A Prefeitura de Fortaleza está realizando uma série de ações para adequar sua política e regras de tratamento de dados pessoais à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). O trabalho é uma exigência federal e deve passar a ser fiscalizado pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), a partir de agosto de 2021.

Cada órgão da Prefeitura definiu seu “encarregado pelo tratamento de dados pessoais”. Muitos são do setor de TI, mas os dados circulam para além dos sistemas e o projeto envolve todos os setores. “Podemos destacar o setor jurídico, que trabalha com processos, e as áreas de atendimento direto ao cidadão, mas alcança toda a Administração Pública. Essa é uma das premissas da LGPD, construir uma cultura de atenção massiva aos dados que alcance todas as equipes”, diz o secretário executivo de planejamento, orçamento e gestão, Valternilo Bezerra, coordenador do Grupo de Trabalho de adequação à LGPD.

Além da Sepog, compõem o grupo a Secretaria de Governo (Segov), Controladoria Geral do Município (CGM) e Procuradoria Geral do Município (PGM). Para nivelar o conhecimento dos “encarregados pelos dados”, os servidores designados participaram da formação “Data Protection Officer (DPO), que no Brasil quer dizer Encarregado de Dados”, ministrada pela consultoria especializada Adapt Now, com base no Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (GDPR) e a LGPD. O curso foi realizado virtualmente de 15 de abril a 4 de maio, totalizando 53 horas de aula.

Em paralelo, a Sepog disparou um formulário para o representante de cada órgão com o objetivo de realizar um diagnóstico, identificar os sistemas existentes, o tratamento de dados pessoais dentro deles, quem faz uso de cada um e que outras portas de entrada de dados se tem hoje na Prefeitura. As informações estão sendo inseridas dentro do Sistema Infotic. “Vamos chegar num Inventário de Dados Pessoas, analisar o risco de cada setor e, a partir daí, iniciar uma série de ações de modificação de sistema e fluxos. A posse dessas informações – CPF, RG, informações pessoais inclusive para além de documentos -, demanda certos cuidados com sua proteção. É uma obrigação legal, mas também resguarda o Município de possíveis problemas judiciais e do que vemos ocorrendo com frequência em grandes empresas: vazamentos de dados pessoais”, afirma Charlie Lopes, coordenador de Gestão Corporativa de TI e DPO da Sepog.

Saiba Mais

Os encarregados pelo tratamento de dados pessoais terão o papel de aceitar reclamações e comunicações dos titulares, prestar esclarecimentos e adotar providências; receber comunicações da autoridade nacional e adotar providências; e orientar os funcionários e os contratados da entidade a respeito das práticas a serem tomadas em relação à proteção de dados pessoais. Ainda está sendo estruturada uma formação para o restante da equipe responsável pelos dados nos órgãos, com uma versão compacta da mesma formação realizada com os Encarregados.

Publicado em Gestão

A Prefeitura de Fortaleza deu início, por intermédio da Coordenadoria Especial de Participação Social (CEPS), à votação das propostas prioritárias que poderão fazer parte da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2021. Essa é a segunda etapa do Ciclo de Planejamento Participativo 2020, no qual a população tem a oportunidade de apontar e escolher demandas que consideram prioritárias para seus territórios e que poderão compor o orçamento municipal do ano subsequente.

Mais de 2.100 propostas foram cadastradas sobre os mais diversos temas, como infraestrutura, saúde, educação, mobilidade, entre outros. As sugestões foram analisadas pela equipe técnica da CEPS e, a partir desta segunda-feira (15/06), estão disponíveis para votação. A eleição dessas demandas ocorrerá até sexta-feira (19/09), pelo Fortaleza Participa. Para votar, é necessário fazer um breve cadastro, escolher um território, o tema e a proposta que considera prioritária para execução em 2021. Ao todo, serão eleitas 78 propostas, as duas mais votadas de cada território. O resultado será divulgado no dia 30 de junho.

As sugestões serão encaminhadas para a Secretaria do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog), que fará a análise técnica de viabilidade como parte do processo de participação social, que também irá incluir os conselhos de políticas públicas e as câmaras setoriais do Fortaleza 2040. Após essa etapa, o orçamento será consolidado em um Projeto de Lei, que será encaminhado para a Câmara Municipal.

Os participantes também podem consultar as Agendas Territoriais como parte das ações para elaboração das diretrizes que nortearão o poder público municipal na aplicação dos recursos da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2021 do Município de Fortaleza. Dentro da nova divisão territorial, foram constituídos fóruns permanentes abertos à sociedade em geral e com a participação efetiva do poder público, por meio das Secretarias Regionais, responsáveis pela gestão territorial.

