A Prefeitura de Fortaleza está com inscrições abertas, até quinta-feira (11/04), para 240 vagas em cursos de tecnologia gratuitos e on-line. As formações são oferecidas pelo Juventude Digital (JD), por meio do projeto JD Trilhas, nas áreas de dados, programação, design, jogos, marketing e inteligência artificial. As inscrições acontecem no portal do JD.

Podem se inscrever jovens de 15 a 29 anos, residentes em Fortaleza, prioritariamente egressos ou estudantes de escolas públicas e moradores de bairros com IDH baixo ou muito baixo. Os cursos são síncronos, gratuitos e acontecem de forma remota, com carga horária de 24h. As capacitações incluem níveis básico e intermediário.

“Acreditamos no potencial da juventude de Fortaleza para crescer no mercado de tecnologia, que está repleto de oportunidades. Por isso, as trilhas do Juventude Digital permitem experimentar uma jornada muito rica em diversas áreas, com atividades práticas e professores qualificados”, salienta Ianna Brandão, coordenadora do Juventude Digital.

Cursos disponíveis

- Iniciando a carreira na programação com Java (básico);
- Python para Análise de Dados (intermediário);
- Introdução a Banco de dados SQL (básico);
- Introdução à Inteligência Artificial e ChatGPT (básico);
- Introdução ao UX/UI Design (básico);
- Desenvolvimento Web com VueJS (intermediário);
- Social media para iniciantes (básico);
- Introdução a jogos digitais (básico).

Como se inscrever

Para se inscrever nos cursos, basta acessar o portal do Juventude Digital e criar uma conta no Fortaleza Digital com endereço da Capital. Em seguida, é necessário selecionar o curso desejado, clicar em “Pré-inscrição” e aguardar a confirmação de matrícula por e-mail e na área do aluno, no portal do JD.

Juventude Digital

O Juventude Digital, programa da Prefeitura de Fortaleza que qualifica jovens para o mercado da tecnologia, foi lançado em outubro de 2021 como uma política pública permanente da cidade. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), em parceria com outras secretarias, como a da Juventude e a da Educação. O JD capacitou 30 mil jovens, realizou 191 cursos, 77 oficinas e alcançou 43 mil pessoas em 166 eventos.

Serviço
Inscrições para cursos de tecnologia do Juventude Digital
Período: até quinta-feira (11/04)
Local: portal do JD 
Mais informações: @juventudedigital_ (Instagram)

Publicado em Fortaleza

A Prefeitura de Fortaleza está com inscrições abertas, até segunda-feira (01/04), para um curso de programação exclusivo para mulheres (cis, trans e travestis). A capacitação, on-line e totalmente gratuita, é promovida pelo Juventude Digital (JD). As alunas certificadas ainda receberão mentoria exclusiva, facilitando sua inserção no mercado de trabalho.

São disponibilizadas 30 vagas para jovens de 15 a 29 anos, residentes em Fortaleza, prioritariamente egressas ou estudantes de escolas públicas e moradoras de bairros com IDH baixo ou muito baixo. Para se inscrever no curso “Introdução ao React JS e TypeScript”, é recomendável ter noções básicas em HTML, CSS e JavaScript, embora não seja obrigatório possuir esse conhecimento prévio.

A formação é síncrona e tem duração de 24h, ocorrendo entre os dias 5 de abril e 11 de maio. As aulas acontecem às sexta-feiras, das 18h30 às 20h30, e aos sábados, das 10h às 12h. A instrutora será Paula Cinthya, desenvolvedora front-end na empresa de tecnologia Lovel.

Após o curso, as alunas certificadas terão acesso a uma mentoria exclusiva com mulheres profissionais da programação.“Pela primeira vez, o JD está abrindo um curso exclusivo para mulheres garantindo que as alunas recebam orientação profissional após a capacitação. Isso faz toda a diferença para que elas sigam na carreira, aumentando suas chances de inserção no mercado”, comenta Ianna Brandão, coordenadora do Juventude Digital.

O JD capacitou mais de 11 mil mulheres e atua de forma contínua no incentivo à igualdade de gênero na tecnologia com ações afirmativas e projetos prioritários para mulheres. O curso integra a programação especial do Juventude Digital realizada no Mês da Mulher.

