kit com duas máscaras
A Etufor distribuirá um kit individual para cada passageiro que estiver nas filas de embarque dos terminais

A Prefeitura Municipal de Fortaleza começa a distribuir máscaras aos passageiros do transporte coletivo, a partir desta quinta-feira (30/04), por meio da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor).

A distribuição terá início pelos terminais da Parangaba e Siqueira. Em seguida, as máscaras estarão disponíveis também nos terminais de Messejana, Antônio Bezerra, Papicu, Lagoa e Conjunto Ceará.

A Etufor distribuirá um kit individual para cada passageiro que estiver nas filas de embarque dos terminais. As máscaras são laváveis e reutilizáveis e foram produzidas por costureiras e microempresas de Fortaleza por meio do programa “Todos com Máscara”.

A orientação é que o passageiro realize a devida higienização antes de utilizar. O kit individual contém duas máscaras para que o passageiro possa utilizar nos trajetos de ida e volta, evitando contaminação.

“Os funcionários dos terminais distribuirão nas filas dos terminais, em horário de pico, para que os usuários possam seguir viagem. Não adianta dirigir-se ao terminal para pegar máscara. Isso é um risco desnecessário”, explica o coordenador de Operações da Etufor, Raimundo Rodrigues.

Higienização
A Prefeitura de Fortaleza garantiu o reforço de higienização nos equipamentos de transporte, incluindo a limpeza diária dos veículos nas garagens das empresas associadas ao Sindiônibus. Estão disponíveis também nos sete terminais dispositivos com álcool em gel. Além disso, está garantida a disponibilidade de água e sabão nos banheiros, bem como novas pias nas plataformas dos sete terminais.

Projeto Todos com Máscara
As máscaras são feitas de tecido em tricoline e elanca em cor branca e são reutilizáveis. Elas podem ser lavadas em solução com água e sabão. Todas acompanham um manual de orientação de recomendação de higiene para que a população possa saber como utilizar neste momento de pandemia. Cada embalagem vem com duas unidades. Os produtos atendem a demanda crescente da população e serão utilizados para conter o avanço do novo coronavírus em Fortaleza. O Projeto Todos com Máscara foi realizado por meio de credenciamento, com inscrições no período de 05 a 07 de abril de 2020, e teve um total de 5.217 inscritos.

banner do canal coronavírus fortaleza

Publicado em Mobilidade
Os atendimentos presenciais serão retomados assim que passar o período de quarentena
A divulgação é feita por meio de carro de som e pelas redes sociais

A Prefeitura de Fortaleza vem desenvolvendo, por meio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional de Fortaleza (Habitafor), ações de conscientização junto a famílias do Residencial Alameda das Palmeiras, no bairro Pedras (Regional VI). A iniciativa, realizada por meio do trabalho social executado nos conjuntos habitacionais, consiste no reforço de divulgar os cuidados para evitar a contaminação e a proliferação do novo coronavírus.

Embora as atividades com aglomeração tenham sido suspensas no último dia 18 de março, o trabalho social segue com a divulgação de informações por meio de carro de som e pelas redes sociais. "Para continuar presente e garantir uma linguagem mais próxima dos moradores, optamos por ter uma pessoa do próprio residencial realizando a locução com as informações básicas de prevenção à Covid-19 e facilitar o entendimento deles. Além disso, reforçamos publicações nas redes sociais", explicou Carolina Castelo Branco, uma das assistentes sociais responsáveis pelo trabalho no Residencial.

A titular da Habitafor Olinda Marques pediu também o envolvimento das lideranças, dos agentes de cidadania e dos movimentos nesse trabalho de conscientização. "Sabemos da importância dos líderes comunitários e dos movimentos organizados nas comunidades e, por isso, rogo a ajuda de todos para enfrentarmos esse momento difícil", afirmou.

É importante destacar que as principais atitudes para o combate à Covid-19 são o isolamento domiciliar, a higienização das mãos, dos objetos e dos ambientes, além de cuidados especiais com idosos e demais grupos vulneráveis.

