A Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes abre inscrições para a oficina "Cinema e Trabalho", com Virgínia Pinho. A atividade é gratuita e será realizada, por meio de encontros on-line, nos dias 7 a 12 de março, das 14h às 17h. Interessados devem preencher formulário eletrônico. São ao todo 25 vagas. Inscrições seguem até dia 3 de março.

Inscrição

A oficina irá abordar múltiplas dimensões da relação do cinema com os mundos do trabalho. "A partir de uma inevitável releitura da própria história do cinema como uma arte que se confunde com o processo industrial, seja por sua reprodutibilidade técnica, seja pela complexa divisão técnica do trabalho, pensamos como essas imbricações não impediram uma certa invisibilidade do trabalho na produção cinematográfica", comenta Virgínia Pinho. "Refletir sobre esse paradoxo é buscar compreender também a natureza contraditória do trabalho em nossa sociedade", complementa a ministrante da oficina.

Além das seis aulas previstas, poderão ser alinhados encontros virtuais específicos para orientação de trabalhos. Parceria com a Cinema & Revolução, a oficina é fruto de projeto apoiado com recursos oriundos da Lei Aldir Blanc, por meio da Secretaria Municipal da Cultural de Fortaleza (Secultfor),

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, vinculado à Secultfor e gerido pelo Instituto Cultural Iracema (ICI).

Sobre a ministrante
Virgínia Pinho é multiartista, pesquisadora e professora. Mestra em Comunicação pela Universidade Federal do Ceará (UFC), seus trabalhos transitam entre o Cinema e as Artes Visuais. Desenvolve pesquisas sobre os temas Trabalho e o Trabalhador, Imagem e Memória e a Construção do Espaço Urbano. Participou da 21ª Unifor Plástica (2021), do 72º Salão de Abril (2021) e diversas outras exposições. Em 2017, foi curadora da mostra "Harun Farocki: o trabalho com as imagens", realizada no Cinema do Dragão, e participou do Laboratório de Artes Visuais do Porto Iracema das Artes, com a pesquisa "Isolamento Compulsório". Seu filme "Miragem" (2014/2018) foi premiado no 25º Cine Ceará. Virgínia é também corroterista e codiretora do longa-metragem "A Colônia", selecionado para a 25ª Mostra de Cinema de Tiradentes. Vive e trabalha em Maracanaú (CE). Saiba mais sobre a artista.

Serviço
Oficina "Cinema e Trabalho", com Virgínia Pinho
Inscrições: até 03/03
Formulário eletrônico da inscrição
Data de realização: 07 a 12/03
Horário: das 14h às 17h
Local: Plataforma de Videoconferências Google Meet
Vagas: 25
Gratuito

Publicado em Cultura

A Escola Pública de Teatro da Vila das Artes abre inscrições para a oficina "Teatro Físico: Uma Primeira Abordagem". Conduzida por Fred Raposo, a atividade ocorrerá de segunda a sexta-feira (17 a 21/01), das 18h às 20h30, por meio de videoconferências na plataforma Google Meet. As inscrições devem ser realizadas até domingo (16/01), por meio de ficha de inscrição on-line. São disponibilizadas, ao todo, 20 vagas.

Clique aqui para se inscrever

Inteiramente gratuita, a oficina tem carga horária total de 15 horas-aula e se destina a atores, palhaços, mágicos, dançarinos e pessoas interessadas em teatro em geral, com idade mínima de 18 anos. Participantes selecionados serão notificados por e-mail com os links de acesso às aulas.

No curso, serão trabalhadas técnicas teatrais ligadas a dramaturgia, atuação, improvisação, composição, trabalho com texto e teatro de objetos. A atividade tem por objetivo investigar o “teatro físico” a partir da bagagem de cada aluno, em diálogo com o fazer teatral pensado desde abordagens puramente físicas.

"A proposta do curso é abordar um corpo, uma técnica, e somar a ele um relato, uma história. Trabalharemos a teatralidade desde pontos presentes na investigação e na proposta de cada aluno, com teoria, práticas físicas e composição de pequenas cenas", explica Fred Raposo.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, vinculado à Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) e gerido pelo Instituto Cultural Iracema (ICI).

Sobre o ministrante
Fred Raposo é clown, ator e diretor. Desenvolve seu trabalho como pedagogo desde 2014 entre Brasil e Argentina. Como intérprete, já percorreu países como Argentina, Chile, Costa Rica, Brasil, Suíça, Itália, França e Espanha, com trabalhos nas mais diversas áreas, entre Teatro, Dança e Palhaçaria.

Vila 15 anos
A oficina "Teatro Físico: Uma Primeira Abordagem", com Fred Raposo, é uma das atividades integrantes da programação especial em celebração aos 15 anos da Vila das Artes. De 18 de janeiro a 19 de fevereiro, o complexo cultural recebe extensa programação de palestras, exposições, cursos, rodas de conversa, exibições de filmes e apresentações de dança, de circo e de teatro, entre outras atividades. A programação completa será divulgada em breve nos canais de comunicação da Vila, do Instituto Iracema e da Prefeitura de Fortaleza.

Serviço
Oficina "Teatro Físico: Uma Primeira Abordagem", com Fred Raposo
Inscrições: até domingo (16/01), neste link
Data: 17 a 21
Horário: 18h às 20h30
Local: Plataforma de videoconferências Google Meet (participantes selecionados serão notificados por e-mail com os links de acesso às aulas)
Gratuito

Publicado em Cultura

A Escola Pública de Teatro da Vila das Artes abre inscrições para o curso gratuito de iniciação teatral “Percursos de Teatro Para Crianças e Adolescentes”. O processo formativo tem duração de dois anos e se destina a crianças e adolescentes com idades entre 8 e 14 anos. As inscrições devem ser realizadas on-line até o dia 13/02, por meio do preenchimento de ficha eletrônica disponível em www.institutoiracema.com/editais. As informações sobre o procedimento de seleção de alunos estão disponíveis em edital disponível no mesmo endereço.