Como se inscrever

Para se inscrever no curso, basta acessar o portal do Juventude Digital e criar uma conta no Fortaleza Digital com endereço da Capital. Em seguida, é necessário selecionar o curso “Introdução ao React JS e TypeScript”, clicar em “Pré-inscrição” e aguardar a confirmação de matrícula por e-mail e WhatsApp.

Juventude Digital

O Juventude Digital, programa da Prefeitura de Fortaleza que qualifica jovens para o mercado da tecnologia, foi lançado em outubro de 2021 como uma política pública permanente da cidade. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), em parceria com outras secretarias, como a da Juventude e a da Educação. O JD capacitou 30 mil jovens, realizou 189 cursos, 77 oficinas e alcançou 43 mil pessoas em 145 eventos.

Serviço
Curso de programação para mulheres no Juventude Digital
Prazo para inscrição: até 01/04
Inscrição: portal do JD
Mais informações: @juventudedigital (Instagram)

Publicado em Fortaleza

 

Grupo de pessoas em apresentação na Câmara Municipal
Resultados foram apresentados durante solenidade na Câmara Municipal (Fotos: JL Rosa/CMFor)

O Juventude Digital (JD), da Prefeitura de Fortaleza, capacitou 30 mil jovens para o mercado da tecnologia, alcançando 75% da meta do programa. Esses e outros resultados estão no relatório de atividades do JD e foram apresentados pela Prefeitura, nesta terça-feira (12/03), na Câmara Municipal. O programa, criado em outubro de 2021, foi instituído como política pública permanente da cidade pela Lei Municipal nº 11.172.

Em dois anos, o programa ainda realizou 241 cursos e oficinas, e alcançou 43 mil pessoas por meio de 145 eventos. Tássila Ribeiro, 22 anos, é uma das alunas beneficiadas. A jovem passou por cursos na área de jogos, foi bolsista do JD e conseguiu um estágio na Controladoria Geral do Município (CGM), por meio do projeto Jovens Talentos, onde ajudou a criar um jogo premiado em 2023.

Na solenidade, Tássila contou como o programa a ajudou a se desenvolver pessoal e profissionalmente. “Consegui descobrir todas as possibilidades do mercado da tecnologia e o que eu quero para minha carreira. Só tenho a agradecer por essa política pública que está transformando a realidade de tantos jovens de Fortaleza”, disse.

Residente no Presidente Kennedy e oriunda da rede pública de ensino, Tássila faz parte do público-alvo do programa. Cerca de 87% dos alunos do Juventude Digital moram em bairros de IDH baixo ou muito baixo. Enquanto isso, 75% dos jovens atendidos são egressos de escolas públicas.

Aluna do Juventude Digital discursando na Câmara Municipal
Tássila Ribeiro, 22 anos, conseguiu seu estágio por meio do projeto Jovens Talentos, do Juventude Digital

Resultados

Após dois anos, o programa se consolida como a maior política pública permanente de capacitação para a tecnologia no Nordeste. Coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), o Juventude Digital é organizado nos eixos de JD Mercado, JD Hardware, JD Ensino Fundamental e JD Games.

Segundo Luiz Alberto Sabóia, presidente da Citinova, o JD foi idealizado ainda durante a pandemia de covid-19, no Plano de Governo do prefeito José Sarto, como uma estratégia de desenvolvimento socioeconômico, considerando a necessidade de inclusão produtiva da juventude e a falta de profissionais qualificados no setor.

De acordo com dados da PNAD Contínua de 2020, mais de 63 mil jovens de Fortaleza nem trabalhavam, nem estudavam. Além disso, 47,5% dos jovens desempregados tinham até 29 anos. Em contrapartida, o mercado da tecnologia deve ter um déficit de 530 mil profissionais até 2025, segundo pesquisa do Google.

“Criamos o JD para ser uma ponte entre o potencial da nossa juventude e as oportunidades do mercado da tecnologia, gerando emprego e renda. A economia digital é um dos principais motores do desenvolvimento dos países nos próximos anos e seu insumo fundamental é a mão de obra qualificada. Essa é a lacuna que o JD procura preencher”, salientou Luiz Alberto durante o evento na Câmara dos Vereadores.

