18 de setembro de 2018 em Mobilidade

Fortaleza reduz em 34% número de acidentes fatais no trânsito

O anúncio foi feito pelo prefeito Roberto Cláudio nesta terça-feira (18/09) durante o lançamento da Semana Nacional de Mobilidade


várias pessoas numa mesa de palestra
O prefeito Roberto Cláudio apresentou novas intervenções de requalificação viária, estratégias de fiscalização do trânsito e sinalização com foco na prevenção de acidentes

O prefeito Roberto Cláudio anunciou redução de 34% no número de acidentes fatais em Fortaleza. O índice faz parte do Relatório Anual de Segurança Viária de Fortaleza, apresentado nesta terça-feira (18/09), no auditório do Paço Municipal, durante o lançamento da campanha nacional da Semana da Mobilidade.

De acordo com a nova edição, o número de feridos no trânsito de Fortaleza também caiu 15%. Em números absolutos, foram 18.295 feridos em 2016 contra 15.522 ano passado. O número de mortes também sofreu redução de 9% em comparação com o ano anterior. Os motociclistas continuam a liderar as mortes no trânsito (50,8%), seguidos pelos pedestres (36,7%) – a maioria homens, com idade entre 30 e 59 anos.

“Vamos continuar gerando consciência ao cidadão sobre as importantes mudanças positivas que conseguimos em virtude da ampla política pública de mobilidade urbana, que melhora o tráfego em áreas muito movimentadas, mas sobretudo salva vidas. Nos últimos três anos, Fortaleza reduziu o número de acidentes fatais em 34%. São 250 acidentes por ano e pela primeira vez, temos uma tendência de queda sustentável em Fortaleza”, destacou Roberto Cláudio.

Outro dado revelante da publicação diz respeito aos valores gastos pela sociedade com os acidentes de trânsito em Fortaleza. De acordo com o relatório, este valor gira em torno de R$ 590 milhões, com base em um cálculo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).

“Desde 2015, estamos com fortes políticas de mobilidade e o reconhecimento vem com a queda de números tão alarmantes. Mesmo assim, ainda temos um longo caminho pela frente. Para perceber isso, basta pensar que, em 2017, os gastos com acidentes chegaram a R$ 590 milhões. Além de ser uma questão de saúde pública, é uma questão econômica porque todos esses recursos poderiam ser investidos em outras áreas que precisam de atenção”, frisou o secretário-executivo de da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), Luiz Henrique Sabóia.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), os acidentes representam hoje uma epidemia de saúde pública. A cada ano, cerca de 1,25 milhão de pessoas morrem no trânsito em todo o mundo e até 50 milhões sobrevivem com ferimentos e sequelas, resultando em custos pessoais, sociais e econômicos incalculáveis. Para Roberto Cláudio, três mensagens são fundamentais para que as políticas públicas continuem funcionando em Fortaleza. “O uso do capacete pode livrar o cidadão da morte ou de uma sequela definitiva; associar álcool e outras drogas ao volante induz a um comportamento de risco e o veículo pode se transformar em uma arma; e a redução de velocidade traz uma falsa sensação de engarrafamento, mas ela cria um fluxo constante e regular que reduz acidentes viários”, afirmou o Prefeito.

Ao longo do relatório, são descritas ainda as principais intervenções desenvolvidas para reduzir a quantidade de mortos e feridos no trânsito de Fortaleza. O documento está disponível para download no site do Observatório de Segurança Viária de Fortaleza.

A programação da Semana da Mobilidade acontece em Fortaleza entre os dias 18 e 25 de setembro. A campanha é realizada em todo o País, por meio do Departamento Nacional de Trânsito e este ano tem como tema “nós somos o trânsito”. Diversas ações educativas e culturais são realizadas pela Prefeitura, por meio da SCSP e com apoio da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global. Durante a primeira atividade da programação, além de apresentar ações educativas e culturais, o prefeito Roberto Cláudio apresentou novas intervenções de requalificação viária, estratégias de fiscalização do trânsito e sinalização com foco na prevenção de acidentes.

