Ciclista utilizando a nova ciclofaixa implantada na Rua Joaquim Frota
No bairro Sapiranga, a Rua Joaquim Frota recebeu 1km de nova ciclofaixa

A Prefeitura de Fortaleza está implantando, nesta semana, mais 7,1 km de infraestruturas cicloviárias na cidade, beneficiando bairros das Regionais IV e VI, como Montese, Vila União e Sapiranga. Com as novas intervenções, Fortaleza passa a contar com 307,5 km de percursos com deslocamento seguro para a utilização da bicicleta.

A ação é desenvolvida pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT) e em parceria com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), a Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf) e as Secretarias Regionais.

Nos bairros Montese e Vila União, receberam ciclofaixas as ruas Almirante Rufino (2,1km), Desembargador Praxedes (2,1km) e Almirante Rubim (0,9km). Também foi implantado na região mais 1km de ciclorrotas, distribuídas nas ruas Álvaro Fernandes, Miguel Gonçalves e Alfredo de Castro, que receberam pictogramas vermelhos pintados no asfalto, identificando área para ciclistas, e placas de advertências para motoristas, chamando a atenção dos condutores para reduzirem a velocidade e respeitarem o deslocamento de ciclistas na região. Estas novas ciclorrotas permitem a conexão entre as ciclofaixas implantadas nas ruas Almirante Rufino, Desembargador Praxedes e Almirante Rubim, assim como a ligação também com a ciclofaixa disponível ao lado do trilho do Metrofor na Avenida José Bastos. Já no bairro Sapiranga, foi implantado mais 1km de ciclofaixa na Rua Joaquim Frota.

Os próximos bairros a serem contemplados com novas infraestruturas cicloviárias serão Vila Velha, São João do Tauape e Vila Peri. Serão implantadas novas ciclofaixas na Avenida Washington Luiz e nas ruas Paulo Firmeza, Monsenhor Salazar e Dom Henrique.

Somente este ano, de 15 de maio a 15 de julho, já haviam sido implantados 13km de novas ciclofaixas e ciclorrotas em diversos bairros da Capital, trazendo diferentes soluções de acordo com as características de cada via e região. Destaca-se a implantação de 3,7 km de ciclofaixa na Avenida Coronel Carvalho, beneficiando bairros como Vila Velha, Jardim Iracema e Jardim Guanabara (Regional I). A nova infraestrutura possui zebrado e balizadores entre a ciclofaixa e a faixa de veículos motorizados para dar mais proteção aos ciclistas. Nesse período, também receberam ciclofaixas ou ciclorrotas as avenidas Coronel Virgílio Nogueira, José Torres e as ruas Prof. Mozart Solón, Dr. José Fustado, Maria Júlia, Raimundo Pinheiro, Bom Jesus, José Martins, João Gentil, Ari Maia, Coronel Fabriciano, Prof. Otávio Lobo, Eduardo Bezerra e Estrada do Jatobá. Com isso, também foram beneficiados os bairros De Lourdes, Granja Lisboa, Granja Portugal, Bom Jardim, Papicu, Cocó e São João do Tauape.

Hoje, Fortaleza conta com um total de 307,5 km de rede cicloviária na cidade, sendo 185,8 km de ciclofaixas, 111,1km de ciclovias, 10,4km de ciclorrotas e 0,2km de passeio compartilhado. Isso representa que a Prefeitura de Fortaleza, na atual gestão, bateu um recorde histórico, ampliando em cerca de 351% a rede cicloviária na cidade, visto que, ao final de 2012, a cidade contava apenas com cerca de 68,1km de malha cicloviária. Com o desenvolvimento do Programa de Expansão da Malha Cicloviária, já havia sido ultrapassada, em 2018, a meta estabelecida pelo Plano Diretor Cicloviário Integrado (PDCI) para 2020, que era de cerca de 236 km de rede para deslocamento de ciclistas.