Homem discursando na Câmara Municipal
“Criamos o JD para ser uma ponte entre o potencial da nossa juventude e as oportunidades do mercado da tecnologia, gerando emprego e renda", explicou o presidente da Citinova, Luiz Alberto Sabóia

Ianna Brandão, coordenadora do Juventude Digital, destaca que o programa foi ganhando complexidade ao longo do tempo, desenvolvendo estratégias de empregabilidade a partir das demandas de seu público-alvo. “O JD vai além da capacitação, acompanhando os jovens para que eles alcancem seus sonhos e inspirem outros jovens. Neste ano, queremos ampliar ainda mais nossas parcerias com empresas e organizações, aproximando nossa juventude do mercado de trabalho”, completou.

Por ser uma política pública intersetorial, o JD conta com a parceria de outros órgãos na sua execução, incluindo a Secretaria Municipal da Juventude (Sejuv) e a Secretaria Municipal de Educação (SME). Davi Gomes, titular da Sejuv, ressaltou que a juventude tem sido uma prioridade da gestão. “Estamos vendo o resultado de uma política pública de qualidade que tem transformado a vida de tantos jovens. O Juventude Digital faz parte da estratégia do prefeito Sarto de aproveitar o potencial dos jovens da cidade”, enfatizou.

Acesse o relatório de atividades do Juventude Digital

Novas metas

Até 2024, o Juventude Digital deverá ultrapassar a meta da gestão de qualificar 40 mil jovens. Além disso, há perspectiva de inaugurar novos equipamentos, como seis novos Centros de Recondicionamento Tecnológico (CRTs) na cidade. Novas parcerias com empresas, universidades e startups também serão firmadas com o intuito de ampliar a rede de oportunidades dos jovens qualificados pelo programa.

Serviço
Juventude Digital
Mais informações: site do JDInstagram do JD

Publicado em Fortaleza
Mulher sentada perto de computador
Aluna do Juventude Digital, Thais foi contratada após projeto prioritário para mulheres (Foto: Bruno Ko)

Inspirar outras mulheres a ingressar no mercado da tecnologia agora é o que motiva Thais Marques, 22 anos. A jovem recebeu sua primeira oportunidade de trabalho na área após capacitação realizada em parceria entre o Juventude Digital (JD), programa da Prefeitura de Fortaleza, e a Lanlink, empresa de tecnologia de Fortaleza. Essa é uma das ações para incentivar a igualdade de gênero realizadas pelo JD, que já capacitou mais de 11 mil mulheres.

“A gente ainda é minoria nesse mercado e ver que existe um projeto específico voltado para a inclusão é muito inspirador. Eu, como mulher ingressando nessa área, vou inspirar outra mulher a trabalhar com a tecnologia também, mostrando que há oportunidade e chance para nós”, relata Thais, que participou do projeto Dragões Alados e hoje trabalha como suporte técnico aos clientes da Lanlink.

O curso na área de service desk (atendimento ao cliente) aconteceu em 2023 e priorizou mulheres e pessoas com deficiência (PCDs). Ao final, 39 alunos certificados passaram por processo seletivo exclusivo. Dos sete contratados até o momento, quatro são mulheres.

Conforme levantamento realizado em 2022 pela Catho, empresa de recrutamento, as mulheres ocupam apenas 23,6% dos postos de trabalho no mercado da tecnologia. No Juventude Digital, o percentual de pessoas do gênero feminino capacitadas chega a 37% do total de alunos.

Nayra Moura, 30 anos, também é aluna do Juventude Digital contratada após o projeto Dragões Alados. Engajada em cursos e eventos do programa há um ano, a jovem foi ainda bolsista no JD. “Como mulher, eu vejo a capacitação como uma oportunidade de aumentar a quantidade de mulheres no mercado. Assim como o JD me ajudou, acredito que pode ajudar outras jovens”, comemora.

Jovem mulher em pé sorrindo
Também contratada no mercado da tecnologia, Nayra Moura participou de cursos, eventos e bolsa no Juventude Digital (Foto: Daniel Calvet)

Outras ações de incentivo à diversidade

Segundo Ianna Brandão, coordenadora do Juventude Digital, o programa realiza iniciativas diversas para promover a inclusão das mulheres no mercado da tecnologia, incluindo grupo de estudo de gênero com alunas, eventos específicos para mulheres na tecnologia e projetos com vagas prioritárias para mulheres.