Mais

O trabalho social é uma atividade importante e transversal, vinculado aos projetos de Habitação entregues pelo Município por meio do Programa Minha Casa, Minha vida. As ações são baseadas em atividades de mobilização, organização e fortalecimento social, acompanhamento e gestão social, educação ambiental e patrimonial, além do desenvolvimento socioeconômico. Em Fortaleza, o trabalho social já impactou positivamente a vida de quase 20 mil famílias.

Publicado em Habitação

A Prefeitura de Fortaleza inicia, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a segunda fase da campanha nacional contra o sarampo. A imunização começa nesta segunda-feira (18/11), nas salas de vacinação dos 113 postos de saúde da Capital, das 7h30 às 18h30, voltada para adultos de 20 a 29 anos que não tenham tomado duas doses da vacina, ou que estão com o esquema incompleto. O Dia D será no dia 30 de novembro, data de encerramento da campanha.

A campanha nacional tem o intuito de proteger a população e evitar a doença, altas coberturas vacinais diminuem as chances de propagação do vírus do sarampo, beneficiando os indivíduos e todos com quem obtiverem contato. No caso das pessoas que apresentam contraindicações à vacina, a imunização dos familiares, dos colegas de trabalho e dos amigos reduz as chances de transmissão da doença.

De acordo com a coordenadora de imunização de Fortaleza, Vanessa Soldatelli, a faixa etária eleita para essa etapa da campanha é a segunda mais atingida no atual surto da doença, espalhada pelo país. "Os sintomas da doença aparecem somente seis dias após o início da infecção, ou seja, a pessoa já está transmitindo a doença, sem saber que está doente", alerta.

Outra ação também está programada para 2020 e deve incluir as pessoas de 50 a 59 anos. O Governo Federal entende que as pessoas com mais de 60 anos não precisam de reforço da vacina porque, provavelmente, já tiveram contato com o vírus (principalmente aqueles que viveram nos anos 70, quando a doença era muito prevalente).

Campanha Nacional contra o sarampo
Lançada no dia 07 de outubro, a estratégia contemplou, em sua primeira fase, as crianças de seis meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias, que ainda não tinham sido imunizadas ou que estavam com o esquema de vacinação incompleto. A população de crianças foi 100% atingida na meta mensal da campanha.

Em Fortaleza, os agentes de saúde realizaram busca ativa junto ao prontuário dos faltosos, bem como divulgaram a importância de imunização na área de cobertura de seus territórios.

Vacinação
A vacina tríplice viral, que atua contra o sarampo, caxumba e rubéola, faz parte da rotina de imunização e, por isso, está disponível durante todo o ano nos postos de saúde. O esquema vacinal compreende duas doses: a primeira aos 12 meses e a segunda aos 15 meses, com a tetraviral (sarampo-caxumba-rubéola-varicela). Em situação de surto da doença, a dose zero é instituída para crianças a partir de 6 meses de idade, sob orientação do Ministério da Saúde.

Dos cinco até os 29 anos, são indicados duas doses, com intervalo de 30 dias. Já dos 30 até os 49 anos, uma dose é suficiente. A avaliação da necessidade de vacinar ou não é feita pelos profissionais que atuam nos postos, a partir da avaliação da caderneta de vacinação do usuário.

Publicado em Saúde

A Prefeitura de Fortaleza encerra a programação do Setembro Amarelo com a realização do Seminário Valorização da Vida, realizado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), em parceria com a Sociedade Cearense de Pediatria (SOCEP). O evento acontece de 24 a 27 de setembro, das 14h às 17h horas, e é voltado para profissionais da Rede de Atenção à Saúde e entidades que trabalham na prevenção e posvenção ao suicídio.

A programação da semana será aberta, nesta terça-feira (24/09), pela secretária da Saúde de Fortaleza, Joana Maciel, e contará com a participação do Ministério Público do Estado do Ceará. Em seguida, serão realizados diálogos de compreensão, prevenção e posvenção ao suicídio com representantes da Universidade Estadual do Ceará (Uece) e da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covis).

