09 de agosto de 2021 em Educação

Prefeitura de Fortaleza inicia acolhimento das famílias dos alunos da Rede Municipal

O objetivo de compartilhar informações e tirar dúvidas sobre o plano de retomada das aulas presenciais


grupo de pessoas sentadas em cadeiras em um pátio de uma escola, as cadeiras estão distantes umas das outras e as pessoas usam máscaras
A acolhida dos pais ou responsáveis acontece de forma presencial, com divisão por turmas e turno, seguindo todos os protocolos necessários ao enfrentamento da Covid-19

A Prefeitura de Fortaleza iniciou, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), nesta segunda-feira (09/08), o acolhimento de pais de alunos matriculados na Rede Municipal, com o objetivo de compartilhar informações e tirar dúvidas sobre o plano de retomada das aulas presenciais, que iniciarão no próximo dia 8 de setembro. Esta fase prossegue até sexta-feira (13/08), nas unidades escolares.

Organizada pelas equipes das unidades escolares, conforme orientação da SME, a acolhida dos pais ou responsáveis acontece de forma presencial, com divisão por turmas e turno, seguindo todos os protocolos necessários ao enfrentamento da Covid-19. Vale destacar que nestes momentos a gestão escolar esclarece informações sobre nova rotina escolar, protocolos sanitários, modelo de ensino, intervenções estruturais, assim como acompanhamento da saúde dos alunos durante as aulas presenciais e a realização da avaliação diagnóstica.

Esse momento de acolhida foi também uma oportunidade para fortalecer a parceria entre as famílias e a escola. A diretora Rogeliany Oliveira Matias, da Escola Municipal Francisco das Chagas de Farias, na Barra do Ceará, conta que a programação foi preparada com carinho e cuidado para receber bem os pais dos alunos.

"Fizemos um cronograma por turma e turno, com respeito aos protocolos sanitários e seguindo as orientações do Guia de Acolhimento Emocional da Comunidade Escolar, disponibilizado pela SME. Vejo esse momento como fundamental para fortalecer nossa proposta pedagógica e os protocolos sanitários que vão ser executados nas aulas presenciais", avalia.

Eveline Miranda Peixoto, mãe da aluna Ana Lívia Peixoto, do 2º ano, foi uma das responsáveis que esteve na Escola Municipal Francisco das Chagas de Farias para o acolhimento dos pais. Depois de conhecer a unidade toda adaptada para o retorno gradual das atividades e conhecer como se dará a retomada, ela diz estar mais tranquila para a volta da filha à escola.

"Os pais conheceram como a unidade vai funcionar no retorno presencial. Gostei muito de como ficou, deu para perceber que tudo foi pensado para garantir a proteção dos alunos e profissionais. Tivemos conhecimento de como será feita essa retomada. Se voltar em setembro, tenho tranquilidade de ela estar na sala de aula", diz Eveline.

América Alves, mãe de aluno da Rede, segurando mochila entregue aos estudantes
América Alves, mãe de aluno do 4º ano da Escola Municipal Irmã Simas, está confiante para o retorno às aulas presenciais.

América Alves, mãe do aluno João Pedro Alves, do 4º ano da Escola Municipal Irmã Simas, na Sapiranga, também participou da acolhida e fala da expectativa que o momento traz para retorno do filho à escola de forma presencial. “Estou confiante que tudo dará certo com a volta à escola. Esse momento é muito importante para conhecermos o que está sendo feito para a nossa segurança. Temos que ser parceiros, acompanhar e contribuir com as medidas necessárias”, pontua.

A retomada das aulas presenciais e todas as etapas previstas para a preparação da Rede segue rigorosamente as medidas sanitárias orientadas pelo Governo do Estado, pela Prefeitura de Fortaleza e demais autoridades de Saúde. É o que reforçou a diretora da EM Irmã Simas, Milena Soares, no momento de conversa com os pais. “Estamos numa crise mundial, que já ceifou muitas vidas, mas nossas crianças precisam voltar à escola e isso será feito com muito cuidado e de forma segura para todos. Estaremos vigilantes para que tudo ocorra da melhor forma possível”, tranquiliza.

Retomada das aulas presenciais

Anunciada no último dia 26 de julho, o cronograma de retorno gradual das atividades presenciais nas escolas do Município é composto de ações de sensibilização, incluindo a acolhida de profissionais e familiares dos alunos, formações sobre protocolos sanitários, avaliação dos níveis de aprendizagem e volta escalonada por séries às aulas presenciais, por semana.

O faseamento prevê que, na primeira etapa, serão contempladas com as aulas presenciais as turmas do Infantil III, IV e V e 1º e 2º anos do Ensino Fundamental (33,2% dos alunos matriculados); na segunda etapa, serão incluídos os alunos do Infantil I e II e 3º, 4º e 5º anos do Ensino Fundamental (totalizando 61,3% dos estudantes da Rede); e na última etapa, os estudantes do 6º, 7º, 8º e 9º anos e da Educação de Jovens e Adultos (100% dos alunos da Rede Municipal).

Ao final de setembro, todos os alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental já devem ter retornado às aulas presenciais, mas com rodízio semanal - aulas presenciais numa semana, com grupos que representam 50% do quantitativo da turma, e na posterior com a realização de atividades domiciliares.

