02 de setembro de 2014 em Social

Oficinas de brinquedos reciclados do I Salão de Artes da Criança tiveram início na terça-feira

Programação acontece entre setembro e novembro no Estoril e atenderá cerca de 1.600 crianças


As oficinas ocorrem de 7h30 às 9h30 e das 14h às 16h, de terça a sexta-feira | Foto: Kaio Machado

Mais de 80 crianças tomaram conta do Estoril durante a manhã e tarde desta terça-feira (2/9), abrindo as atividades do I Salão de Artes da Criança, que já começou a transformar o equipamento cultural num grande ateliê de sucatas inteligentes. Durante todo o mês setembro, cerca de 1.600 crianças da rede de ensino pública municipal, bem como da rede de ensino privada, participarão de diversas Oficinas de Construção de Objetos e Brinquedos.

As oficinas, que ocorrem nos horários de 7h30min às 9h30min e das 14 às 16 horas, de terça à sexta-feira, são coordenadas por Gandhy Piorsky, consultor e pesquisador na área do Brinquedo Tradicional Popular em estados nordestinos e Península Ibérica. Além de Piorsky, o Salão também conta com a presença de mais sete artistas plásticos atuantes no cenário das artes visuais no Ceará, convidados para interagir com as crianças em seus momentos de criação. São eles: Narcelio Grud, Jabson Rodrigues, Ise Araújo, Júnior Benício, Carlos Careca, Bruna Beserra e Marina de Botas.

Durante a manhã deste dia 2, participaram da oficina 40 crianças da Escola Municipal Dom Helder Câmara e cinco crianças da Comunidade do Poço da Draga, que contaram com a mediação de Piorsky, Carlos Careca, Júnior Benício e Bruna Beserra. Pela tarde, foram mais 40 crianças da escola Dom Helder Câmara e mais duas crianças do Poço da Draga, que contaram também com a interação de Piorsky e de Narcelio Grud, Jabson Rodrigues, Ise Araújo e Marina de Botas.

Uma das professoras que estiveram acompanhando as crianças pela tarde foi Valdirene Lima. Ela disse achar importante a oportunidade que as crianças tiveram de despertar a imaginação a partir da criação dos brinquedos, ressaltando que essa imaginação é importante para a aprendizagem. “Elas com certeza vão se sentir valorizadas, por saber que elas estão construindo, estão recebendo o nome delas ali no brinquedo, uma coisa que foram elas que fizeram. E quando a criança se sente reconhecida, isso contribui para o seu aprendizado, porque quando somos reconhecidos, ficamos mais felizes, mais despertos para a aprendizagem”, destaca.

“Eu estou achando ótimo, eu sempre quis fazer isso”, conta, animado George Costa Brito, de 7 anos, que aproveitou a brincadeira e criou um foguete e uma máquina do tempo. Entusiasmado com a Oficina, ele contou que participar da atividade foi o melhor passeio que poderia ir. Alegria esta que também contagiou Vitor Yago Ferreira dos Santos, de 8 anos. Ele, que construiu um helicóptero e um robô, disse que montar esses brinquedos será uma lembrança muito boa. “Estou achando muito bom, eu estou muito feliz”, completa.

Sobre os brinquedos que foram montados nesse primeiro dia, Gandhy Piorsky diz que superaram as expectativas. “Aparecem alguns meninos que têm uma veia de artista mesmo e fazem coisas surpreendentes”, conta. Nesse início de oficina, Piorsky fala que ele e os demais artistas já puderam observar que para as crianças não há limites para o uso da sucata. “A quantidade de sucata que tiver eles produzem. A relação é muito rápida e direta com a experiência criativa”. E quanto à expectativa para esses próximos dias de atividades, Piorsky acredita que “muita coisa vai aparecer por aí e isso também está estimulando a gente a encontrar sucatas novas, porque vimos que quanto mais possibilidades, mais eles se expressam”, revela.

Exposição com brinquedos produzidos será aberta no Dia da Criança

O resultado da produção das oficinas irá compor a exposição “A Construção do Brincar”, a ser aberta no dia 12 de outubro, Dia da Criança, e que ficará em cartaz até o dia 2 de novembro. A Mostra se propõe a ser um lugar de expressão estética das crianças de Fortaleza, na qual será possível conhecer um pouco dos anseios e culturas das infâncias da cidade.

