21 de janeiro de 2022 em Educação

Unidades da Rede Municipal desenvolvem atividades de reforço da aprendizagem durante as férias escolares

Neste período, as escolas continuam funcionando para atendimento à comunidade, realização de recuperação e de atividades para os estudantes


Alunos participam de atividades de reforço
Alunos da Escola Municipal Edilson Brasil Soarez reforçam os conhecimentos com o projeto “Tecendo relações entre resolução de problemas e investigações matemáticas”

Mesmo durante as férias escolares, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), vem desenvolvendo diversas ações para fortalecer e garantir o direito à aprendizagem aos estudantes que compõem a Rede Municipal de Ensino. Neste período de férias, as unidades continuam funcionando para atendimento à comunidade escolar, realização de recuperação e de atividades para os estudantes que apresentaram níveis crítico e muito crítico de aprendizagem nas avaliações diagnósticas. A iniciativa com foco no reforço tem grande importância visto que os alunos, nos anos letivos de 2020 e 2021, estiveram por um longo período no sistema de ensino remoto.

Potencializando as estratégias que reforçam a permanência dos alunos em sala de aula, a gestão, por meio do programa Aprender Mais, oferta atividades complementares no contraturno, ampliando a jornada escolar. Assim, as unidades escolares da Rede Municipal realizam ações diversas dentro da proposta de apoio, acompanhamento e reforço da ferramentas que possibilitam a aprendizagem dos alunos.

Uma das atividades que conquistou a participação e atenção dos alunos é a “Tecendo relações entre resolução de problemas e investigações matemáticas”, realizada pela Escola Municipal Professor Edilson Brasil Soarez, no Conjunto Ceará (Distrito 5). Promovida com estudantes do 6º ao 9º ano, a atividade consiste na organização de uma maratona de Matemática, na qual os alunos fazem a resolução de diferentes problemas matemáticos, potencializando a troca de conhecimentos e novas aprendizagens.

Integrante da ação, o estudante do 8º ano, Caio Fiúza, destaca a contribuição da iniciativa dentro e fora da sala de aula. “O que não entendo durante a aula, trago para o contraturno e aqui tiro minhas dúvidas. A matemática está presente em nossas vidas. É importante aprender sobre, pois usamos em tudo, desde fazer compras no supermercado até colocar gasolina. Isso nos ajuda muito”, ressalta.

Desenvolvido pela professora Ana Patrícia Damasceno, da Escola Municipal Demócrito Rocha (Distrito 6), em Messejana, o projeto “Espaço Gastronômico” ganhou destaque nesse período de reforço dos conhecimentos. Direcionado aos alunos do 5° ano, o projeto envolve atividades sobre preparo e manejo correto de alimentos. Utilizando a matemática como base, os estudantes entendem sobre o cuidado com a higienização e a dinâmica envolvendo o comércio de alimentos.

“Eles estudam como constitui a formação do preço, aprendem que a propaganda é a alma do negócio e que cliente feliz é o cliente que retorna. Hoje, eles ganham um maior conhecimento acerca da disciplina e ainda saem com uma boa base do que é empreender”, destaca a professora Ana Patrícia.

Já na Escola Municipal Madre Teresa de Calcutá, no Bairro de Fátima (Distrito 4), as crianças do 1° e 2° ano fortalecem de maneira divertida o Português. A professora Janilza Feitosa desenvolveu um alfabeto móvel, por meio do qual os alunos praticam ditados, exercitando a compreensão das letras e sua fonética. "Essa atividade vem ajudando as crianças a entenderem o sistema de escrita alfabética. As crianças que tinham muita dificuldade agora já realizam a leitura, compreendendo o que estão lendo", finaliza a docente.

Aprender Mais

O programa Aprender Mais foi criado e regulamentado através do Decreto Municipal nº 14.233 de 15/06/2018 e proporciona uma ampliação na jornada escolar diária de 4 horas para, no mínimo, 7 horas, totalizando ao menos 35 horas semanais e uma matriz curricular na perspectiva da educação em tempo integral para os alunos do 1° ao 9° ano do Ensino Fundamental.