Na quarta-feira (25/09), a Rede de Cuidado de Fortaleza será apresentada com a colaboração do Instituto Bia Dote, do Guardiões da Vida do Núcleo Interdisciplinar de Intervenções e Pesquisas sobre a Saúde da Criança e do Adolescente da Uece, e do Laboratório de Relações Interpessoais da Universidade Federal do Ceará (UFC). Haverá também apresentações do Projeto Quatro Varas, dos pontos de atenção da linha do cuidado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e dos fluxos de ideação suicida, por representantes do Hospital Saúde Mental de Messejana.

O Documentário Elena será exibido no Cine Conversa de quinta-feira (26/09), com a participação da psicóloga Cristiane de Oliveira, do Instituto Cape Diem. Na sexta-feira (27/09), a semana terá encerramento com apresentações do cenário epidemiológico e do comitê de construção do Plano Municipal de Prevenção e Posvenção do Suicídio.

Serviço:
Seminário Valorização da Vida
Data: 24 a 27 de setembro
Hora: 14 horas
Local: Sociedade Cearense de Pediatria (Rua Maria Tomásia, 701 - Aldeota)

Publicado em Saúde

Nesta quarta-feira (14/08), a Prefeitura de Fortaleza retoma as reuniões de prevenção com a Rede de Enfrentamento à Violência Sexual Infantojuvenil da Regional I no auditório do Distrito de Educação I, Barra do Ceará. A atividade será realizada pela Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci) por meio do programa Rede Aquarela.

A Rede de Enfrentamento é composta por diversos atores governamentais e não governamentais do território para apresentar programas e/ou ações que estão sendo desenvolvidos pelas instituições no combate às práticas de violência sexual envolvendo crianças e adolescentes em todos os bairros das regionais. O objetivo principal é incorporar os diversos serviços da rede de proteção, através da implementação de ações que possibilitem a integração, mobilização e articulação dos serviços já existentes nas comunidades.

O programa Rede Aquarela desenvolve ações de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes, sendo responsável por promover e articular atividades de prevenção, atendimento especializado com equipe multidisciplinar, mobilização e articulação comunitária, em parceria com a rede de promoção, defesa e controle social do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente (SGDCA). Está organizado em 4 eixos: Disseminação, Atendimento Psicossocial, Atendimento Dceca e Atendimento 12ª Vara Criminal.

De acordo com o supervisor da disseminação do Rede Aquarela, Josiberto Oliveira, a prevenção só é possível devido a intersetorialidade dos serviços. Ele ressalta que quando se trata de um tema tão complexo é necessário fortalecer o trabalho em Rede.

As próximas reuniões serão realizadas nas Regionais III e VI respectivamente nos dias 21 e 22 de agosto.

Serviço
Reunião Integrada de Rede - Regional I
Data: 14/08 (quarta-feira)
Horário: 13h 30
Local: Auditório do Distrito de Educação I (Av. Francisco Sá, 7878 - Barra do Ceará)

Reunião da Rede de Enfrentamento à Violência Sexual Infantojuvenil - Regional III
Data: 21/08 (quarta-feira)
Horário: 13h30
Local: Auditório da Casa da Infância e Adolescência (Rua João Tomé, 261 - Monte Castelo)

Reunião da Rede de Enfrentamento à Violência Sexual Infantojuvenil - Regional VI
Data: 22/08 (quinta-feira)
Horário: 13h30
Local: Cineclube Cuca Jangurussu (Av. Gov. Leonel Brizola S/N - Jangurussu)

Publicado em Social

Representantes de diversos setores estratégicos da sociedade como escolas, igrejas e trade turístico estiveram reunidos, nesta terça-feira (30/07), durante a realização do Fórum "Sarampo Nunca Mais", promovido pela Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza (SMS), na Escola de Saúde Pública (ESP).

