25 de maio de 2022 em Educação

Fortaleza tem 2ª maior aprovação escolar e 3º menor abandono entre as capitais do Brasil, aponta Censo Escolar 2021

Dados constam na segunda etapa do Censo Escolar 2021, principal pesquisa estatística da Educação Básica, organizado pelo Inep


Aluna da Rede Municipal com novo fardamento
O cenário positivo é fruto das estratégias da Prefeitura para enfrentar o abandono escolar e efetivar o direito de aprender de todos os alunos

Fortaleza, mais uma vez, ocupa lugar de destaque no cenário nacional quando o assunto é a Educação Básica. De acordo com dados da segunda etapa do Censo Escolar 2021, organizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Fortaleza obteve o 2º lugar entre as capitais com maior taxa de aprovação e o 3º entre as menores taxas de abandono escolar.

Principal pesquisa estatística da Educação Básica, o diagnóstico divulgado pelo Censo Escolar, na semana passada, Fortaleza obteve 99,9% de êxito dos alunos, atrás apenas de Curitiba que contabilizou 100% de aprovação e ficou em primeiro lugar no país.

Já no abandono escolar, a Rede Municipal de Fortaleza registrou índice de 0,1%. Ficaram em primeiro e segundo lugares, respectivamente, Curitiba e Recife, com taxa zero. Em 2020, Fortaleza atingiu a mesma taxa, mas ocupava a 12ª colocação entre as capitais brasileiras. Em 2019, esse número era de 0,4%. Entre os anos de 2008 e 2018, a redução foi de 93,8% do abandono no Ensino Fundamental, sendo considerada a capital do Nordeste com maior redução no indicador.

Estratégias

O cenário positivo é fruto das estratégias da Prefeitura de Fortaleza para enfrentar o abandono escolar e efetivar o direito de aprender de todos os alunos da Rede Municipal de Ensino.

Desde 2017, Fortaleza mantém sistema próprio de monitoramento diário da frequência, por meio do qual é possível acompanhar a presença na unidade escolar de 100% dos alunos. A partir disso, são implantadas as estratégias de Busca Ativa, tomadas a partir do primeiro dia de infrequência escolar injustificada. As estratégias são: comunicação com a família, via telefone, ou com o próprio estudante, caso tenha alcançado a capacidade civil; envio de comunicado escrito; visita domiciliar e, por último, envio de ofício ao Conselho Tutelar, quando esgotados os meios de busca do estudante pela unidade de ensino.

É importante destacar que o acompanhamento diário conta com 1.300 agentes escolares, que, desde a retomada das aulas presenciais no ano passado, foram incorporados à Rede Municipal para atuar na integração dos alunos, identificação e acompanhamento da frequência escolar e de possíveis situações de abandono.

A chegada dos agentes escolares ampliou a abrangência da atuação antes feita na Rede Municipal, possibilitando um maior rastreio e acompanhamento da presença dos estudantes em sala de aula. Em 2019, a Rede contava com seis articuladores e 36 profissionais deste tipo. Atualmente, cada unidade escolar da Rede conta com, pelo menos, um agente escolar.

Ainda dentro das estratégias de enfrentamento ao abandono escolar, a SME possui um termo de Cooperação Técnica para implementar ações conjuntas com as secretarias municipais da Saúde e de Direitos Humanos e do Desenvolvimento Social, e a Secretaria Estadual da Educação, para que seja assegurada, de forma permanente, a Busca Ativa de crianças e jovens fora da escola na Rede Municipal e Estadual em Fortaleza. Além disso, a cooperação promove os encaminhamentos e atendimentos pertinentes a cada instituição, com o acompanhamento do Ministério Público do Ceará e Conselho Tutelar.

Aprendizagem

Com foco na efetivação da aprendizagem, a Prefeitura oferta ainda aos alunos da Rede Municipal, além das Escolas de Tempo Integral, os Programas de Fortalecimento da Aprendizagem, que comportam atividades voltadas à melhoria da qualidade do ensino, contribuindo para elevar os índices de aprendizagem dos alunos do 1° ao 9º ano, promovendo a educação integral e integrada, articulando a educação formal com vivências artísticas, esportivas e sociais.

As atividades suplementam o conteúdo oferecido nas escolas de tempo parcial e ampliam a carga horária dos alunos em 15 horas semanais no contraturno escolar. São alguns exemplos desta iniciativa as Escolas Areninhas, Clubes Sociais, Integração Idiomas, entre outros.

Destaques de Fortaleza no Censo Escolar 2021

A capital cearense também foi destaque nos dados referentes à primeira etapa do Censo Escolar 2021, divulgados no início deste ano. No cenário nacional, Fortaleza é:

- 4ª maior rede do Brasil em número de matrículas e 1ª do Nordeste;
- Capital que mais aumentou, em números absolutos, o quantitativo de matrículas;
- 1ª capital do Brasil e 1ª do Norte e Nordeste em cobertura no atendimento em Tempo Integral;
- 2º lugar no país em números absolutos no atendimento em tempo integral;
- 3ª capital do Brasil e 1ª do Norte e Nordeste em matrículas na Educação Inclusiva;
- 1ª capital do Nordeste em matrículas na Educação Infantil.