Outro resultado importante deste projeto é que, segundo o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP Brasil), Fortaleza é a cidade brasileira onde as pessoas vivem mais próximas à infraestrutura cicloviária (https://itdpbrasil.org/pnb/). O estudo revela que a capital cearense está no topo da lista dentre as 20 maiores cidades brasileiras com este perfil e o indicador percentual PNB (sigla em inglês para People Near Bike) mostra que 36% dos fortalezenses moram a menos de 300 metros de uma ciclovia, ciclofaixa, ciclorrota ou passeio compartilhado, ficando à frente de cidades como Belém (29%), Distrito Federal (27%), Recife (24%), Aracaju (21%), Salvador (20%), São Paulo (19%) e Rio de Janeiro (19%), dentre outras. Esses dados evidenciam também que Fortaleza é a única cidade com mais de 30% da população morando a 300m de alguma infraestrutura cicloviária.

Expansão do Bicicletar
Há pouco menos de uma semana, a Prefeitura de Fortaleza iniciou também a operação de 8 novas estações do Bicicletar, sistema público de bicicleta compartilhada, expandindo o sistema para 140 estações em diversos pontos da cidade como alternativa para a população em seus deslocamentos. As novas estações fazem parte da expansão do sistema, que, recentemente, está chegando à região sudeste da cidade, beneficiando bairros das Regionais VI e IV, como Messejana, Paupina, Edson Queiroz, Luciano Cavalcante, Jardim das Oliveiras, Sapiranga, Cidade dos Funcionários, Parque Manibura, Parque Iracema, Cambeba e Parreão.

Neste ano, o sistema também já foi ampliado também para o corredor Oeste de Fortaleza, com estações implantadas do Centro até as Regionais I e III, beneficiando cerca de 400 mil pessoas nos bairros Barra do Ceará, Cristo Redentor, Pirambu, Jacarecanga, Carlito Pamplona, Álvaro Weyne, Presidente Kennedy, Monte Castelo, São Gerardo, Centro, Farias Brito, Benfica, Parquelândia, Pici, Antônio Bezerra, Padre Andrade, Moura Brasil e Vila Ellery.

Dessa forma, de janeiro até agora, já foram implantadas 60 das 130 novas estações previstas até o final de 2020, quando o sistema passará a contar com um total de 210 estações, o que representará uma ampliação do sistema em mais de 160% em relação a dezembro de 2019, quando o sistema oferecia 80 estações. O Bicicletar está expandindo o sistema de compartilhamento de bicicletas para novas regiões da cidade, tornando-se o maior sistema do tipo no Brasil em número de estações por habitantes e o terceiro em número de estações, atrás somente de Rio de Janeiro e São Paulo. Além disso, este novo modelo está ampliando, modernizando o sistema e trazendo mais conforto, com estações maiores e oferecendo mais vagas para as bicicletas, dentre outras melhorias.

Mapa da Malha Cicloviária
Mapa das estações do Bicicletar

Publicado em Mobilidade

O prefeito Roberto Cláudio lança, nesta segunda-feira (03/08), às 14h30, o programa Fortaleza Mais Verde, em transmissão ao vivo pelas redes sociais.

O novo programa foi desenvolvido pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), em parceria com a Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor).

Serviço
Lançamento do novo programa de arborização “Fortaleza Mais Verde”
Data: 03/08 (segunda-feira)
Horário: 14h30
Transmissão ao vivo pelas redes sociais
Facebook: https://www.facebook.com/prefeitorobertoclaudio/
Instagram: https://www.instagram.com/prefeitorobertoclaudio/

Publicado em Meio ambiente
Nova ciclofaixa da Avenida Coronel Carvalho
A Avenida Coronel Carvalho recebeu 3,7 km de ciclofaixa, beneficiando bairros como Vila Velha, Jardim Iracema e Jardim Guanabara (Regional I)

A Prefeitura de Fortaleza ultrapassou a marca de 300 km de infraestrutura cicloviária, proporcionando cada vez mais opções de deslocamentos seguros para a utilização da bicicleta na cidade. Além de chegar a um marco histórico, a implantação de novas ciclofaixas nos dois últimos meses ganha mais importância durante a pandemia do novo coronavírus por incentivar um meio de transporte sustentável e com baixo risco sanitário, já que não gera aglomerações e não polui o meio ambiente.