Clique aqui para acessar o Edital
Clique aqui para acessar a Ficha de Inscrição

Totalmente gratuito, o curso promove acesso a um amplo processo formativo visando a inserção e qualificação na arte teatral, compreendendo conteúdos técnicos, artísticos e teóricos das diversas possibilidades teatrais. "São ofertados os mais diversos conhecimentos necessários ao fazer artístico teatral, auxiliando no desenvolvimento de diversas habilidades, tais como criatividade, escrita, oratória e desenvoltura em público, permitindo que alunos e alunas possam aprender técnicas de exercícios que o permitam seguir no fazer artístico ou utilizá-las em outras profissões", descreve Graça Freitas, coordenadora da Escola Pública de Teatro da Vila das Artes.

São ofertadas, ao todo, até 80 vagas. Uma turma com 25 alunos é destinada a crianças de 8 a 10 anos, com aulas às terças e quintas-feiras, das 8h30 às 11h. A outra turma é para adolescentes de 11 a 14 anos, com aulas às segundas e quartas-feiras, também com 25 alunos e no mesmo horário. Serão selecionados, ainda, candidatos para o preenchimento de vagas remanescentes das turmas do 2º ano da formação, com aulas durante o turno da tarde, das 14h às 16h30, no total de 30 vagas.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, vinculado à Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) e gerido pelo Instituto Cultural Iracema (ICI).

Seleção
O processo de seleção se dará por meio de uma vivência coletiva de teatro, realizada presencialmente na sede da Vila das Artes ou por meio remoto, conforme será sinalizado para todos os inscritos na ocasião do encerramento das inscrições. A atividade consiste em brincadeiras, jogos e atividades lúdicas, seguida de uma entrevista com o candidato ou candidata na companhia de seu responsável legal. Na ocasião, os candidatos deverão trajar roupas que permitam a livre movimentação. A atividade seguirá todos os protocolos preventivos relacionados à pandemia da Covid-19.

A vivência coletiva para a turma na faixa etária de 8 a 10 anos será no dia 16 de fevereiro, das 8h30 às 12h, para os interessados no turno da manhã, e das 13h30 às 17h para os interessados no turno da tarde. Para candidatos à turma na faixa etária de 11 a 14 anos, a data reservada é 17 de fevereiro, das 8h30 às 12h, para os interessados no turno da manhã, e das 13h30 às 17h para os interessados no turno da tarde.

Cronograma
Período de inscrições: 11/01 a 13/02
Seleção: 16 e 17/02 (ver detalhamento no edital)
Resultado preliminar: 18/02
Período para recurso: 21 a 23/02
Resultado final: 24/02
Início das aulas: 07/03

Serviço
Curso “Percursos de Teatro Para Crianças e Adolescentes”
Inscrições: Até 13 de fevereiro, em www.institutoiracema.com/editais
Dúvidas e informações: (85) 3105-1402 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

Publicado em Cultura

A Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes promove, nesta quinta-feira (16/12), ação cineclubista on-line, por meio do canal do complexo cultural na plataforma de vídeos Youtube. Mais uma vez, o Cineclube Vila das Artes recebe o coletivo Cine Marvin para uma sessão que discute Cinema e filosofia, com a sessão "A práxis pedagógica do Cinema nas aulas de Filosofia", que conta com a exibição de filmes e a transmissão de debate ao vivo.

Clique aqui para acessar o canal da Vila das Artes no Youtube

Na ocasião serão exibidos os curtas-metragens “A filósofa”, “Pensamentos de Carmen” e “Eu só queria ser livre”, produções audiovisuais de alunos de ensino fundamental II e de ensino médio da periferia de Fortaleza, Maracanaú e Caucaia. A sessão é seguida de debate ao vivo com a participação do Professor Doutor Romero Venâncio (UFS) e da Professora Doutora Rita Helena (UFC/Sobral). A mediação é do professor, ator e curador do Cine Marvin Emerson Praciano.

"A articulação entre a prática educativa e o processo de aprendizagem de teorias filosóficas inserido na construção de um curta-metragem são o ponto de partida da discussão", comenta Emerson Praciano. "Queremos mostrar a importância das atividades audiovisuais com linguagem filosófica a partir da produção desses jovens", complementa o cineclubista.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, administrado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Cineclube Vila das Artes
Ação da Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes, o Cineclube Vila das Artes promove mostras mensais temáticas ligadas aos conteúdos dos cursos ofertados pela escola ou propostos por instituições parceiras. As sessões de filmes são seguidas por debates com o objetivo de ampliar e democratizar o acesso a espaços para discussão sobre o audiovisual na cidade. Desde março de 2020, as sessões passaram a ser realizadas de forma on-line, por meio do canal da Vila das Artes no YouTube.

Serviço
Cineclube Vila das Artes – "A práxis pedagógica do Cinema nas aulas de Filosofia"
Data: Quinta-feira (16/12)
Hora: 17h (filmes) e 17h30 (debate)
Local: Canal da Vila das Artes no YouTube
Classificação indicativa: livre

Publicado em Cultura

A Escola Pública de Dança da Vila das Artes encerra, na próxima sexta-feira (10/12), o período de inscrições para o Curso de Formação Básica em Dança, período 2022-2027. Poderão participar do processo seletivo crianças e pré-adolescentes com idades entre 8 e 13 anos. As inscrições podem ser realizadas por meio on-line ou presencialmente. Para acompanhar todas a etapas da seleção, acompanhe o sítio eletrônico do Instituto Cultural Iracema (ICI), em www.institutoiracema.com/editais.

