Colaboradores realizando cadastros
As equipes passam de casa em casa para colher informações das famílias e inspecionar os locais que receberão as intervenções

A Prefeitura de Fortaleza segue, por meio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor), com o cadastro de famílias que serão beneficiadas pelo programa de Melhorias Habitacionais, nos bairros Moura Brasil (Regional 12) e Vicente Pinzón (Regional 2). A ideia é abrir novas frentes de trabalho para que mais moradores recebam as intervenções estruturais, principalmente com a construção ou reparo de banheiros.

O trabalho consiste na visitação casa a casa dentro da área pré-estabelecida pelo projeto inicial. No Vicente Pinzón, a poligonal definida compreende a comunidade do Serviluz e, no Moura Brasil, os beneficiados estão na área próxima da Avenida presidente Castelo Branco (Leste-Oeste). “Esses cadastros permitem a abertura de novas frentes de obra. No Moura Brasil, vamos finalizar 61 melhorias e também vamos seguir com ações de urbanização naquela área. Já no Serviluz, a ideia é ampliar os trabalhos para que uma média de 70 residências recebam a intervenção, mensalmente”, resume a engenheira da Habitafor, Mariana Sales.

O cadastramento em campo conta com a uma ação intersetorial das coordenadorias de Programas Habitacionais (Cophab) e de Programas Sociais (Cops). “Enquanto a equipe da Cophab faz a inspeção no local que irá receber a intervenção, as técnicas da Cops realizam o cadastro social das famílias, a fim de que sejam respeitados os critérios estabelecidos para receber a melhoria”, observa a engenheira.

Em quase dois anos, a atual gestão beneficiou mais de 500 famílias com melhorias habitacionais, que são intervenções desenvolvidas junto a comunidades vulneráveis, que permitem condições saudáveis de habitabilidade em moradias precárias, levando dignidade para as famílias atendidas. O foco desse trabalho está na construção e/ou reparos de banheiros com a instalação de kits sanitários (chuveiro, lavatório, vaso, revestimento e piso cerâmico), barras de apoio e em alguns casos até caixa d’água, além do acesso à rede de saneamento básico.

Publicado em Habitação
Apartamentos e Jardins
O conjunto habitacional é formado por 816 apartamentos

Uma equipe da Coordenadoria de Regularização Fundiária (Coref) da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor) esteve nesta quinta-feira (11/08), no conjunto Novo Jardim Castelão (Regional 8). A missão foi acompanhar parte do Programa de Orientação Urbanística e Social (Pouso) voltado para a titularização das famílias que, além da iniciativa destinada à conquista do papel da casa, também recebem intervenções estruturais.

O trabalho de regularização fundiária é composto de várias etapas, entre elas a inicial de cadastramento dos futuros beneficiários. “Viemos acompanhar o pouso fixo que atende a população que precisa fazer a atualização cadastral ou até mesmo um novo cadastro. Ao mesmo tempo, a equipe está em uma ação ‘porta a porta’, sobretudo com aqueles que não tiveram acesso às informações anteriormente”, explicou a técnica da Coref, Rozilda Martins. A representante da Habitafor destaca ainda a importância do papel da casa. “Falar de papel da casa está diretamente relacionado com a dignidade humana, melhores condições de moradia, de habitabilidade e, principalmente, o reconhecimento da pessoa como cidadã”, afirmou.

O trabalho é acompanhado por lideranças locais, como é o caso do líder comunitário Enok Carvalho. “Com uma aceitação de 100% da comunidade, o trabalho vem se desenvolvendo de forma tranquila e a gente da associação está acompanhando o passo a passo do processo de regularização fundiária e estamos confiantes num bom resultado. A gente está bastante agradecido”, ressaltou.

Sobre o aspecto estrutural, o foco dos trabalhos na comunidade está em obras de melhorias habitacionais em alguns apartamentos e em intervenções na área de saneamento, em parceria com Cagece.