“Existe uma disparidade de gênero histórica nesse setor que precisa de ações afirmativas para ser reduzida. Por isso, o JD trabalha tanto para criar uma rede de apoio para as meninas da área buscando incentivá-las a seguir na carreira, quanto para oportunizar a qualificação de mais mulheres para esse mercado repleto de possibilidades”, completa.

Programação especial

Ao longo do mês de março, o JD promove uma programação especial com foco nas mulheres, incluindo curso exclusivo, grupo de mentoria para mulheres, oficina e eventos. Nesta sexta-feira (08/03), no Dia Internacional da Mulher, acontece uma live no perfil do Juventude Digital no Instagram, com o tema “Mulheres líderes na tecnologia”, às 12h30. A convidada é Luana Ribeiro, gerente de Unidade de Negócio na Mobills, startup de Fortaleza que atua com soluções financeiras.

Juventude Digital

O Juventude Digital, programa da Prefeitura de Fortaleza que qualifica jovens para o mercado da tecnologia, foi lançado em outubro de 2021 como uma política pública permanente da cidade. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), em parceria com outras secretarias, como a da Juventude e a da Educação. O JD capacitou 30 mil jovens, realizou mais de 200 cursos e oficinas e alcançou 22 mil pessoas em cerca de 100 eventos.

Serviço
Juventude Digital
Capacitação de jovens de Fortaleza para o mercado da tecnologia
Incrições: site do Juventude Digital 
Mais informações: @juventudedigital_ (Instagram)

Publicado em Fortaleza
Alunos em computadores no laboratório do Juventude Digital
Com as novas inscrições, a parceria com o Irede totaliza mil vagas ofertadas desde 2023, além de 20 bolsistas selecionados para desenvolver projetos no Instituto (Foto: Sandy Albuquerque)

O Juventude Digital (JD), programa da Prefeitura de Fortaleza, está com inscrições abertas para cursos do projeto Residência em TIC 10 até o dia 30 de março. No total, são 500 vagas em cinco cursos gratuitos ofertados em parceria com o Instituto de Gestão, Redes Tecnológicas e Energias (Irede), a Universidade Estadual do Ceará (Uece), a Softex e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Para se inscrever, basta acessar o site do Juventude Digital e criar uma conta no Fortaleza Digital com endereço da Capital. Após o cadastro, é preciso preencher o formulário de inscrição e aguardar a confirmação da matrícula do curso por e-mail.

A capacitação contempla os cursos de Programação orientada a objetos; Banco de dados; Redes de computadores; Programação paralela e distribuída e Estrutura de dados. Com as novas inscrições, a parceria totaliza mil vagas ofertadas desde 2023, além de 20 bolsistas selecionados para desenvolver projetos no Irede.

“O projeto Residência em TIC 10 está entre as nossas parcerias de sucesso. Acreditamos que investir em colaborações com organizações que já possuem ampla experiência no setor é um dos caminhos para ampliar as oportunidades de inserção dos jovens de Fortaleza no mercado da tecnologia”, destaca Ianna Brandão, coordenadora do Juventude Digital.

Juventude Digital

O Juventude Digital, programa da Prefeitura de Fortaleza que qualifica jovens para o mercado da tecnologia, foi lançado em outubro de 2021 como uma política pública permanente da cidade. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), em parceria com outras secretarias, como a da Juventude e a da Educação. O JD capacitou 30 mil jovens, realizou mais de 200 cursos e oficinas e alcançou 22 mil pessoas em cerca de 100 eventos.

Serviço
Cursos do projeto Residência em TIC 10
Inscrições: site do Juventude Digital
Período: até 30 de março
Mais informações: @juventudedigital
Gratuito

Publicado em Fortaleza
Alunos em computadores
Atividades do Juventude Digital abordam diferentes áreas da tecnologia (Foto: Sandy Albuquerque)

O Juventude Digital (JD), programa da Prefeitura de Fortaleza, ampliou a programação de férias e segue com inscrições on-line abertas para oficinas de qualificação em tecnologia. As atividades acontecem entre sexta-feira (26/01) e quarta-feira (31/01), são gratuitas e abertas ao público.

