Identidade visual do Selo Municipal
Na edição de 2019 foram inscritas 569 unidades escolares, sendo 363 contempladas com o Selo

A Secretaria Municipal da Educação (SME) entrega nesta quarta-feira (12/02), às 14h, na Academia do Professor Darcy Ribeiro, o Selo Escola Amiga da Saúde 2019 para 363 escolas da Rede Municipal de Ensino. Na ocasião, também haverá o lançamento do plano de ações de prevenção e combate às arboviroses, que será executado pelas unidades de ensino ao longo de 2020. A solenidade contará com a participação da secretária da Educação, Dalila Saldanha.

O Selo Escola Amiga da Saúde, realizado em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), tem como objetivo fomentar a participação de alunos, pais, professores e toda a comunidade escolar, dos seis Distritos da Educação, nas ações de mobilização, conscientização e prevenção às arboviroses. Além do caráter preventivo e de promoção da saúde, as iniciativas também estimulam o protagonismo estudantil, valorizam os conteúdos trabalhados em sala de aula e fortalecem a integração com a comunidade em geral.

A comenda é também uma forma de reconhecer e divulgar as melhores iniciativas e trabalhos artísticos e culturais produzidos pelos alunos e educadores envolvidos nas ações do município de Fortaleza.

Na edição de 2019 foram inscritas 569 unidades escolares, sendo 363 contempladas com o Selo. Em 2018, foram 468 inscrições e 323 escolas receberam a homenagem. Já em 2017, a ação contou com 334 escolas inscritas, das quais 137 receberam o Selo.

Serviço:
Entrega do Selo Escola Amiga da Saúde para unidades da Rede Municipal
Data: 12/02 (quarta-feira)
Horário: 14h
Local: Academia do Professor Darcy Ribeiro (Rua Dona Leopoldina, 907 - Centro)

Publicado em Educação
mulher mostra um cartaz para uma criança
Exposição educativa do ciclo biológico do mosquito faz parte do mutirão

O primeiro mutirão da Operação Inverno 2020 da Prefeitura de Fortaleza ocorre nesta sexta-feira (18/10), das 8h às 12h, no bairro Mondubim (Regional V). A ação da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) antecede o período da quadra chuvosa de 2020 com o objetivo de intensificar a prevenção e o controle das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti e envolverá 1.200 profissionais da Vigilância Ambiental de Fortaleza, que irão realizar visitas domiciliares em um raio de 179 quarteirões.

A concentração está programada para iniciar no Cuca Mondubim, com exposição educativa do ciclo biológico do mosquito. Haverá ainda teatro de fantoche na escola municipal Maria Bezerra Quevedo, divulgação de panfletos e abordagem dialogada. Está prevista fiscalização sanitária em pontos estratégicos, integrada com a Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), e desratização, dentre outros serviços.

Até dezembro, estão previstos ainda quatro mutirões municipais nos bairros com histórico de casos de arboviroses e 25 mutirões regionais. Serão realizadas cerca de 700 mil visitas domiciliares, exposições educativas, inspeção semanal nos postos de saúde e recolhimento de resíduos sólidos. A operação quintal limpo vai percorrer 30 bairros selecionados. O próximo mutirão está marcado para o dia 31 de outubro, no bairro Serrinha (Regional IV).

De janeiro a setembro, ocorreram 1.498.637 visitas domiciliares e 32.517 focos foram eliminados. A inspeção em pontos estratégicos chegou à marca de 23.246, além do recolhimento de 920 toneladas de resíduos sólidos. O fumacê pulverizou inseticida em 6.456 quarteirões.

Serviço
Mutirão da Operação Inverno 2020
Data: 18/10 (sexta-feira)
Horário: a partir das 8h
Local: Cuca Mondubim - concentração (Rua Marlúcia, s/n)

Publicado em Saúde
comitearbovirose
O evento contou com a presença de representantes das secretarias municipais e entidades governamentais

A Prefeitura de Fortaleza apresentou as estratégias da Operação Inverno 2020, que tem o objetivo de prevenir e sensibilizar a população para com os cuidados contra o mosquito, dificultando assim, a proliferação do vetor. A apresentação ocorreu na 41º reunião do Comitê Intersetorial de Enfrentamento as Arboviroses, coordenada pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), nesta quinta-feira (26/09), no Paço Municipal.