Clique aqui para acessar o Edital completo
Clique aqui para se inscrever on-line

Totalmente gratuito, o Curso de Formação Básica em Dança da Escola Pública de Dança da Vila das Artes foi fundado no ano de 2011 e tem por objetivo fornecer subsídios práticos e teóricos para o desenvolvimento criativo de obras coreográficas. O curso tem duração de seis anos e prevê em seu currículo disciplinas que vão desde a dança clássica a abordagens técnicas contemporâneas.

Para participar do processo seletivo, os representantes legais dos candidatos ou candidatas devem entregar por meios on-line ou pessoalmente na Vila das Artes a documentação exigida no item 4.2 do edital. No caso de inscrição presencial, também deve ser entregue preenchida a Ficha de Inscrição disponível neste link (a ficha impressa estará disponível para preenchimento na Vila das Artes na ocasião da inscrição).

Coordenadora da Escola Pública de Dança, Marina Carleial destaca o empenho da escola para a retomada total da rotina de aulas presenciais e para o cumprimento de todas as medidas de segurança necessárias. “Neste momento de retomada de atividades presenciais e das dificuldades enfrentadas pelos projetos culturais no país, é importante celebrar a abertura de novas vagas para o Curso de Formação Básica em Dança. A continuidade desse curso é muito importante para a formação em artes de Fortaleza”, complementa.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido em parceria pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) e pelo Instituto Cultural Iracema (ICI).

Vagas
Serão admitidos até 40 estudantes, com idades entre 8 e 10 anos, para as duas novas turmas do 1º ano; e até 60 estudantes, com idades entre 9 e 13 anos, para as turmas em andamento (2º ao 4º ano). Pretendentes às vagas das turmas em andamento devem apresentar experiência prévia em Dança. Serão selecionados ainda até 20 suplentes para ocupar eventuais vagas de candidatos aprovados desistentes do 1º ano.

Seleção
Candidatos e candidatas com inscrições válidas passarão por processo seletivo coordenado por profissionais da área da Dança, em data e horário a serem definidos no ato da inscrição. A atividade consiste em uma uma vivência coletiva, segundo a qual candidatos e candidatas serão avaliados em critérios como motivação, criatividade, coordenação motora e aptidão física. Na ocasião, deverão trajar roupas que permitam se movimentarem livremente. A atividade seguirá todos os protocolos preventivos relacionados à pandemia da Covid-19.

Cronograma
Inscrições: até 10/12
Período de seleção: 13 a 16/12
Resultado Preliminar: 17/12
Recurso: 20 e 21/12
Resultado Final: 22/12
Matrículas de novos alunos e início das aulas: 7 de março de 2022

Serviço
Edital do Curso de Formação Básica em Dança 2022
Regulamento disponível em www.institutoiracema.com/editais
Inscrições: até 10/12, em www.institutoiracema.com/editais ou presencialmente na Vila das Artes (Rua 24 de Maio, nº 1.221, Centro, das 8h às 12h e das 14h às 20h)
Informações: (85) 3252-1444 / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Gratuito

Publicado em Cultura

A Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes promove, neste mês de dezembro, mais duas ações referentes à programação do Cineclube Vila das Artes. As mostras "Periferias do Futuro" e "Fantasmagoria" apresentarão, ao todo, oito sessões, com exibições semanais de filmes e debates ao vivo transmitidos por meio do canal da Vila das Artes na plataforma de vídeos Youtube.

Clique aqui para acessar o canal da Vila das Artes no YouTube

Os debates transmitidos ao vivo terão mediação dos curadores das mostras e contarão com a participação dos realizadores dos filmes de cada sessão e convidados. Confira mais abaixo o detalhamento da programação.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, administrado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Periferias do Futuro
A mostra Periferias do Futuro tem curadoria de Erick Sousa e Armando Barbosa, produtores do coletivo cineclubista Entre Olhos. A mostra busca apresentar um recorte do panorama de documentários com periferias e populações étnicas, medindo reflexões sobre a representação das imagens étnicas, dos circuitos da cidade e do campo.

Segundo a curadoria, o objetivo é apresentar as implicações estéticas ocorridas com as "vetorizações da criação” dos processos produtivos dos filmes, indicando mudanças que se compõem com o passo da história cinematográfica para o futuro, apresentando novos autores, conjuntos e contextos de imagens que se enquadram a partir da relação familiar, comunitária e de vizinhança.

"A mostra intui um cinema do futuro como o cinema familiar, que estabelece relações comunitárias, antes de produzir filmes", explica Erick Sousa, um dos curadores. "Essas induções são vistas nas narrativas que decantam-se com os filmes apresentados que percorrem regiões do Brasil por um vetor estético de cinema que se constrói com os sujeitos afetivamente envolvidos no processo produtivo", complementa o curador Armando Barbosa

Fantasmagoria
A Mostra Fantasmagoria tem curadoria da produtora Emilly Guilherme, integrante do cineclube Comeram Minha Pipoca e do coletivo Cinemul. "A mostra procura projetar a linha invisível que liga o audiovisual e o imaginável", comenta a curadora.

Segundo Emilly, os filmes escolhidos investigam os cantos da mente e como ela exerce em rede a ligação entre imagens e significados. "É como em uma tiragem de Tarot, em que, com o passar do tempo, as ligações entre as cartas tiradas e os acontecimentos na vida de alguém são percebidas. Essa ligação invisível entre esses veículos imagéticos é a pura magia, notada seja por quem assiste filmes, seja por quem os monta, seja por quem se consulta pelo Tarot", complementa.

A mostra é composta por três sessões individuais, com a exibição de curtas-metragens seguidos de debates com realizadoras e convidadas, e uma sessão intitulada "Fantasmagoria", onde há liberdade curativa e criativa de montagem experimental entre os filmes.