Novo Jardim Castelão

O conjunto Novo Jardim Castelão está localizado no bairro Passaré e é composto de 816 apartamentos que serão todos cadastrados. Desse total, 96 já estão em processo de titularização e outros 164 devem passar intervenções estruturais.

Publicado em Habitação
A técnica olha a situação do banheiro
São observadas as condições do banheiro que receberá a intervenção

As equipes da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional de Fortaleza (Habitafor) estão mais uma vez na região do Vicente Pinzón (Regional 2) para dar sequência nos trabalhos de melhorias habitacionais. As primeiras ações desta semana resultaram na confirmação de 20 novos cadastros e outras 30 melhorias estão em execução na área do Serviluz.

Os novos cadastros, que são feitos a partir da coleta de dados básicos dos moradores, identificam os futuros beneficiários pelos documentos de RG, CPF, comprovante de residência, assim como informações sobre a composição familiar e a renda, também são observadas as condições do banheiro que receberá a intervenção. “Nesta fase, a equipe do social da Habitafor coleta os dados, enquanto os técnicos da engenharia avaliam a estrutura do banheiro. É partir desta visita que conseguimos abrir novas frentes de obra”, detalha a engenheira da Habitafor, Mariana Sales.

As melhorias habitacionais são intervenções desenvolvidas junto a comunidades vulneráveis, que permitem condições saudáveis de habitabilidade em moradias precárias, levando dignidade para as famílias atendidas. O foco desse trabalho está na construção e/ou reparos de banheiros com a instalação de kits sanitários (chuveiro, lavatório, vaso, revestimento e piso cerâmico), barras de apoio e em alguns casos até caixa d’água, além do acesso à rede de saneamento básico.

Segundo dados da Coordenadoria de Programas Habitacionais da Habitafor (Cophab), cerca de 300 famílias já foram beneficiadas na comunidade Serviluz.

Publicado em Habitação
As técnicas passam de casa em casa
As equipes seguem abrindo novas frentes de obra, passando nas residências da área delimitada pelo projeto

A Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor) abriu a semana de trabalho reforçando as ações do Programa de Melhorias Habitacionais. Assim como nos dias anteriores, o foco é a comunidade do Serviluz localizada no bairro Vicente Pinzón (Regional 2).

Nesta semana, as equipes das coordenadorias de Programas Habitacionais (Cophab) e de Programas Sociais (Cops) seguem abrindo novas frentes de obra, passando nas residências da área delimitada pelo projeto. Durante a visita, os técnicos coletam dados básicos, a partir dos documentos de RG, CPF, comprovante de residência, assim como informações sobre a composição familiar e a renda, bem como observa as condições do banheiro que receberá a intervenção.

Atualmente, cerca de 30 melhorias habitacionais estão em execução no Serviluz e esse número deve ser ampliado, tendo em vista que a previsão é que mais de 1.000 famílias sejam beneficiadas. As intervenções se concentram na construção e/ou reparos de banheiros com a instalação de kits sanitários (chuveiro, lavatório, vaso, revestimento e piso cerâmico), barras de apoio e em alguns casos até caixa d’água, além do acesso à rede de saneamento básico. “Com as melhorias habitacionais, a Prefeitura leva condições saudáveis de habitabilidade e dignidade para essas comunidades vulneráveis”, disse a Mariana Sales, engenheira da Habitafor.

Mais

Também nesta segunda-feira (26/7), equipes da Cophab e da Cops estiveram na comunidade da Lagoa do Papicu para dialogar com lideranças, a fim de alinhar a execução do trabalho social naquela área.

O trabalho social é uma atividade transversal desenvolvida junto aos beneficiários dos programas habitacionais que visa principalmente empoderar as famílias quanto a questões de mobilização, organização e fortalecimento social, acompanhamento e gestão social da intervenção habitacional, educação ambiental e patrimonial, além do desenvolvimento socioeconômico.

