17 de março de 2022 em Educação

Unidades da Rede Municipal de Ensino realizarão ações para o combate ao Aedes aegypti

A iniciativa faz parte do Plano Municipal de Enfrentamento às Arboviroses, lançado pelo prefeito Sarto, no início deste mês


Alunos e diretores reunidos no lançamento Selo Escola Amiga da Saúde
O lançamento do plano de ações ocorreu na manhã desta quinta-feira (17/03), na Escola Municipal Manoelito Guimarães, no Ancuri

A Secretaria Municipal da Educação (SME) lançou, nesta quinta-feira (17/03), na EM Manoelito Guimarães, no Ancuri, o plano de ações de prevenção e combate ao mosquito , que serão desenvolvidas pelas unidades da Rede de Ensino, dentro do projeto Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes. A iniciativa faz parte do Plano Municipal de Enfrentamento às Arboviroses, lançado no início de março pelo prefeito Sarto.

O Selo Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes tem o objetivo de fomentar a participação das crianças, adolescentes, educadores e sociedade civil nas ações de mobilização, conscientização e prevenção. As atividades também estimulam o protagonismo estudantil, valorizam os conteúdos trabalhados em sala de aula e fortalecem a integração com a comunidade em geral.

Para Letycia Sophia, aluna do 4º ano da EM Manoelito Guimarães, que participou de apresentação de teatro de fantoches sobre o combate ao Aedes durante a solenidade desta manhã, as informações de prevenção obtidas na escola são muito importantes e poderão ser compartilhadas com a família. “Vou passar para meu pai, minha mãe e irmã a importância de cuidar da nossa casa, mantendo livre do mosquito e evitando que eles fiquem doentes”, explicou a aluna.

"Como boa parte dos criadouros do mosquito estão no âmbito intradomiciliar, nós precisamos unir forças para que a informação chegue nesses locais. E as crianças são fortes multiplicadoras neste sentido. Para elas é muito divertido, pois absorvem rapidamente e aplicam em casa com a família", pontuou Aline Gouveia, secretária adjunta da SMS, ressaltando o importante papel das unidades escolares nas ações de enfrentamento ao Aedes.

Para a edição 2022 do Selo, todas as unidades da Rede Municipal (escolas, Centros de Educação Infantil e Creches Parceiras) estão automaticamente inscritas. Com isso, a próxima etapa é apresentar a documentação e o plano das ações, conforme edital de regulamento.

Aluno lendo cartilha sobre combate ao Aedes
O objetivo é fomentar a participação da comunidade escolar nas ações de mobilização, conscientização e prevenção ao mosquito

Dentro das ações previstas no edital e que devem ser executadas pelas unidades participantes, de abril a outubro, estão: a criação de brigadas juvenis; realização da operação “Quarteirão Limpo, Vida Saudável’; preenchimento da plataforma do Sistema Educação contra o Aedes com o resultado da inspeção realizada no prédio da unidade no “Dia D”, realizado às quartas feiras - averiguação de caixa d’água, bebedouros, calhas, entre outros espaços e itens definidos pelo check list do sistema -; implementação do Projeto Detetives Contra o Aedes nas escolas que possuem 4º ano do Ensino Fundamental; entre outras.

“Esse é um momento para deixarmos essa mensagem de sensibilização, motivação e de chamado à nossa comunidade escolar para o combate ao mosquito Aedes, evitando assim a dengue, chikungunya e zika. Vamos mobilizar e engajar todos nas ações que realizaremos neste ano, que já fazem parte da rotina curricular e do dia a dia na escola, conforme participação nas edições passadas do Selo. As unidades educacionais da rede privada e da Rede Estadual também serão convidadas a somar conosco e participarem da ação”, destacou a secretária da Educação, Dalila Saldanha.

Para obtenção do Selo Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes, as escolas ou instituições educacionais apresentarão portfólio com comprovação da realização das atividades e serão avaliadas por meio de indicadores quantitativos e qualitativos relacionados com os eixos: avaliação de Impacto; avaliação das Ações Estratégicas realizadas internamente e de Participação Social no perímetro de uma quadra; e avaliação das ações de monitoramento realizadas pela Brigada Quarteirão Limpo, Vida Segura.