A abertura contou com a presença da secretaria da Saúde, Joana Maciel, que reforçou o trabalho realizado pelo comitê intersetorial com resultados positivos em relação aos anos anteriores, mas, registrou a preocupação com o cenário nacional que apresentou um aumento de 264% nos casos de dengue em todo o País, enquanto Fortaleza está num cenário oposto. “Precisamos arregaçar as mangas e não podemos baixar a guarda, vamos continuar somando esforços para vencer mais essa batalha”, pontuou. Ela ainda disse que “é nosso papel lembrar a população da importância de continuar em alerta e não deixar o vetor se proliferar”.

Para o coordenador de vigilância em saúde de Fortaleza, Nélio Moraes, as ações têm um caráter preventivo e educativo para população da Capital. “A Operação Inverno tem como objetivo principal reduzir os criadouros dos mosquitos Aedes, antes da chegada das chuvas, que historicamente, é o período de maior incidência de casos de dengue, zika e chikungunya”, destacou.

As ações irão começar em outubro com uma força tarefa de 1.203 pessoas envolvidas, entre agentes de endemias, educadores em saúde e mobilização social, e, técnicos de laboratório de entomologia. Dentre as atividades programas estão cinco mutirões municipais nos bairros com histórico de casos de arboviroses e 25 mutirões regionais, cerca de 700 mil visitas domiciliares, exposições educativas, operação quintal limpo em 30 bairros selecionados, inspeção semanal nos postos de saúde, recolhimento de resíduos sólidos, dentre outros.

De janeiro a setembro, já foram realizados 1.498.637 visitas domiciliares, 32.517 focos eliminados. A inspeção em pontos estratégicos chegou à marca de 23.246, além do recolhimento de 920 toneladas de resíduos sólidos. O fumacê pulverizou inseticida em 6.456 quarteirões.

O evento contou com a presença de representantes das secretarias municipais de Educação, da Conservação e Serviços Públicos, de Urbanismo e Meio Ambiente e da Agência de Fiscalização de Fortaleza, bem como o Sindicato dos Taxistas e entidades não governamentais.

Publicado em Saúde
acaoeducativa
Serão realizadas palestras, blitz educativas, distribuição de material informativo e afixação de cartazes

A Prefeitura de Fortaleza promove ações de conscientização no combate ao Aedes aegypti durante o período de férias na Capital. Como parte da programação, os agentes do Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social (Nesms) da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) realizam, nesta quarta-feira (17/07), a partir das 8h, uma abordagem educativa com a distribuição de panfletos em barracas da Praia do Futuro.

Durante toda a semana, as atividades acontecem, também, em feiras livres, barracas de praia, praças, shopping centers, terminal do Papicu, corredores comerciais, praças, Cuca Mondubim, Avenida Beira Mar e Terminal Rodoviário Engenheiro João Thomé. Na oportunidade, serão realizadas palestras, blitze educativas, distribuição de material informativo e afixação de cartazes.

Para a coordenadora do Nesms, Cilene Chaves, as atividades têm o objetivo de conscientizar a população para os cuidados com o mosquito. “Temos no período de férias um grande fluxo de pessoas, além do próprio fortalezense, sendo uma oportunidade de conscientizar esse público sobre os cuidados a serem adotados contra o mosquito transmissor de Dengue, Zika e Chikungunya”, informou Cilene.

A programação acontece em bairros como Centro, Praia de Iracema. Jardim Iracema, Cristo Redentor, Álvaro Weyne, Vila Velha, Cidade 2000, Praia do Futuro, Papicu, Padre Andrade, Olavo Oliveira, Antônio Bezerrra, Autran Nunes, Demócrito Rocha, Fátima, Serrinha, Mondubim, Messejana e Jardim das Oliveiras.

 

Publicado em Saúde
Operação Quintal Limpo
Durante dois dias, educadores e agentes de endemias percorreram residências de 13 quarteirões

A Prefeitura Municipal de Fortaleza encerra, nesta quarta-feira (26/06), a Operação Quintal Limpo, realizada nos bairros Pirambu e Cristo Redentor, da Regional I. A ação faz parte das estratégias adotadas pelo Comitê Intersetorial de Combate às Arboviroses, criado em 2017 contra o Aedes aegypti, com participação das secretarias e autarquias municipais, que desenvolve também iniciativas como “Selo Escola Amiga da Saúde”, “Detetive Marcelinho contra Aedes” e “Senhora Faxina”.