Desenvolvida pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos, por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), em parceria com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), a Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf) e as Regionais, a expansão da malha cicloviária possibilitou a implantação de 13 km de novas infraestruturas, no período de 15 de maio a 15 de julho, chegando a um total de 300,4 km de rede cicloviária na cidade. Nessa conta, são 179,7 km de ciclofaixas, 111,1 km de ciclovias, 9,4 km de ciclorrotas e 0,2 km de passeio compartilhado, o que representa que a Prefeitura de Fortaleza, somente no período da atual gestão, bateu um recorde histórico, ampliando em cerca de 341% a rede cicloviária na cidade.

Os novos 13 km de ciclofaixas e ciclorrotas implantadas de maio até agora estão distribuídas em diversos bairros da capital e trazem diferentes soluções de acordo com as características de cada via e região. Destaca-se a implantação de 3,7 km de ciclofaixa na Avenida Coronel Carvalho, beneficiando bairros como Vila Velha, Jardim Iracema e Jardim Guanabara (Regional I). A nova infraestrutura possui zebrado e balizadores entre a ciclofaixa e a faixa de veículos motorizados para dar mais proteção aos ciclistas. Nesse período, também receberam ciclofaixas ou ciclorrotas as avenidas Coronel Virgílio Nogueira, José Torres e as ruas Prof. Mozart Solón, Dr. José Fustado, Maria Júlia, Raimundo Pinheiro, Bom Jesus, José Martins, João Gentil, Ari Maia, Coronel Fabriciano, Prof. Otávio Lobo, Eduardo Bezerra e Estrada do Jatobá. Com isso, também foram beneficiados os bairros De Lourdes, Granja Lisboa, Granja Portugal, Bom Jardim, Papicu, Cocó e São João do Tauape.

O secretário-executivo da Conservação e Serviços Públicos, Luiz Alberto Sabóia, explica que a previsão é que, até o final de agosto, sejam implantados mais 18 km de novas ciclofaixas nos bairros Montese, Vila União e Sapiranga, totalizando assim 31 km implantados em pouco mais de 3 meses desde que as implantações retomaram após a parada por conta da pandemia. “A Prefeitura seguirá com esse ritmo de implantação até o final do ano, expandindo a rede cicloviária para cada vez mais regiões da cidade. A gestão municipal formatou um plano de expansão de ciclofaixas ainda mais acelerado e está buscando fontes de financiamento para isso”, afirma Luiz.

Com o desenvolvimento do Programa de Expansão da Malha Cicloviária, em 2018, já havia sido ultrapassada a meta estabelecida pelo Plano Diretor Cicloviário Integrado (PDCI) para 2020, que era de cerca de 236 km de rede para deslocamento de ciclistas.

* Confira o Mapa da Malha Cicloviária aqui.

Publicado em Mobilidade

A Prefeitura de Fortaleza realizou operação de limpeza e capinação em trecho do entorno da Lagoa Urubu localizado próximo à rua Luciana Ferreira, bairro Floresta. O serviço, executado pela Secretaria Regional I e pela Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), ocorreu de segunda a quarta-feira (22 a 24/06).

Até o final desta semana, a Prefeitura também deve realizar a manutenção na iluminação pública do espaço, já que o local sofreu com ação de vandalismo. A medida visar contribuir com a segurança pública

Diariamente, a Prefeitura disponibiliza, em todos os bairros da Cidade, centenas de garis, acompanhados por caçambas, microcoletores, caminhões e compactadores para a execução das coletas domiciliares e das limpezas de pontos de lixo. Já foram também instalados 70 Ecopontos e o Ecopolo da Leste-Oeste.