São 10 oficinas abordando temas como conceitos e práticas de UX Design, noções fundamentais de hardware, introdução à programação com Python, criação de anúncios com tráfego pago e design de jogos. As inscrições permanecem abertas no portal do JD até o preenchimento das vagas disponíveis.

As atividades acontecem na Casa da Cultura Digital, nos JD_Labs da Barra do Ceará, do Jangurussu e do Mondubim e nos Centros de Recondicionamento Tecnológico (CRTs) do Bom Jardim e da Praia de Iracema. As formações serão facilitadas por jovens alunos do Juventude Digital que receberão bolsas de R$ 360 para realizar oficinas de 4 horas / aula.

“O objetivo principal do Juventude Digital é capacitar e conectar os jovens com o mercado de tecnologia, e essa ação é uma forma de proporcionar experiências práticas aos nossos alunos, que serão multiplicadores do conhecimento que adquiriram em nossos cursos, incentivando outros jovens a participar das nossas formações”, destaca Luiz Alberto Sabóia, presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova).

Serviço
Programação Férias no Juventude Digital
Período: 26/01 a 31/01 (sexta-feira a quarta-feira)
Inscrições: portal do Juventude Digital
Gratuito e aberto ao público

Publicado em Fortaleza
Fachada da sede do Juventude Digital
A maioria das oficinas acontece na Casa da Cultura Digital, onde funciona Embaixada do JD (Foto: Tainá Cavalcante)

O Juventude Digital (JD), programa da Prefeitura de Fortaleza, realiza de segunda a quinta-feira (22 a 25/01), uma programação de férias voltada para qualificação em tecnologia com oficinas, roda de conversa e jogos. As inscrições podem ser feitas no portal do JD.

As atividades acontecem na Casa da Cultura Digital, nos JD_Labs e na Embaixada Bilíngue. Serão abordados temas como orientação profissional, programação, design de interfaces, criação de perfil no LinkedIn e gerenciamento de projetos de tecnologia. Para se inscrever, basta acessar o portal do JD e realizar o cadastro no Fortaleza Digital.

A programação também inclui uma roda de conversa com profissionais da tecnologia que trabalham fora do Brasil. A atividade é uma parceria entre o Juventude Digital e o Fortaleza Bilíngue.

Além disso, a Casa da Cultura Digital ficará aberta ao público para videogames e just dance durante todos os dias, das 9h às 12h.

“Aproveitamos o período das férias e maior disponibilidade dos jovens para ofertar uma série de atividades nos espaços do Juventude Digital. É uma oportunidade de atrair novos públicos para conhecer o JD, oferecendo formação de qualidade com especialistas do mercado da tecnologia, além de entretenimento”, ressalta Luiz Alberto Sabóia, presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova).

Juventude Digital

O Juventude Digital, programa da Prefeitura de Fortaleza que qualifica jovens para o mercado da tecnologia, foi lançado em outubro de 2021 como uma política pública permanente da cidade. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), em parceria com outras secretarias, como a da Juventude e a da Educação. O JD capacitou 30 mil jovens, realizou mais de 200 cursos e oficinas e alcançou 22 mil pessoas em cerca de 100 eventos.

Serviço
Programação Férias no Juventude Digital (oficinas, roda de conversa e games)
Período: 22 a 25/01 (segunda a quinta-feira)
Inscrições: portal do Juventude Digital (JD)
Gratuito

Publicado em Fortaleza
Menino sentado em computador
Este será o terceiro JD_Lab, que já está presente nos Cucas Mondubim e Barra do Ceará (Foto: Sandy Albuquerque)

O programa Juventude Digital (JD), da Prefeitura de Fortaleza, inaugura nesta quinta-feira (18/01), às 16h, um novo laboratório no Cuca Jangurussu. O equipamento será o terceiro JD_Lab e receberá cursos, oficinas e eventos.

A programação inclui experiência com óculos de realidade virtual, música, jogos, intervenções com grafite, apresentação dos serviços do Juventude Digital, além da oficina“Noções básicas de fotografia para celular”, que começa a partir das 14h. As inscrições estão abertas no portal do JD até às 9h de quinta-feira. Os alunos da oficina serão certificados durante o evento.