A Operação teve início na segunda-feira (24/06), com coordenação do Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social (NESMS) da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). Durante dois dias, educadores e agentes de endemias percorreram residências de 13 quarteirões, alertando os fortalezenses quanto aos riscos de armazenamento de depósitos em quintais, que podem se tornar criadouros do mosquito. Além das caixas d’água, baldes utilizados para armazenar água e lixo acumulado nos quintais podem facilitar a reprodução do transmissor da dengue, zika e chikungunya.

De acordo com o último Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRAa), a situação de infestação do mosquito preocupa em 10 dos 119 bairros, com focos localizados em áreas das Regionais I, V e VI. O relatório também apontou a circulação de sorotipo DENV-2 em cinco bairros da Capital, que não registrava esse tipo de vírus desde 2008. Na próxima sexta-feira (28/06), um mutirão municipal de combate às arboviroses será conduzido no bairro Jangurussu, na Regional VI, a partir do Cuca Jangurussu.

Serviço
Operação Quintal Limpo
Data: 26/06 (quarta-feira)
Hora: 8 às 12 horas
Local: Bairros Cristo Redentor e Pirambu

Outras informações com a Assessoria de Comunicação da SMS pelo telefone: 3452-6609.

 

Publicado em Saúde

A Secretaria Municipal da Educação (SME) de Fortaleza, em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), entrega, nesta quinta-feira (25/04), às 14h, na Escola Municipal Reitor Martins Filho, na Granja Portugal (Distrito 5), o Selo Escola Amiga da Saúde 2018 para 323 escolas da Rede Municipal. Na ocasião, também haverá o lançamento do plano de ações de prevenção e combate às arboviroses que será executado na Rede em 2019.

O Selo Escola Amiga da Saúde tem como objetivo fomentar a participação das crianças, adolescentes, educadores e sociedade civil nas ações de mobilização, conscientização e prevenção às arboviroses, reconhecendo e divulgando as melhores iniciativas e trabalhos artísticos e culturais produzidos pelos alunos e educadores envolvidos nas ações de combate às arboviroses no município de Fortaleza.

Para adquirir o selo, foram inscritas 468 unidades escolares da Rede Municipal, distribuídas pelos seis Distritos de Educação em 2018. Em 2017, foram 334 inscrições e 137 escolas contempladas com o selo. As atividades envolvem alunos, pais, professores e toda a comunidade escolar.

As iniciativas desenvolvidas nas escolas, além do caráter preventivo e de promoção da saúde, também estimulam o protagonismo estudantil, valorizam os conteúdos trabalhados em sala de aula e fortalecem a integração com a comunidade em geral.

Serviço
Entrega Selo Escola Amiga da Saúde para unidades da Rede Municipal
Data: 25/04 (quinta-feira)
Horário: 14h
Local: Escola Municipal Reitor Martins Filho, no bairro Granja Portugal (Endereço: Rua Teodoro de Castro, 1109 - Granja Portugal)

Publicado em Educação
capacitaçaoestacoesdisseminadoras
Os Agentes de Combate às Endemias (ACE) e os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) foram capacitados para utilizar as técnicas e começam a visitar as casas para a instalação das EDs nesta quarta-feira, 20

A Prefeitura de Fortaleza, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), começa, nesta quarta-feira (20/02), a partir das 8h, a instalação das Estações Disseminadoras (EDs) de Larvicida, que vão ajudar no trabalho de combate ao mosquito da dengue no Município. A técnica consiste na utilização do próprio mosquito para disseminar potenciais criadouros.

Para isso, durante todo dia de hoje (18), 27 Agentes de Combate às Endemias (ACE) e 25 Agentes Comunitários de Saúde (ACS) voluntários, do bairro São João do Tauape, na Regional II, foram capacitados para utilizar as técnicas e começam a visitar as casas para a instalação das EDs. Serão instaladas 1.000 estações no bairro, enquanto o bairro Álvaro Weyne, na Regional I, será utilizado como parâmetro de controle para o projeto.

“Os estudos foram realizados junto a Fiocruz de análise dos bairros de áreas estratégica”, explica o coordenador de Vigilância em Saúde de Fortaleza, Nélio Moraes, sobre a escolha do bairro que receberá a intervenção. Ele ressalta que 80% dos focos dos mosquitos estão nas residências, por isso a necessidade da consciência de cidadania e participação da população colaborando nessa estratégia.

As Estações Disseminadoras de Larvicidas são confeccionadas utilizando um recipiente de plástico, um pedaço de pano, água e 5g do pesticida Pyriproxyfen. O pesticida, originalmente em pó, é diluído em água até formar uma massa que possa ser distribuída com um pincel. Depois disso, esta massa é espalhada de forma homogênea sobre o pano, que está preso ao redor do recipiente com água.