“Mesmo sem nenhum registro da doença, estamos nos antecipando ao vírus, planejando práticas que possam manter nossa população imunizada”, alerta Vanessa Soldatelli, técnica de imunização da SMS. Fortaleza não registra casos da doença desde maio de 2015. Além disso, possui 100% de cobertura vacinal em crianças de até um ano.

Durante o Fórum, foram definidas estratégias para fortalecer a divulgação quanto aos sintomas do sarampo e à necessidade da vacina como forma mais eficaz de prevenir a doença. As ações incluem ampliação da imunização de profissionais do setor turístico, conscientização junto aos pais para as campanhas de vacinação nas unidades de ensino, entre outras medidas.

A vacina contra o sarampo encontra-se disponível nos 113 postos de saúde da Prefeitura. As salas de vacinação funcionam de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h30. Aos sábados e domingos funcionam salas de vacina em sistema de plantão no Posto de Messejana (R. Coronel Dionísio Alencar, 254) e no Posto Irmã Hercília (R. Frei Vidal, 1821 – São João do Tauape), no horário de 8h30 às 16h30.

Publicado em Saúde
futsalusuariosdrogas
O campeonato ocorre todos os anos em alusão ao Dia Internacional de Enfrentamento às Drogas, celebrado no dia 26 de junho pela Organização das Nações Unidas (ONU)

A Prefeitura de Fortaleza promove, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas sobre Drogas, nesta quinta-feira (27/06), no Ginásio Paulo Sarasate, das 8h às 14h, um torneio de futsal formado por usuários em tratamento nos Centros de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas (Caps AD) e Unidades de Acolhimento, equipamentos municipais que atendem e acolhem os dependentes químicos.

O evento integra a programação da VII Semana Municipal sobre Drogas (23 a 29 de junho), que conta com ações de promoção à saúde, valorização da vida e de prevenção ao uso de drogas envolvendo os profissionais, familiares, alunos das escolas municipais, usuários de álcool, crack e outras drogas e sociedade de um modo geral.

O torneio tem como principal intuito a inserção social dos usuários, visto que o esporte, além de proporcionar o desenvolvimento das atividades coordenativas e afetivas, apresenta um cenário rico em habilidades sociais, como: a cooperação, o respeito por princípios e regras, e o trabalho em equipe.

O campeonato ocorre todos os anos em alusão ao Dia Internacional de Enfrentamento às Drogas, celebrado no dia 26 de junho pela Organização das Nações Unidas (ONU). Nesta edição, contará com a participação da Instituição Celebrando Restauração, que também ajuda usuários de álcool, crack e outras drogas. Na ocasião, também haverá uma competição de Manbol, uma modalidade esportiva que combina raciocínio lógico e agilidade, sendo o único no mundo que é praticado com duas bolinhas ovais simultâneas.

Ao todo, serão oito times disputando o torneio. Todos os atletas estarão sob supervisão dos profissionais de referência dos seus equipamentos. De acordo com o coordenador adjunto da CPDrogas, Erasmo Lenz, aliar o esporte na rotina dos usuários colabora para a autonomia e inclusão dos participantes na sociedade e nos espaços públicos. “Saúde e esporte é uma combinação que possibilita o desenvolvimento de habilidades físicas e afetivas, além de ser primordial no processo de reinserção social”, destaca.

“O esporte permite transformar vidas e construir novas histórias. Possibilita, também, a estes indivíduos a se reconectarem com sua autoestima e que se sintam participantes da sociedade. Além disso, traz bem-estar e descobertas de nova formas de lazer e ocupação”, ressalta o secretário de Esporte e Lazer, Ronaldo Martins.

O campeonato conta com a parceria da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), por meio da Rede de Atenção Psicossocial de Fortaleza (RAPS), da Secretaria de Esporte e Lazer de Fortaleza (Secel) e do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito), que estará presente realizando avaliações de memória, estresse e orientações sobre rotina saudável.