Os fóruns propõem as agendas de desenvolvimento à luz do que está previsto no Plano Fortaleza 2040. Essas agendas são elaboradas contando com o apoio do Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor). Quando a comunidade conclui sua proposta, o Iplanfor recebe e articula as respostas a essas demandas. A maioria dessas articulações ocorre por meio das 15 Câmaras Setoriais, que avaliam cada proposta junto aos órgãos setoriais (Secretarias Municipais) competentes ao tema.

Publicado em Participação social

A Prefeitura de Fortaleza finalizou, nesta sexta-feira (11/10), o primeiro ciclo de capacitações dos Agentes de Cidadania e Controle Social eleitos em 2019. O tema da capacitação foi o papel do agente dentro da Gestão Municipal. A ação foi realizada pela Coordenadoria Especial de Participação Social (CEPS) em parceria com a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog).

Ministrada pela coordenadora de Planejamento, Orçamento e Monitoramento da Sepog, Paíta Façanha, a capacitação abordou conceitos como cidadania, controle social, direitos sociais, civis, políticos e econômicos, democracia e ética. As palestras, que ocorreram nos dias 1, 2, 8, 9 e 11 de outubro, foram divididas por Regionais. O objetivo foi inserir ainda mais os agentes na gestão municipal, permitindo que eles entendam seu papel dentro da Participação Social, trabalhando de maneira mais efetiva para permitir que as demandas da população cheguem até o poder público.

A capacitação foi apenas a primeira de outras que acontecerão ainda nesta gestão. A próxima, prevista para o fim de 2019, terá como foco o andamento das obras do Mais Ação, maior programa de investimentos na história da cidade de Fortaleza.

Agentes de Cidadania e Controle Social

Os Agentes de Cidadania e Controle Social são membros da sociedade civil e foram eleitos para representar, de forma voluntária, seus territórios junto à Prefeitura de Fortaleza. Esses profissionais atuam em busca de melhorias para suas comunidades, informando à Gestão Municipal as necessidades da área. O processo eleitoral, realizado pela Coordenadoria Especial de Participação Social no primeiro semestre de 2019, contou com quase 27 mil votantes e elegeu 471 agentes, distribuídos nos 39 territórios da Cidade.

Publicado em Participação social

A Prefeitura de Fortaleza realiza, nesta quinta-feira (19/09), a partir das 14h, o I Seminário Bairro Compra direcionado para os empreendedores do Grande Bom Jardim. O evento é gratuito, fruto da articulação entre a Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE) e a Secretaria Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog), e acontecerá no Centro de Referência do Empreendedor do Bom Jardim.

O objetivo do Seminário é sensibilizar os potenciais fornecedores do Grande Bom Jardim sobre a importância da participação no Projeto Bairro Compra e mobilizar os interessados para as capacitações voltadas para os processos de compras governamentais, gestão empresarial e consultoria individual em compras governamentais. Podem participar micro e pequenos empreendedores, microempresas e empresas de pequeno porte.

Compras governamentais
O Projeto Bairro Compra é uma iniciativa da Prefeitura de Fortaleza que busca apoiar os empreendedores locais por meio de participação nas compras públicas, em especial as realizadas pelas escolas municipais e creches parceiras. É uma política pública que utiliza o poder de compra para fomentar diversos setores da economia local. O Projeto já está realizando capacitações junto aos compradores, que são os diretores de creches e escolas.

Bairro Empreendedor
O Centro de Referência do Empreendedor faz parte do Projeto Meu Bairro Empreendedor, coordenado pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE). A ação visa estimular a economia local por meio de consultorias, capacitações técnicas e gerenciais e acesso ao microcrédito para facilitar o desenvolvimento de novas empresas e a expansão das já existentes no bairro. O Projeto já foi implantado como piloto nos bairros Bom Jardim e Vicente Pinzón, no Grande Mucuripe.

Serviço
I Seminário Bairro Compra para empreendedores do Bom Jardim
Data: 19/09 (quinta-feira)
Hora: 14h às 17h
Local: Centro de Referência do Empreendedor (Av. Oscar Araripe, 1030 - Bom Jardim)

Mais informaçõe: 0800 081 4141 ou 85 3452-6236

Publicado em Economia
Selo 45 anos Imparh

O Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos (Imparh), órgão vinculado à Secretaria Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog), realiza na próxima terça-feira (04/06), a partir das 8h, no auditório do Instituto, um evento em comemoração aos 45 anos da sua fundação. A solenidade contará com a presença do prefeito Roberto Cláudio.