Fórum chama atenção para impactos de acidentes na saúde pública

Como parte das atividades de promoção da conscientização sobre a importância de investir na segurança no trânsito, o Observatório de Segurança Viária – iniciativa da Prefeitura e da Unifor – promove na próxima quinta-feira (20/09), às 14h, no Teatro Celina Queiroz, a palestra “Acidentes de trânsito: uma epidemia de saúde pública global”, com o PhD Abdulgafoor M. Bachani, diretor da John Hopkins International Injury Research Unit, da Universidade da Johns Hopkins (EUA), referência internacional em saúdepública e colaboradora certificada da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Av. Osório de Paiva mais segura para pedestres e ciclistas

Durante a Semana da Mobilidade, está prevista a conclusão de um pacote de intervenções (segunda etapa) viárias implantadas ao longo da Av. Osório de Paiva, que registrou 129 óbitos nos últimos dez anos. A via, conhecida pela alta taxa de acidentalidade, recebeu seis novos semáforos, revitalização da sinalização com readequação da velocidade desde a Av. Gomes Brasil até a Perimetral, fechamento de conversões arriscadas, além de binário, prolongamento de calçada, dentre outras medidas.

As mesmas medidas foram adotadas no início do ano na Avenida Leste-Oeste e os resultados preliminares são bastante positivos. Dados recentes divulgados pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) mostram que nessa avenida o número de atropelamento caiu 63% e o quantitativo de acidentes com vítima reduziu 54% após a mudança. A expectativa é que aconteça o mesmo na Av. Osório de Paiva.

Ações educativas destacam comportamento seguro nas vias

Como parte da programação, todos os usuários que diariamente compartilham o espaço urbano serão contemplados com ações educativas. Haverá atividades voltadas a todos os públicos, seja motociclista, ciclista, pedestre e condutor. A mobilização, que acontecerá com a presença dos educadores da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), consiste em orientar sobre tráfego seguro e alertar quanto aos principais fatores de risco: velocidade, não uso do capacete e combinação entre álcool e direção.

Pacientes do Instituto Dr. José Frota (IJF) também serão conscientizados para adotar medidas seguras e preventivas para evitar acidentes. Em determinadas ações a novidade é que o trabalho contará com mobilizadores de saúde das regionais que foram devidamente capacitados para se aproximar dos usuários e repassar a orientação de como se deslocar com segurança nas vias da cidade e em terminais, estimulando o respeito e convívio urbano pacífico.

Prêmio de Mobilidade Urbana

Aproveitando as atividades alusivas, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) lança a segunda edição do Prêmio de Mobilidade Urbana cujo propósito é estimular o exercício contínuo da cidadania e uma reflexão sobre o comportamento de cada um no trânsito. Os interessados devem se inscrever no Canal de Mobilidade da Prefeitura de Fortaleza até o dia 19 de outubro.

Com a temática “Nós somos o trânsito”, o concurso é dividido em três categorias: desenho, poema e redação. Estão aptos a participar alunos do 1º ao 9º Ano devidamente matriculados nas instituições municipais e estaduais de ensino. A entrega dos trabalhos deve ser na própria direção da escola entre os dias 22 de outubro e 30 de novembro. O resultado será divulgado no dia 19 de dezembro. A premiação inclui notebook, tablet e smartphone.

carro elétrico
O balanço dos dois anos do VAMO será apresentado durante café da manhã para a imprensa na Praça Antônio Prudente na próxima sexta-feira (21/09)

VAMO completa dois anos de operação e oferece passe livre a usuários

Na próxima sexta-feira (21/09), o VAMO, primeiro sistema de carros elétricos compartilhados da América Latina, completa dois anos de funcionamento e a Prefeitura, com apoio do HapVida Saúde e Serttel, oferecerá passe gratuito de uma hora para todos os usuários. O balanço dos dois anos também será apresentado durante café da manhã para a imprensa na Praça Antônio Prudente. Os usuários que mais utilizaram o sistema também receberão um prêmio especial do patrocinador do sistema durante o evento.

"Dia Mundial sem Carro" com atividade educativa e passe livre no Bicicletar

No próximo dia 22 de Setembro, Dia Mundial sem Carro, ao longo de todo o dia, usuários do Bicicletar também poderão usar o sistema de graça, como mais uma forma de incentivo à saúde e de redução na emissão de gases que poluem o meio ambiente – além de muitas vezes ser mais rápido que andar de carro, por exemplo.

Frota de ônibus de Fortaleza recebe adesivos de alerta, indicando pontos cegos

Para chamar a atenção de motoristas, pedestres e ciclistas sobre os chamados “pontos cegos” dos ônibus, pontos no entorno dos veículos coletivos onde os motoristas têm pouca visibilidade vão receber sinalização de alerta a partir da próxima quarta-feira (19/09). A iniciativa já é realidade em grandes cidades, como Bogotá (Colômbia) e cidades do Reino Unido. Com a indicação do adesivo de pontos cegos, é possível prevenir acidentes, tendo em vista que os motoristas, pedestres e ciclistas podem adotar uma condução/postura preventiva.