Saiba Mais
A VII Semana Municipal sobre Drogas teve início no anfiteatro do Parque do Cocó, reunindo cerca de 200 ciclistas com o tema “#Tamojunto a favor da vida”. A atividade foi o pontapé de um conjunto de ações que busca conscientizar a população sobre a importância da prevenção ao uso de drogas e da importância de hábitos saudáveis. Ao longo da semana, atividades de atenção e cuidado com os profissionais da Rede, exposição artística e estratégias de prevenção e redução de danos estão sendo realizadas em diferentes pontos da Capital.

Clique aqui e confira a programação completa

Publicado em Esporte e Lazer
passeiociclistico
Passeio ciclístico marcou a abertura oficial da VII Semana Municipal sobre Drogas, neste domingo (23/06) no Parque do Cocó com percurso de 9,5 km

Dando continuidade a VII Semana Municipal sobre Drogas, a Prefeitura de Fortaleza realiza, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas sobre Drogas (CPDrogas), uma apresentação com fantoches e música para os alunos da Escola Municipal Professor Gerardo Milton de Sá, no bairro Antônio Bezerra (Regional III), nesta terça-feira (25/06), das 8h às 12h. O objetivo é despertar a atenção dos alunos do ensino fundamental I para o tema da prevenção às drogas de forma lúdica e descontraída. A ação conta com a parceria da Unidade de Segurança Integrada (Uniseg) do Governo do Estado.

Ao longo da semana, os profissionais da Rede de Atenção Psicossocial de Fortaleza (RAPS) que trabalham nos Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD) serão contemplados com a ação Cuidando do Cuidador, uma atividade de massoterapia e atenção centrada naquele profissional que dedica a sua vida a cuidar do outro.

Outra atividade em destaque ocorre na quarta-feira (26/06), Dia Internacional de Enfrentamento às Drogas, quando haverá a abertura da exposição artística “Redesenhando Histórias” dos usuários atendidos nos Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD), a partir das 14h, no Centro Cultural Belchior. As obras seguirão expostas até 28 de junho.

Para realização da sétima edição, a CPDrogas conta com a parceria dos seguintes órgãos municipais: Secretaria Municipal da Saúde (SMS)/Saúde Mental de Fortaleza, Secretaria Municipal da Educação (SME), Secretaria de Esporte e Lazer (Secel), Secretaria da Cultura de Fortaleza (Secultfor), Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor), Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci) e Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude (CEPPJ)/Rede Cuca. O Governo do Estado apoia por meio da Secretaria de Saúde (Sesa) e da Unidade Integrada de Segurança (Uniseg). Além disso, o evento tem o apoio do Centro Universitário da Christus (Unichristus) e da Federação de Surf do Ceará. 

Abertura oficial

A abertura oficial da VII Semana Municipal sobre Drogas ocorreu na manhã deste domingo (25/06), com o passeio ciclístico #tamojunto a favor da vida, reuniu cerca de 200 pessoas com o intuito de buscar conscientizar a população sobre a importância da prevenção às drogas e da importância de hábitos saudáveis.

Entre os participantes do passeio, estava o empresário Rafael Ananias, que venceu as drogas por meio do esporte e da religião. Desde 2016, ele busca inserir no seu cotidiano o esporte, por meio da natação, trilhas e ciclismo. Rafael relata que passou por uma cirurgia bariátrica e passou a trocar a compulsão do alimento pela droga. 

A concentração do passeio ciclístico contou com um alongamento e um café da manhã servido aos participantes. O passeio saiu do Parque do Cocó, foi até a Praia de Iracema e retornou ao ponto de partida, um percurso de 9,5 km. No anfiteatro, o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito) realizou avaliações de memória, estresse e orientações sobre rotina saudável.

Rede de Atenção Psicossocial de Fortaleza (RAPS)

A rede de atenção aos usuários de álcool, crack e outras drogas e seu familiares que buscam tratamento contra a problemática das drogas na Capital pode ser encontrada nos postos de saúde, nos Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD), no serviço de atendimento pessoal disponibilizado pelo Centro Integrado de Referência sobre Drogas (CIRD), localizado na Av. Rogaciano Leite, 1729 – Patriolino Ribeiro ou pelo telefone 0800.032.1472.