O início da programação conta com o descerramento da placa comemorativa em alusão à data, seguido por uma apresentação de coral clássico italiano. Em seguida, serão homenageados o ex-governador do Ceará, Adauto Bezerra, o ex-prefeito de Fortaleza, Vicente Fialho, e o servidor Agnelo Neves, que completa 44 anos de serviço no Imparh, tendo, inclusive, ocupado a Presidência do órgão.

O evento também marca a reinauguração do auditório do Imparh, que foi totalmente reformado com novo mobiliário, iluminação e sistema de som, e está preparado para receber um público de aproximadamente 150 pessoas.

A solenidade é um marco importante na história de Fortaleza, uma vez que o Imparh é referência na Cidade pelo ensino de idiomas e pelo serviço prestado no Plantão Gramatical, em funcionamento há mais de 38 anos. De maneira mais recente, o Imparh vem se consolidando na capacitação de servidores, por meio da sua Escola de Governo, bem como na organização e execução dos concursos e seleções realizados pela Prefeitura de Fortaleza.

Histórico

A história do Imparh tem início em 1974, com a extinta Funefor (Fundação Educacional de Fortaleza), que tinha como principal objetivo promover e incentivar a pesquisa educacional, além de colaborar com os órgãos da União, Estados e Municípios na solução de problemas educacionais e no treinamento de professores, técnicos e especialistas em educação.

Visando uma melhor utilização, a Funefor, até então vinculada à Secretaria da Educação, passa, no ano de 1989, a ser ligada à Secretaria de Administração do Município, alterando sua nomenclatura para Fundesp (Fundação de Desenvolvimento Pessoal).

No ano de 1997, nasce o Imparh, em substituição da Fundesp. O órgão é então nomeado como Instituto Municipal de Pesquisa, Administração e Recursos Humanos, dando prosseguimento ao trabalho já realizado pela Fundesp no que diz respeito à melhoria de recursos humanos e do ente municipal como um todo.

Por fim, em 2014, o órgão assume a identidade de Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos, mantendo a sigla já utilizada, com a visão de potencializar o servidor e o serviço público na prestação de serviços ao cidadão fortalezense.

Serviço
Celebração dos 45 anos do Imparh
Data: 04/06 (terça-feira)
Horário: 8h
Local: Imparh (Avenida João Pessoa, 5609 - Damas)

Publicado em Gestão

O prefeito Roberto Cláudio antecipou, para esta sexta-feira (28/12), o pagamento do salário de dezembro dos servidores públicos municipais, aposentados e pensionistas. A folha, que totaliza cerca de R$ 283 milhões, será paga, portanto, antes da virada do ano. A data seria o primeiro dia útil do mês de janeiro, no dia 2 de janeiro de 2019. 

Somadas as folhas de novembro, paga em 1º de dezembro; a dezembro, paga no dia 29/12; e a segunda parcela do 13º salário, depositada no dia 20 de dezembro, a Prefeitura de Fortaleza injetou aproximadamente R$ 745 milhõesna economia local, em 30 dias.

No total, serão beneficiados 49.749 mil servidores, entre ativos e inativos, e 3.216 pensionistas. O depósito da segunda parcela do 13º salário foi equivalente a 60% da gratificação e representou R$ 180.755 milhões.

A primeira parte - 40% do valor - foi paga em junho deste ano, num total de R$ 85,6 milhões. Somando as duas parcelas do décimo terceiro salário, a Prefeitura de Fortaleza desembolsou R$ 266,3 milhões.

Publicado em Servidor

Entrando na reta final do primeiro Ciclo da Avaliação de Desempenho, a Secretaria do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog) realizou uma oficina para apresentar aos analistas de planejamento e gestão como funciona a metodologia da etapa de avaliação. O encontro aconteceu durante a tarde da segunda-feira (04/12), na Universidade do Parlamento Cearense (Unipace).

A Avaliação de Desempenho, prática inédita na Prefeitura de Fortaleza, começa pelos servidores da nova carreira do Município, empossados em julho de 2017 na Sepog e no Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor), justamente aproveitando a criação do novo Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS). Em 2019, o grupo de analistas empossados na Controladoria Geral do Município (CGM) também passa a ser avaliado.  