Inscrições abertas

As Oficinas de Construção de Objetos e Brinquedos seguem com inscrições abertas para escolas particulares e públicas até o preenchimento total das vagas. O agendamento pode ser solicitado através do e-mail estoril.vilamorena@gmail.com. As oficinas são voltadas para crianças de 4 a 12 anos. As vagas são para aulas nas terças e nas quintas-feiras, das 7h30min às 9h30min, no Estoril.

Plano Municipal de Cultura

O Salão de Artes da Criança contempla a meta 18 do Plano Municipal de Cultura, que orienta que 100% de escolas municipais desenvolvam continuamente atividades de arte e cultura até 2016. Dentre as ações definidas pelo Plano, a ação 1 sugere que se mantenha e amplie programas que levem alunos de escolas públicas aos equipamentos culturais, como museus, cinemas, teatros e outros. Já a ação 6 visa à criação de mostras anuais e outras formas de difusão da produção artístico-cultural das escolas municipais.

O I Salão de Artes da Criança é uma realização da Prefeitura Municipal de Fortaleza, por meio da Secretaria de Cultura e de Educação, com produção do Instituto Cinco Marias e apoio cultural do Unicef, Pão de Forno, Mercadinhos São Luiz, La Maison Buffet e Selecto Ice.

Serviço:
Salão de Artes da Criança
Oficinas de Construção de Objetos e Brinquedos
Onde: Estoril (Rua dos Tabajaras, 397 – Praia de Iracema)
Período: 2 a 30 de setembro de 2014

Vagas para Oficina
Dias da semana disponíveis: terças e quintas-feiras
Horário disponível: 7h30 às 9h30h
Faixa etária: 4 a 12 anos
Limite máximo por turma: 20 alunos
Informações e agendamento: 3105.1339/3105.1392/ 3105.1312
Email: estoril.vilamorena@gmail.com
Inscrições gratuitas

Exposição A Construção do Brincar
Onde: Estoril (Rua dos Tabajaras, 397 – Praia de Iracema)
Período: 12 de outubro a 2 de novembro de 2014
Horário: Terça a sexta-feira de 9h às 21h. Sábados e domingos das 16h às 21h
Entrada gratuita

Oficinas de brinquedos reciclados do I Salão de Artes da Criança tiveram início na terça-feira

Programação acontece entre setembro e novembro no Estoril e atenderá cerca de 1.600 crianças

As oficinas ocorrem de 7h30 às 9h30 e das 14h às 16h, de terça a sexta-feira | Foto: Kaio Machado

Mais de 80 crianças tomaram conta do Estoril durante a manhã e tarde desta terça-feira (2/9), abrindo as atividades do I Salão de Artes da Criança, que já começou a transformar o equipamento cultural num grande ateliê de sucatas inteligentes. Durante todo o mês setembro, cerca de 1.600 crianças da rede de ensino pública municipal, bem como da rede de ensino privada, participarão de diversas Oficinas de Construção de Objetos e Brinquedos.

As oficinas, que ocorrem nos horários de 7h30min às 9h30min e das 14 às 16 horas, de terça à sexta-feira, são coordenadas por Gandhy Piorsky, consultor e pesquisador na área do Brinquedo Tradicional Popular em estados nordestinos e Península Ibérica. Além de Piorsky, o Salão também conta com a presença de mais sete artistas plásticos atuantes no cenário das artes visuais no Ceará, convidados para interagir com as crianças em seus momentos de criação. São eles: Narcelio Grud, Jabson Rodrigues, Ise Araújo, Júnior Benício, Carlos Careca, Bruna Beserra e Marina de Botas.

Durante a manhã deste dia 2, participaram da oficina 40 crianças da Escola Municipal Dom Helder Câmara e cinco crianças da Comunidade do Poço da Draga, que contaram com a mediação de Piorsky, Carlos Careca, Júnior Benício e Bruna Beserra. Pela tarde, foram mais 40 crianças da escola Dom Helder Câmara e mais duas crianças do Poço da Draga, que contaram também com a interação de Piorsky e de Narcelio Grud, Jabson Rodrigues, Ise Araújo e Marina de Botas.