Programação
Todos os filmes e debates são exibidos no canal da Vila da Artes no Youtube a partir das 17h do dia da sessão. Confira as datas e os filmes das duas mostras abaixo.

Mostra "Periferias do Futuro"

• Sessão 1 - Periferia do Futuro
- "Meninos Rimam", de Lucas Nunes (SP / Ficção / 2019 / 20min / 12 anos)
- "A Beira do Planeta Mainha Soprou a Gente", de Bruna Barros e Bruna Castro (MA / Documentário / 2020 / 14min / Livre)
- Debate com a produtora Karoline Nunes e a realizadora Bárbara Moura; mediação dos curadores
Data: Segunda-feira (29/11)
Hora: 17h
Local: Canal da Vila das Artes no Youtube

• Sessão 2 - Ecologias Urbanas
- "Quintal Verde", de Felipe dos Santos (PE / Documentário / 2021 / 9min / Livre)
- "Pedras Não Flutuam", de Lara Ovídio (RN / 2019 / 8min / Livre)
- Debate com o realizador Felipe dos Santos e mediação dos curadores
Data: Terça-feira (30/11)
Hora: 17h
Local: Canal da Vila das Artes no Youtube

• Sessão 3 - O Céu Está Caindo
- "Fôlego Vivo", de Juma Jandaíra e Associação dos Índios Cariris do Poço Dantas-Umari (CE / Documentário / 2021 / 25min / Livre)
- Debate com representantes da Associação dos Índios Cariris do Poço Dantas-Umari e mediação dos curadores
Data: Quarta-feira (01/12)
Hora: 17h
Local: Canal da Vila das Artes no Youtube

• Sessão 4 - Periferia e Tradição
- "Princesa do Meu Lugar", de Pablo Monteiro (MA / Documentário / 16min / Livre)
- Debate com o realizador Alê Silva e mediação dos curadores
Data: Quinta-feira (02/12)
Hora: 17h
Local: Canal da Vila das Artes no Youtube

Mostra "Fantasmagoria"

• Sessão 1
- "Nebulosa", de Noá Bonoba e Barbará Cabeça (CE / 2020 / P&B / 14min40)
- Debate ao vivo com Noá Bonoba
Data: Terça-feira (07/12)
Hora: 17h
Local: Canal da Vila das Artes no Youtube

• Sessão 2
- "Ação Fantasmagórica à Distância", de Gabi Trindade (CE / 2021/ Colorido / 10min10)
- Debate ao vivo com Gabi Trindade
Data: Quarta-feira (08/12)
Hora: 17h
Local: Canal da Vila das Artes no Youtube

• Sessão 3
- "Serpent Rain", de Denise Ferreira da Silva e Arjuna Neuman (Vancover, Noruega / 2016 / Colorido / 30min)
- Debate ao vivo com Kênia Freitas
Data: Quinta-feira (09/12)
Hora: 17h
Local: Canal da Vila das Artes no Youtube

• Sessão 4
- "Sessão Fantasmagoria", de Emilly Guilherme (CE / 2021 / Colorido / 54min50)
- Debate ao vivo com Gabi Trindade, Noá Bonoba e Iago Barreto Soares
Data: Quinta-feira (10/12)
Hora: 17h
Local: Canal da Vila das Artes no Youtube

Sobre os curadores
Erick Sousa e Armando Barbosa são realizadores audiovisuais, fotógrafos-documentarista e produtores da Entre Olhos, produtora coletiva que atua com comunicação popular, cinema, educação e produção cultural voltada para espaços das periferias desde 2014. O grupo se originou no Planalto Pici, em Fortaleza, e atualmente está presente também em diferentes periferias de Recife (PE), além de atuar em cidades interioranas do Ceará.

Emilly Guilherme é bacharel em audiovisual, curadora, cineclubista e produtora cultural. Integra o cineclube Comeram Minha Pipoca e o coletivo Cinemul: Cinema feito por Mulheres do Ceará. Desde 2019, começou a caminhada com os povos indígenas do Ceará e se tornou apoiadora do povo Anacé da Japuara. No processo, descobriu-se formadora audiovisual. Atualmente, coordena, cura e produz o projeto Cine Japuara – Luta Pela Terra.

Telas Abertas
As mostras "Periferias do Futuro" e "Fantasmagoria" são, respectivamente, a sexta e a sétima oriundas da convocatória Telas Abertas 2021, que selecionou propostas de curadoria de mostra de filmes com temática livre para compor a programação do Cineclube da Vila das Artes durante o período de junho a dezembro de 2021. Das sete vagas preenchidas, quatro se destinaram a proponentes residentes em Fortaleza e três a residentes em outras localidades do País.

Serviço
Cineclube Vila das artes – Mostras "Periferias do Futuro" e "Fantasmagoria"
Data: de 29/11 a 02/12 e de 07 a 10/12
Hora: 17h
Local: Canal da Vila das Artes no YouTube

Publicado em Cultura

A Escola Pública de Circo da Vila das Artes divulga a programação de cursos livres do mês de dezembro. Serão três oficinas: "Aperfeiçoamento em clown", com Fred Raposo, "Laboratório de construção de currículo, clipping e portfólio artístico", com Paula Silveira, e "Ferramentas Digitais para Produção Cultural", com Aires e Eudo Araújo Jr. As atividades são presenciais mas as inscrições devem ser realizadas de forma on-line, por meio do preenchimento dos formulários disponíveis em www.linktr.ee/viladasartes.

Clique aqui para se inscrever

A oficina "Laboratório de construção de currículo, clipping e portfólio artístico" se destina a artistas e pessoas interessadas em organização curricular artística. A atividade tem a condução de Paula Silveira, produtora cultural com mais de 25 anos de experiência em eventos culturais e científicos. As aulas serão realizadas de quarta a sexta-feira, dia 08, 09 e 10/12, das 18h às 21h, de forma presencial na Vila das Artes. Inscrições vão até segunda-feira (06/12). Candidatos a participar da oficina devem ter idade mínima de 14 anos.

