28 de abril de 2022 em Educação

Publicação internacional destaca impactos positivos das Escolas de Tempo Integral em Fortaleza

Artigo do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) ressalta o potencial das ETIs para melhorar significativamente os resultados dos alunos


Escolas de Tempo Integral
O investimento em escolas de tempo integral tem sido uma prioridade do Município nos últimos anos

A implantação das Escolas de Tempo Integral da Rede Municipal de Fortaleza e seu impacto positivo no aprendizado dos alunos ganharam destaque em artigo internacional publicado pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). Intitulado “What a difference a full day makes: Evidence from new schools in Fortaleza” (Que diferença faz um dia inteiro: evidências de novas escolas em Fortaleza), o documento analisa como a ampliação da jornada escolar impacta positivamente no rendimento em avaliações e amplia a perspectiva de continuidade dos estudos.

De acordo com o artigo, estudar em uma Escola de Tempo Integral aumenta a permanência nos estudos e o número de alunos que concluem o Ensino Fundamental. Além disso, estar em uma escola da modalidade leva a pontuações mais altas em testes padronizados em matemática no final desta etapa de ensino. Os resultados, de acordo com os autores, destacam o potencial das ETIs para melhorar significativamente os resultados dos alunos.

Conforme o estudo, as matrículas em ETIs aumentam a probabilidade de progressão pontual para a 7ª série em 14 pontos percentuais. Para as séries 8 e 9, esse aumento é de 16 e 9 pontos percentuais, respectivamente. Além disso, o estudo mostra que os alunos admitidos em uma ETI são 11 pontos percentuais mais propensos a se formar a tempo no ensino médio. Em uma comparação, 47% dos alunos regulares se formam no prazo.

Ainda segundo o artigo, essa maior probabilidade de se formar a tempo é em razão da menor taxa de evasão. Em termos de aprendizado, o artigo descobriu que os alunos das ETIs têm média 11 pontos maior (ou cerca de 0,22 desvios padrão (DP)) nas notas dos testes de matemática. Em contraste, não foi observado um efeito nas pontuações dos testes de alfabetização. O estudo afirma, ainda, que mais pesquisas são necessárias para entender melhor a complementaridade entre o tempo de instrução adicional e outros insumos escolares.

Escolas de Tempo Integral
Fortaleza é destaque nacional, sendo a capital brasileira com maior cobertura de matrículas em tempo integral

Percepções na prática

Para Pedro Afonso da Silva, aluno do 9º ano da ETI Maria da Hora, no Autran Nunes, estar mais tempo na unidade escolar amplia as oportunidades. “Aqui nós desenvolvemos nossa criatividade, nosso aprender e também a socialização. Temos também acesso a equipamentos diferenciados e bons profissionais. Esta escola possibilita muitas oportunidades, de ter um futuro melhor, além nos preparar para as dificuldades que a vida adulta pode trazer, assim como para o vestibular, o Enem”, ressalta o estudante.

“Os alunos da ETI têm uma maior percepção da importância de seu estudo e de seu futuro. Com os diversificados projetos que temos aqui, compreendemos melhor que o futuro depende de nós, que devemos construí-lo, além de temos também maior autonomia nos estudos. Os profissionais nos ajudam a crescer como estudantes e pessoas”, reflete a estudante Emily Ohana, do 8º ano da ETI Laís Rodrigues de Almeida, no Curió.

Compromisso pela ampliação

De acordo com o prefeito José Sarto, o investimento em escolas de tempo integral tem sido uma prioridade do Município nos últimos anos e o objetivo é continuar expandindo a oferta de vagas nessa modalidade de ensino em Fortaleza.

“A pesquisa confirma que estamos no caminho certo, investindo e avançando cada vez mais no ensino de tempo integral, transformando as vidas de nossas crianças e adolescentes. Nosso compromisso é seguir avançando, pois isso se traduz em melhor aprendizagem e mais oportunidades para esses jovens no futuro. Neste ano, entregamos duas novas escolas de tempo integral em bairros da periferia de Fortaleza, uma no Vila Velha e outra no Autran Nunes. São escolas muito bem equipadas, com um corpo docente preparado e comprometido com a qualidade de ensino”, afirmou o prefeito.

Atualmente, a Rede Municipal de Fortaleza conta com 31 Escolas de Tempo Integral - duas destas unidades devem ser inauguradas em breve e já estão, inclusive, com alunos matriculados. Com isso, o munícipio contabiliza 12.324 alunos matriculados em escolas da modalidade. Somente este ano, foram inauguradas duas novas unidades, localizadas nos bairros Vila Velha e Autran Nunes. Ao todo, 7 ETIs estão em construção e outras em planejamento. Reafirmando o compromisso de expandir a educação em tempo integral, até o final da gestão do Prefeito Sarto, Fortaleza contará com 50 ETIs.