Fortaleza tem 2ª maior aprovação escolar e 3º menor abandono entre as capitais do Brasil, aponta Censo Escolar 2021

Dados constam na segunda etapa do Censo Escolar 2021, principal pesquisa estatística da Educação Básica, organizado pelo Inep

Aluna da Rede Municipal com novo fardamento
O cenário positivo é fruto das estratégias da Prefeitura para enfrentar o abandono escolar e efetivar o direito de aprender de todos os alunos

Fortaleza, mais uma vez, ocupa lugar de destaque no cenário nacional quando o assunto é a Educação Básica. De acordo com dados da segunda etapa do Censo Escolar 2021, organizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Fortaleza obteve o 2º lugar entre as capitais com maior taxa de aprovação e o 3º entre as menores taxas de abandono escolar.

Principal pesquisa estatística da Educação Básica, o diagnóstico divulgado pelo Censo Escolar, na semana passada, Fortaleza obteve 99,9% de êxito dos alunos, atrás apenas de Curitiba que contabilizou 100% de aprovação e ficou em primeiro lugar no país.

Já no abandono escolar, a Rede Municipal de Fortaleza registrou índice de 0,1%. Ficaram em primeiro e segundo lugares, respectivamente, Curitiba e Recife, com taxa zero. Em 2020, Fortaleza atingiu a mesma taxa, mas ocupava a 12ª colocação entre as capitais brasileiras. Em 2019, esse número era de 0,4%. Entre os anos de 2008 e 2018, a redução foi de 93,8% do abandono no Ensino Fundamental, sendo considerada a capital do Nordeste com maior redução no indicador.

Estratégias

O cenário positivo é fruto das estratégias da Prefeitura de Fortaleza para enfrentar o abandono escolar e efetivar o direito de aprender de todos os alunos da Rede Municipal de Ensino.

Desde 2017, Fortaleza mantém sistema próprio de monitoramento diário da frequência, por meio do qual é possível acompanhar a presença na unidade escolar de 100% dos alunos. A partir disso, são implantadas as estratégias de Busca Ativa, tomadas a partir do primeiro dia de infrequência escolar injustificada. As estratégias são: comunicação com a família, via telefone, ou com o próprio estudante, caso tenha alcançado a capacidade civil; envio de comunicado escrito; visita domiciliar e, por último, envio de ofício ao Conselho Tutelar, quando esgotados os meios de busca do estudante pela unidade de ensino.

É importante destacar que o acompanhamento diário conta com 1.300 agentes escolares, que, desde a retomada das aulas presenciais no ano passado, foram incorporados à Rede Municipal para atuar na integração dos alunos, identificação e acompanhamento da frequência escolar e de possíveis situações de abandono.

A chegada dos agentes escolares ampliou a abrangência da atuação antes feita na Rede Municipal, possibilitando um maior rastreio e acompanhamento da presença dos estudantes em sala de aula. Em 2019, a Rede contava com seis articuladores e 36 profissionais deste tipo. Atualmente, cada unidade escolar da Rede conta com, pelo menos, um agente escolar.

Ainda dentro das estratégias de enfrentamento ao abandono escolar, a SME possui um termo de Cooperação Técnica para implementar ações conjuntas com as secretarias municipais da Saúde e de Direitos Humanos e do Desenvolvimento Social, e a Secretaria Estadual da Educação, para que seja assegurada, de forma permanente, a Busca Ativa de crianças e jovens fora da escola na Rede Municipal e Estadual em Fortaleza. Além disso, a cooperação promove os encaminhamentos e atendimentos pertinentes a cada instituição, com o acompanhamento do Ministério Público do Ceará e Conselho Tutelar.

Aprendizagem

Com foco na efetivação da aprendizagem, a Prefeitura oferta ainda aos alunos da Rede Municipal, além das Escolas de Tempo Integral, os Programas de Fortalecimento da Aprendizagem, que comportam atividades voltadas à melhoria da qualidade do ensino, contribuindo para elevar os índices de aprendizagem dos alunos do 1° ao 9º ano, promovendo a educação integral e integrada, articulando a educação formal com vivências artísticas, esportivas e sociais.

As atividades suplementam o conteúdo oferecido nas escolas de tempo parcial e ampliam a carga horária dos alunos em 15 horas semanais no contraturno escolar. São alguns exemplos desta iniciativa as Escolas Areninhas, Clubes Sociais, Integração Idiomas, entre outros.

Destaques de Fortaleza no Censo Escolar 2021

A capital cearense também foi destaque nos dados referentes à primeira etapa do Censo Escolar 2021, divulgados no início deste ano. No cenário nacional, Fortaleza é:

- 4ª maior rede do Brasil em número de matrículas e 1ª do Nordeste;
- Capital que mais aumentou, em números absolutos, o quantitativo de matrículas;
- 1ª capital do Brasil e 1ª do Norte e Nordeste em cobertura no atendimento em Tempo Integral;
- 2º lugar no país em números absolutos no atendimento em tempo integral;
- 3ª capital do Brasil e 1ª do Norte e Nordeste em matrículas na Educação Inclusiva;
- 1ª capital do Nordeste em matrículas na Educação Infantil.