fachada do posto floresta
O Posto Floresta, no Álvaro Weyne, será uma das seis unidades atendendo no fim de semana (Foto: Rodrigo Carvalho)

A Prefeitura de Fortaleza mantém, em parceria com o Governo do Estado do Ceará, o funcionamento de seis postos de saúde neste final de semana (22 e 23/01) para atender exclusivamente a população com sintomas de síndrome gripal. O horário de funcionamento será de 8h às 17h.

Nos seis postos, haverá atendimento voltado para urgência e emergência, por isso, não ocorrerá aplicação de vacinas de rotina nessas datas nas unidades. O Posto Paulo Marcelo (Rua Vinte e Cinco de Março, 607 – Centro) e o Posto Messejana (Rua Coronel Guilherme Alencar, s/n) ofertarão exclusivamente vacinas de rotina, incluindo vacina antirrábica (para humanos).

Os postos de saúde contarão com equipes compostas por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. Os profissionais realizam o acompanhamento e a triagem de pacientes com síndrome gripal, incluindo os casos suspeitos e confirmados da Covid-19. A farmácia das unidades também estará em funcionamento.

Além destas unidades de saúde, para atendimentos de urgência e emergência neste período, Fortaleza conta com 12 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), sendo seis delas administradas pelo Município (Vila Velha, Cristo Redentor, Bom Jardim, Itaperi, Jangurussu e Edson Queiroz), todas funcionando 24h por dia.

Postos para atendimento de síndrome gripal no sábado e domingo (22 e 23/01):

- Floresta (Rua Tenente José Barreira, 251 - Álvaro Weyne)

- Irmã Hercília (Rua Frei Vidal, 1821 – São João do Tauape)

- Anastácio Magalhães (Rua Delmiro de Farias, 1670 - Rodolfo Teófilo)

- Dom Aloiso Lorscheider (Rua Betel, 1895 - Itaperi)

- Siqueira (Rua Eng. Luís Montenegro, 485 – Siqueira)

- Melo Jaborandi (Rua 315, nº 80 – Jangurussu)

Publicado em Saúde

A Prefeitura de Fortaleza segue com a vacinação contra a gripe, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), iniciando a terceira fase da campanha. A nova fase de imunização começa nesta quarta-feira (09/06), nas salas de vacinação dos 116 postos de saúde da Capital, das 8h às 17h.

A terceira fase da campanha tem como públicos-alvo pessoas com comorbidades ou deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo, rodoviário, urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade, população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.

A campanha, que teve início no dia 12 de abril, já contemplou trabalhadores da saúde, gestantes, puérperas, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, idosos a partir de 60 anos e professores. Ao todo, quase 200 mil pessoas foram imunizadas até o momento, entre os públicos da primeira e segunda fases. Mesmo após o fim da primeira e segunda fases, os grupos podem se dirigir aos postos para receber a vacina.

A vacina contra a gripe protege contra três tipos de vírus: Influenza A (H1N1), H3N2 e Influenza B. A gripe H1N1 foi declarada como pandemia em 2009 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e infectou mais de 70 países. Em 2010, a vacina contra o vírus foi incorporada à vacinação contra as outras influenzas, e o H1N1 circula hoje como uma influenza sazonal.

“A vacina contra a influenza, assim como a da Covid-19, é uma vacina pandêmica. É importante que o público contemplado busque os postos para receber a imunização para evitar um novo surto de gripe e para que possa haver um diferencial de diagnósticos entre as duas doenças”, afirma Vanessa Soldatelli, coordenadora de Imunização da SMS.

Caso a pessoa tenha recebido a vacina da Covid-19, ela deve aguardar para receber a vacina da gripe respeitando o intervalo de, no mínimo, 14 dias, e vice-versa.

Documentação necessária

Para ter direito à imunização, todos os grupos deverão apresentar documento oficial com foto e cartão do SUS. A SMS segue as orientações do informe técnico do Ministério da Saúde no que diz respeito à documentação e escolha dos grupos prioritários.

Caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo, rodoviário, urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas e funcionários do sistema de privação de liberdade devem apresentar também documento que comprove a vinculação ativa na área.

Pessoas com comorbidades poderão apresentar, além do documento de identificação, qualquer comprovante que demonstre pertencer ao grupo (exames, receitas, relatório médico, prescrição médica etc.). Adicionalmente, poderão ser utilizados os cadastros já existentes dentro das Unidades de Saúde, caso possuam.