“Resíduos lançados nas ruas, próximo a mananciais dos mais diversos locais da cidade, geram poluição e doenças. Muito importante contarmos com a parceria da população, com o respeito à saúde coletiva”, pontua o secretário da Regional I, Rennys Frota. Como parte da operação, a Prefeitura também realizou abordagens educativas e preventivas junto aos moradores, além de entregar máscaras para proteção contra Covid-19.

Durante a retomada gradual dos trabalhos presenciais executados pela Prefeitura de Fortaleza, os moradores dos 15 bairros da Regional I podem solicitar serviços de limpeza pelo número (85) 9 8513-5290.

Publicado em Meio ambiente
médico com cachorrinho
O VetMóvel faz parte do plano de ações programadas com o objetivo de conscientizar a população de Fortaleza e envolvê-la no combate contra os maus tratos, cuidados e abandono de animais

A Prefeitura de Fortaleza realiza, a partir desta quarta-feira (11/03), os serviços do VetMóvel no estacionamento da sede da Secretaria Executiva Regional IV, localizado na Av. Dr. Silas Munguba, 3770 - Itaperi. O equipamento vai realizar atendimentos no local até o dia 27 de março, sempre de 8h às 12 e de 13h às 17h, com serviços gratuitos destinados aos animais provenientes de ONGs, abrigos de animais e tutores baixa renda da região.

Gerido pela Coordenadoria Especial de Proteção e Bem-Estar Animal (Coepa), que é vinculada à Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), o VetMóvel faz parte do plano de ações programadas com o objetivo de conscientizar a população de Fortaleza e envolvê-la no combate contra os maus tratos, cuidados e abandono de animais. Atuam no VetMóvel quatro médicos veterinários, sendo um clínico geral, um anestesista e dois cirurgiões.

Para realizar o agendamento das castrações, o responsável pelo animal deve comparecer à Central de Atendimento da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania - AMC no 2° piso do Shopping Benfica, localizado na Av. Carapinima, 2200 - Benfica. As castrações são destinadas aos animais oriundos de ONGs, abrigos de animais, protetores independentes e tutores de baixa renda. É obrigatória a apresentação do Número de Identificação Social (NIS), RG, CPF e comprovante de endereço. Para realização da esterilização, os tutores que agendaram o atendimento pela manhã devem chegar até às 8h e, no período da tarde, devem comparecer até às 12h ao VetMóvel, com tolerância de uma hora em cada turno, e os animais devem estar banhados e sem carrapatos.

O VetMóvel também oferece todos os dias, até às 15h, vacinação antirrábica e testes para diagnósticos de Calazar. As consultas são realizadas de 8h às 17h, destinadas aos animais cujos tutores resgatarem as 40 fichas de atendimento, que são entregues a partir das 7h. O equipamento também oferece, gratuitamente, registro geral animal e distribuição de material educativo com informações sobre bem-estar animal e guarda responsável.

Serviço
VetMóvel na Secretaria Executiva Regional IV
Período: de 11/03 a 27/03
Horário: de 8h às 12h e de 13h às 17h
Local: Av. Dr. Silas Munguba, 3770 - Itaperi)

Publicado em Fortaleza
equipamento do vetmóvel
Para realizar o agendamento das castrações, o responsável pelo animal deve comparecer à sede da Coepa na (AMC)

A Prefeitura de Fortaleza oferece, a partir desta segunda-feira (02/03), os serviços do VetMóvel no Shopping da Parangaba localizado na rua Germano Franck, 300. O equipamento vai realizar atendimentos no local até o dia 27 de março, sempre de 8h às 12 e de 13h às 17h, com serviços gratuitos destinados aos animais provenientes de ONGs, abrigos de animais e tutores baixa renda da região.

Gerido pela Coordenadoria Especial de Proteção e Bem-Estar Animal (Coepa), que é vinculada à Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), o VetMóvel faz parte do plano de ações programadas com o objetivo de conscientizar a população de Fortaleza e envolvê-la no combate contra os maus tratos, cuidados e abandono de animais. Atuam no VetMóvel quatro médicos veterinários, sendo um clínico geral, um anestesista e dois cirurgiões.