O processo tem como objetivo identificar pontos fortes e oportunidades de melhoria dos servidores, promover a comunicação e interação entre a instituição, os gestores e os analistas e implantar uma cultura de feedback contínuo.

A metodologia da Avaliação de Desempenho passa por seis etapas: Planejamento, realizado em janeiro; Monitoramento, de fevereiro a novembro; Repactuação de Metas, em julho e agosto; Avaliação, em dezembro; e por fim, o Reconhecimento e Implantação de Melhorias, em dezembro e janeiro, incluindo a implantação da gratificação prevista. Dentro da fase de avaliação, são observadas quatro instâncias: competências, metas institucionais, metas individuais e critérios administrativos.

“Acredito que teremos sucesso no resultado final e devemos pensar no novo ciclo como mais um desafio. Demos o nosso melhor e 2019 é uma oportunidade de melhorias, visto que nós, de alguma forma, trocamos o pneu com o carro andando, pois tivemos que construir todo esse processo enquanto ele acontecia”, explica a coordenadora da Assessoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional (Asplan) da Sepog, setor responsável pela Avaliação de Desempenho, Desirée Mota.

O Sistema de Gestão da Avaliação de Desempenho (Sigad), desenvolvido pela Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Cotec/Sepog), foi aberto para os avaliadores (chefias, analistas, pares, gestores/Área de Gestão de Pessoas) no dia 4/12 e fica disponível até sexta-feira (07/12) para ser alimentado com as pontuações para as metas individuais, critérios administrativos e competências.

Ao mesmo tempo, está sendo realizado pela Asplan a consolidação dos relatórios e evidências de metas institucionais enviada pelas Coordenadorias para avaliação final do secretário da Sepog. Em seguida, nos dias 10 e 11/12 acontecerá a avaliação das metas institucionais pelo secretário da Sepog e o Superintendente do Iplanfor.

Além de discutir a metodologia, foi demonstrado durante a tarde como funcionará a avaliação dentro do Sigad, juntamente com a Asplan e o Grupo Portfólio, apresentando o cronograma para a realização da alimentação do Sistema no período de avaliações. A finalização do primeiro Ciclo da Avaliação de Desempenho marca também o fim da consultoria do Grupo Portfólio, contratada há dois anos pela Sepog para auxiliar na construção do modelo de Avaliação adotado.

Na última sexta-feira (30/11), a Asplan realizou uma oficina sobre Oficina para Demonstração do Sigad e apresentação da Matriz de Responsabilidades, abordando técnicas de feedback com os coordenadores, gerentes e Coordenadorias Administrativo-Financeiras e representantes da Coordenadoria Estratégica de Gestão de Pessoas da Sepog e do Iplanfor, que as chefias devem aplicar na prática cotidiana e na devolutiva das avaliações dos analistas sobre suas metas e competências.

Publicado em Gestão

O VI Prêmio Projeto Inovador encerrou a etapa de inscrições na quinta-feira (25/10). A iniciativa, que faz parte da programação da Semana do Servidor, realizada pela Secretaria do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog), alcançou o número de 78 projetos inscritos, cerca de 59% a mais que em 2017.

“A cada ano, desde a primeira edição, o número de inscrições vai aumentando. A premiação já é conhecida e esperada pelo servidor, o que nos anima a buscar sempre melhorar o regulamento e ampliar a participação”, afirmou o secretário do planejamento, orçamento e gestão, Philipe Nottingham.

Aproximadamente 30 órgãos se inscreveram, apresentando o número de 48 projetos na categoria Projeto Finalístico e 23 na categoria Projeto de Gestão. Essa divisão é uma das novidades deste ano. A categoria Projetos de Gestão reúne ofertas de serviços voltados para a própria Administração Pública, dando suporte à implementação de políticas e apoio administrativo; e a categoria Projetos Finalísticos refere-se aos que beneficiam diretamente à população com entrega de serviços.

“Os projetos são práticas diárias na Prefeitura, porém esse trabalho muitas vezes tem uma abrangência significativa, um impacto maior na gestão e na vida do cidadão e merecem ser vistos. O Prêmio serve para isso: dar visibilidade e reconhecimento ao trabalho dos colaboradores”, explica a gerente da Célula de Gestão e Desenvolvimento de Recursos Humanos, Adriana Grespan.

Dentre os órgãos participantes estão a Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), com o maior número de projetos, a Secretaria do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog), Autarquia Municipal de Transito (AMC), Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS) e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Habitacional (Habitafor).