Pessoas com deficiência permanente deverão apresentar apenas os documentos básicos de identificação, já que a deficiência é autodeclarada.

Lista de comorbidades inclusas na vacinação contra a gripe

- Doenças respiratórias crônicas:
Asma em uso de corticoide inalatório ou sistêmico (moderada ou grave), doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), bronquiectasia, fibrose cística, doenças intersticiais do pulmão,
displasia broncopulmonar, hipertensão arterial pulmonar, crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade.

- Doenças cardíacas crônicas:
Doença cardíaca congênita, hipertensão arterial sistêmica com comorbidade, doença cardíaca isquêmica, insuficiência cardíaca.

- Doenças renais crônicas:
Doença renal nos estágios 3,4 e 5, síndrome nefrótica, paciente em diálise.

- Doenças hepáticas crônicas:
Doença hepática crônica Atresia biliar; Hepatites crônicas; Cirrose.

- Doença neurológica crônica:
Acidente Vascular Cerebral; Indivíduos com paralisia Cerebral; Esclerose múltipla; Doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular; Deficiência neurológica grave.

- Diabetes Mellitus tipo I e tipo II em uso de medicamentos.

- Imunossuprimidos:
Imunossupressão Imunodeficiência congênita ou adquirida
Imunossupressão por doenças ou medicamentos

- Obesidade grau III.

- Transplantados.

- Portadores de trissomias:
Síndrome de Down, Síndrome de Klinefelter, Síndrome de Warkany, dentre outras trissomias.

Publicado em Saúde
uma enfermeira vacina uma criança que está no colo da mãe. Todas usam máscaras
Nesta primeira fase, iniciada no último dia 12 de abril, podem ser imunizados crianças, gestantes, puérperas e trabalhadores da área da saúde (Foto: Marcos Moura)

A campanha de vacinação contra a gripe continua sendo realizada nas salas de imunização dos 116 postos de saúde da Capital. Nesta primeira fase, iniciada no último dia 12 de abril, podem ser imunizados crianças (de 6 meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas e trabalhadores da área da saúde. A vacinação contra a gripe nos postos de saúde está ocorrendo de segunda a sexta-feira, de 7h às 18h.

A Prefeitura de Fortaleza recebeu, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), 90 mil doses da vacina da gripe, que atua contra a H1N1, H3N2 e o vírus influenza B. A quantidade de doses conseguirá imunizar cerca de 30% do público-alvo da primeira fase da campanha. Em 2020, Fortaleza conseguiu imunizar mais de 753 mil pessoas dos públicos prioritários contra a gripe.

Para a coordenadora de imunização da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Vanessa Soldatelli, a participação dos pais torna-se essencial em relação à vacinação das crianças. “É muito importante que os pais levem seus filhos até as unidades de saúde para buscar a imunização, pois a vacina é a única forma de proteção contra diversas doenças”, destaca Vanessa.

O público-alvo da primeira fase foi definido pela vulnerabilidade à influenza, de acordo com o informe técnico do Ministério da Saúde (MS) sobre a campanha.

Documentação necessária para vacinação nos postos

Gestantes: documento oficial com foto.

Crianças de 6 meses a 5 anos, 5 meses e 29 dias: documento oficial com foto ou cartão de vacinação.

Puérperas (mulheres no período até 45 dias após o parto): além do documento oficial com foto, deve ser apresentado documento que comprove o puerpério (certidão de nascimento, cartão da gestante ou documento do hospital onde ocorreu o parto) durante o período de vacinação.

Profissionais que trabalham em clínicas particulares, laboratórios e autônomos: documento de identidade com foto e um documento de comprovação do trabalho, como, por exemplo, a carteira de trabalho, uma declaração de vínculo, o contracheque ou a carteira do conselho da categoria.

Trabalhadores da saúde da rede hospitalar: serão vacinados na própria unidade onde atuam através de lista nominal, não sendo necessário se dirigir aos postos de saúde.

>>> Confira a relação com os endereços dos 116 postos de saúde

Vacinação Covid-19

Caso o trabalhador da saúde tenha recebido a vacina da Covid-19, ele deve aguardar para receber a vacina respeitando o intervalo de, no mínimo, 14 dias após o recebimento da segunda dose.

Além disso, é recomendado que pessoas com sintomas de síndrome gripal evitem receber a vacina, devendo aguardar 14 dias após o início dos sintomas.