Para realizar o agendamento das castrações, o responsável pelo animal deve comparecer à Central de Atendimento da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania - AMC no 2° piso do Shopping Benfica, localizado na Av. Carapinima, 2200 - Benfica. As castrações são destinadas aos animais oriundos de ONGs, abrigos de animais, protetores independentes e tutores de baixa renda. É obrigatória a apresentação do Número de Identificação Social (NIS), RG, CPF e comprovante de endereço. Para realização da esterilização, os tutores que agendaram o atendimento pela manhã devem chegar até às 8h e, no período da tarde, devem comparecer até às 12h ao VetMóvel, com tolerância de uma hora em cada turno, e os animais devem estar banhados e sem carrapatos.

O VetMóvel também oferece todos os dias, até às 15h, vacinação antirrábica e testes para diagnósticos de Calazar. As consultas são realizadas de 8h às 17h, destinadas aos animais cujos tutores resgatarem as 40 fichas de atendimento, que são entregues a partir das 7h. O equipamento também oferece, gratuitamente, registro geral animal e distribuição de material educativo com informações sobre bem-estar animal e guarda responsável.

Serviço
VetMóvel no Shopping da Parangaba
Período: de 02 a 27 de março
Horário: de 8h às 12h e de 13h às 17h
Local: Rua Germano Franck, 300 - Parangaba, Fortaleza

* Agendamento de castrações e atendimento ao público: AMC (Endereço: Av. Desembargador Gonzaga, 1630 – Parque Iracema)

Publicado em Fortaleza
ciclistas andando com uma árvore parada ao lado
A Ciclofaixa de Lazer consolida-se como uma importante opção de lazer, esporte e cultura aos domingos da capital

A Prefeitura de Fortaleza realiza, neste domingo (01/03), de 7h às 13h, a 270ª edição da Ciclofaixa de Lazer, com três percursos em direção ao Passeio Público, no Centro. As Rotas Leste, Oeste e Sul funcionarão conectando os bairros São Gerardo, Montese e Cocó por meio de trajetos iniciando nos tradicionais pontos de apoio, que ficam na Praça Jonas de Freitas, Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida e Anfiteatro do Parque do Cocó.

Durante os trajetos, a Ciclofaixa de Lazer conta com acompanhamento e suporte da Guarda Municipal, da Autarquia Municipal de Transporte e Cidadania (AMC), oferecendo conforto e segurança aos participantes. Além disso, no ponto de apoio localizado no Parque do Cocó, será disponibilizado aluguel de bicicletas para quem quiser participar do evento.

Idealizada em dezembro de 2014 pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), a Ciclofaixa de Lazer consolida-se como uma importante opção de lazer, esporte e cultura aos domingos da capital e incentiva o hábito saudável da prática esportiva. O evento conta com a participação de cerca de 4 mil pessoas por edição.

Rotas da Ciclofaixa de Lazer: http://bit.do/ciclofaixafortaleza 

Rota Leste
A Rota Leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção ao Passeio Público, passando pelo Ponto de Apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu, Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Rua Ana Bilhar, Av. Rui Barbosa, Av. Historiador Raimundo Girão, Av. Alberto Nepomuceno, concluindo no Ponto de Apoio do Passeio Público, por trás da 10ª Região Militar.

Rota Oeste
A Rota Oeste vai ligar a Praça Jonas Freitas, conhecida como Praça dos Animais ou Praça do North Shopping, no bairro São Gerardo (Regional I), ao Passeio Público. O circuito passará pelas ruas Braz de Francesco, seguindo pela Avenida Bezerra de Menezes, depois pela Rua Justiniano de Serpa, em seguida para as avenidas Domingos Olímpio, Antônio Sales, Rua Carlos Vasconcelos, seguindo para o Aterro, aonde se conectará com a Rota Leste.