Unidades da Rede Municipal desenvolvem atividades de reforço da aprendizagem durante as férias escolares

Neste período, as escolas continuam funcionando para atendimento à comunidade, realização de recuperação e de atividades para os estudantes

Alunos participam de atividades de reforço
Alunos da Escola Municipal Edilson Brasil Soarez reforçam os conhecimentos com o projeto “Tecendo relações entre resolução de problemas e investigações matemáticas”

Mesmo durante as férias escolares, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), vem desenvolvendo diversas ações para fortalecer e garantir o direito à aprendizagem aos estudantes que compõem a Rede Municipal de Ensino. Neste período de férias, as unidades continuam funcionando para atendimento à comunidade escolar, realização de recuperação e de atividades para os estudantes que apresentaram níveis crítico e muito crítico de aprendizagem nas avaliações diagnósticas. A iniciativa com foco no reforço tem grande importância visto que os alunos, nos anos letivos de 2020 e 2021, estiveram por um longo período no sistema de ensino remoto.

Potencializando as estratégias que reforçam a permanência dos alunos em sala de aula, a gestão, por meio do programa Aprender Mais, oferta atividades complementares no contraturno, ampliando a jornada escolar. Assim, as unidades escolares da Rede Municipal realizam ações diversas dentro da proposta de apoio, acompanhamento e reforço da ferramentas que possibilitam a aprendizagem dos alunos.

Uma das atividades que conquistou a participação e atenção dos alunos é a “Tecendo relações entre resolução de problemas e investigações matemáticas”, realizada pela Escola Municipal Professor Edilson Brasil Soarez, no Conjunto Ceará (Distrito 5). Promovida com estudantes do 6º ao 9º ano, a atividade consiste na organização de uma maratona de Matemática, na qual os alunos fazem a resolução de diferentes problemas matemáticos, potencializando a troca de conhecimentos e novas aprendizagens.

Integrante da ação, o estudante do 8º ano, Caio Fiúza, destaca a contribuição da iniciativa dentro e fora da sala de aula. “O que não entendo durante a aula, trago para o contraturno e aqui tiro minhas dúvidas. A matemática está presente em nossas vidas. É importante aprender sobre, pois usamos em tudo, desde fazer compras no supermercado até colocar gasolina. Isso nos ajuda muito”, ressalta.

Desenvolvido pela professora Ana Patrícia Damasceno, da Escola Municipal Demócrito Rocha (Distrito 6), em Messejana, o projeto “Espaço Gastronômico” ganhou destaque nesse período de reforço dos conhecimentos. Direcionado aos alunos do 5° ano, o projeto envolve atividades sobre preparo e manejo correto de alimentos. Utilizando a matemática como base, os estudantes entendem sobre o cuidado com a higienização e a dinâmica envolvendo o comércio de alimentos.

“Eles estudam como constitui a formação do preço, aprendem que a propaganda é a alma do negócio e que cliente feliz é o cliente que retorna. Hoje, eles ganham um maior conhecimento acerca da disciplina e ainda saem com uma boa base do que é empreender”, destaca a professora Ana Patrícia.

Já na Escola Municipal Madre Teresa de Calcutá, no Bairro de Fátima (Distrito 4), as crianças do 1° e 2° ano fortalecem de maneira divertida o Português. A professora Janilza Feitosa desenvolveu um alfabeto móvel, por meio do qual os alunos praticam ditados, exercitando a compreensão das letras e sua fonética. "Essa atividade vem ajudando as crianças a entenderem o sistema de escrita alfabética. As crianças que tinham muita dificuldade agora já realizam a leitura, compreendendo o que estão lendo", finaliza a docente.

Aprender Mais

O programa Aprender Mais foi criado e regulamentado através do Decreto Municipal nº 14.233 de 15/06/2018 e proporciona uma ampliação na jornada escolar diária de 4 horas para, no mínimo, 7 horas, totalizando ao menos 35 horas semanais e uma matriz curricular na perspectiva da educação em tempo integral para os alunos do 1° ao 9° ano do Ensino Fundamental.