Publicado em Saúde

A Prefeitura de Fortaleza inicia, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a primeira fase da campanha nacional contra a gripe. A imunização começa nesta segunda-feira (23/03) e prossegue até 23 de maio, nas salas de vacinação dos 113 postos de saúde da Capital. A primeira fase da campanha tem como público-alvo idosos (a partir de 60 anos) e trabalhadores da área da saúde.

Veja a relação dos postos e escolas

De acordo com a Coordenadora de Imunização da SMS, Vanessa Soldatelli, a expectativa é vacinar 90% do público-alvo da 1ª fase, visto que a proteção da vacina é anual. “A vacina deste ano está completamente diferente do ano passado, porque é produzida a partir da pesquisa do vírus que está circulando no país naquele momento. Além disso, ela não possui memória imunológica, e só confere proteção por um ano”, afirma.

A decisão de priorização dos idosos se dá pela maior vulnerabilidade deste grupo em relação a doenças, evitando um deslocamento às unidades de saúde no período esperado de provável circulação do Coronavírus no país. Além disso, a antecipação da campanha, que normalmente ocorre no fim de abril, é uma forma de auxiliar os profissionais de saúde a obterem diagnósticos mais evidentes em relação ao COVID 19. Com a proteção da vacina e a consequente diminuição dos casos de influenza H1N1, H3N2 e Influenza b, é mais fácil diagnosticar possíveis casos de coronavírus em caso de sintomas gripais fortes.

Os pacientes acima de 80 anos deverão receber a aplicação da vacina em domicílio. Esse atendimento será realizado com base nos dados dos usuários cadastrados no programas Saúde da Família e Melhor em Casa. Os que ainda não estão cadastrados devem entrar em contato com o posto mais próximo para fazer o cadastro e evitar a locomoção ao posto de saúde.

Campanha nas escolas

Para os idoso acima de 60 anos, além dos 113 postos de saúde da capital,  escolas também serão pontos de vacinação de forma a evitar a aglomeração de pessoas, facilitar o acesso e reduzir o tempo de permanência.

Veja a relação das escolas

Calendário da campanha

Conforme o calendário divulgado pelo Governo Federal, a campanha de 2020 segue três fases:

1ª fase (a partir de 23/03): idosos (a partir de 60 anos) e profissionais da saúde.

2ª fase (a partir de 16/04): professores de escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento e portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

3ª fase (09/05 a 23/05): crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, adultos de 55 a 59 anos de idade.

Publicado em Saúde
A população encontra a vacina contra a gripe nos 92 postos de saúde de Fortaleza

A Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza (gripe) chega ao fim, nesta sexta-feira, (9/5), em Fortaleza. A população deve procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência para ter acesso de forma gratuita a vacina. O público alvo da campanha são crianças de seis meses cinco anos incompletos, adultos acima de 60 anos, pessoas com doenças crônicas, gestantes, trabalhadores da saúde, puérperas até 45 dias após parto e povos indígenas, além de população privada de liberdade.

A eficiência da vacinação torna-se comprovada devido a redução no número de internações de idosos por estudos do Ministério da Saúde, desde 1999, quando teve início a campanha, que ocorre anualmente. Em Fortaleza, de acordo com a última apuração da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em 5 de maio, foram vacinadas 104.175 pessoas, das quais 34.635 crianças de seis meses a cinco anos e 46.346 adultos acima de 60 anos. A meta da campanha é vacinar 552.365 pessoas.

Para a assessora técnica de imunização, Renata Dias, é muito importante a participação da população nessa campanha. “Pedimos que a população vá até os postos de saúde para se vacinar devido às complicações que podem acontecer a partir de uma gripe mal curada. Geralmente as pessoas não acham que a gripe possa evoluir para algo mais sério, mas é uma possibilidade real”, afirma Renata.

A população encontra a vacina nos 92 postos de saúde de Fortaleza, no horário de 8h às 17h, e nas 47 unidades, que possuem o novo modelo de gestão adotado pela Prefeitura Municipal de Fortaleza (PMF), o atendimento segue das 7h às 19h, com atendimento médico e disponibilidade de vacina.

 

Publicado em Saúde
A ação acontecerá em 22 pontos distribuídos nas seis regionais (Foto: Marcos Moura)

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) promove até o dia 26 de maio (domingo) a campanha de vacinação contra a influenza. A ação acontecerá em 22 pontos distribuídos nas seis regionais de Fortaleza em horários diferenciados, entre 8h e 21 horas.