Na oficina "Aperfeiçoamento em clown", o ator, diretor e clown Fred Raposo, trabalha as bases para a criação de uma rotina de palhaço, desde a ideia até a execução, em uma oficina teórico-prática para a elaboração de cenas cômicas. As aulas serão realizadas de segunda a sexta-feira, de 13 a 17/12, das 18h às 21h, de forma presencial na Vila das Artes. Inscrições vão até 10/12. Candidatos a participar da oficina devem ter idade mínima de 18 anos.

Já em "Ferramentas Digitais para Produção Cultural", com Aires & Eudo Araújo Jr, o objetivo é desenvolver uma análise de como organizar um evento online ou presencial a partir da perspectiva digital e do olhar da produção cultural. No curso, serão trabalhadas ferramentas como Google Meet, Google Classroom, Google Drive, Stream Yard e outros. As aulas serão realizadas de segunda a sexta-feira, de 13 a 17/12, das 16h às 18h, de forma presencial na Vila das Artes. Inscrições vão até 10/12. Candidatos a participar da oficina devem ter idade mínima de 14 anos.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido em parceria pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) e o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Sobre os ministrantes
AIRES é artista, pesquisadora e docente. É graduada em Licenciatura em Teatro e tem experiência na área de artes com ênfase em arte contemporânea e performance. É uma das criadoras da Talário Mídias Digitais, empresa especializada em soluções digitais na área cultural.

EUDO ARAÚJO JR é professor, programador e game designer. É formado em Letras – Língua Inglesa, com especialização em Linguística Aplicada. É graduando em Sistemas e Mídias Digitais pela Universidade Federal do Ceará (UFC). É um dos fundadores da Talário Mídias Digitais, empresa que atua com soluções voltadas ao meio digital, especialmente direcionadas às artes.

FRED RAPOSO é clown, ator e diretor. Desenvolve seu trabalho como pedagogo desde 2014 entre Brasil e Argentina. Como intérprete, já percorreu países como Argentina, Chile, Costa Rica, Brasil, Suíça, Itália, França e Espanha, com trabalhos nas mais diversas áreas, entre Teatro, Dança e Palhaçaria.

PAULA SILVEIRA é produtora cultural com mais de 25 anos de experiência em eventos culturais e científicos. Idealizadora e coordenadora do Projeto "Mestres da Cultura Cearense – A tradução das tradições", tem formação em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Ceará, formação técnica em Produção Cultural pelo CENTEC e pela Universidade Estadual do Vale do Acaraú (UVA), e especialização em Gestão de Projetos e em Gestão Cultural também pela UVA.

Serviço

Oficina "Laboratório de construção de currículo, clipping e portfólio artístico", com Paula Silveira
Inscrições: até 06/12, em www.linktr.ee/viladasartes
Data: 08, 09 e 10/12
Hora: das 18h às 21h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de maio, 1221 – Centro)
Idade mínima: 14 anos
Gratuito

Oficina "Ferramentas Digitais para Produção Cultural", com Aires & Eudo Araújo Jr
Inscrições: até 10/12, em www.linktr.ee/viladasartes
Data: 13 a 17/12
Hora: das 16h às 18h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de maio, 1221 – Centro)
Idade mínima: 14 anos
Gratuito

Oficina "Aperfeiçoamento em clown", com Fred Raposo
Inscrições: até 10/12, em www.linktr.ee/viladasartes
Data: 13 a 17/12
Hora: das 18h às 21h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de maio, 1221 – Centro)
Idade mínima: 18 anos
Gratuito

Publicado em Cultura

A Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes promove, neste mês de novembro, mais duas ações referentes à programação do Cineclube Vila das Artes. As mostras "Videodançares" e "Narrativas-Encruzilhadas no Tempo Espiralar" apresentarão, ao todo, oito sessões, com exibições semanais de filmes e debates ao vivo, transmitidos por meio do canal da Vila das Artes na plataforma de vídeos YouTube.

Clique aqui para acessar o canal da Vila das Artes no YouTube

Os debates transmitidos ao vivo terão mediação dos curadores das mostras e contarão com a participação dos realizadores dos filmes de cada sessão e convidados. Confira mais abaixo o detalhamento da programação.

A mostra "Narrativas-Encruzilhadas no Tempo Espiralar" reúne obras dos Cinemas Negros do Brasil dotadas de perspectivas decoloniais. Conforme explica Luan Jave, integrante do Viu&Review, coletivo que assina a curadoria da mostra, os filmes incorporam em suas narrativas o "tempo espiralar" e as "encruzilhadas", segundo os conceitos cunhados pela pesquisadora Leda Maria Martins. "Abordamos experiências temporais espiralares, as fissuras, os fragmentos, as memórias, as viagens nos tempos e as descontinuidades que se articulam em encruzilhadas sígnicas de corpos negros que atravessam os tempos", comenta o curador.

"As obras entrecruzadas elaboram distintos tipos de formas de contar: a performance, o experimental, o realismo fantástico, o afrofuturismo se constituem como cosmologias que recusam o ocidental", detalha Lina Cirino, também integrante do coletivo.

A mostra "Videodançares", por sua vez, busca um panorama artístico entre o vídeo e a dança, com trabalhos audiovisuais que dialogam com a produção artística e documental de videodança numa perspectiva de imagens expandidas do corpo para a câmera e para a tela. A curadoria dos filmes e a mediação dos debates é de Joubert Arrais, Liliane Luz e Sabina Colares.

