Filosofia (2018), também pela PUC-PR, e tem experiência com ênfase em Filosofia Contemporânea. Atualmente é professor na Rede Pública de Ensino do Mato Grosso e na Faculdade Católica de Mato Grosso. Com Naine Terena, criou o "Paraskeué – Podcast para a vida".

NAINE TERENA DE JESUS é mestre em artes, doutora em educação e graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT). Mulher do povo Terena, é pesquisadora, professora universitária, curadora e artista educadora. É organizadora da coletânea de escritores indígenas "Tempos" (2021) e foi uma das cinco finalistas do Jane Lombard Prize for Art and Social Justice (2019), pela Vera List Center for Art and Politics, de Nova York (EUA). Foi agraciada como Mestre da Cultura de Mato Grosso (2020/2021) e foi curadora da exposição "Véxoa – Nós sabemos", da Pinacoteca de SP, da Exposição Virtual "Rec-Tyty", com Sandra Benitez, Airton Krenak, Carlos Papá e Cristine Takuá. É docente da "Especialização em Gestão Cultural: Ampliação de Repertórios", do Instituto Itaú Cultural. É pesquisadora colaboradora no projeto Cultures of Anti-Racism in Latin America (CARLA), da Universidade de Manchester e no Labtecc/UFMT.

Serviço
Curso "Lab para vida: memórias dissidentes", com Naine Terena e Flávio Fêo
Inscrições: de 01 a 14/10, em www.linktr.ee/viladasartes
Data de Realização: 18 a 22/10
Hora: das 14h às 16h
Local: Plataforma de videoconferências Google Meet
Idade mínima: 18 anos
Vagas: 30