Outra mudança importante no regulamento desta edição é a possibilidade de ter projetos que ficaram em segundo e terceiro lugar em outras edições concorrendo novamente, desde que “apresentem ampliação/evolução de seus resultados e indicadores ou dimensões de impacto/abrangência”.

Do dia 26 ao dia 5/11 será realizada a fase de análise dos projetos pela Comissão Julgadora, um comitê formado por cinco especialistas nas áreas de gestão, tecnologia, social, economia que escolherá cinco finalistas de cada categoria do Prêmio. Nos dias 6 e 7/11, as equipes apresentam pessoalmente seus projetos à comitê. Os três primeiros lugares de cada categoria serão conhecidos no dia 13/11, na cerimônia de encerramento da Semana do Servidor, no Centro de Eventos.

Os vencedores ganham certificado de reconhecimento, nota de elogio publicada no Diário Oficial e prêmios surpresa.

Comitê avaliador

MARCOS ANTONIO MARTINS LIMA, Dr.
Consultor Master do IAGEE – Instituto de Avaliação, Gestão & Educação com formação pela PUC/SP & BNB e experiência de mais de 20 anos em projetos de Gestão Estratégica, Pessoas e Processos em organizações públicas e privadas.

JOSÉ CARLOS LÁZARO DA SILVA FILHO
Professor Associado da Universidade Federal do Ceará (UFC). Atuanapós-graduação onde desenvolve pesquisas nas áreas de Inovações Sustentáveis, Inovação Social, Gestão da Inovação, Fair Trade, Green Supply Chain, Logística e Sustentabilidade.

SANDRA MARIA DOS SANTOS
Graduada em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Ceará (1978), mestrado em Economia pela UFC (1989) e doutorado em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco (1998). Atualmente é vice- diretor da FaculdadedeEconomia,Administração,AtuariaeContabilidade (FEAAC/UFC)

ILANA MARIA DE OLIVEIRA MACIEL
Mestre em Administração pela UFC (2009). Especialista em Gestão e Estratégia Empresaria pela UFC (2005), Especialista em Marketing com Ênfase em Serviços pela FEA/USP (2007). Positive Coaching, Life e Executive Coaching formada pela SBCoaching.

ALEXANDRE SOUSA
Diretor executivo da Exultar. Graduado em Gestão de Tecnologia. Idealizador do Programa BPM SCHOOL, credenciado pela ABPMP. Idealizador e Professor do MBA de BPM da UNIFOR. Professor convidado da Unifor, Estácio e Faculdade CDL para Pós-graduação. Membro do PMI Internacional.

Vencedores das Edições anteriores

V PRÊMIO PROJETO INOVADOR – ANO 2017

1º lugar: Projeto Horta Social, da Secretaria Municipal dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS)

2º lugar:  Bicicletas Integradas

3º lugar: Projeto Fortaleza Online, da Seuma

IV PRÊMIO PROJETO INOVADOR – ANO 2016

1º lugar:  Projeto Areninhas, da Secretaria de Esporte e Lazer

2º lugar: Sistema de Gestão da Dívida Ativa Municipal, da Procuradoria Geral do Município

3º lugar: Programa de Educação Fiscal de Fortaleza, da Secretaria de Finanças

III PRÊMIO PROJETO INOVADOR – ANO 2015

1º lugar: Sistema de Gestão de Recursos e Planejamento de Fortaleza - Financeiro Contábil, da Secretaria de Finanças

2º lugar: Bicicletar, da Secretaria da Conservação e Serviços Públicos 

3º lugar: Desburocratização e Otimização do Processo de Aposentadoria, Secretaria do Planejamento, Orçamento e Gestão

II PRÊMIO PROJETO INOVADOR – ANO 2014

1º lugar: Estoque Zero de Processo, da Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente

2º lugar: I Salão de Arte da Criança, da Secretaria de Cultura

3º lugar: Modelo de Gestão de Arrecadação de ISS, da Secretaria de Finanças

I PRÊMIO PROJETO INOVADOR – ANO 2013

1º lugar: Plano Plurianual Digital, da Coordenadoria Especial de Participação Social

2º lugar: Portal de Governança de TI, da Secretaria Municipal das Finanças

3º lugar: Academia Enem, da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas da Juventude

Publicado em Servidor

várias pessoas posam para a foto
Posse ocorreu nesta sexta-feira (28/09), na sede da CGM
A Prefeitura de Fortaleza empossou nesta sexta-feira (28/09), oito profissionais para o cargo de analista de planejamento e gestão que serão lotados na Controladoria e Ouvidoria Geral do Município (CGM).