"A palavra 'videodançares', que dá nome à mostra, é pensada como potência de tessituras, ambiências, pluralidades e hibridismos", explica Joubert Arrais, um dos curadores. "As sessões trazem subtítulos que cumprem o papel de provocação crítica para cada sessão temática e também se relacionam entre si, mobilizando observação, problematização e discussão com as questões da atualidade, sendo o corpo tratado como questão imagético-política", complementa Liliane Luz, também curadora.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, administrado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Programação
Todos os filmes e debates são exibidos no canal da Vila da Artes no YouTube a partir das 17h do dia da sessão. Confira as datas e os filmes das duas mostras abaixo.

Mostra "Narrativas-Encruzilhadas no Tempo Espiralar"

Sessão 1 - "Tempo Cura"
- Filmes: "Tempos Verbais" (2019 / 4min), de Ema Ribeiro; "Praia dos Tempos" (202 / 11min), de Luan Santos; e "Arco do tempo" (2019 / 17min), de Juan Rodrigues
- Exibições seguidas de debate com a curadoria e convidados
Data: Quarta-feira (03/11)

Sessão 2 - "Tempo Ruína"
- Filmes: "Ilha" (2018 / 96min / 16 anos), de Glenda Nicácio e Ary Rosa; e "A mulher no fim do mundo" (2019 / 20min), de Ana do Carmo
- Exibições seguidas de debate com a curadoria e convidados
Data: Quarta-feira (10/11)

Sessão 3 - Tempo Afro-Surreal
- Filmes: "Vida Nova Por Acaso" (1970 / 48min / 14 anos), de Odilon Lopez; e "Jorge" (2019 / 20min / 14 anos), de Jéferson
- Exibições seguidas de debate com a curadoria e convidados
Data: Quarta-feira (17/11)

Sessão 4 - Tempo Infinito
- "Preces precipitadas de um lugar sagrado que não existe mais" (2020 / 24min / 10 anos), de Rafael Luan e Mike Dutra; "Cartuchos de Super Nintendo em Anéis de Saturno" (2018 / 20min / 10 anos), de Leon Reis; e "Marvin.gif Parte II" (2020 / 4min), de Marvin Pereira
- Exibições seguidas de debate com a curadoria e convidados
Data: Quarta-feira (24/11)

Mostra "Videodançares"

Sessão 1 - "Corporresiliência"
- Filmes: "Sem ter o que dançar, foi se curar" (2021 / 23min), de Dudude e Thais Mol (MG); "Queda" (2020 / 6min), de Filipe Marsena e Marcelo Sena/Cia Etc (PE); "Erranças" (2015 / 20min), de Gabriela Santana e Tonlin Cheng (PE)
- Filmes seguidos por debate ao vivo com os realizadores dos filmes e mediação dos curadores Liliane Luz e Joubert Arrais
Data: Quinta-feira (11/11)

Sessão 2 - "Corpodistopia"
- Abertura da mostra, com os curadores Joubert Arrais, Liliane Luz e Sabina Colares
- Filmes: "Inferus" (2018 / 7min), de Débora Bittencourt (PE);
"Espiral – O futuro pode estar na sua frente ou às suas costas..." (2020 / 21min), de Rui Moreira (SP/MG/RS); "Orixá Cafuzo e outras divindades" (2019 / 22min), de Gerson Moreno e Cacheado Braga (CE)
- Filmes seguidos por debate ao vivo com os realizadores dos filmes e mediação de Joubert Arrais
Data: Sexta-feira (12/11)

Sessão 3 - "Corpopassagem"
- Filmes: "EntrePontosRiscados" (2020 / 6min), de Cacheado Braga, Gerson Moreno e Cia Balé Baião (CE); "Maxixe" (2010 / 10min), de Breno César e Cia Etc (PE); "O que tenho de você?" (2013 / 17min), de Sabina Colares (CE)
- Filmes seguidos por debate ao vivo com os realizadores dos filmes e convidados, mediação dos curadores Sabina Colares e Joubert Arrais
Data: Quinta-feira (18/11)

Sessão 4 - "Corpomovência"
- Filmes: "Exibição dos filmes Homem Torto" (2020 / 15min), de Eduardo Fukushima & Pedro Nishi (SP); "Engarrafada" (2019 / 47min), de Silvia Moura e Henrique Kardozo (CE)
- Filmes seguidos por debate ao vivo com os realizadores dos filmes e mediação dos curadores Joubert Arrais, Liliane Luz e Sabina Colares
Data: Quinta-feira (25/11)

Sobre os curadores
Viu&Review, coletivo responsável pela curadoria da mostra "Narrativas-Encruzilhadas no Tempo Espiralar", é um espaço virtual que produz críticas e reviews quinzenais de obras audiovisuais, disponibilizadas no endereço virtual https://medium.com/@viureview. O coletivo é composto por estudantes de cinema e audiovisual residentes do Recôncavo Baiano: Lina Cirino, Stephanie Sobral, Otávio Conceição, Hanna Lagoa, Ema Ribeiro, Marina Reis, André Malta, Luan Jave, Dante Gabriel, Luan Santos, João Guimarães, Anna Verena.

Já a mostra "Videodançares" tem a curadoria do professor, pesquisador e artista da dança Joubert Arrais; da bailarina, professora e pesquisadora Liliane Luz; e da pesquisadora e produtora cinematográfica Sabina Colares.

Telas Abertas
As mostras "Narrativas-Encruzilhadas no Tempo Espiralar" e "Videodançares" são, respectivamente, a quarta e a quinta mostras oriundas da convocatória Telas Abertas 2021, que selecionou propostas de curadoria de mostra de filmes com temática livre para compor a programação do Cineclube da Vila das Artes durante o período de junho a dezembro de 2021. Das sete vagas preenchidas, quatro se destinaram a proponentes residentes em Fortaleza e três a residentes em outras localidades do País.

