Durante a reunião foi apresentada a pesquisa “Desenvolvimento Humano, por bairro, em Fortaleza”

Nesta quarta-feira, 26/2, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), realizou a segunda reunião do Fórum Municipal das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, na sede da secretaria. O encontro reuniu 32 entidades de apoio e representação do segmento, que discutiram as ações do município voltadas ao fomento do empreendedorismo na Cidade.


Durante a reunião, o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Robinson de Castro, ressaltou as ações do Programa de Empreendedorismo Sustentável (PES). “Estamos desenvolvendo uma política pública direcionada aos empreendedores. O PES vai beneficiar 30 mil empreendedores nos próximos três anos”, afirmou. O Programa promove ações de apoio aos microempreendedores, oferecendo oportunidades de formalização, concessão de microcrédito, capacitação gerencial, consultoria dos negócios, além de disponibilização de espaços para comercialização dos serviços e produtos.


A presidente da Rede de Incubadoras de Empresas do Ceará (RIC), Sueli Vasconcelos, parabenizou as ações da Prefeitura no fomento ao empreendedorismo. “Estamos acompanhando as ações da Prefeitura e o esforço para alavancar o empreendedorismo local. A nossa proposta é levarmos as tecnologias criadas nas instituições de ensino para as empresas”, informou.


Na ocasião, o assessor especial de Desenvolvimento Econômico da SDE, Eduardo Fontenele, apresentou a pesquisa “Desenvolvimento Humano, por bairro, em Fortaleza”. O estudo, inédito no município, analisa a situação do desenvolvimento humano em Fortaleza, com recorte geográfico dos bairros da capital, tendo como base os dados do Censo Demográfico realizado no ano de 2010.


Mais

O Fórum Municipal das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, criado por meio do Decreto nº13186, de 19 de julho de 2013, tem o objetivo de discutir, no âmbito municipal, temas e deliberações tratadas no Fórum Permanente Nacional das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte e, ao mesmo tempo, propor políticas públicas de apoio e interesse dos empreendedores. O Fórum acontece periodicamente, na última quarta-feira de cada mês.



 

Publicado em Economia

Os secretários da Cultura de Fortaleza, Magela Lima, da Coordenadoria de Juventude, Élcio Batista, e da Coordenadoria de Ciência, Tecnologia e Inovação, Tarcísio Pequeno, se reuniram, na tarde de sexta-feira (22) com a secretária da Economia Criativa do Ministério da Cultura (SEC/MinC), Cláudia Leitão. O encontro, que ocorreu no Paço Municipal, teve como centro das discussões as diretrizes e os projetos voltados à economia criativa realizados pelo MinC. Os secretários debateram a sua implantação e o seu desenvolvimento no Ceará e no Nordeste.

Criada em 1º de junho de 2012, pelo Decreto 7743, a Secretaria da Economia Criativa (SEC) é uma secretaria para os micro e pequenos empreendedores do setor criativo. “A gente acredita que existe uma camada de brasileiros e brasileiras que tem trabalhado com negócios, cujo a dimensão simbólica é muito importante. Então, é esse o nosso conceito de Economia Criativa. Nós fomos caminhando no sentido de dizer que nós não queremos o modelo de economia inglês, australiano ou chinês. A gente acredita que o Brasil tem tecnologia social suficiente para construir um modelo de uma economia que possa ser includente e que possa ter uma relação com a inovação”, explicou Cláudia.

O objetivo principal da SEC, é, de acordo com o MinC, "conduzir a formulação, a implementação e o monitoramento de políticas públicas para o desenvolvimento local e regional" priorizando o apoio e o fomento destes micro e pequenos profissionais. A ideia é fazer da cultura um "eixo estratégico nas políticas públicas de desenvolvimento do Estado brasileiro".

De acordo com Élcio Batista, Fortaleza possui um grande potencial para desenvolver sua economia criativa, especialmente por contar com mais de 700 mil jovens com idades entre 15 e 29 anos, período em que mais florescem os talentos criativos. "Estamos planejando transformar Fortaleza na cidade da juventude criativa", pontua o secretário.

Publicado em Fortaleza
Página 7 de 7