Uma das professoras que estiveram acompanhando as crianças pela tarde foi Valdirene Lima. Ela disse achar importante a oportunidade que as crianças tiveram de despertar a imaginação a partir da criação dos brinquedos, ressaltando que essa imaginação é importante para a aprendizagem. “Elas com certeza vão se sentir valorizadas, por saber que elas estão construindo, estão recebendo o nome delas ali no brinquedo, uma coisa que foram elas que fizeram. E quando a criança se sente reconhecida, isso contribui para o seu aprendizado, porque quando somos reconhecidos, ficamos mais felizes, mais despertos para a aprendizagem”, destaca.

“Eu estou achando ótimo, eu sempre quis fazer isso”, conta, animado George Costa Brito, de 7 anos, que aproveitou a brincadeira e criou um foguete e uma máquina do tempo. Entusiasmado com a Oficina, ele contou que participar da atividade foi o melhor passeio que poderia ir. Alegria esta que também contagiou Vitor Yago Ferreira dos Santos, de 8 anos. Ele, que construiu um helicóptero e um robô, disse que montar esses brinquedos será uma lembrança muito boa. “Estou achando muito bom, eu estou muito feliz”, completa.

Sobre os brinquedos que foram montados nesse primeiro dia, Gandhy Piorsky diz que superaram as expectativas. “Aparecem alguns meninos que têm uma veia de artista mesmo e fazem coisas surpreendentes”, conta. Nesse início de oficina, Piorsky fala que ele e os demais artistas já puderam observar que para as crianças não há limites para o uso da sucata. “A quantidade de sucata que tiver eles produzem. A relação é muito rápida e direta com a experiência criativa”. E quanto à expectativa para esses próximos dias de atividades, Piorsky acredita que “muita coisa vai aparecer por aí e isso também está estimulando a gente a encontrar sucatas novas, porque vimos que quanto mais possibilidades, mais eles se expressam”, revela.

Exposição com brinquedos produzidos será aberta no Dia da Criança

O resultado da produção das oficinas irá compor a exposição “A Construção do Brincar”, a ser aberta no dia 12 de outubro, Dia da Criança, e que ficará em cartaz até o dia 2 de novembro. A Mostra se propõe a ser um lugar de expressão estética das crianças de Fortaleza, na qual será possível conhecer um pouco dos anseios e culturas das infâncias da cidade.

Inscrições abertas

As Oficinas de Construção de Objetos e Brinquedos seguem com inscrições abertas para escolas particulares e públicas até o preenchimento total das vagas. O agendamento pode ser solicitado através do e-mail estoril.vilamorena@gmail.com. As oficinas são voltadas para crianças de 4 a 12 anos. As vagas são para aulas nas terças e nas quintas-feiras, das 7h30min às 9h30min, no Estoril.

Plano Municipal de Cultura

O Salão de Artes da Criança contempla a meta 18 do Plano Municipal de Cultura, que orienta que 100% de escolas municipais desenvolvam continuamente atividades de arte e cultura até 2016. Dentre as ações definidas pelo Plano, a ação 1 sugere que se mantenha e amplie programas que levem alunos de escolas públicas aos equipamentos culturais, como museus, cinemas, teatros e outros. Já a ação 6 visa à criação de mostras anuais e outras formas de difusão da produção artístico-cultural das escolas municipais.

O I Salão de Artes da Criança é uma realização da Prefeitura Municipal de Fortaleza, por meio da Secretaria de Cultura e de Educação, com produção do Instituto Cinco Marias e apoio cultural do Unicef, Pão de Forno, Mercadinhos São Luiz, La Maison Buffet e Selecto Ice.

Serviço:
Salão de Artes da Criança
Oficinas de Construção de Objetos e Brinquedos
Onde: Estoril (Rua dos Tabajaras, 397 – Praia de Iracema)
Período: 2 a 30 de setembro de 2014

Vagas para Oficina
Dias da semana disponíveis: terças e quintas-feiras
Horário disponível: 7h30 às 9h30h
Faixa etária: 4 a 12 anos
Limite máximo por turma: 20 alunos
Informações e agendamento: 3105.1339/3105.1392/ 3105.1312
Email: estoril.vilamorena@gmail.com
Inscrições gratuitas

Exposição A Construção do Brincar
Onde: Estoril (Rua dos Tabajaras, 397 – Praia de Iracema)
Período: 12 de outubro a 2 de novembro de 2014
Horário: Terça a sexta-feira de 9h às 21h. Sábados e domingos das 16h às 21h
Entrada gratuita