Rota Sul
A Rota Sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese (Regional IV), à Praça Luíza Távora. O percurso partirá da Avenida Professor Gomes de Matos, seguindo pela Rua Jorge Dumar, depois pela Av. Eduardo Girão e Av. dos Expedicionários, seguindo agora pela Rua Barão do Rio Branco, indo em direção às avenidas Domingos Olímpio, Antônio Sales, seguindo pela Rua Carlos Vasconcelos, chegando ao Aterro, aonde se conectará com a Rota Leste e seguirá para o Passeio Público.

Publicado em Esporte e Lazer

Em decorrência do período carnavalesco, não será realizada Ciclofaixa de Lazer no próximo domingo (23/02). Já no domingo seguinte (01/03), a Ciclofaixa de Lazer retorna às atividades normais e realizará a sua 270ª edição, oferecendo três opções de rotas saindo dos bairros São Gerardo, Montese e Cocó em direção ao Passeio Público, no Centro, como opção de lazer seguro para todas as idades e deslocamento cicloviário aos domingos.

Publicado em Esporte e Lazer
ciclistas
O evento conta com a participação de cerca de 4 mil pessoas por edição

A Prefeitura de Fortaleza realiza, neste domingo (16/02), de 7h às 13h, a 269ª edição da Ciclofaixa de Lazer, com três percursos em direção ao Passeio Público, no Centro. As Rotas Leste, Oeste e Sul funcionarão conectando os bairros São Gerardo, Montese e Cocó por meio de trajetos iniciando nos tradicionais pontos de apoio, que ficam na Praça Jonas de Freitas, Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida e Anfiteatro do Parque do Cocó.

Durante os trajetos, a Ciclofaixa de Lazer conta com acompanhamento e suporte da Guarda Municipal, da Autarquia Municipal de Transporte e Cidadania (AMC), oferecendo conforto e segurança aos participantes. Além disso, no ponto de apoio localizado no Parque do Cocó, será disponibilizado aluguel de bicicletas para quem quiser participar do evento.

Idealizada em dezembro de 2014 pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), a Ciclofaixa de Lazer consolida-se como uma importante opção de lazer, esporte e cultura aos domingos da capital e incentiva o hábito saudável da prática esportiva. O evento conta com a participação de cerca de 4 mil pessoas por edição.

Rotas da Ciclofaixa de Lazer

Rota Leste
A Rota Leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção ao Passeio Público, passando pelo Ponto de Apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu, Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Rua Ana Bilhar, Av. Rui Barbosa, Av. Historiador Raimundo Girão, Av. Alberto Nepomuceno, concluindo no Ponto de Apoio do Passeio Público, por trás da 10ª Região Militar.

Rota Oeste
A Rota Oeste vai ligar a Praça Jonas Freitas, conhecida como Praça dos Animais ou Praça do North Shopping, no bairro São Gerardo (Regional I), ao Passeio Público. O circuito passará pelas ruas Braz de Francesco, seguindo pela Avenida Bezerra de Menezes, depois pela Rua Justiniano de Serpa, em seguida para as avenidas Domingos Olímpio, Antônio Sales, Rua Carlos Vasconcelos, seguindo para o Aterro, aonde se conectará com a Rota Leste.

Rota Sul
A Rota Sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese (Regional IV), à Praça Luíza Távora. O percurso partirá da Avenida Professor Gomes de Matos, seguindo pela Rua Jorge Dumar, depois pela Av. Eduardo Girão e Av. dos Expedicionários, seguindo agora pela Rua Barão do Rio Branco, indo em direção às avenidas Domingos Olímpio, Antônio Sales, seguindo pela Rua Carlos Vasconcelos, chegando ao Aterro, aonde se conectará com a Rota Leste e seguirá para o Passeio Público.