Publicado em Habitação
Funcionários conversam com moradora
Equipes da Habitafor estiveram na comunidade do Serviluz nesta quarta-feira (20/07)

Equipes da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional de Fortaleza (Habitafor) estiveram na comunidade do Serviluz (Vicente Pinzón), na manhã desta quarta-feira (20/07), para abrir novas frentes de obra do Programa de Melhorias Habitacionais. Esse eixo da política habitacional foca em intervenções estruturais, principalmente nos banheiros de famílias vulneráveis.

A atividade desta manhã com técnicos das coordenadorias de Programas Habitacionais (Cophab) e de Programas Sociais (Cops) consistiu na coleta de informações das famílias que poderão se encaixar nos critérios e, consequentemente, serem beneficiadas.

“Nessa etapa do processo, as equipes do social coletam dados básicos, a partir dos documentos de RG, CPF, comprovante de residência, assim como informações sobre a composição familiar e a renda. Já a engenharia observa as condições do banheiro que receberá a intervenção”, explicou a engenheira da Habitafor, Mariana Sales.

Para participar do programa, as famílias devem ter renda inferior a três salários mínimos, a residência deve ser própria (não serão beneficiadas as casas alugadas) e ter uso exclusivo de moradia, ou seja, não pode ter atividade comercial.

Segundo dados da Cops, o trabalho desta quarta-feira permitiu o cadastro de 19 novas famílias que serão avaliadas e poderão se juntar às mais de 30 que já têm o trabalho em execução nas suas residências. “Mesmo com as dificuldades da pandemia, a Prefeitura de Fortaleza contemplou quase 300 famílias no Serviluz, por meio desse eixo da política habitacional”, observou o secretário do Desenvolvimento Habitacional, Adail Fontenele.

Para a dona de casa Francisca Andrade, a passagem da equipe da Habitafor gera esperança. “Eu não reformei ainda o meu banheiro por falta de condições (financeiras), mas pelo que vi na comunidade e com a presença deles aqui, eu tenho esperança", disse.

Publicado em Habitação
colaboradora testa descarga de banheiro
A principal intervenção é no banheiro com instalação de kits sanitários, entre outros benefícios

Uma equipe da Coordenadoria de Programas Habitacionais (Cophab) da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional de Fortaleza (Habitafor) esteve, nesta quarta-feira (29/06), na comunidade do Serviluz, no Vicente Pinzón (Regional 2), para vistoriar os serviços do Projeto de Melhorias Habitacionais coordenado pela pasta.

De acordo com a engenheira Mariana Sales, além da vistoria nos trabalhos executados, a visita técnica também serviu para avançar nas obras naquela região. “Nós verificamos todas as casas que receberam melhorias habitacionais neste último mês, ao passo que abrimos novas frentes de obra”, disse a colaboradora. Ela destacou ainda que, mesmo com as dificuldades da pandemia, mais de 200 famílias foram contempladas pelo projeto que foca nas necessidades hidrossanitárias. “Mesmo com a pandemia que impôs a suspensão dos serviços em alguns momentos, 249 famílias do Serviluz já foram contempladas pelo projeto”.

Uma dessas residências foi a do seu Francisco José Costa, morador do bairro há 50 anos. “É um importante benefício que ajuda as pessoas que estão sem condições aquisitivas para fazer uma reforma no banheiro. Esse projeto veio para beneficiar várias pessoas do bairro e nós fomos um desses beneficiados”, celebrou o subchefe de cozinha. Ele também fez questão de destacar que, após ser contemplado com a reforma do banheiro, aproveitou para investir em outras áreas da casa. “Esse trabalho me deu um incentivo para reformar a cozinha, construir uma laje e fazer alguns acréscimos para maior benefício da família”, afirmou o morador.

A engenheira Mariana Sales também destacou o foco principal do Projeto de Melhorias Habitacionais desenvolvido pela Habitafor. “Nossa principal intervenção é no banheiro com instalação de kits sanitários, caixa d’água, ligação com a rede de esgoto, entre outros benefícios. Para muitas pessoas isso é apenas um banheiro, mas, para nós que trabalhamos com isso, é muito mais, é dignidade, é saúde, ou seja, vai bem além de um banheiro”.