De acordo com o coordenador da Fundação Osvaldo Cruz de Manaus e idealizador do projeto, Joaquim Cortez, o intuito é que o mosquito, ao pousar no pano, fique com o produto nas patas, levando-o então para os criadouros. Ele explica que "o produto age sobre as larvas, que mesmo chegando à fase de pupa, não se transformam em mosquitos adultos capazes de se reproduzir. Além disso, o Pyriproxyfen também afeta o mosquito já completamente desenvolvido, diminuindo sua capacidade de pôr ovos e fazendo com que, dos que são postos, 80% não chegue a se transformar em larva".

A metodologia é uma parceria com o Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Manaus/Ministério da Saúde). O pestiscida já foi usado, com sucesso, no Peru. A partir desta experiência que os pesquisadores da Fiocruz Manaus resolveram desenvolver este sistema para ser implementado no Brasil. O projeto apresentou bons resultados em Manaus e Manacapura, no Amazonas, com uma redução de 95% na quantidade de mosquitos imaturos.

Serviço
Instalação das Estações Disseminadoras (EDs) de Larvicidas no bairro São João do Tauape
Data: 20/03
Hora: a partir das 8h
Local de encontro: Posto de Saúde Irmã Hercília Aragão
Endereço: Rua Frei Vidal, 1821 - São João do Tauape

Publicado em Saúde
Exposição do ciclo do mosquito Aedes
Em 2018 foram realizadas 37 mil e 500 abordagens educativas, atingindo mais de meio milhão de pessoas.

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Célula de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), tem promovido ações educativas de combate ao Aedes aegypti em diversos bairros da capital. Nesta sexta-feira (25/01) o trabalho acontece nas barracas da Praia do Futuro, às 10 horas, e "Feirinha da Beira Mar", às 15 horas. A programação acontece desde o início da semana e já realizou atividades nas seis Regionais, envolvendo a população dos bairros como Vila Velha, Jacarecanga, Vicente Pinzón, Papicu, Praia do Futuro, Meireles, Quintino Cunha, Antônio Bezerra, Henrique Jorge, Montese, Democrito Rocha, Mondubim e Messejana. 

Durante a programação, os educadores do Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social (Nesms) da SMS promovem blitz educativas em avenidas, exposição do ciclo biológico do vetor, afixação de cartazes em pontos estratégicos dos bairros visitados, distribuição e panfletagem de material informativo sobre dengue, zika vírus e chikungunya, além do incentivo de formação de brigadas em estabelecimentos públicos e privados.

Para a coordenadora do Nesms, Cilene Chaves, o período de férias acaba sendo uma oportunidade de conscientizar a população e os turistas sobre os cuidados com o mosquito. “Nesse período, intensificamos ações em praças, centros comerciais e pontos turísticos da capital com o objetivo de alertar a população para os possíveis criadouros do mosquito. A cada 10 focos encontrados, oito estão localizados nas residências. A participação da população é muito importante nesse momento”, reforçou.

No ano passado, os esforços promovidos pelo Comitê Intersetorial Municipal de Enfrentamento das Arboviroses conseguiu reduzir em 97,7% o número de casos de arboviroses. Foram realizadas 2.233.089 visitas domiciliares para controle focal, que possibilitaram eliminação de 36 mil focos do vetor, inspeção em 29.869 pontos estratégicos, 789 ações de fiscalização sanitária em parceria com a AGEFIS, 6.142 inspeções em imóveis de grande fluxo e 2.155 visitas por demanda da população. Entre as abordagens educativas, foram registradas 37.494 operações atingindo diretamente 583.572 pessoas.

Serviço
Ações educativas contra o Aedes Aegypti
Data: sexta-feira (25/01)
Hora: a partir de 10h
Local: Barracas da Praia do Futuro (Av. Clóvis Arrais Maia, 4930 - Praia do Futuro / Concentração na Barraca do Chico do Caranguejo)

Publicado em Saúde

O município de Fortaleza foi destaque no XVII Congresso das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará, realizado pelo Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems/CE), no município de Iguatu, entre os dias 23 e 25 de maio. Na ocasião, a Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza, por meio da Coordenadoria de Vigilância em Saúde, conquistou o segundo lugar na categoria Atenção e Vigilância em Saúde, da Mostra “Ceará, Aqui tem SUS”, com o trabalho “Atuação e respostas do Comitê Intersetorial de Controle das Arboviroses no município de Fortaleza no ano de 2017”.