Luiz Alberto Sabóia, presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), reforça o impacto da ativação do novo laboratório. “O JD_Lab é mais um espaço do Juventude Digital para que os jovens participem dos nossos cursos e oficinas e possam se conectar com o mercado da tecnologia. Com este novo equipamento, a Prefeitura vai ofertar mais qualificação para a juventude do Jangurussu, criando novas oportunidades e impulsionando o alcance do programa nessa área da cidade”, salienta.

O Juventude Digital também possui JD_Labs nos Cucas do Mondubim e da Barra do Ceará. Os espaços funcionam de terça a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h, e são abertos ao público.

Juventude Digital

O Juventude Digital, programa da Prefeitura de Fortaleza que qualifica jovens para o mercado da tecnologia, foi lançado em outubro de 2021 como uma política pública permanente da cidade. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), em parceria com outras secretarias, como a da Juventude e a da Educação. O JD capacitou 30 mil jovens, realizou mais de 200 cursos e oficinas e alcançou 22 mil pessoas em cerca de 100 eventos.

Serviço
Inauguração JD_Lab no Cuca Jangurussu
Data: 18/01 (quinta-feira)
Horário: às 16h
Local: Cuca Jangurussu (Av. Gov. Leonel Brizola, s/n - Jangurussu)
Inscrições para oficina: portal do Juventude Digital 
Gratuito e aberto ao público

Publicado em Fortaleza
Aluna com professor no curso de manutenção e montagem de computadores
O curso já capacitou quase 200 alunos em 18 turmas no Centro de Recondicionamento Tecnológico (Foto: Tainá Cavalcante)

O Juventude Digital (JD) está com inscrições abertas a partir desta quarta-feira (10/01) para o curso de Manutenção e Montagem de Computadores. A formação é gratuita e as aulas acontecem nas unidades do Centro de Recondicionamento Tecnológico (CRT) do Bom Jardim e da Praia de Iracema.

São duas turmas para jovens de 15 a 29 anos, residentes em Fortaleza, prioritariamente oriundos de escolas públicas. A formação possui carga horária de 24h e as inscrições ficam disponíveis até sexta-feira (12/01) no portal do JD. As aulas começam na próxima terça-feira (16/01).

A qualificação aborda desde os componentes dos computadores até a detecção de problemas e soluções nos equipamentos. No total, 18 turmas já concluíram o curso, resultando em 197 alunos capacitados.

Centro de Recondicionamento Tecnológico (CRT)

Coordenado pelo Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor/Citinova) e pelo programa Juventude Digital, o CRT já recebeu mais de cinco toneladas de doação de resíduos eletrônicos e integra uma série de iniciativas inovadoras na área. Além do Centro, todas as Secretarias Executivas Regionais de Fortaleza recebem resíduos eletrônicos.

Juventude Digital

O Juventude Digital, programa da Prefeitura de Fortaleza que qualifica jovens para o mercado da tecnologia, foi lançado em outubro de 2021. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), em parceria com outras secretarias, como a da Juventude e a da Educação. O JD capacitou 30 mil jovens, realizou mais de 200 cursos e oficinas e alcançou 22 mil pessoas em cerca de 100 eventos.

Serviço
Inscrições para curso de Manutenção de Computadores
Período: de 10/01 a 12/01 (quarta a sexta-feira)
Local: portal do Juventude Digital
Gratuito

Publicado em Fortaleza
Grupo de pessoas sorrindo para foto
Cerca de 100 jovens desenvolveram soluções inovadoras para desafios da cidade e cinco projetos serão incubados (Foto: Beatriz Bley)

O Juventude Digital Festival 2023, realizado no último sábado e domingo (16 e 17/12), reuniu cerca de 19 mil pessoas no Centro de Eventos do Ceará. O evento promoveu conexão de jovens com o mercado da tecnologia e incentivo à inovação com a participação de especialistas e de grandes empresas. No Festival, 25 alunos foram premiados com intercâmbio para Inglaterra e cinco projetos ganharam incubação para virar negócio.“O JD Festival é mais uma estratégia para preparar os jovens para oportunidades de emprego na tecnologia. Nossos alunos são prioritariamente pessoas de baixa renda que têm a possibilidade de passar por formações gratuitas, de excelente qualidade”, salienta Luiz Alberto Sabóia, presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova).