Os novos servidores foram aprovados no concurso de 2016, como forma de valorizar a gestão pública Municipal, atendendo aos anseios da população e dos servidores da Controladoria. Os empossados fazem parte da primeira turma de servidores efetivos da CGM.

“Temos advogados, contadores, economistas e engenheiros assumindo hoje. É um mix de profissionais necessário para compor corretamente as atividades de controladoria. É um novo momento do órgão porque teremos servidores permanentes e não mais comissionados, o que nos vai permitir dar continuidade aos trabalhos exigidos pela gestão”, declarou a Controladora Geral do Município Luciana Mendes.

A primeira atividade dos servidores acontecerá na próxima segunda-feira (01/10), quando eles participarão de um seminário na Secretaria de Planejamento e Gestão (Sepog), que explicará os trâmites, a hierarquia do poder municipal e a importância da transparência nas verbas públicas aplicadas em benefício da população. No dia seguinte, eles já assumem as suas funções na CGM.

“A maquina da Prefeitura precisa funcionar independente de quem estar a frente da gestão. Quando o prefeito Roberto Cláudio assumiu o cargo,muitos servidores que detinham o conhecimento do funcionamento da gestão saíram. A nomeação destes servidores de carreira faz parte de um quadro permanente que fortalece a Prefeitura”, destacou o o titular da Sepog, Philipe Nottingham.

Por meio deste mesmo concurso, em 2017, 20 novos servidores iniciaram os trabalhos na Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplog) e outros 20 tomaram posse no Inplanfor. Este ano, outros dois concursados foram chamados para a Secretaria Municipal da Saúde.

Publicado em Gestão

várias pessoas num palco
Solenidade de posse ocorreu na manhã desta sexta-feira (21/09), no Teatro Carlos Câmara
O prefeito Roberto Cláudio empossou, nesta sexta-feira (21/09), no Teatro Carlos Câmara, 139 dos 248 novos servidores convocados nesta etapa dos concursos e provas de títulos para atuar no Instituto Doutor José Frota (IJF).

Os profissionais foram selecionados para vagas de médico, assistente social, enfermeiro, fisioterapeuta, nutricionista, técnico de enfermagem, técnico de laboratório e técnico de radiologia. As novas escalas com os nomes dos concursados já estão sendo formalizadas para que eles iniciem o trabalho na próxima segunda-feira (24/09).

“Estamos em pleno processo de expansão e tão importante quanto a estrutura é o corpo físico que trabalha no IJF. Os novos profissionais aumentarão a capacidade clínica e cirúrgica do IJF e serão parte fundamental para melhorar ainda mais o atendimento do Hospital, que é referência de urgência e emergência do País”, destacou Roberto Cláudio

Na próxima semana, outros 109 servidores devem ser empossados, mediante a entrega de documentação necessária para assumir o cargo. Na última quinta-feira (20/09), os profissionais passaram por um processo de ambientação para conhecer a estrutura e as normas do Hospital.

“Estou ansiosa para ofertar o meu serviço e aprender com tantos profissionais qualificados. Ontem, conhecemos o funcionamento e foi importante para a gente se ambientar e chegar firme na próxima semana”, explicou a enfermeira Adima Câmara.

Até o fim do cronograma de convocações, um total de 592 novos profissionais assumirão suas funções no maior centro médico de nível terciário da rede municipal de saúde, que também passa por um processo de modernização a ampliação de suas áreas de atendimento, com a construção do Anexo IJF 2.

“Esses profissionais vão recompor as escalas que já existem e também trabalhar no atendimento no primeiro andar do IJF2 que deve abrir para atendimento em no máximo duas semanas”, destacou a superintendente do Hospital, Riane Azevedo,

Atualmente, o IJF possui equipes multiprofissionais em plantão 24 horas, com mais de 20 especialidades médicas, sendo o seu corpo clínico reconhecido pelo profissionalismo, competência e dedicação ao auxílio da população. O hospital acolhe uma média mensal de 6.650 pacientes em sua Emergência, sendo metade das internações preenchidas por moradores de outros municípios do Estado. Entre as principais causas de internação estão quedas, ocorrências de trânsito, principalmente envolvendo motocicletas, intoxicações, queimaduras, engasgo e efeito de penetração de corpo estranho por orifício natural, além de outros tipos de fraturas e traumas vasculares e neurológicos.

Publicado em Saúde