A ação é realizada pela Prefeitura, por meio da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) em parceria com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) e apoio da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global. Os acidentes envolvendo veículos do sistema de transporte público de Fortaleza em 2017 contabilizaram uma redução significativa no número de acidentes com vítimas fatais ou feridas em relação ao ano anterior, caindo de 529 para 295 registros – uma redução de 44%.

Programa "Esquina Segura" ganha nova cara para evitar acidentes

A cidade de Fortaleza já está registrando conquistas efetivas na política de segurança viária implementada pela Prefeitura. Os dados de uma pesquisa realizada por meio de parceria entre a Universidade Federal do Ceará (UFC) e a AMC revelam que o projeto “Esquina Segura” está alcançando o objetivo de salvar vidas. Implantado em março de 2017, o projeto reduziu em 61% o número de acidentes com vítima nos locais onde houve a intervenção, garantindo mais segurança aos condutores e pedestres que se deslocam diariamente pela cidade. Dando continuidade à iniciativa, além do reforço na sinalização e fiscalização, áreas de esquina serão prolongadas no intuito de reduzir a distância de travessia dos pedestres, deixando-os menos expostos na via.

Caderno de boas práticas de calçadas – plano municipal de caminhabilidade de Fortaleza

A Prefeitura está elaborando um Caderno de Boas Práticas de Calçadas. O documento, que faz parte do Plano Municipal de Caminhabilidadede Fortaleza, visa orientar a população, de forma didática, sobre a melhor forma de adaptar e manter a calçada para o uso coletivo, através das normas técnicas do Código de Obras e Posturas de Fortaleza e da Associação Brasileira de Normas Técnicas-NBR 9050. A elaboração deste material está sendo realizada por meio de um trabalho conjunto entre diversos órgãos municipais, coordenado pela Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma). Brevemente, ele estará disponível no Canal Urbanismo e Meio Ambiente do Portal da Prefeitura para a contribuição da sociedade civil.

Fortaleza reduz em 34% número de acidentes fatais no trânsito

O anúncio foi feito pelo prefeito Roberto Cláudio nesta terça-feira (18/09) durante o lançamento da Semana Nacional de Mobilidade

várias pessoas numa mesa de palestra
O prefeito Roberto Cláudio apresentou novas intervenções de requalificação viária, estratégias de fiscalização do trânsito e sinalização com foco na prevenção de acidentes

O prefeito Roberto Cláudio anunciou redução de 34% no número de acidentes fatais em Fortaleza. O índice faz parte do Relatório Anual de Segurança Viária de Fortaleza, apresentado nesta terça-feira (18/09), no auditório do Paço Municipal, durante o lançamento da campanha nacional da Semana da Mobilidade.

De acordo com a nova edição, o número de feridos no trânsito de Fortaleza também caiu 15%. Em números absolutos, foram 18.295 feridos em 2016 contra 15.522 ano passado. O número de mortes também sofreu redução de 9% em comparação com o ano anterior. Os motociclistas continuam a liderar as mortes no trânsito (50,8%), seguidos pelos pedestres (36,7%) – a maioria homens, com idade entre 30 e 59 anos.

“Vamos continuar gerando consciência ao cidadão sobre as importantes mudanças positivas que conseguimos em virtude da ampla política pública de mobilidade urbana, que melhora o tráfego em áreas muito movimentadas, mas sobretudo salva vidas. Nos últimos três anos, Fortaleza reduziu o número de acidentes fatais em 34%. São 250 acidentes por ano e pela primeira vez, temos uma tendência de queda sustentável em Fortaleza”, destacou Roberto Cláudio.

Outro dado revelante da publicação diz respeito aos valores gastos pela sociedade com os acidentes de trânsito em Fortaleza. De acordo com o relatório, este valor gira em torno de R$ 590 milhões, com base em um cálculo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).