Publicado em Esporte e Lazer
Usuária do Bicicletar na estação de bicicletas
O estudo mostra também que, do total de 8.180 viagens realizadas no período, 40% foram iniciadas a partir destas novas estações

A Prefeitura de Fortaleza vem implantando novas estações do Bicicletar, levando o sistema de compartilhamento de bicicletas para outras áreas da cidade, com estações maiores e oferecendo mais vagas. De janeiro até agora, já foram implantadas novas 25 estações, distribuídas nas Regionais I e III, e um estudo mostra que, das 20 estações mais utilizadas no período de uma semana (29/01 a 07/02), 9 são estações que foram inauguradas durante esta fase de expansão do Bicicletar. Isso quer dizer que 45% das estações mais procuradas neste período são equipamentos novos, evidenciando o acerto da gestão municipal em oferecer mais uma opção de deslocamento para as pessoas nas áreas periféricas da cidade.

Desenvolvido pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), o Bicicletar está expandindo o sistema de compartilhamento de bicicletas para novas regiões da cidade, tornando-se o primeiro sistema do Brasil em número de estações por habitantes e o terceiro maior sistema do tipo em número de estações, atrás somente de Rio de Janeiro e São Paulo.

Com a iniciativa, Fortaleza conta hoje com um total de 105 estações, e a expansão está levando o sistema de compartilhamento para novas áreas da cidade. O novo modelo está ampliando e modernizando o sistema para trazer mais conforto aos usuários, dentre outras melhorias.

De acordo com estudo recente, das 8.180 viagens realizadas de 29 de janeiro até 7 de fevereiro nestas 20 estações, 3.299 viagens foram realizadas nestas 9 novas estações implantadas recentemente, ou seja, aproximadamente 40% destas viagens foram feitas a partir de equipamentos implantados no eixo oeste da cidade, do Centro à Barra do Ceará. Isso revela também que a soma das viagens feitas a partir destas 9 estações, que ficam localizadas, por exemplo, na Vila do Mar, Cristo Redentor, Pirambu, avenidas Leste-Oeste e Pasteur, é maior que a soma das viagens realizadas nesse período a partir das estações do Aterro e Aterrinho da Praia de Iracema, Shopping Benfica, Praça da Gentilândia, Érico Mota e José Sombra, que ficam em regiões mais centrais da cidade e apresentam uma grande movimentação de pessoas.

O secretário-executivo de Conservação e Serviços Públicos, Luiz Alberto Sabóia, que também é coordenador do PAITT, diz que a importância da expansão do Bicicletar para áreas mais periféricas é que isso representa mais uma opção de deslocamento para as pessoas. “O Bicicletar é uma opção barata de deslocamento, já que a primeira hora de uso é gratuita para quem tem cadastro no Bilhete Único, e é saudável para quem pedala e para o meio ambiente. Os primeiros resultados mostram que essa região, desde o Centro até a Barra do Ceará, onde está acontecendo a primeira fase de expansão do Bicicletar, tem um potencial extraordinário de uso desses equipamentos. Com menos de um mês de uso, quase a metade das 20 estações mais utilizadas estão nessa área e isso indica que, seguramente, a expansão do Bicicletar trará resultados fantásticos”, afirma Sabóia.

Ranking das 20 estações do Bicicletar (29/01 a 07/02)

Posição Número Estação Viagens
13 Aterrinho Praia de Iracema 904
14 Aterro Praia de Iracema 783
33 Shopping Benfica 448
94 Areninha Vila do Mar 417
32 Praça da Gentilândia 408
89 Escola Estado de Alagoas 408
93 Mercado dos Peixes Vila do Mar 394
41 Érico Mota 384
96 Igreja Cristo Redentor 384
10º 85 Escola Flávio Marcílio 371
11º 90 Rua Irapuã 344
12º 37 José Sombra 343
13º 84 Santa Rosa 340
14º 42 North Shopping 340
15º 87 UPA Leste-Oeste 332
16º 36 Praça Otávio Bonfim 329
17º 20 Dragão do Mar 318
18º 1 Praça Luíza Távora 316
19º 95 Escola São Cura D’ars 309
20º 61 Anfiteatro Parque do Cocó 308

Ampliação do sistema
Neste ano, até o momento, já foram inauguradas 25 novas estações da Fase 1 de expansão do Bicicletar. Até o final deste semestre, Fortaleza passará das atuais 105 estações do Bicicletar para um total de 210 estações e a expectativa é beneficiar pessoas em todas as Regionais da cidade. Também como novidade, o sistema Mini Bicicletar, que oferece estações para bicicletas infantis em praças, será expandido em breve, saindo das atuais 5 estações para 14 estações.