Serviço
Cineclube Vila das artes – Mostras "Videodançares" e "Narrativas-Encruzilhadas no Tempo Espiralar"
Data: 03, 10, 11,12, 17, 18, 24 e 25/11
Hora: 17h
Local: Canal da Vila das Artes no YouTube

Publicado em Cultura

A Escola Pública de Dança da Vila das Artes promove, no mês novembro, uma série de ações destinadas a crianças e adolescentes com idade entre 8 e 16 anos. São, ao todo, sete oficinas presenciais que integram a ação "Dançando na Vila: Especial Crianças", com atividades previstas tanto para o turno da manhã como para o turno da tarde, a serem realizadas nas salas de dança da Vila das Artes.

Clique para conferir as oficinas com inscrições abertas

A oficina "Aprendendo e brincando!", com Yaline Saboia, que ocorrerá no dia 6 de novembro, já se encontra com inscrições abertas. As demais oficinas abrirão inscrições conforme cronograma listado mais abaixo, no detalhamento da programação. A atividade seguirá todos os protocolos preventivos relacionados à pandemia da Covid-19.

Segundo a coordenadora da Escola Pública de Dança, Marina Carleial, a seleção de professores foi feita de maneira a trazer uma diversidade de conteúdos, que reforçam o entendimento múltiplo sobre dança defendido pela escola.

"Trata-se de uma iniciativa pioneira, fora do circuito das escolas particulares e projetos sociais, com cursos livres gratuitos que trabalham diversas abordagens de dança, permitindo um contato inicial para os jovens participantes interessados", explica a coordenadora. "A intenção é incluir a dança e as artes no cotidiano das crianças e adolescentes de nossa cidade, o que é um dever da Vila das Artes como equipamento público de cultura", complementa.

Confira, a seguir, a programação completa do "Dançando na Vila: Especial Crianças" e os mini currículos de cada um dos professores das oficinas.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido em parceria pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) e o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Programação

- Oficina "Aprendendo e brincando!", com Yaline Saboia
Destinada a iniciantes, a atividade utiliza jogos e brincadeiras lúdicas que utilizam a técnica clássica como base para a compreensão dos movimentos.
Inscrições: 27/10 a 03/11, em www.linktr.ee/viladasartes
Data de realização: 06/11 (Sábado)
Hora: das 9h às 11h30 (Turma 1) / das 14h às 16h30 (Turma 2)
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221, Centro)
Idade: 8 a 10 anos

- Oficina "Hip Hop Dance: Conhecendo Caminhos", com Manu Gomez
A atividade apresenta possíveis caminhos para o aprendizado dos fundamentos da dança Hip Hop, por meio de dinâmicas corporais e experimentações lúdicas.
Inscrições: 29/10 a 10/11, em www.linktr.ee/viladasartes
Data de realização: 13/11 (Sábado)
Hora: das 9h às 11h30 (Turma 1) / das 14h às 16h30 (Turma 2)
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221, Centro)
Idade: 12 a 15 anos

- Oficina "Os jogos teatrais na sala de aula para construção da expressão do movimento", com Denilson Almeida
A partir de vivências com jogos teatrais, a oficina visa o estimular a criatividade, a socialização e o trabalho em grupo, bem como um novo olhar sobre o brincar.
Inscrições: 29/10 a 10/11, em www.linktr.ee/viladasartes
Data de realização: 13/11 (Sábado)
Hora: das 9h às 11h30 (Turma 1) / das 14h às 16h30 (Turma 2)
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221, Centro)
Idade: 12 a 15 anos

- Oficina "Tecendo Histórias de Danças do Ceará", com Victor Hugo Portela
A atividade tem como propósito apresentar algumas das histórias que compõem as danças feitas no Ceará. Participantes terão a possibilidade de compor uma teia coletiva expondo as relações que possui a dança cearense e quais os eixos das histórias que as conectam entre si nas multiplicidades das danças feitas no Estado.
Inscrições: 05 a 17/11, em www.linktr.ee/viladasartes
Data de realização: 20/11 (Sábado)
Hora: das 9h às 11h30 (Turma 1) / das 14h às 16h30 (Turma 2)
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221, Centro)
Idade: 13 a 16 anos

- Oficina "Princípios Básicos da Dança Moderna Contemporânea", com Fabiana Lima
Em formato prático-teórico e a partir de estudos do corpo e do movimento treinamento individual, a atividade se propõe ao ensino dos princípios básicos das técnicas de dança moderna contemporânea.
Inscrições: 05 a 17/11, em www.linktr.ee/viladasartes
Data de realização: 20/11 (Sábado)
Hora: das 9h às 11h30 (Turma 1) / das 14h às 16h30 (Turma 2)
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221, Centro)
Idade: 8 a 10 anos (Turma 1- Manhã) e 11 a 14 anos (Turma 2 - Tarde)

- Oficina "Dançando com a Tela", com Janaína Bento
A oficina é uma proposta de pesquisa de movimento e criação em dança a partir das tantas referências mediadas por telas que temos hoje, seja da televisão, do computador ou dos dispositivos móveis. A atividade também se propõe a pensar a história, a memória e o ensino-aprendizagem da dança nesse contexto telemático.
Inscrições: 12/11 a 24/11, em www.linktr.ee/viladasartes
Data de realização: 27/11 (Sábado)
Hora: das 9h às 11h30 (Turma 1) / das 14h às 16h30 (Turma 2)
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221, Centro)
Idade: 14 a 16 anos

- Oficina "Swing Jazz: Entre o Lindy Hop e o Charsleston", com Rubéns Lopes
A atividade promove um encontro com o jazz vernacular e suas raízes afro-estadunidenses, a partir de uma atmosfera dançante, viva e alegre que evoca as cosmossensações que existiam naquela época, com ênfase nas corporeidades ancestrais do jazz. Participantes devem usar tênis ou sapatos.
Inscrições: de 12/11 a 24/11, em www.linktr.ee/viladasartes
Data de realização: 27/11 (Sábado)
Hora: das 9h às 11h30 (Turma 1) / das 14h às 16h30 (Turma 2)
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221, Centro)
Idade: 13 a 16 anos

Sobre os professores

DENILSON ALMEIDA é ator, pesquisador, professor de teatro e mestrando em Artes pelo Programa de Pós-graduação em Artes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (PPGARTES-IFCE). É graduado em Teatro (Licenciatura) pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e é também técnico em dança pelo Instituto Dragão do Mar de Arte e Cultura. Foi dançarino do Grupo Tablado de Dança Flamenca. Também arte educador, coreógrafo, encenador e aderecista, Denilson é, atualmente, professor de Teatro em escolas particulares e de artes na cidade de Fortaleza (CE).