A 15ª campanha, direcionada para um grupo prioritário formado por adultos com 60 anos ou mais, crianças de seis meses a 2 anos, gestantes, mulheres no período de até 45 dias após o parto (em puerpério), doentes crônicos e profissionais de saúde, já atingiu uma marca de 241.311 pessoas vacinadas. O último balanço da vacinação realizado pela SMS foi liberado nessa sexta-feira (24). Confira os números:

TOTAL DE VACINADOS

GRUPO                         META                   TOTAL             %
Trabalhadores               39.400                     17955           45,57
Gestantes                       28.140                     15519          55,15
Crianças 6m à <2a         56.280                     30787          54,70
Crianças 2a à <9a            5.625                       3135          55,73
60 e +                          242.430                   142193          58,65
Puérperas                         4.626                       3504          75,75
Comorbidade de 9 à 59a  44.379                   28218          63,58
Comorbidade Geral          50.004                   31353          62,70
TOTAL                          420.880                   241311        57,33

Publicado em Saúde
Em todas a Regionais, diversos pontos de vacinação foram disponibilizados (Foto: Marcos Moura)

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) estende até esse sábado (11) a Campanha de Vacinação contra a Gripe para a população prioritária.
Confira os locais e horários de vacinação:

Regional I
- Uaps João Medeiros (Av Dom Aloisio Lorscheider, 982 – Nova Assunção) das 9h às 16h
- Pão de Açúcar da Bezerra (Av Bezerra de Menezes, 1498 – São Gerardo) das 9h às 16h
- Mercado São Sebastião (Rua Gen. Clarindo de Queiroz, 1745 – Centro) das 9h às 12h
- Feira da rua Robert Kennedy (Rua Robert Kennedy) das 9h às 12h
- Depósito Rabelo (Av Francisco Sá, 5665 – Barra do Ceará) das 9h às 16h
- Supermercado  Lagoa (Rua Mozart Lucena, 1711 – Vila Velha) das 9h às 16h

Regional II
- Uaps Paulo Marcelo (Rua 25 de Março, 607 – Centro) das 8h às 16h
- Uaps Irmã Hercília (Rua Frei Vidal,1821 – Tauape) das 8h às 16h30
- Shopping Iguatemi – próximo ao Extra (Av Washington Soares, 85 – Cocó) das 10h às 16h


Regional III- Uaps Waldemar de Alcântara (Rua Silveira Filho, 903 – Jóquei Clube) das 8h às 17h
- Hospital da Mulher (Av. Lineu Machado, 145 - Jóquei Clube) das 8h às 16h30
- Frotinha Antônio Bezerra (Rua Cândido Maia 294 – Antônio Bezerra) 8h às17h

Regional IV
- Uaps Parangaba (Rua Germano Franklin, 495 – Parangaba) das 8h às 17h
- Shopping Benfica (Av Carapinima, 2200 – Benfica) das 10h às 16h

Regional V
- Uaps José Paracampos (Rua Alfredo Mamede, 250 – Mondubim) das 8 h às 17h
- Center Box – Genibau (Rua José Mendonça, 690 – Parque Genibau) 10h às 16h

Regional VI
- Anexo Santa Maria (Rua Israel Bezerra, 146) das 8 h às 12h e 1h às 15h
- Via Sul Shopping (Av. Washington Soares, 4335) das 10 h às 16h

Publicado em Saúde
A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe segue até o dia 10 de maio (Foto: Marcos Moura)

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) intensificará a campanha de vacinação em todas as regionais da Cidade. A SMS disponibilizará, a partir desse sábado (4), 18 pontos de vacinação com horários de funcionamento diferenciados, incluindo finais de semana.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe segue até o dia 10 de maio. Os integrantes do grupo prioritário devem procurar os locais de vacinação para serem imunizados. Esse grupo é formado por pessoas com mais de 60 anos, crianças de seis meses a dois anos, indígenas, gestantes, mulheres no período de até 45 dias após o parto (em puerpério), pessoas privadas de liberdade, profissionais de saúde, além das pessoas que têm doenças crônicas.