O total das novas 130 estações serão custeadas com recursos municipais da arrecadação da Zona Azul e as 80 estações que já existiam até dezembro de 2019 permanecem sendo patrocinadas pela Unimed Fortaleza. Ao passo que as novas estações forem sendo implantadas em novos bairros da cidade, as estações já existentes também serão gradativamente renovadas e ampliadas, resultando num sistema completamente renovado.

Melhorias no sistema Bicicletar
Novidades como câmeras de videomonitoramento e alarme sonoro em todas as estações, botões individuais para solicitar conserto de bicicletas, escolha de bicicleta a partir da modalidade Bilhete Único, monitoramento de bicicletas por GPS e central de atendimento gratuito por telefone também estão entre as melhorias. O sistema permanece gratuito para quem utiliza Bilhete Único para viagens até 1 hora de segunda a sábado ou 1h e 30 minutos aos domingos e feriados.

Regras de uso
1 – Baixe o aplicativo Bicicletar no smartphone e faça o cadastro ou cadastre-se pelo site: www.bicicletar.com.br;

2 – Após o cadastro, habilite seu passe Bicicletar no site ou no aplicativo:
• Passe com Bilhete Único é gratuito
• Passe diário: R$5,00
• Passe mensal R$20,00
• Passe anual R$80,00

3 – Retire uma bicicleta utilizando o aplicativo, por telefone (08005009901) ou com seu Bilhete Único;

4 – Após utilizar a bicicleta, devolva em uma das posições livres da estação do seu destino;

Podem ser feitas gratuitamente quantas viagens quiser de até 1 hora (segunda a sábado) e até 90 min (domingos e feriados), desde que sejam realizadas com intervalos de pelo menos 15 min entre si.

Fortaleza e mobilidade cicloviária
Até o momento, o sistema Bicicletar já possibilitou a realização de 2.924.996 viagens, 261.821 usuários cadastrados, sendo que 91% dos cadastros ativos utilizam o Bilhete Único; 75% utilizam o sistema para deslocamentos diário entre trabalho, compras e estudos; 38% são estudantes e um a cada três usuários é mulher.

O Bicicletar é um dos sistemas mais utilizados do Brasil, apresentando uma maior utilização em dias úteis. Após a consolidação do sistema, o sistema já verificou uma média de 3.100 viagens em dias úteis. Já aos finais de semana e feriados, a maior média verificada foi de 2.100 viagens por dia.

Com o Programa de Expansão da Malha Cicloviária em amplo desenvolvimento, a Prefeitura de Fortaleza, somente no período da atual gestão, bateu um recorde histórico, ampliando em cerca de 319% a rede cicloviária na cidade. Dessa forma, a cidade, que tinha apenas 68,1 km de rede cicloviária ao final de 2012, hoje conta com os atuais 286 km de infraestrutura cicloviária, sendo 110,1 km de ciclovias, 169,6 km de ciclofaixas, 6,1 km de ciclorrotas e 0,2 km de passeio compartilhado.

Nesse sentido, em 2018, já havia sido ultrapassada a meta estabelecida pelo Plano Diretor Cicloviário Integrado (PDCI) para 2020, que era de cerca de 236 km de rede para deslocamento de ciclistas. Dando um passo bem mais à frente, a Prefeitura de Fortaleza projeta uma meta maior até o final deste ano, que é chegar a uma marca de cerca de 400 km de malha cicloviária.

* Mapa das estações do Bicicletar
* Mapa da Malha Cicloviária existente

Publicado em Mobilidade