FABIANA LIMA é bailarina, pesquisadora, coreógrafa, preparadora corporal e professora de dança. É mestranda em Dança pelo PRODAN/UFBA e especialista em Estudos Contemporâneos em Dança (UFBA) e Dança e Educação (FATENE-CE). É licenciada e bacharel em Dança (UFBA, licenciada em Pedagogia (UVA) e tem Curso Técnico em Dança (IACC/SENAC/CE), Curso Profissionalizante em Dança (FUNCEB) e Curso Assistente em Coreografia (PRONATEC/BA). Atualmente, trabalha e pesquisa a técnica José Limón de Dança Moderna, e jogos coreográficos para criação cênica. É também coordenadora Artística e Pedagógica da Escola Urbana de Dança e Festival Internacional de Danças Urbanas na Cena – FIDUC/CE.

JANAÍNA BENTO é artista e pesquisadora da dança. Trabalha com o imagético como prática emancipatória para criação em dança. É mestra em Artes (2019) e bacharela em dança pela Universidade Federal do Ceará, técnica em Dança pelo Porto Iracema das Artes (2017), licenciada em História pela Universidade Estadual do Ceará (2003) e especialista em Metodologia do Ensino das Ciências Sociais e Humanas pela Universidade Federal do Ceará (2010). Participa da plataforma de criação em dança “EU SÓ TRABALHO COM REFERÊNCIA!”

MANU GOMEZ é bacharela em Dança pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e trabalha como coreógrafa e pesquisadora. É diretora do trabalho “Cinestesia” e do grupo “X Experimental”, e professora de Hip Hop Dance e Ritmos. Iniciou na dança em projetos sociais, como ABC das goiabeiras e ações de arte nas escolas públicas, fazendo pequenas formações de grupo e dançando nos eventos escolares e de projetos. Participou dos grupos L.A Danças Urbanas, Arte em Rua, Cia Hip Hop Michelle Fontenelle, Facção Urbana, Grupo de dança Cuca Barra. No Instituto de Cultura e Arte Rede Cuca, atua com intérprete e coreógrafa. Participou de eventos nacionais e internacionais.

RÚBENS LOPES é artista, professor e pesquisador em dança. Mestrando em Artes no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), é formado pelo Curso Técnico em Dança do Ceará (CTD) e em Licenciatura em Dança na Universidade Federal do Ceará (UFC). Dirige a Cia. Anagrama desde 2008, onde desenvolve a pesquisa de movimento em dança do “Corpo Lânguido”. Atualmente, coordena o e compõe o quadro de professores de diversas escolas de dança, na capital e no interior do Ceará. Dentro do ativismo no Movimento Negro, pesquisa as danças negras ancestrais e da diáspora. É membro do Fórum de Dança do Ceará, da Juventude Negra Kalunga, do Coletivo CREWolos e do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (NEABI) Campus Fortaleza.

VICTOR HUGO PORTELA é artista da dança, pesquisador de história da dança e ativista da cultura. Realiza trabalhos em parceria com grupos, coletivos e artistas independentes de múltiplas linguagens desde 2010. Transita na arte entre a criação, pesquisa, curadoria, formação e gestão. Integra as coordenações do Curso de Iniciação em Dança Contemporânea; residência coreográfica Ponto de Encontro e Abandono; e Dossiê para uma Historiografia Cearense de Dança. É licenciado em Teatro, Técnico em Dança e mestre em Dança.

YALINE SABOIA é formada em Turismo e tem formação técnica em Dança pelo Porto Iracema das Artes e em Ballet Clássico pela Escola de Dança Madiana Romcy. Participou de vários cursos e seminários nacionais e internacionais.

Serviço
Dançando na Vila: Especial Crianças
Inscrições: www.linktr.ee/viladasartes
Data: 06, 13, 20 e 27/11 (Sábados)
Hora: das 9h às 11h30 e das 14h às 16h30
Local: Vila das Artes (Rua 24 de maio, 1221, Centro)
Gratuito

Publicado em Cultura

A Vila das Artes divulga, nesta quarta-feira (27/10), o resultado das entrevistas e aulas práticas do credenciamento de prestadores de serviço de professor na Escola Pública de Circo. O resultado se encontra disponível em www.institutoiracema.com/editais.

Clique aqui para acessar os resultados e as demais etapas da chamada pública

O período de recurso se dá quinta e sexta-feira (28 e 29/10) e deve ser feito para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. As etapas seguintes seguem conforme cronograma divulgado em aditivo de prorrogação da chamada pública, também disponível em www.institutoiracema.com/editais.

Após o período de recurso, os candidatos selecionados serão notificados por e-mail.

A prestação de serviços tem previsão de início no mês de novembro de 2021 e finalização em dezembro de 2021, podendo ser prorrogado mediante termo aditivo, após avaliação institucional.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, administrado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Serviço
Chamada Pública para Credenciamento de Prestadores de Serviço de Professor para a Vila das Artes
Etapas disponíveis em: www.institutoiracema.com/editais
Recurso: até 29/10 (sexta-feira) pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicado em Cultura