 

Unidades da Rede Municipal de Ensino realizarão ações para o combate ao Aedes aegypti

A iniciativa faz parte do Plano Municipal de Enfrentamento às Arboviroses, lançado pelo prefeito Sarto, no início deste mês

Alunos e diretores reunidos no lançamento Selo Escola Amiga da Saúde
O lançamento do plano de ações ocorreu na manhã desta quinta-feira (17/03), na Escola Municipal Manoelito Guimarães, no Ancuri

A Secretaria Municipal da Educação (SME) lançou, nesta quinta-feira (17/03), na EM Manoelito Guimarães, no Ancuri, o plano de ações de prevenção e combate ao mosquito , que serão desenvolvidas pelas unidades da Rede de Ensino, dentro do projeto Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes. A iniciativa faz parte do Plano Municipal de Enfrentamento às Arboviroses, lançado no início de março pelo prefeito Sarto.

O Selo Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes tem o objetivo de fomentar a participação das crianças, adolescentes, educadores e sociedade civil nas ações de mobilização, conscientização e prevenção. As atividades também estimulam o protagonismo estudantil, valorizam os conteúdos trabalhados em sala de aula e fortalecem a integração com a comunidade em geral.

Para Letycia Sophia, aluna do 4º ano da EM Manoelito Guimarães, que participou de apresentação de teatro de fantoches sobre o combate ao Aedes durante a solenidade desta manhã, as informações de prevenção obtidas na escola são muito importantes e poderão ser compartilhadas com a família. “Vou passar para meu pai, minha mãe e irmã a importância de cuidar da nossa casa, mantendo livre do mosquito e evitando que eles fiquem doentes”, explicou a aluna.

"Como boa parte dos criadouros do mosquito estão no âmbito intradomiciliar, nós precisamos unir forças para que a informação chegue nesses locais. E as crianças são fortes multiplicadoras neste sentido. Para elas é muito divertido, pois absorvem rapidamente e aplicam em casa com a família", pontuou Aline Gouveia, secretária adjunta da SMS, ressaltando o importante papel das unidades escolares nas ações de enfrentamento ao Aedes.

Para a edição 2022 do Selo, todas as unidades da Rede Municipal (escolas, Centros de Educação Infantil e Creches Parceiras) estão automaticamente inscritas. Com isso, a próxima etapa é apresentar a documentação e o plano das ações, conforme edital de regulamento.

Aluno lendo cartilha sobre combate ao Aedes
O objetivo é fomentar a participação da comunidade escolar nas ações de mobilização, conscientização e prevenção ao mosquito

Dentro das ações previstas no edital e que devem ser executadas pelas unidades participantes, de abril a outubro, estão: a criação de brigadas juvenis; realização da operação “Quarteirão Limpo, Vida Saudável’; preenchimento da plataforma do Sistema Educação contra o Aedes com o resultado da inspeção realizada no prédio da unidade no “Dia D”, realizado às quartas feiras - averiguação de caixa d’água, bebedouros, calhas, entre outros espaços e itens definidos pelo check list do sistema -; implementação do Projeto Detetives Contra o Aedes nas escolas que possuem 4º ano do Ensino Fundamental; entre outras.

“Esse é um momento para deixarmos essa mensagem de sensibilização, motivação e de chamado à nossa comunidade escolar para o combate ao mosquito Aedes, evitando assim a dengue, chikungunya e zika. Vamos mobilizar e engajar todos nas ações que realizaremos neste ano, que já fazem parte da rotina curricular e do dia a dia na escola, conforme participação nas edições passadas do Selo. As unidades educacionais da rede privada e da Rede Estadual também serão convidadas a somar conosco e participarem da ação”, destacou a secretária da Educação, Dalila Saldanha.

Para obtenção do Selo Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes, as escolas ou instituições educacionais apresentarão portfólio com comprovação da realização das atividades e serão avaliadas por meio de indicadores quantitativos e qualitativos relacionados com os eixos: avaliação de Impacto; avaliação das Ações Estratégicas realizadas internamente e de Participação Social no perímetro de uma quadra; e avaliação das ações de monitoramento realizadas pela Brigada Quarteirão Limpo, Vida Segura.