Clique aqui e confira a programação completa

Publicado em Saúde
banner

A VII Semana Municipal sobre Drogas, promovida pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas sobre Drogas (CPDrogas), tem início neste domingo (23/06), com o passeio ciclístico #Tamojunto a favor da vida, cujo objetivo é conscientizar a população sobre a importância da prevenção às drogas e de levar uma vida saudável. A programação da VII Semana Municipal sobre Drogas segue até o dia 29 de junho com ações em toda a Cidade.

A concentração para o passeio ciclístico será às 7h no Anfiteatro do Parque do Cocó. A largada acontecerá às 7h30. O percurso do passeio vair a Praia de Iracema e retorna para o local de partida. No local, bicicletas de aluguel estarão disponíveis para aqueles que se interessarem em participar da programação. O Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito) estará presente, realizando avaliações de memória, estresse e orientações sobre rotina saudável.

O evento integra a programação da semana, que vai contar com ações de promoção à saúde, valorização da vida e de prevenção ao uso de drogas envolvendo os profissionais, familiares, alunos das escolas municipais, usuários de álcool, crack e outras drogas e sociedade de um modo geral.

Na segunda-feira (23/06), os alunos da Escola Estadual Rogério Froes, na Cidade 2000 (Regional II), participarão de uma oficina com a temática "Drogas e Mapas Afetivos: espaço de ressignificação", realizado em parceria com o Centro Universitário da Christus (Unichristus). Ao longo da semana, os profissionais da Rede de Atenção Psicossocial de Fortaleza (RAPS) que trabalham nos Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD) serão contemplados com a ação Cuidando do Cuidador, uma atividade de atenção centrada naquele profissional que dedica a sua vida a cuidar do outro.

Já na terça-feira (24/06), a Escola Municipal Professor Gerardo Milton de Sá, no Antonio Bezerra (Regional III), receberá a ação de fantoches e arte por meio da música chamando a atenção do tema prevenção às drogas, iniciativa da Unidade de Segurança Integrada (Uniseg).

No Dia Internacional de Enfrentamento às Drogas, celebrado em 26 de junho, haverá a abertura da exposição artística “Redesenhando Histórias” dos usuários atendidos nos Centros de Atenção Psicossocial Àlcool e Drogas (Caps AD), a partir das 14h, no Centro Cultural Belchior. As obras seguem expostas até 28 de junho.

Os usuários atendidos nos Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD) do município terão mais um ano de torneio InterCaps, no ginásio Paulo Sarasate, na quinta-feira (27/06), a partir da 8h. O campeonato ocorre todos os anos e contará, nesta edição, com a participação da Instituição Celebrando Restauração, que também ajuda dependentes químicos, e participará do jogo de abertura.

Estratégias de prevenção e redução de danos serão realizadas em pontos da cidade. O encerramento no sábado (29/06), vai beneficiar crianças e adolescentes das escolinhas de surf do Titanzinho, no Serviluz, tendo como referência local o atleta profissional Lucinho Lima, que durante anos representou o Estado do Ceará nas competições nacionais e internacional.

Para realização da sétima edição, a CPDrogas conta com parceiros do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde (Sesa), Unidade Integrada de Segurança (Unisegue), Centro Universitário da Christus (Unichristus), Federação de Surf do Ceará, Secretaria Municipal da Saúde (SMS)/Saúde Mental de Fortaleza, Secretaria Municipal da Educação (SME), Secretaria de Esporte e Lazer (Secel), Secretaria da Cultura de Fortaleza (Secultfor), Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor), Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci), Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude (CEPPJ)/Rede Cuca.