Na Feira de Empregabilidade do evento, quase 300 jovens tiveram a oportunidade de conversar com representantes de 16 empresas de tecnologia. “Esse espaço é fundamental porque ajuda os alunos a entenderem o que faz sentido para a carreira deles. Tivemos RHs de grandes empresas se conectando com jovens e alguns deixaram currículos, recebendo orientação sobre como aplicar para vagas”, comenta Ianna Brandão, coordenadora do Juventude Digital. A estudante Andressa Sousa participou do espaço e elogiou a ação. “O mercado nesse setor está crescendo muito e esse momento com empresas é importante porque muitas pessoas ainda não sabem sobre as vagas e como chegar até elas”, opina.

A programação contou com a presença de nomes de empresas multinacionais, como Ana Afonso, gerente sênior de desenvolvimento de software na Amazon Brasil, Thiago Viana, diretor de negócios do iFood, e Lorena Costa, designer sênior e diretora de arte no Nubank. As sete oficinas do JD Festival abordaram temas nas áreas de programação, dados, jogos, inteligência artificial e design, somando 217 participantes.

Pessoas passando em corredores com balcões de empresas
Feira de empregabilidade proporcionou encaminhamento de jovens para mercado (Fotos: Barbosa Neto)

JD Hackathon de Impacto

Um dos destaques da programação, o JD Hackathon de Impacto reuniu 100 jovens em uma maratona de desenvolvimento de projetos inovadores para solucionar desafios da cidade a partir de três eixos: descarte de resíduos eletrônicos, inclusão digital e inclusão produtiva de jovens.

Cinco equipes foram premiadas com incubação para tornar a ideia um negócio de impacto em 2024, em parceria com a Somos Um. As três primeiras receberam incentivo financeiro de R$ 2,5 mil, R$ 1,5 mil e R$ 1 mil, respectivamente.

Jovens conversando ao redor de mesa
Cerca de 100 jovens participaram de maratona para desenvolver projetos inovadores com o objetivo de solucionar desafios socioambientais

O vice-prefeito Élcio Batista participou da banca avaliadora e ressaltou o potencial da capital na geração de emprego e renda por meio da inovação. “Em todas as áreas, o mercado digital está em ascensão, então, se qualificarmos jovens para esse mercado, numa perspectiva de médio e longo prazo, Fortaleza vai se destacar no mundo como uma cidade capaz de fazer com que a economia digital gere mais prosperidade”, ressalta.

Erick Rian foi um dos alunos do Juventude Digital premiados com o primeiro lugar da competição, com um projeto de inclusão digital, o “Tech Inclusiva”. “O que aprendemos nessa experiência, vamos levar para a vida toda! O apoio e mentoria que recebemos fez toda a diferença”, relata.

Feira Tech

No sábado (16/12), aconteceu a premiação da Feira Tech, maratona de jogos realizada pelo Juventude Digital com alunos de 12 escolas da Rede Municipal de Educação que participam do projeto JD 9º ano. Os grupos foram desafiados a criar games com foco em sustentabilidade e os 25 alunos vencedores ganharam um intercâmbio para Inglaterra totalmente custeado pela Prefeitura, previsto para acontecer em 2024.

 

Alunos seguram placa mostrando premiação de intercâmbio
Estudantes foram desafiados a desenvolver jogos com foco em sustentabilidade 

“Tô muito feliz porque saber inglês é muito necessário para as empresas hoje, então já entra no meu currículo”, conta Libni Rodrigues, de 15 anos, aluno da Escola Municipal Professora Fernanda Maria de Alencar Colares e um dos premiados. O projeto JD 9º ano promove capacitação em tecnologia e já alcançou mais de 20 mil estudantes nas escolas públicas.

Juventude Digital

O Juventude Digital, programa da Prefeitura de Fortaleza que qualifica jovens para o mercado da tecnologia, foi lançado em outubro de 2021. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), em parceria com outras secretarias, como a da Juventude e a da Educação. O JD capacitou 30 mil jovens, realizou mais de 200 cursos e oficinas e alcançou 22 mil pessoas em cerca de 100 eventos.

Publicado em Fortaleza
Página 1 de 4