O trabalho apresentado aborda a atuação do Comitê Intersetorial e o impacto de suas ações na prevenção e controle do Aedes aegypti e, consequentemente, na redução do número de casos de arboviroses – dengue, zika e chikungunya. Entre as ações, destacam-se o “Selo Escola Amiga da Saúde” e “Detetive Marcelinho contra Aedes”, desenvolvidas em parceria com a Secretaria Municipal da Educação (SME); “Senhora Faxina”, projeto pioneiro da Secretaria Regional I, envolvendo mais de 12.000 idosos; a “Estratégia Dia D” de combate ao mosquito que envolveu diversas secretarias e instituições; a instituição de brigadas, Operação Quintal Limpo e atividades educativas.

A Mostra “Ceará, Aqui tem SUS” contou com a inscrição de 139 trabalhos no total. Destes, 99 foram aprovados e apresentados no Congresso no Cosems/CE. Na temática de Atenção e Vigilância em Saúde foram apresentados 20 trabalhos. Além da premiação, Fortaleza participou do evento com a disponibilização de um estande que apresentou aos congressistas as principais ações do município na área da saúde, com destaque para o combate ao Aedes aegypti.

O Congresso do Cosems/CE reuniu cerca de 600 participantes, entre técnicos, gestores, governantes, representantes do Executivo e Legislativo, do controle social, entre outros participantes, na discussão da pauta atual da saúde e os rumos da área no futuro, por meio de rica programação com palestrantes locais e nacionais. Neste ano, o tema central do evento foi “Gestão e Planejamento na Saúde”, onde foram abordados assuntos como financiamento, sistemas de informações, controle interno e externo, execução financeira, entre outros pontos em destaque na gestão pública.

Publicado em Saúde
Agente de Endemias realizando vistoria de imóvel
A realização do mutirão neste momento é estratégica, pois antecede os meses de abril e maio, período em que o registro de arboviroses é maior

A Prefeitura de Fortaleza realiza, nesta sexta-feira (16/03), mutirão com foco no combate ao Aedes aegypti, no bairro Bom Jardim. A atividade iniciará às 8h, com concentração na Praça Santo Amaro. A realização do mutirão neste momento é estratégica, pois antecede os meses de abril e maio, período em que o registro de casos de arboviroses - dengue, zika e chikungunya - é maior.

Ao longo da manhã, serão realizadas apresentações culturais e exposição educativa sobre o ciclo evolutivo do mosquito. Serão realizados também serviços de capinação, limpeza e recolhimento de pneus e outros objetos que são possíveis criadouros para o mosquito, e distribuídos sacos para o recolhimento do lixo.

Além das atividades desenvolvidas na Praça, os profissionais da Prefeitura vão desenvolver ações de tratamento focal, de controle químico e de mobilização e educação nas casas dos moradores dessa região, fazendo a identificação e a eliminação de criadouros, como também a aplicação de larvicidas; realizando a aspersão de inseticidas por meio das bombas costais; e buscando sensibilizar a população sobre a importância de cada pessoa cuidar do seu espaço. Além disso, haverá uma intensificação das brigadas de combate ao Aedes e do trabalho educativo, através de orientações, distribuição de materiais informativos e fixação de cartazes.

A operação é intersetorial e envolve, além da Secretaria Municipal da Saúde, equipes da Secretaria Regional V, Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente, Secretaria Municipal de Educação, Secretaria de Conservação e Serviços Públicos, Agência de Fiscalização de Fortaleza e Ecofor.

O Bom Jardim possui é um bairro que apresentou números significativos das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti nos últimos anos. Em 2017, foram confirmados 652 casos de dengue e 3197 de chikungunya. Neste ano, a área contabiliza três casos notificados de dengue e nove de chikungunya, de acordo com o Boletim Epidemiológico da SMS, divulgado na última sexta-feira (09/03).

A escolha dos locais que recebem os mutirões realizados pela Prefeitura é feita a partir de critérios epidemiológicos e entomológicos. Estas áreas apresentaram, nos últimos cinco anos, maior carga de transmissão de dengue, zika e chikungunya. O próximo bairro que receberá o mutirão de combate ao mosquito Aedes é o Mondubim.

Serviço
Mutirão de combate ao Aedes aegypti no bairro Bom Jardim
Data: Sexta-feira (16/03)
Horário: 8h
Local: Praça Santo Amaro - Rua Maria Júlia com Rua Pedro Martins, Bom Jardim

Publicado em Saúde
Página 1 de 3