“Desde 2015, estamos com fortes políticas de mobilidade e o reconhecimento vem com a queda de números tão alarmantes. Mesmo assim, ainda temos um longo caminho pela frente. Para perceber isso, basta pensar que, em 2017, os gastos com acidentes chegaram a R$ 590 milhões. Além de ser uma questão de saúde pública, é uma questão econômica porque todos esses recursos poderiam ser investidos em outras áreas que precisam de atenção”, frisou o secretário-executivo de da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), Luiz Henrique Sabóia.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), os acidentes representam hoje uma epidemia de saúde pública. A cada ano, cerca de 1,25 milhão de pessoas morrem no trânsito em todo o mundo e até 50 milhões sobrevivem com ferimentos e sequelas, resultando em custos pessoais, sociais e econômicos incalculáveis. Para Roberto Cláudio, três mensagens são fundamentais para que as políticas públicas continuem funcionando em Fortaleza. “O uso do capacete pode livrar o cidadão da morte ou de uma sequela definitiva; associar álcool e outras drogas ao volante induz a um comportamento de risco e o veículo pode se transformar em uma arma; e a redução de velocidade traz uma falsa sensação de engarrafamento, mas ela cria um fluxo constante e regular que reduz acidentes viários”, afirmou o Prefeito.

Ao longo do relatório, são descritas ainda as principais intervenções desenvolvidas para reduzir a quantidade de mortos e feridos no trânsito de Fortaleza. O documento está disponível para download no site do Observatório de Segurança Viária de Fortaleza.

A programação da Semana da Mobilidade acontece em Fortaleza entre os dias 18 e 25 de setembro. A campanha é realizada em todo o País, por meio do Departamento Nacional de Trânsito e este ano tem como tema “nós somos o trânsito”. Diversas ações educativas e culturais são realizadas pela Prefeitura, por meio da SCSP e com apoio da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global. Durante a primeira atividade da programação, além de apresentar ações educativas e culturais, o prefeito Roberto Cláudio apresentou novas intervenções de requalificação viária, estratégias de fiscalização do trânsito e sinalização com foco na prevenção de acidentes.

Fórum chama atenção para impactos de acidentes na saúde pública

Como parte das atividades de promoção da conscientização sobre a importância de investir na segurança no trânsito, o Observatório de Segurança Viária – iniciativa da Prefeitura e da Unifor – promove na próxima quinta-feira (20/09), às 14h, no Teatro Celina Queiroz, a palestra “Acidentes de trânsito: uma epidemia de saúde pública global”, com o PhD Abdulgafoor M. Bachani, diretor da John Hopkins International Injury Research Unit, da Universidade da Johns Hopkins (EUA), referência internacional em saúdepública e colaboradora certificada da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Av. Osório de Paiva mais segura para pedestres e ciclistas

Durante a Semana da Mobilidade, está prevista a conclusão de um pacote de intervenções (segunda etapa) viárias implantadas ao longo da Av. Osório de Paiva, que registrou 129 óbitos nos últimos dez anos. A via, conhecida pela alta taxa de acidentalidade, recebeu seis novos semáforos, revitalização da sinalização com readequação da velocidade desde a Av. Gomes Brasil até a Perimetral, fechamento de conversões arriscadas, além de binário, prolongamento de calçada, dentre outras medidas.

As mesmas medidas foram adotadas no início do ano na Avenida Leste-Oeste e os resultados preliminares são bastante positivos. Dados recentes divulgados pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) mostram que nessa avenida o número de atropelamento caiu 63% e o quantitativo de acidentes com vítima reduziu 54% após a mudança. A expectativa é que aconteça o mesmo na Av. Osório de Paiva.

Ações educativas destacam comportamento seguro nas vias

Como parte da programação, todos os usuários que diariamente compartilham o espaço urbano serão contemplados com ações educativas. Haverá atividades voltadas a todos os públicos, seja motociclista, ciclista, pedestre e condutor. A mobilização, que acontecerá com a presença dos educadores da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), consiste em orientar sobre tráfego seguro e alertar quanto aos principais fatores de risco: velocidade, não uso do capacete e combinação entre álcool e direção.

Pacientes do Instituto Dr. José Frota (IJF) também serão conscientizados para adotar medidas seguras e preventivas para evitar acidentes. Em determinadas ações a novidade é que o trabalho contará com mobilizadores de saúde das regionais que foram devidamente capacitados para se aproximar dos usuários e repassar a orientação de como se deslocar com segurança nas vias da cidade e em terminais, estimulando o respeito e convívio urbano pacífico.