Publicado em Habitação
Duas servidoras entrevistando moradora do Vicente Pinzpon
As equipes vão de casa em casa colhendo os dados das famílias

A Prefeitura de Fortaleza retomou nesta semana, por meio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor), o trabalho de cadastramento das famílias que serão beneficiadas com melhorias habitacionais na região da comunidade do Serviluz, no grande Vicente Pinzón (Regional 2).

Os impactos da pandemia refrearam os trabalhos, mas com o avanço da vacinação e o planejamento feito pela Habitafor, as ações estão sendo retomadas. “Estamos retomando gradativamente as nossas ações externas e as melhorias habitacionais são um dos principais produtos da política habitacional desenvolvida pela Prefeitura de Fortaleza. Essa iniciativa também é uma questão de saúde pública e por isso temos dado prioridade”, destaca o secretário titular da Habitafor, Adail Fontenele.

No ano passado, 220 famílias tiveram seus banheiros construídos ou reformados, somente na região da comunidade do Serviluz, no Vicente Pinzón. A expectativa é que 1.181 residências sejam contempladas pelo programa de melhorias habitacionais.

Melhorias habitacionais

As melhorias habitacionais são intervenções estruturais que focam, prioritariamente, na construção ou reparo de banheiros. Na oportunidade, as famílias são beneficiadas com kits sanitários (chuveiro, lavatório e vaso), piso, revestimento cerâmico e, em alguns casos, adaptações para necessidades especiais e colocação de caixa d’água. Além da questão estrutural, essas residenciais passam a ter o sistema de esgotamento sanitário ligado à rede de saneamento básico, por meio da ligação intradomiciliar.

Publicado em Habitação
banheiro reformado
Os banheiros recebem kit sanitários e ligação intradomiciliar

A Prefeitura de Fortaleza segue com ações de melhorias habitacionais na região do grande Pirambu (Regional 1). Somente neste ano, mesmo com todas as dificuldades impostas pela pandemia do coronavírus, 236 famílias foram beneficiadas com reforma ou construção de banheiros naquela região. Os trabalhos são coordenados pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor) e fazem parte de um dos eixos da política de habitação executada na capital cearense.

As melhorias habitacionais consistem em uma intervenção estrutural que foca, principalmente, na construção ou reparo de banheiros, pela qual as famílias são beneficiadas com a instalação de kits sanitários (chuveiro, lavatório e vaso), piso, revestimento cerâmico e, em alguns casos, adaptações para necessidades especiais e colocação de caixa d’água. Além da questão estrutural, essas residenciais passam a ter o sistema de esgotamento sanitário ligado à rede de saneamento básico, por meio da ligação intradomiciliar. “As melhorias habitacionais são uma questão de saúde pública e também levam dignidade para essas famílias, visto que proporcionamos a salubridade de terem um banheiro”, observa o titular da Habitafor, Adail Fontenele.

Em 2021, mesmo com os impasses da pandemia, mais de R$ 470 mil foram investidos em obras de melhorias habitacionais no grande Pirambu e, nos últimos cinco anos, foram mais R$ 9,2 milhões, em consonância com o Projeto Vila do Mar, beneficiando mais de 1.700 famílias. Especificamente nessa região, o Município investiu cerca de 20% em contrapartidas que incluem trabalho social, regularização fundiária, assessoria técnica, fiscalização e acompanhamento das ações.

Além do Pirambu, os bairros Vicente Pinzón/Serviluz (Regional 2) e Moura Brasil (12) são outras áreas beneficiadas com melhorias habitacionais em 2021. Nesses locais, 166 famílias foram contempladas com as intervenções, com investimentos de mais de R$ 500 mil que também contemplam ações de trabalho social, assessoria técnica, fiscalização e acompanhamento das obras.

“Acredito que poderíamos ter avançado muito mais, porém em razão da pandemia, a Habitafor trabalhou com restrições como o mundo todo e as melhorias habitacionais foram diretamente prejudicadas, uma vez que a intervenção é no interior da residência e com a família em casa”, pondera o titular da pasta.