Prefeitura de Fortaleza inicia acolhimento das famílias dos alunos da Rede Municipal

O objetivo de compartilhar informações e tirar dúvidas sobre o plano de retomada das aulas presenciais

grupo de pessoas sentadas em cadeiras em um pátio de uma escola, as cadeiras estão distantes umas das outras e as pessoas usam máscaras
A acolhida dos pais ou responsáveis acontece de forma presencial, com divisão por turmas e turno, seguindo todos os protocolos necessários ao enfrentamento da Covid-19

A Prefeitura de Fortaleza iniciou, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), nesta segunda-feira (09/08), o acolhimento de pais de alunos matriculados na Rede Municipal, com o objetivo de compartilhar informações e tirar dúvidas sobre o plano de retomada das aulas presenciais, que iniciarão no próximo dia 8 de setembro. Esta fase prossegue até sexta-feira (13/08), nas unidades escolares.

Organizada pelas equipes das unidades escolares, conforme orientação da SME, a acolhida dos pais ou responsáveis acontece de forma presencial, com divisão por turmas e turno, seguindo todos os protocolos necessários ao enfrentamento da Covid-19. Vale destacar que nestes momentos a gestão escolar esclarece informações sobre nova rotina escolar, protocolos sanitários, modelo de ensino, intervenções estruturais, assim como acompanhamento da saúde dos alunos durante as aulas presenciais e a realização da avaliação diagnóstica.

Esse momento de acolhida foi também uma oportunidade para fortalecer a parceria entre as famílias e a escola. A diretora Rogeliany Oliveira Matias, da Escola Municipal Francisco das Chagas de Farias, na Barra do Ceará, conta que a programação foi preparada com carinho e cuidado para receber bem os pais dos alunos.

"Fizemos um cronograma por turma e turno, com respeito aos protocolos sanitários e seguindo as orientações do Guia de Acolhimento Emocional da Comunidade Escolar, disponibilizado pela SME. Vejo esse momento como fundamental para fortalecer nossa proposta pedagógica e os protocolos sanitários que vão ser executados nas aulas presenciais", avalia.

Eveline Miranda Peixoto, mãe da aluna Ana Lívia Peixoto, do 2º ano, foi uma das responsáveis que esteve na Escola Municipal Francisco das Chagas de Farias para o acolhimento dos pais. Depois de conhecer a unidade toda adaptada para o retorno gradual das atividades e conhecer como se dará a retomada, ela diz estar mais tranquila para a volta da filha à escola.

"Os pais conheceram como a unidade vai funcionar no retorno presencial. Gostei muito de como ficou, deu para perceber que tudo foi pensado para garantir a proteção dos alunos e profissionais. Tivemos conhecimento de como será feita essa retomada. Se voltar em setembro, tenho tranquilidade de ela estar na sala de aula", diz Eveline.

América Alves, mãe de aluno da Rede, segurando mochila entregue aos estudantes
América Alves, mãe de aluno do 4º ano da Escola Municipal Irmã Simas, está confiante para o retorno às aulas presenciais.

América Alves, mãe do aluno João Pedro Alves, do 4º ano da Escola Municipal Irmã Simas, na Sapiranga, também participou da acolhida e fala da expectativa que o momento traz para retorno do filho à escola de forma presencial. “Estou confiante que tudo dará certo com a volta à escola. Esse momento é muito importante para conhecermos o que está sendo feito para a nossa segurança. Temos que ser parceiros, acompanhar e contribuir com as medidas necessárias”, pontua.

A retomada das aulas presenciais e todas as etapas previstas para a preparação da Rede segue rigorosamente as medidas sanitárias orientadas pelo Governo do Estado, pela Prefeitura de Fortaleza e demais autoridades de Saúde. É o que reforçou a diretora da EM Irmã Simas, Milena Soares, no momento de conversa com os pais. “Estamos numa crise mundial, que já ceifou muitas vidas, mas nossas crianças precisam voltar à escola e isso será feito com muito cuidado e de forma segura para todos. Estaremos vigilantes para que tudo ocorra da melhor forma possível”, tranquiliza.

Retomada das aulas presenciais

Anunciada no último dia 26 de julho, o cronograma de retorno gradual das atividades presenciais nas escolas do Município é composto de ações de sensibilização, incluindo a acolhida de profissionais e familiares dos alunos, formações sobre protocolos sanitários, avaliação dos níveis de aprendizagem e volta escalonada por séries às aulas presenciais, por semana.

O faseamento prevê que, na primeira etapa, serão contempladas com as aulas presenciais as turmas do Infantil III, IV e V e 1º e 2º anos do Ensino Fundamental (33,2% dos alunos matriculados); na segunda etapa, serão incluídos os alunos do Infantil I e II e 3º, 4º e 5º anos do Ensino Fundamental (totalizando 61,3% dos estudantes da Rede); e na última etapa, os estudantes do 6º, 7º, 8º e 9º anos e da Educação de Jovens e Adultos (100% dos alunos da Rede Municipal).

Ao final de setembro, todos os alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental já devem ter retornado às aulas presenciais, mas com rodízio semanal - aulas presenciais numa semana, com grupos que representam 50% do quantitativo da turma, e na posterior com a realização de atividades domiciliares.