Escolas de Tempo Integral em Fortaleza
Nas escolas de tempo integral, os estudantes vivenciam rotinas e práticas para uma formação interdisciplinar

Formação interdisciplinar

Nas escolas de tempo integral, os estudantes vivenciam rotinas e práticas para uma formação interdisciplinar, com o apoio de equipes pedagógicas de formação especializada. Na rotina, os alunos contam com três refeições diárias e disciplinas que pautam temas como protagonismo e projeto de vida, disciplinas eletivas escolhidas por professores e alunos, e atividades laboratoriais de Informática, Biologia, Química, Física e Matemática.

"É um compromisso nosso entregar escolas nessa desenvoltura, estrutura e projeto pedagógico que têm transformado a vida dos nossos jovens. Hoje, Fortaleza é conhecida como a capital com maior número de matrículas em tempo integral. O ensino integral é o caminho para transformar a vida dos jovens, prevenir da violência e tornar o futuro melhor. E a nossa proposta pedagógica valoriza o desenvolvimento integral das nossas crianças, com projeto de vida a partir do 6º ano ", destaca a secretária da Educação, Dalila Saldanha.

Cada unidade, que atende cerca de 420 alunos, 7h30 às 16h, dispõe de salas de aulas temáticas, laboratórios, biblioteca, cozinha, refeitório, auditório, salas administrativas, pátio com projeto paisagístico, ginásio, com quadra poliesportiva coberta, arquibancadas e vestiários.

Política de tempo integral

Com foco na promoção de um educação integral e integrada e na ampliação da jornada escolar para fortalecer o aprendizado dos alunos, além das Escolas de Tempo Integral, a Prefeitura de Fortaleza oferta o atendimento integral por meio do Centros de Educação Infantil (CEI) e do Programa de Fortalecimento da Aprendizagem.

Com isso, Fortaleza é destaque nacional, sendo a capital brasileira com maior cobertura de matrículas em tempo integral. Atualmente, de acordo com dados gerenciais da Secretaria Municipal da Educação (SME), 57,9% dos alunos da rede pública estão matriculados nesta modalidade, um total de 137.762 estudantes.

Pelos dados do Censo Escolar da Educação Básica 2020, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Fortaleza superou Curitiba, que ficou em 2º lugar com cobertura de 41,6%, e Rio de Janeiro, que registrou a marca de 33,2% de matrículas em Tempo Integral.

A capital cearense já havia sido reconhecida como maior cobertura no País no Censo Escolar 2019, quando possuía 41,4% (86.438) dos alunos matriculados em Tempo Integral.

Publicação internacional destaca impactos positivos das Escolas de Tempo Integral em Fortaleza

Artigo do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) ressalta o potencial das ETIs para melhorar significativamente os resultados dos alunos

Escolas de Tempo Integral
O investimento em escolas de tempo integral tem sido uma prioridade do Município nos últimos anos

A implantação das Escolas de Tempo Integral da Rede Municipal de Fortaleza e seu impacto positivo no aprendizado dos alunos ganharam destaque em artigo internacional publicado pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). Intitulado “What a difference a full day makes: Evidence from new schools in Fortaleza” (Que diferença faz um dia inteiro: evidências de novas escolas em Fortaleza), o documento analisa como a ampliação da jornada escolar impacta positivamente no rendimento em avaliações e amplia a perspectiva de continuidade dos estudos.

De acordo com o artigo, estudar em uma Escola de Tempo Integral aumenta a permanência nos estudos e o número de alunos que concluem o Ensino Fundamental. Além disso, estar em uma escola da modalidade leva a pontuações mais altas em testes padronizados em matemática no final desta etapa de ensino. Os resultados, de acordo com os autores, destacam o potencial das ETIs para melhorar significativamente os resultados dos alunos.

Conforme o estudo, as matrículas em ETIs aumentam a probabilidade de progressão pontual para a 7ª série em 14 pontos percentuais. Para as séries 8 e 9, esse aumento é de 16 e 9 pontos percentuais, respectivamente. Além disso, o estudo mostra que os alunos admitidos em uma ETI são 11 pontos percentuais mais propensos a se formar a tempo no ensino médio. Em uma comparação, 47% dos alunos regulares se formam no prazo.

Ainda segundo o artigo, essa maior probabilidade de se formar a tempo é em razão da menor taxa de evasão. Em termos de aprendizado, o artigo descobriu que os alunos das ETIs têm média 11 pontos maior (ou cerca de 0,22 desvios padrão (DP)) nas notas dos testes de matemática. Em contraste, não foi observado um efeito nas pontuações dos testes de alfabetização. O estudo afirma, ainda, que mais pesquisas são necessárias para entender melhor a complementaridade entre o tempo de instrução adicional e outros insumos escolares.