Confira os novos locais e horários de vacinação

Segunda-feira à domingo – 8h às 17 horas

Regional I
Uaps Carlos Ribeiro (Rua Jacinto de Matos, nº 944 – Jacarecanga)
Hospital Distrital Gonzaga Mota da Barra do Ceará (Av. I, 1130 – Conjunto Beira Rio / Vila Velha)

Regional II
Uaps Paulo Marcelo (Rua 25 de Março, nº 607 – Centro)

Regional III
Uaps Waldemar de Alcântara (Rua Silveira Filho, nº 903 – Jóquei Clube)
Hospital da Mulher (Av. Lineu Machado, nº 145 - Jóquei Clube)
Frotinha Antônio Bezerra (Rua Cândido Maia nº 294 – Antônio Bezerra)

Regional IV
Uaps Parangaba (Rua Germano Franklin, nº 495 – Parangaba)
Frotinha da Parangaba (Rua Osório de Paiva, nº 1127 – Parangaba)
CROA (Rua Guilherme Perdigão, nº 299 – Parangaba)

Regional V
Uaps José Paracampos (Rua Alfredo Mamede, nº 250 – Mondubim)
Uaps Maciel de Brito (Av. A s/ nº – 1ª etapa – Conjunto Ceará)
Hospital Nossa Senhora da Conceição (Rua 1018, nº 148 – 4ª etapa – Conjunto Ceará)

Regional VI
Uaps Messejana (Rua Coronel Guilherme Alencar, s/ nº – Messejana)
Frotinha de Messejana (Av Presidente Costa e Silva, 1578 – Messejana)

Sábado e domingo

Regional I
8h às 12h - Mercado São Sebastião (Rua Gen. Clarindo de Queiroz, nº 1745 – Centro)
13h às 17h - Hiper Bom Preço Bezerra de Menezes (Av. José Bastos, nº 1012, esquina com Av. Bezerra de Menezes - Farias Brito)

Segunda-feira até sexta-feira

Regional II
8h às 17h – CEMJA (Rua Guilherme Rocha, nº 510 – Centro)

Segunda-feira até sábado

Regional II
14h às 20h30 - Quiosque da Av. Beira Mar (em frente ao Clube Náutico)

Publicado em Saúde
A campanha segue até 26 de abril (Foto: Mauri Melo)

Em Fortaleza, o evento de abertura da 15ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (vírus da gripe) será realizado na sexta-feira (19), às 8 horas, no Centro de Saúde da Família Maurício Matos Dourado. Na ocasião, autoridades do Município e do Estado estarão presentes.

O objetivo é chamar a atenção da população para a importância da vacinação e ressaltar o dia “D” da mobilização nacional, que será no sábado (20). A vacina estará disponível nos 92 postos da Capital, no período de 8h às 17 horas.

A Secretaria de Saúde do Município (SMS) pretende vacinar, durante a campanha, aproximadamente, 421 mil pessoas que fazem parte do grupo prioritário (adultos com 60 anos ou mais, crianças menores de dois anos de idade, gestantes, puérperas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinicas especiais). A campanha segue até o dia 26 de abril.

Hepatite B
Aproveitando o período de campanha contra a influenza, as secretarias de saúde do Município e do Estado intensificam a vacinação contra a Hepatite B. A primeira dose será administrada no dia 20 de abril, que é o dia “D” da campanha contra a Influenza. O objetivo é diminuir a incidência da doença, principalmente entre adolescentes e adultos jovens,
que constituem a população mais vulnerável.

Serviço
Abertura da campanha municipal de vacinação contra a Influenza
•19/04, em parceria com a Sesa
•Local: CSF Matos Dourado – Regional VI
•Endereço: Av. Desembargador Floriano Benevides, 391 - Edson Queiroz
•Horário: 8 horas

Dia de mobilização nacional
•20/04 – sábado

Estrutura
•Postos: 161 (postos fixos: 92; minipostos: 68; posto volante: 1)
•Veículos: 140
•Pessoas envolvidas: 2.782

Vacinas disponíveis
•Influenza Trivalente
•Dupla Adulto (dT) – contra o tétano (atualização dos esquemas vacinais
de rotina)
•Hepatite B – 0 a 29 anos e grupos prioritários

População a ser vacinada contra a gripe
•Pessoas com idade igual ou superior a 60 anos
•Gestantes
•Crianças de 6 meses a menores de 2 anos
•Puérperas
•Comorbidades
•Trabalhadores da saúde que atuam no enfrentamento à influenza
 

Publicado em Saúde