Clique aqui e confira a programação completa

Publicado em Saúde

A Prefeitura de Fortaleza inicia, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas sobre Drogas (CPDrogas), Secretaria Municipal de Educação (SME) e Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a formação dos profissionais que atuarão neste ano no Programa de prevenção ao uso do álcool, crack e outras drogas - #Tamojunto 2.0, no Município de Fortaleza. A qualificação começa na próxima terça-feira (26/03), das 8h às 17h, na Universidade do Parlamento Cearense (Unipace). A iniciativa é do Ministério da Saúde, em parceria da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

A formação será realizada em duas turmas, nas seguintes datas, respectivamente: 26 e 27 de março (1ª turma) e 28 e 29 de março (2ª turma). O objetivo é capacitar os profissionais das áreas da educação e da saúde que aplicarão o programa em 42 turmas, de 15 escolas municipais. A estimativa é de que 1.260 educandos e suas respectivas famílias sejam envolvidas com o programa.

Ao todo, a capacitação terá carga horária de 16 horas de aprendizado e será ministrada pela psicóloga e Dra. do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP, Clarice Madruga. Entre os assuntos que serão abordados durante os encontros, estão a apresentação geral do programa, processos de aprendizagem em sala de aula, articulação dos territórios e reflexões sobre a temática.

De acordo com a coordenadora Especial da CPDrogas, Marta Gonçalves, este é um programa de prevenção organizado e interativo, que estimula diálogos constantes e atividades lúdicas que integram elementos do estilo de vida dos adolescentes. Ele explica que além do componente curricular, a estratégia de prevenção tem três encontros comunitários para pais e responsáveis pelos educandos, mediado pelos profissionais de saúde. “As escolas, os alunos e suas famílias vão trabalhar as habilidades de vida, como assertividade, autocontrole, autoconhecimento e empatia”, enfatiza.

Para Dalila Saldanha, secretária da SME, o primeiro aspecto trabalhado na dinâmica curricular está voltado para a educação integral da criança e do jovem, sendo assim, às temáticas que permeiam a comunidade devem ser fortalecidas ao longo da trajetória escolar, para que eles possam enfrentar a problemática das drogas. “A empatia, a autonomia, o discernir entre o certo e errado são temas abordados, uma metodologia lúdica que envolve as crianças e os adolescentes, fortalecendo os vínculos do aluno-professor-comunidade”, ressalta a importância do programa #Tamojunto 2.0.

O Programa tem como público-alvo os educandos do 8º ano do Ensino Fundamental II, com faixa etária de 13 e 14 anos, no qual são realizadas 12 aulas, planejadas para serem desenvolvidas durante o período escolar. Além disso, o #Tamojunto realiza três encontros, direcionados aos pais ou responsáveis pelos educandos, bem como a comunidade na qual se situa a escola, com objetivo de oportunizar momentos de compartilhamento sobre a fase da adolescência, oferecendo orientações sobre a temática e motivando-os a tomar uma posição mais ativa quanto à prevenção ao uso de drogas nessa fase.

Saiba Mais
O #Tamojunto 2.0 trabalha as habilidades de vida com adolescentes, entre elas: a capacidade de apreciar e respeitar os outros, criar relações positivas com a família e os amigos, ouvir e se comunicar de modo eficaz e assumir responsabilidades. Aos pais, possibilita um espaço de compartilhamento de experiências e demandas a respeito da fase da adolescência.

Fortaleza foi pioneira na aplicação dos programas federais de prevenção ao uso de drogas, aplicados nas escolas municipais entre os anos de 2013 a 2016, contemplando cerca de 5.151 alunos. Em 2017, foram interrompidos para análise dos resultados e passaram por melhorias. Este ano, a UNIFESP irá realizar a pesquisa de efetividade do programa, serão 15 escolas intervenção e 15 escolas de parâmetro de controle. Além de Fortaleza, esta etapa do processo também passará por Eusébio (CE), São Paulo (SP) e Brasília (DF).

Serviço
Formação dos Profissionais da Educação e Saúde Programa #Tamojunto
Data: 26 e 27 de março (1ª turma) / 28 e 29 de março (2ª turma)
Horário: 8h às 17h
Local: Universidade do Parlamento Cearense (Unipace), Rua Barbosa de Freitas, 2674 – anexo 2, 3º andar, Sala C.

Publicado em Educação
Página 1 de 6