Prêmio de Mobilidade Urbana

Aproveitando as atividades alusivas, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) lança a segunda edição do Prêmio de Mobilidade Urbana cujo propósito é estimular o exercício contínuo da cidadania e uma reflexão sobre o comportamento de cada um no trânsito. Os interessados devem se inscrever no Canal de Mobilidade da Prefeitura de Fortaleza até o dia 19 de outubro.

Com a temática “Nós somos o trânsito”, o concurso é dividido em três categorias: desenho, poema e redação. Estão aptos a participar alunos do 1º ao 9º Ano devidamente matriculados nas instituições municipais e estaduais de ensino. A entrega dos trabalhos deve ser na própria direção da escola entre os dias 22 de outubro e 30 de novembro. O resultado será divulgado no dia 19 de dezembro. A premiação inclui notebook, tablet e smartphone.

carro elétrico
O balanço dos dois anos do VAMO será apresentado durante café da manhã para a imprensa na Praça Antônio Prudente na próxima sexta-feira (21/09)

VAMO completa dois anos de operação e oferece passe livre a usuários

Na próxima sexta-feira (21/09), o VAMO, primeiro sistema de carros elétricos compartilhados da América Latina, completa dois anos de funcionamento e a Prefeitura, com apoio do HapVida Saúde e Serttel, oferecerá passe gratuito de uma hora para todos os usuários. O balanço dos dois anos também será apresentado durante café da manhã para a imprensa na Praça Antônio Prudente. Os usuários que mais utilizaram o sistema também receberão um prêmio especial do patrocinador do sistema durante o evento.

"Dia Mundial sem Carro" com atividade educativa e passe livre no Bicicletar

No próximo dia 22 de Setembro, Dia Mundial sem Carro, ao longo de todo o dia, usuários do Bicicletar também poderão usar o sistema de graça, como mais uma forma de incentivo à saúde e de redução na emissão de gases que poluem o meio ambiente – além de muitas vezes ser mais rápido que andar de carro, por exemplo.

Frota de ônibus de Fortaleza recebe adesivos de alerta, indicando pontos cegos

Para chamar a atenção de motoristas, pedestres e ciclistas sobre os chamados “pontos cegos” dos ônibus, pontos no entorno dos veículos coletivos onde os motoristas têm pouca visibilidade vão receber sinalização de alerta a partir da próxima quarta-feira (19/09). A iniciativa já é realidade em grandes cidades, como Bogotá (Colômbia) e cidades do Reino Unido. Com a indicação do adesivo de pontos cegos, é possível prevenir acidentes, tendo em vista que os motoristas, pedestres e ciclistas podem adotar uma condução/postura preventiva.

A ação é realizada pela Prefeitura, por meio da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) em parceria com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) e apoio da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global. Os acidentes envolvendo veículos do sistema de transporte público de Fortaleza em 2017 contabilizaram uma redução significativa no número de acidentes com vítimas fatais ou feridas em relação ao ano anterior, caindo de 529 para 295 registros – uma redução de 44%.

Programa "Esquina Segura" ganha nova cara para evitar acidentes

A cidade de Fortaleza já está registrando conquistas efetivas na política de segurança viária implementada pela Prefeitura. Os dados de uma pesquisa realizada por meio de parceria entre a Universidade Federal do Ceará (UFC) e a AMC revelam que o projeto “Esquina Segura” está alcançando o objetivo de salvar vidas. Implantado em março de 2017, o projeto reduziu em 61% o número de acidentes com vítima nos locais onde houve a intervenção, garantindo mais segurança aos condutores e pedestres que se deslocam diariamente pela cidade. Dando continuidade à iniciativa, além do reforço na sinalização e fiscalização, áreas de esquina serão prolongadas no intuito de reduzir a distância de travessia dos pedestres, deixando-os menos expostos na via.

Caderno de boas práticas de calçadas – plano municipal de caminhabilidade de Fortaleza

A Prefeitura está elaborando um Caderno de Boas Práticas de Calçadas. O documento, que faz parte do Plano Municipal de Caminhabilidadede Fortaleza, visa orientar a população, de forma didática, sobre a melhor forma de adaptar e manter a calçada para o uso coletivo, através das normas técnicas do Código de Obras e Posturas de Fortaleza e da Associação Brasileira de Normas Técnicas-NBR 9050. A elaboração deste material está sendo realizada por meio de um trabalho conjunto entre diversos órgãos municipais, coordenado pela Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma). Brevemente, ele estará disponível no Canal Urbanismo e Meio Ambiente do Portal da Prefeitura para a contribuição da sociedade civil.