Escolas de Tempo Integral
Fortaleza é destaque nacional, sendo a capital brasileira com maior cobertura de matrículas em tempo integral

Percepções na prática

Para Pedro Afonso da Silva, aluno do 9º ano da ETI Maria da Hora, no Autran Nunes, estar mais tempo na unidade escolar amplia as oportunidades. “Aqui nós desenvolvemos nossa criatividade, nosso aprender e também a socialização. Temos também acesso a equipamentos diferenciados e bons profissionais. Esta escola possibilita muitas oportunidades, de ter um futuro melhor, além nos preparar para as dificuldades que a vida adulta pode trazer, assim como para o vestibular, o Enem”, ressalta o estudante.

“Os alunos da ETI têm uma maior percepção da importância de seu estudo e de seu futuro. Com os diversificados projetos que temos aqui, compreendemos melhor que o futuro depende de nós, que devemos construí-lo, além de temos também maior autonomia nos estudos. Os profissionais nos ajudam a crescer como estudantes e pessoas”, reflete a estudante Emily Ohana, do 8º ano da ETI Laís Rodrigues de Almeida, no Curió.

Compromisso pela ampliação

De acordo com o prefeito José Sarto, o investimento em escolas de tempo integral tem sido uma prioridade do Município nos últimos anos e o objetivo é continuar expandindo a oferta de vagas nessa modalidade de ensino em Fortaleza.

“A pesquisa confirma que estamos no caminho certo, investindo e avançando cada vez mais no ensino de tempo integral, transformando as vidas de nossas crianças e adolescentes. Nosso compromisso é seguir avançando, pois isso se traduz em melhor aprendizagem e mais oportunidades para esses jovens no futuro. Neste ano, entregamos duas novas escolas de tempo integral em bairros da periferia de Fortaleza, uma no Vila Velha e outra no Autran Nunes. São escolas muito bem equipadas, com um corpo docente preparado e comprometido com a qualidade de ensino”, afirmou o prefeito.

Atualmente, a Rede Municipal de Fortaleza conta com 31 Escolas de Tempo Integral - duas destas unidades devem ser inauguradas em breve e já estão, inclusive, com alunos matriculados. Com isso, o munícipio contabiliza 12.324 alunos matriculados em escolas da modalidade. Somente este ano, foram inauguradas duas novas unidades, localizadas nos bairros Vila Velha e Autran Nunes. Ao todo, 7 ETIs estão em construção e outras em planejamento. Reafirmando o compromisso de expandir a educação em tempo integral, até o final da gestão do Prefeito Sarto, Fortaleza contará com 50 ETIs.

Escolas de Tempo Integral em Fortaleza
Nas escolas de tempo integral, os estudantes vivenciam rotinas e práticas para uma formação interdisciplinar

Formação interdisciplinar

Nas escolas de tempo integral, os estudantes vivenciam rotinas e práticas para uma formação interdisciplinar, com o apoio de equipes pedagógicas de formação especializada. Na rotina, os alunos contam com três refeições diárias e disciplinas que pautam temas como protagonismo e projeto de vida, disciplinas eletivas escolhidas por professores e alunos, e atividades laboratoriais de Informática, Biologia, Química, Física e Matemática.

"É um compromisso nosso entregar escolas nessa desenvoltura, estrutura e projeto pedagógico que têm transformado a vida dos nossos jovens. Hoje, Fortaleza é conhecida como a capital com maior número de matrículas em tempo integral. O ensino integral é o caminho para transformar a vida dos jovens, prevenir da violência e tornar o futuro melhor. E a nossa proposta pedagógica valoriza o desenvolvimento integral das nossas crianças, com projeto de vida a partir do 6º ano ", destaca a secretária da Educação, Dalila Saldanha.

Cada unidade, que atende cerca de 420 alunos, 7h30 às 16h, dispõe de salas de aulas temáticas, laboratórios, biblioteca, cozinha, refeitório, auditório, salas administrativas, pátio com projeto paisagístico, ginásio, com quadra poliesportiva coberta, arquibancadas e vestiários.

Política de tempo integral

Com foco na promoção de um educação integral e integrada e na ampliação da jornada escolar para fortalecer o aprendizado dos alunos, além das Escolas de Tempo Integral, a Prefeitura de Fortaleza oferta o atendimento integral por meio do Centros de Educação Infantil (CEI) e do Programa de Fortalecimento da Aprendizagem.

Com isso, Fortaleza é destaque nacional, sendo a capital brasileira com maior cobertura de matrículas em tempo integral. Atualmente, de acordo com dados gerenciais da Secretaria Municipal da Educação (SME), 57,9% dos alunos da rede pública estão matriculados nesta modalidade, um total de 137.762 estudantes.

Pelos dados do Censo Escolar da Educação Básica 2020, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Fortaleza superou Curitiba, que ficou em 2º lugar com cobertura de 41,6%, e Rio de Janeiro, que registrou a marca de 33,2% de matrículas em Tempo Integral.

A capital cearense já havia sido reconhecida como maior cobertura no País no Censo Escolar 2019, quando possuía 41,4% (86.438) dos alunos matriculados em Tempo Integral.