Até o final do ano, outras 50 famílias deverão ser beneficiadas com esse eixo da política habitacional.

Publicado em Habitação

A Prefeitura de Fortaleza atua, por meio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional (Fortaleza), com a ações de melhorias habitacionais em pelo menos três áreas vinculadas às Zonas Especiais de Interesse Social (ZEIS). As intervenções, que focam principalmente o banheiro das residências, estão presentes nos bairros Pirambu (Regional 1), Serviluz (2) e Moura Brasil (12).

Na atual gestão, mesmo com as sérias restrições impostas pela pandemia da Covid-19, mais de 300 famílias foram beneficiadas com ações de melhorias habitacionais. Esse trabalho tem o foco na construção e/ou reparos de banheiros com a instalação de kits sanitários (chuveiro, lavatório e vaso), colocação de piso e revestimento cerâmico, além de promover o acesso à rede de saneamento básico, por meio da ligação intradomiciliar. “Essas intervenções permitem melhorar as condições saudáveis de habitabilidade em áreas de assentamentos precários, levando dignidade para as famílias atendidas”, destaca o titular da Habitafor, Adail Fontenele.

Até outubro deste ano, 167 famílias haviam sido beneficiadas com melhorias habitacionais no Pirambu, 101 tiveram seus banheiros construídos ou reformados no Serviluz e outras 35 receberam a intervenção no Moura Brasil. Além disso, outras 47 famílias seguem com obras em execução nesses bairros.

Um dos beneficiados com a melhoria foi Francisco José da Silva, morador da Rua Taperuaba, no grande Pirambu. Para ele, o trabalho ágil e bem feito permitiu que acolhesse a sua mãe de 74 anos. “Foi um trabalho rápido, com bom atendimento e deu para trazer minha mãe que estava no interior por causa da pandemia. Como estou desempregado, não teria como melhorar o banheiro”, ressalta o morador.

Zonas Especiais de Interesse Social

As zonas foram delimitadas e determinadas pelo Plano Diretor de Fortaleza (PDPFor-2009), e compreendem áreas do território que exigem tratamento especial na definição de parâmetros reguladores de usos e ocupação do solo. Mais informações no site https://zonasespeciais.fortaleza.ce.gov.br/ 

Publicado em Habitação

 

A imagem do antes e depois do banheiro reformado
O foco principal das melhorias é o banheiro da residência, que recebe um kit sanitário

A Prefeitura de Fortaleza beneficiou 303 famílias com o programa de melhorias habitacionais, desenvolvido pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor). Nos últimos noves meses, mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia do coronavírus, o Município manteve uma média de 33 intervenções mensais distribuídas entre os bairros Pirambu (Regional 1), Serviluz (2) e Moura Brasil (12).

As melhorias habitacionais são intervenções executadas pela Prefeitura em áreas predefinidas, que visam ao melhoramento estrutural de moradias precárias, com foco principal no banheiro. Na oportunidade, são instalados kits sanitários compostos de chuveiro, lavatório e vaso, além do assentamento de piso, revestimento cerâmico e, em alguns casos, adaptações para necessidades especiais.

“Esse trabalho requer o acesso a casa e, em tempos de pandemia, essa tarefa ficou bem limitada. Mesmo assim, as nossas equipes foram a campo, identificaram as necessidades e executaram as melhorias que permitem a essas famílias o acesso ao saneamento e, em muitos casos, a dignidade de ter um banheiro”, ressalta o secretário titular da Habitafor, Adail Fontenele.

As ações foram contabilizadas pela Coordenadoria de Programas Habitacionais (Cophab), até setembro deste ano, e a expectativa é que outras 230 famílias sejam beneficiadas até o final de 2021, como a da moradora do Pirambu, Gorete Rodrigues, que ficou muito feliz com o novo banheiro. “Fiquei muito satisfeita, pois estou desempregada, vivo somente com o programa social e, com dois filhos pequenos, não teria como fazer o meu banheiro”, disse a dona de casa.

Publicado em Habitação
Página 1 de 3