23 de março de 2022 em Cultura

Vila das Artes exibe documentário sobre o artista visual Hélio Rôla

Filme é disponibilizado na plataforma de vídeos do complexo cultural a partir desta sexta-feira (25/03)


A Vila das Artes estreia, em seu canal no YouTube, o documentário “Hélio Rôla – Caminhos e Percursos”, nesta sexta-feira, a partir das 19h. O filme, dirigido pela pesquisadora da arte e produtora cultural Flávia Muluc, conta com depoimentos do próprio Hélio Rôla e de outros artistas, além de pesquisadores e curadores de diferentes partes do Brasil. O projeto tem apoio da Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor), por meio da Lei Aldir Blanc.

O documentário tem como eixo central a trajetória do artista visual cearense Hélio Rôla, atualmente com 85 anos. Participam do filme o pesquisador e crítico de arte Roberto Galvão; a pesquisadora e curadora Cecília Bedê; o pesquisador e artista visual Herbert Rolim; o artista visual Descartes Gadelha; o pesquisador e curador Paulo Portella Filho; o artista visual Eduardo Eloy; o artista visual Narcélio Grud; o colecionador e galerista Max Perlingeiro; a curadora Lisbeth Rebollo, presidente da Associação Internacional de Críticos de Arte; o pesquisador Ricardo Rezende, curador do Museu Bispo do Rosário; o fotógrafo José Albano; e a artista visual Efimia Meimaridou Rôla, esposa de Hélio.

“É um filme que passeia pelos diversos caminhos do artista multifacetado que o Hélio é”, comenta a diretora Flávia Muluc. "Com o cenário da pandemia foi necessário reinventar a maneira de fazer cinema para tornar viável a realização do filme. O resultado é um registro histórico que conta com a participação de agentes relevantes da arte de diferentes locais do Brasil, formato possível a partir da realização de entrevistas por meio de videoconferências. O trabalho revela que a partir de um percurso artístico é possível vislumbrar um Ceará criativo e contemporâneo”, complementa.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, vinculado à Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) e gerido pelo Instituto Cultural Iracema (ICI).

Sobre Hélio Rôla
Escultor, gravador, desenhista, ilustrador e pintor, Hélio Rôla nasceu em Fortaleza em 1936. Participou de exposições individuais e coletivas em diversas cidades do Brasil e em vários outros países, como México, Estados Unidos, Equador, Chile, Argentina, França e Alemanha. Com o Grupo Tauape, revisitou e fortaleceu a xilogravura cearense. No Grupo Aranha, fez história com pinturas murais na Praia de Iracema, reduto cultural de Fortaleza. Atualmente usa a internet e as redes sociais para compartilhar suas obras e reflexões.

Serviço
Estreia do documentário “Hélio Rôla – Caminhos e Percursos”
Data: Sexta-feira (25/03)
Horário: 19h
Local: Canal da Vila das Artes no YouTube
Gratuito

Vila das Artes exibe documentário sobre o artista visual Hélio Rôla

Filme é disponibilizado na plataforma de vídeos do complexo cultural a partir desta sexta-feira (25/03)

A Vila das Artes estreia, em seu canal no YouTube, o documentário “Hélio Rôla – Caminhos e Percursos”, nesta sexta-feira, a partir das 19h. O filme, dirigido pela pesquisadora da arte e produtora cultural Flávia Muluc, conta com depoimentos do próprio Hélio Rôla e de outros artistas, além de pesquisadores e curadores de diferentes partes do Brasil. O projeto tem apoio da Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor), por meio da Lei Aldir Blanc.

O documentário tem como eixo central a trajetória do artista visual cearense Hélio Rôla, atualmente com 85 anos. Participam do filme o pesquisador e crítico de arte Roberto Galvão; a pesquisadora e curadora Cecília Bedê; o pesquisador e artista visual Herbert Rolim; o artista visual Descartes Gadelha; o pesquisador e curador Paulo Portella Filho; o artista visual Eduardo Eloy; o artista visual Narcélio Grud; o colecionador e galerista Max Perlingeiro; a curadora Lisbeth Rebollo, presidente da Associação Internacional de Críticos de Arte; o pesquisador Ricardo Rezende, curador do Museu Bispo do Rosário; o fotógrafo José Albano; e a artista visual Efimia Meimaridou Rôla, esposa de Hélio.

“É um filme que passeia pelos diversos caminhos do artista multifacetado que o Hélio é”, comenta a diretora Flávia Muluc. "Com o cenário da pandemia foi necessário reinventar a maneira de fazer cinema para tornar viável a realização do filme. O resultado é um registro histórico que conta com a participação de agentes relevantes da arte de diferentes locais do Brasil, formato possível a partir da realização de entrevistas por meio de videoconferências. O trabalho revela que a partir de um percurso artístico é possível vislumbrar um Ceará criativo e contemporâneo”, complementa.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, vinculado à Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) e gerido pelo Instituto Cultural Iracema (ICI).

Sobre Hélio Rôla
Escultor, gravador, desenhista, ilustrador e pintor, Hélio Rôla nasceu em Fortaleza em 1936. Participou de exposições individuais e coletivas em diversas cidades do Brasil e em vários outros países, como México, Estados Unidos, Equador, Chile, Argentina, França e Alemanha. Com o Grupo Tauape, revisitou e fortaleceu a xilogravura cearense. No Grupo Aranha, fez história com pinturas murais na Praia de Iracema, reduto cultural de Fortaleza. Atualmente usa a internet e as redes sociais para compartilhar suas obras e reflexões.

Serviço
Estreia do documentário “Hélio Rôla – Caminhos e Percursos”
Data: Sexta-feira (25/03)
Horário: 19h
Local: Canal da Vila das Artes no YouTube
Gratuito